O plano Flordelis

Bíblia, filhos e sangue

Vera Araújo

Pré-venda

  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Páginas: 296
  • Gênero: Biografias e Histórias Reais
  • Formato: 14 x 21 x 1,5 cm
  • Lançamento: 24/08/2022

Deputada federal pelo Rio de Janeiro, Flordelis estampou as manchetes de todo o país quando seu marido, o pastor Anderson do Carmo, foi assassinado na garagem da residência do casal em Niterói, na madrugada do dia 16 de junho de 2019. Mas a parlamentar, que também é pastora e cantora evangélica, já era bastante conhecida nos noticiários: desde os anos 1990, seu nome era presença constante na mídia em virtude de seu ferrenho engajamento social. Entre filhos biológicos, adotados e outros tantos agregados, ela teria chegado a cuidar de uma prole de 55 crianças e jovens. O homicídio de seu marido mudaria esse cenário, revelando uma complicada rede de intrigas familiares, segredos e contradições que, por fim, colocaria a viúva e alguns de seus filhos como principais suspeitos do crime.

Flordelis dos Santos de Souza começou a ganhar notoriedade ainda na infância, conhecida na favela carioca do Jacarezinho por seus poderosos testemunhos de fé, pela voz afinada e, sobretudo, pelo dom de receber “revelações” divinas e muitas vezes premonitórias. Já adulta, foi presenteada pela mãe, devota, com a fundação de uma igreja, uma filial da Assembleia de Deus, sem registro oficial. Tudo começou a partir de um ponto de oração no segundo andar da casa da família. O local, que também servia como centro de doações e creche informal, logo se transformou em abrigo de jovens ditos resgatados do tráfico. Anderson fazia parte desse núcleo inicial, tendo se juntado à família, a princípio, como namorado da filha biológica de Flordelis. Mas, de agregado da “Mãe Flor”, ele logo passaria a marido dela — e, consequentemente, se tornaria também “pai” de seus filhos.

Expulsa da favela por divergências com traficantes e perseguida pelo Juizado de Menores — que a todo custo tentava regularizar suas adoções —, a história de Flordelis comoveu a todos e mobilizou uma rede de solidariedade envolvendo empresários e artistas. Em paralelo, ela ascendia no mundo gospel como cantora, inaugurava novas igrejas, arrebanhava cada vez mais fiéis e abria caminho até a Câmara, em Brasília. Sempre ao seu lado, à sua frente e por trás de seus passos, estava Anderson. Até que tudo ruiu.

O plano Flordelis é um primoroso trabalho de apuração da premiada jornalista investigativa Vera Araújo, que foi a campo para reconstituir a trajetória dessa personagem tão complexa, desde suas origens familiares até os bastidores do julgamento da morte do seu marido. Um relato instigante de um dos casos mais chocantes e midiáticos do cenário político brasileiro.

Leia mais no BLOG

Vera Araújo

Vera Araújo

Vera Araújo é repórter investigativa em O Globo, além de advogada, tendo passado por Jornal do Brasil e O Dia. Em 2005, revelou a existência de grupos paramilitares na região de Jacarepaguá (RJ) que extorquiam dinheiro de moradores. Foi dela a ideia de batizá-los como milícias. Pela reportagem, ganhou o Prêmio Especial Tim Lopes de Jornalismo Investigativo (2009). Entre outros prêmios, recebeu o Imprensa Embratel (2003), o Esso Sudeste (2009), o Tim Lopes (2010) e o Troféu Mulher Imprensa (2012). Em 2020, lançou com Chico Otavio Mataram Marielle, livro que ficou entre os finalistas do Prêmio Jabuti na categoria Documentário e Biografia.