Notícias

A redenção de Johnny Depp

24 / setembro / 2015

JohnnyDeppBlackMass_07311_hulu

Calvo e enrugado, um irreconhecível Johnny Depp encarna “Whitey” Bulger, mafioso que chegou a ocupar o segundo lugar na lista de homens mais procurados pelo FBI — atrás apenas de Osama bin Laden —, em Aliança do crime, thriller que estreia em 12 de novembro nos cinemas brasileiros.

Aclamada nos festivais de Veneza e de Toronto, a atuação de Depp já desponta como candidata ao Oscar 2015 e marca uma reviravolta na carreira do ator de 52 anos. Após uma série de fracassos, ele acabou eleito, em 2014, o segundo ator menos rentável de Hollywood pela revista Forbes.
capa_alianca_do_crimeBaseado no livro homônimo dos jornalistas Dick Lehr e Gerard O’Neill que chega às livrarias em outubro, Aliança do crime discute tradição, lealdade e honra. Como pano de fundo, o maior escândalo da história do FBI.

Na década de 1980, James “Whitey” Bulger aterrorizou a cidade de Boston praticamente sem ser importunado pela lei. Assassino notório, chegou a cumprir nove anos em prisões federais — alguns deles em Alcatraz. No entanto, desde seu retorno a Boston, em 1965, não foi autuado uma única vez, nem sequer por infrações de trânsito.

Enquanto se transformava no maior gângster da cidade, seu irmão mais novo, Billy Bulger, seguia um caminho igualmente brilhante. Vivido no cinema pelo indicado ao Oscar Benedict Cumberbatch (O jogo da imitação), Billy se tornou o político mais influente de Massachusetts, presidente do Senado Estadual com o mandato mais longo da história da casa. Mesmo em áreas tão diferentes, os irmãos Bulger tinham reputação semelhante, eram astutos e inescrupulosos.

Mas o anjo de James, responsável por sua ficha imaculada, tinha outro sobrenome: Connolly. Interpretado por Joel Edgerton (O grande Gatsby), o agente em franca ascensão do FBI John Connolly foi criado junto com os Bulger num conjunto habitacional no isolado bairro irlandês de South Boston — também conhecido como “Southie”.

Era a época da caça à Cosa Nostra, e, após muitas tentativas, Connolly conseguiu o que parecia impossível: transformou James Bulger em informante. Com dados privilegiados, o gângster não só colaborou com o desmantelamento da Máfia italiana como também manobrou uma série de assassinatos e passou a comandar o tráfico de drogas da cidade.

No vídeo de divulgação publicado pela Warner Bros., o diretor Scott Cooper (Coração louco)  resume: “Fiquei interessado nesse filme por causa da dinâmica entre dois irmãos: Billy Bulger, que é o político mais poderoso do estado de Massachusetts, e “Whitey” Bulger, informante do FBI desde 1975 e considerado o criminoso mais cruel da cidade. Aliado a isso, John Connolly, um amigo de infância e agente do FBI que permitiu que ‘Whitey’ Bulger tocasse o horror na cidade de Boston.”

Aliança do crime tem ainda Dakota Johnson (Cinquenta tons de cinza) e Kevin Bacon (The Following) no elenco.

Leia também:
História de sobrevivência no Everest chega aos cinemas
O mundo cão de Nic Pizzolatto, criador da série True Detective

Leia mais Notícias

Sessão de autógrafos com Josh Malerman na Bienal

Sessão de autógrafos com Josh Malerman na Bienal

Sessão de autógrafos com Isabela Freitas – parte III

Sessão de autógrafos com Isabela Freitas – parte III

Divulgado o primeiro pôster de “Pátria”, a próxima megassérie da HBO

Divulgado o primeiro pôster de “Pátria”, a próxima megassérie da HBO

Humanos e máquinas estão em guerra em Descender, novo quadrinho de Jeff Lemire

Humanos e máquinas estão em guerra em Descender, novo quadrinho de Jeff Lemire

Comentários

7 Respostas para “A redenção de Johnny Depp

  1. Não vejo a hora de comprar o meu book em octuber e assistir o filme também. ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *