teste3 motivos para assistir à serie A verdade sobre o caso Harry Quebert

Protagonizada por Patrick Dempsey (Grey’s Anatomy) e Kristine Froseth (Quem é você, Alasca?), a série A verdade sobre o caso Harry Quebert finalmente chegou ao Brasil! A adaptação homônima do grande sucesso de Joël Dicker estreou em agosto com exclusividade no Globoplay, e já é possível maratonar os dez episódios da produção que abriu o primeiro festival de televisão de Cannes.

A trama acompanha Marcus Goldman, um jovem escritor que decide recorrer ao seu ex-professor e mentor Harry Quebert para ajudá-lo a superar um bloqueio criativo. Mas todos são surpreendidos quando o corpo de uma adolescente de 15 anos desaparecida desde 1975 – Nola Kellergan – é encontrado enterrado no jardim da casa de Quebert, transformando-o no principal suspeito do crime. Apesar de todos os indícios apontarem para Harry, Marcus está convencido da inocência do amigo e fará de tudo para descobrir a verdade.

Como somos apaixonados por romances policiais, não perdemos essa estreia e já assistimos a tudo para contar alguns detalhes muito legais e pontos altos da série. Se você ainda não está familiarizado com a história, não se preocupe: esse texto é livre de spoilers!

 

O elenco

Escolher os atores que vão interpretar personagens tão nítidos na cabeça dos leitores é uma tarefa bem difícil. Cada um cria a própria imagem mental de como os personagens devem ser e agradar a todos acaba sendo praticamente impossível.

Diante desse desafio, é preciso dizer que A verdade sobre o caso Harry Quebert triunfa com louvor. Patrick Dempsey faz um Harry Quebert incrível, com ares de galã, mas cercado de muito mistério e culpa. Kristine Froseth interpreta uma Nola Kellergan encantadora e quase angelical, enquanto o Marcus Goldman de Ben Schnetzer traz toda a arrogância e determinação do narrador corajoso (e algumas vezes irritante), responsável por conduzir os leitores e telespectadores.  

 

Os ganchos viciantes

A série deveria vir com um aviso de “Atenção: conteúdo altamente viciante”. Assim como a obra de Joël Dicker faz o leitor devorar as páginas avidamente em busca de respostas, a adaptação para a TV provoca o mesmo sentimento de “não consigo parar”.

Tal e qual os personagens, ninguém termina um episódio com as mesmas certezas que tinha nos primeiros minutos. Ao final de cada um você vai se ver apertando o play para o próximo sem nem perceber.

 

É muito fiel ao livro

Temos aqui o maior sonho de todo leitor que vê seu livro favorito ser adaptado! Encontrar adaptações assim é raro, por isso é maravilhoso ver que o trabalho feito na série de A verdade sobre o caso Harry Quebert levou em conta alguns dos principais elementos do texto.

Infelizmente algumas mudanças foram feitas – como o nome da cidade, que no livro se chama Aurora e na série passa a ser Summerdale –, mas isso não tira o mérito de uma produção extremamente cuidadosa. Os cenários e várias locações importantes para a trama, como a propriedade de Goose Cove e o Clark’s, são surpreendentemente fiéis às descrições de Dicker.

 

Você já leu o livro? Já viu a série? Aproveite para deixar sua opinião nos comentários!

 

Se ainda não conhece, leia um trecho de A verdade sobre o caso Harry Quebert e confira o trailer da série:

 

testeSorteio Instagram – Kit Rick Riordan [Encerrado]

Atenção, semideuses! Vamos sortear 2 kits especiais contendo 1 série completa do Rick Riordan de sua escolha: Percy Jackson e os olimpianos, Os heróis do Olimpo, As crônicas dos Kane, Magnus Chase e os Deuses de Asgard ou As provações de Apolo!

Atenção:

– Sorteio válido para volumes já publicados e não contempla livros extras das séries

– Caso a mesma pessoa se inscreva mais de uma vez ela será desclassificada.

– Ao terminar de preencher o formulário aparece a mensagem “Seu formulário foi enviado com sucesso”. Espere a página carregar até o final para confirmar a inscrição.

– Se você já ganhou um sorteio nos últimos 7 dias no Instagram, você não poderá participar deste sorteio.

– O resultado será anunciado no dia 24 de agosto, segunda-feira, em nosso perfil no Instagram. Boa sorte!

testeSorteio Twitter – Kit Rick Riordan [ENCERRADO]

Atenção, semideuses! Vamos sortear 2 kits especiais contendo 1 série completa do Rick Riordan de sua escolha: Percy Jackson e os olimpianos, Os heróis do Olimpo, As crônicas dos Kane, Magnus Chase e os Deuses de Asgard ou As provações de Apolo!

Para participar do sorteio, você precisa seguir o nosso perfil (@intrinseca), compartilhar essa imagem no FEED do seu Twitter PUBLICAMENTE e preencher o formulário abaixo!

Atenção:

– Sorteio válido para volumes já publicados e não contempla livros extras das séries

– Caso a mesma pessoa se inscreva mais de uma vez ela será desclassificada.

– Ao terminar de preencher o formulário aparece a mensagem “Seu formulário foi enviado com sucesso”. Espere a página carregar até o final para confirmar a inscrição.

– Se você já ganhou um sorteio nos últimos 7 dias no Twitter ,você não poderá participar deste sorteio.

– O resultado será anunciado no dia 24 de agosto, segunda-feira, em nosso perfil no Twitter. Boa sorte!

testeSorteio Facebook – Kit Rick Riordan [ENCERRADO]

Atenção, semideuses! Vamos sortear 2 kits especiais contendo 1 série completa do Rick Riordan de sua escolha: Percy Jackson e os olimpianos, Os heróis do Olimpo, As crônicas dos Kane, Magnus Chase e os Deuses de Asgard ou As provações de Apolo!

Para participar, marque DOIS amigos nos comentários do post no Facebook e preencha o formulário abaixo!

Atenção:

– Sorteio válido para volumes já publicados e não contempla livros extras das séries

– Caso a mesma pessoa se inscreva mais de uma vez ela será desclassificada.

–  Ao terminar de preencher o formulário aparece a mensagem “Seu formulário foi enviado com sucesso”. Espere a página carregar até o final para confirmar a inscrição.

– Se você já ganhou um sorteio nos últimos 7 dias no Facebook, você não poderá participar deste sorteio.

– O resultado será anunciado no dia 24 de agosto, segunda-feira, em nosso perfil no Facebook. Boa sorte!

testeQuase uma rockstar, livro do autor de O lado bom da vida, ganha filme na Netflix

Quando uma adolescente que mora num ônibus escolar com a mãe problemática e seu cachorro se autoproclama “Princesa da Esperança”, nós certamente temos algo a aprender com ela.

Mesmo com todas as adversidades e contra todas as possibilidades, Amber Appleton se mantém positiva e faz de tudo para ajudar as pessoas à sua volta, como os amigos excluídos, um veterano de guerra solitário, idosos de uma casa de repouso e até mesmo um grupo da igreja formado por senhoras coreanas que amam música pop. Mas quando uma tragédia faz o mundo da jovem desabar, será que ela vai seguir tendo razões para acreditar?

Essa é a história de Quase uma Rockstar, livro escrito por Matthew Quick, autor de O lado bom da vida, que publicamos em 2015. O livro está prestes a ganhar uma adaptação produzida pela Netflix, um filme estrelado por Auli’i Cravalho, que deu voz a Moana na animação da Disney, Justina Machado e Carol Burnett. Para comemorar esse lançamento e apresentar esse livro incrível para novos leitores, Quase uma rockstar retorna às livrarias com uma sobrecapa inspirada no pôster do filme. Confira:

 

Lindona, né? ♥

Quase uma rockstar já está disponível na Netflix e a edição com sobrecapa chega às lojas em 11 de setembro.

testeTrajetórias extraordinárias precisam ser contadas

 

O jornalismo entrou na minha vida muito cedo: eu tinha 14 anos, quando descobri que queria ser uma contadora de histórias. Dona Isabel Salomão de Campos entrou logo depois. Naquela época, eu não sabia que ambos tinham vindo para ficar. O fato é que o encontro com a minha vocação e a descoberta da existência de uma mulher que se tornaria minha referência de humanidade definiram todas as escolhas que me fizeram chegar até aqui.

Quando conheci Dona Isabel, eu tinha 15 anos e ela, 63. Naquela época, ela já havia ajudado milhares de pessoas que sofriam de dores físicas e emocionais. Também havia retirado centenas de crianças das ruas. Tinha criado uma rede de solidariedade cujas teias são tecidas até hoje e se estendem Brasil afora. Dona Isabel ensina as pessoas a gostarem de gente e a se comprometerem com o bem-estar do outro. Isso sempre me encantou.

Com o tempo, entrei para a Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora e ela continuou sua missão de ajudar. Criou escolas, uma instituição de acolhimento que se tornou referência nacional, um centro espírita que já funcionava desde 1974 e que mantinha as portas abertas — até hoje — para quem quisesse entrar, independente da religião.

Enquanto ela ampliava seu atendimento, eu começava uma carreira de sucesso no jornalismo. No meu primeiro ano na redação de um jornal diário no interior de Minas Gerais, já havia ganhado o prêmio de melhor reportagem. Não parei mais. Meu trabalho foi reconhecido dentro e fora do Brasil. O dela também.

Até que me tornei escritora. Tinha 17 anos de profissão quando publiquei o livro Holocausto brasileiro. Dona Isabel foi uma das primeiras pessoas a comentar comigo sobre a existência do Trem de Doido. Levei anos para entender a trajetória de um trem que fazia viagens em direção à morte. Denunciei ao país o hospício que havia matado 60 mil pessoas. Diziam tratar-se de loucos, mas louco mesmo é o modelo manicomial que extermina as pessoas de quem deveria cuidar.

Dona Isabel acompanhava a potência das minhas denúncias com atenção. Graças ao trabalho dela, os invisíveis, os excluídos e os estigmatizados sempre foram foco do meu. Aliás, tudo que despertasse o interesse social e comunitário me mobilizava. Inspirada por ela, me tornei defensora dos direitos humanos.

Em 2015, lancei meu segundo livro-reportagem. Cova 312 desvendou o assassinato do militante político Milton Soares de Castro, cujo desaparecimento despertou o meu faro jornalístico. Três anos depois, publiquei o livro Todo dia a mesma noite, que narra a história não contada do incêndio da boate Kiss.

Quando cheguei aos 23 anos de profissão, Dona Isabel completou 94 anos de idade. Foi logo após o lançamento do livro da Kiss — lá em 2018 — que comecei a questionar o meu papel dentro do jornalismo. Fiquei pensando em como eu, que conhecia uma brasileira singular, ainda não havia escrito sua história? 

Talvez porque ainda me faltasse a maturidade necessária para compreender que mesmo se tratando de uma temática diferente de todas as outras que abordei, o jornalismo não nos limita, pelo contrário, está aberto a pesquisar tudo.

Assim, despida de mim mesma, mergulhei nos dois mundos dessa mulher que eu já conhecia. Passei os últimos dois anos e meio orbitando em torno da vida de uma personagem quase centenária. Foi um tempo de aprendizado profundo sobre compaixão, amor, coragem. Também sobre o empoderamento feminino e a força de um ideal. Parecia que experimentava um tempo de aparente calmaria. No entanto, dentro de mim tudo era tempestade, em função da intensidade das histórias que conheci.

Quando o livro Os dois mundos de Isabel nasceu, tive ainda mais certeza da potência da palavra, afinal, trajetórias extraordinárias precisam ser contadas.

testeAgora o mundo mora em mim

Impedido de sair, eu trouxe o mundo para dentro de casa. Metaforicamente, óbvio. Criei um simulacro dos espaços que sempre gostei de frequentar. Arquitetei um novo lugar com a memória recente da antiga rotina alterada por motivos pandêmicos. O mapa-múndi foi redimensionado. Tudo se encolheu. Agora o mundo mora em mim.

Meu apartamento é um satélite em órbita ao redor do incerto. Rodeado de estrelas, angústias e silêncios. O vazio sempre a um passo de onde estou. A sensação é de que não há mais nada após a porta do meu casulo. Pela lente do olho mágico, só observo o desencanto. Em algum momento, a vida exterior perdeu sua magia. Eu me perdi?

A barbearia do Seu Elias agora é vizinha do meu lavabo. Lá, vou uma vez por mês. Faço a barba. Acerto o bigode. Aparo as pontas de um cabelo que já se apossa do meu rosto há meses. Volumoso, ele começa a ondular. Mais dois ou três meses confinado, tenho certeza de que terei surfistas dropando nessas ondas capilares. Junto com eles, virá o verão. Grãos de areia, sol gigante, cadeiras reclináveis superfaturadas, frescobol, criança perdida, aplausos dos banhistas, criança encontrada, mais aplausos dos mesmos banhistas, as lágrimas da mãe e, claro, o grito incansável dos ambulantes. 

Olha o Maaatte! 

Meu bar preferido agora faz fronteira com a cozinha. A rua Marquês de Abrantes parece ter escapado do bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro, e encontrado conforto bem aqui, em São Paulo, nesse corredor que separa os dois cômodos do banheiro. Me vê um chope e um pernil com queijo sem abacaxi, por gentileza, Agenor. Em noites mais saudosas, eu juro, é possível enxergar todos os clientes do Café Lamas agitando a monotonia de suas vidas na pequena varanda da sala principal. O sofá é o lugar mais disputado. Somente com reserva, senhora. Desculpa. Obrigado pela compreensão

Nem sempre a clientela tem razão…

A charmosa livraria agora está localizada no armário do quarto de visitas. Não há mais hóspedes nesses tempos inóspitos. Ninguém dorme aqui desde o ano passado. As palavras podem até descansar em paz, mas meu silêncio entra em conflito. Dizer ou não dizer, eis a razão de ser um tanto aflito. Discorda? Me dê outro motivo!

O cão do meu vizinho agora passeia no parque que existe no meio do hall. Ele urina na minha perna e abana o rabo com uma sincronia invejável. Que alegria deve ser mijar nos pés dos outros, né, doguinho? Imagino que seja terapêutico. E vou além: acho que fazer xixi em postes imaginários evitaria cagar tanta regra nos posts alheios. Às vezes, sinto vontade de colocar uma coleira na cólera dos haters e levá-los para passear até encontrar a definição de empatia, respeito, amor ou ternura. Sei que isso soa quase impossível, mas estou disposto a dar o primeiro passo. Ainda temos um longo caminho pela frente…

Eu me perdi?

Agora que o mundo mora em mim talvez seja mais fácil me encontrar.

testeSegundo volume de Mundo em caos chega ao Brasil em 2021

Em 2019, nossos leitores foram apresentados a Prentisstown, uma cidade em que todas as mulheres morreram depois que uma infecção rara e perigosa chegou ao local. O mesmo germe que causou o extermínio delas fez com que os pensamentos dos homens se tornassem audíveis, impedindo que as pessoas guardassem segredos.

Nesse cenário, conhecemos Todd, o último menino da cidade. Prestes a se tornar um homem, ele descobre um terrível segredo que muda tudo, dando início a um arriscado plano de fuga e a uma emocionante jornada para desvendar os segredos daquele mundo pós-apocalíptico.

Depois do chocante e emocionante final de Mundo em caos, temos o prazer de anunciar que The Ask and the Answer (ainda sem título em português), segundo volume da trilogia de Patrick Ness, chegará ao Brasil no primeiro semestre de 2021!

Agora, frente a frente com seu pior inimigo, Todd terá que fazer uma escolha impossível: aderir ao regime opressor de Nova Prentisstown para salvar a pessoa que ama. Separados pela confusão e por uma possível traição, será que a confiança entre os dois irá sobreviver?

O filme baseado no livro está em pós-produção e conta com Tom Holland (Homem-Aranha: Longe de casa) e Daisy Ridley (Star Wars: A ascensão Skywalker) nos papéis principais. Reunimos tudo que já sabemos sobre o filme aqui.

Gostaram da novidade?

testeSorteio Twitter — 200 mil seguidores [ENCERRADO]

Para celebrar a nossa chegada aos 200 mil seguidores no Twitter, vamos sortear 4 kits com 5 livros da Intrínseca de sua escolha!

Para participar do sorteio, você precisa seguir o nosso perfil (@intrinseca), compartilhar essa imagem no FEED do seu Twitter PUBLICAMENTE, marcar dois amigos na publicação e preencher o formulário abaixo!

Atenção:

– Caso algum exemplar escolhido não esteja disponível no nosso estoque para envio, o vencedor poderá escolher outro livro para substituí-lo.

– Caso a mesma pessoa se inscreva mais de uma vez ela será desclassificada.

– Ao terminar de preencher o formulário aparece a mensagem “Seu formulário foi enviado com sucesso”. Espere a página carregar até o final para confirmar a inscrição.

– Se você já ganhou um sorteio nos últimos 7 dias no Twitter ,você não poderá participar deste sorteio.

– O resultado será anunciado no dia 18 de agosto, terça-feira, em nosso perfil no Twitter. Boa sorte!

testeConfira a data de lançamento e a capa do último volume de As provações de Apolo

Depois de muitas humilhações, gritinhos apavorados e profecias misteriosas, está chegando ao fim a aventura humana de Apolo na Terra! Em breve os fãs brasileiros terão em mãos o aguardado quinto e último volume da série As provações de Apolo, de Rick Riordan! A torre de Nero encerra a jornada do ex-deus entre os reles mortais. Expulso do Olimpo por Zeus e destituído de qualquer poder, Apolo agora precisa vencer uma série de provações para retornar ao mundo das deidades. Em seu desafio final, Apolo e Meg seguirão a profecia revelada pela harpia Ella, retornando a Nova York para cumprir sua missão na torre de Nero. São muitas as perguntas que rodeiam o último confronto: Meg finalmente enfrentará o pai abusivo? Conseguirá Apolo derrotar sua arqui-inimiga, Píton? E os semideuses do Acampamento Meio-Sangue, terão como ajudar nessa batalha? É melhor vocês já ir se preparando, porque o livro promete grandes emoções e momentos de tirar o fôlego.

A nova aventura de Apolinho, A torre de Nero, chega às livrarias a partir de 10 de novembro!

Conheça essa e outras séries do autor.