testeLivros perfeitos para todos os tipos de pais

O Dia dos Pais está chegando e nada melhor do que encontrar o presente ideal para fazer a alegria de quem você ama. Por isso, fizemos uma lista com indicações maravilhosas para todos os estilos de pai — não importa qual seja o seu, o livro perfeito está aqui. 

Escolha a sua seleção de livros na Americanas e garanta 15% de desconto no pagamento por PIX! 

 

Para o pai que adora sustos e suspense 

 

Garotas em chamas, de C. J. Tudor

 

Há muito tempo, a sinistra história dos mártires protestantes traídos e queimados assombra a pequena cidade de Chapel Croft. Semanas depois de o responsável pela paróquia local se enforcar na nave da igreja, a reverenda Jack Brooks e sua filha, Flo, chegam em busca de um recomeço. Quando Flo começa a ver meninas ardendo em chamas, fica evidente que as duas na verdade encontraram um lugar tomado por conspirações, mistérios e segredos, no qual nem todo mundo é quem parece ser. Neste thriller macabro e cheio de reviravoltas, C. J. Tudor mostra por que é considerada uma das vozes mais importantes da literatura contemporânea. 

 

Mindhunter, de John Douglas e Mark Olshaker

Na época em que a expressão serial killer estava longe de existir, John Douglas se tornou uma lenda do FBI. Douglas foi um oficial exemplar na aplicação da lei e na perseguição aos mais conhecidos e sádicos homicidas de nosso tempo, entrevistando e estudando dezenas de serial killers e assassinos, incluindo Charles Manson, Ted Bundy e Ed Gein. Com a força de um thriller mas longe da ficção, Mindhunter é um fascinante relato da vida de um agente especial do FBI e da mente dos mais perturbadores assassinos em série que ele perseguiu. O livro inspirou a série da Netflix, estrelada por Jonathan Groff e Holt McCallany. 

 

Trem-bala, de Kotaro Isaka

 

A bordo do trem-bala de Tóquio a Morioka, o psicopata Satoshi e Kimura estão prestes a se encontrar para um violento acerto de contas. Os dois logo descobrem que não são as únicas pessoas perigosas a bordo: junto a eles, estão o desajeitado assassino Nanao e a letal dupla Tangerina e Limão. Para tornar a situação ainda mais tensa, em pouco tempo uma mala misteriosa fará com que os destinos desses cinco personagens se cruzem de maneiras dramáticas. Recheado de personagens icônicos, cenas de ação e momentos absurdos, Trem-bala é um thriller diferentão que garante uma leitura intensa do início ao fim. O livro foi adaptado para as telas por David Leitch, com Brad Pitt no papel principal. 

 

Para o pai que curte aprender coisas novas 

 

Diário estoico, de Ryan Holiday e Stephen Hanselman

 

Nesta abordagem prática à filosofia estoica, os autores oferecem um guia para cultivarmos, dia após dia, a arte de viver, através de uma seleção primorosa de citações de estoicos ilustres como Sêneca, Epicteto e Marco Aurélio. Segundo esses filósofos, a maior parte das adversidades que enfrentamos não é provocada pelos acontecimentos em si, mas pela forma como os percebemos e lidamos com eles. Assim, a dupla nos instiga a expandir nossa compreensão do mundo e a viver melhor.

 

O infinito em um junco, de Irene Vallejo

 

A obra conta a história da evolução dos livros e nos leva em um passeio pela trajetória desse artefato fascinante que inventamos para que as palavras pudessem ser transportadas pelo espaço e pelo tempo. O infinito em um junco acompanha a evolução dos livros desde sua criação, passando por todos os modelos e formatos que testamos ao longo da jornada humana. Repleto de curiosidades, a obra da espanhola Irene Vallejo é uma fabulosa aventura coletiva protagonizada por milhares de pessoas que, ao longo do tempo, protegeram e tornaram o livro possível.

 

Clube do Orgasmo, de Jüne Plã

 

Muito além da penetração, esse livro é um manual sincero e descomplicado sobre sexo, que explora praticamente tudo o que há para saber sobre o assunto. A obra traz diversos novos métodos para alcançar o prazer, a sós ou com outras pessoas, com desenhos informativos das múltiplas zonas erógenas do corpo humano, diagramas e uma ampla gama de movimentos capazes de provocar prazer, respeitando todas as inclinações de gênero e as diferentes identidades sexuais.

 

Para o pai que ama um calhamaço

 

Cidade nas nuvens, de Anthony Doerr

 

Neste romance arrebatador, Anthony Doerr entrelaça a vida de cinco protagonistas usando um livro como elo. Anna, uma órfã de treze anos que mora atrás dos formidáveis muros de Constantinopla no século XV; Omeir, um garoto de fora das muralhas; Zeno, um octogenário morando no estado americano de Idaho nos anos 2000; Seymour, problemático aluno de Zeno; e Konstance, que nunca pisou em nosso planeta, abandonada em uma câmara na nave interestelar Argos — são unidos pela história de Éton, que deseja ser transformado em pássaro e voar até um paraíso utópico no céu. 

 

M, O homem da Providência, de Antonio Scurati

 

M, o homem da Providência parte de 1925, quando Mussolini planeja o passo seguinte do seu projeto absolutista: fundir seu nome ao do próprio país. Nesse período de sua trajetória, não vemos mais Mussolini de dentro para fora, mas o contrário. Doente, o Duce se torna uma entidade reservada, “uma crisálida do poder que se transforma na borboleta de uma solidão absoluta”. Antonio Scurati tira do esquecimento pessoas e fatos de vital importância, cruzando narrações e fontes da época de forma ousada e profundamente dramática. Baseado em uma extensa pesquisa, o romance é a continuação de M, o filho do século, que narra os anos centrais do regime fascista e investiga a atuação da Igreja no governo de Mussolini. 

 

Pátria, de Fernando Aramburu 

 

Bittori e Miren eram amigas da vida inteira, inseparáveis, até que uma força colossal coloca uma contra a outra: o terrorismo praticado pelo ETA. O marido de Bittori é marcado para morrer, e Miren se radicaliza ao ver um dos filhos entrando para o grupo separatista. Quando o ETA anuncia o fim da luta armada, anos depois, Bittori resolve voltar à vila para um acerto de contas com o passado. Explorando o fanatismo e a violência política, Fernando Aramburu desenvolve uma narrativa ágil que revela as dificuldades e tristezas dos traumas e do perdão. 

 

Para o pai apaixonado por cultura pop e fantasia

 

A Guerra da Papoula, de R.F. Kuang 

 

Eleita uma das 100 fantasias mais importantes de todos os tempos pela revista Time, o livro conta a história de Rin, uma jovem que, para fugir de um casamento arranjado, entra para a academia militar mais prestigiada do Império, que prepara seus estudantes para o combate. Quando um conflito com o país vizinho eclode, a jovem entende que, para ganhar a guerra, talvez tenha que perder sua humanidade. Inspirado na Segunda Guerra Sino-Japonesa e na história militar da China no século XX, o livro é o primeiro volume de uma trilogia épica e brutal sobre os horrores da guerra.

 

Era uma vez em Hollywood, de Quentin Tarantino

 

Rick Dalton vê sua carreira na indústria cinematográfica cada vez mais próxima do fim. Cliff Booth, seu dublê e melhor amigo, é visto como assassino por quase todas as equipes em quase todos os sets de filmagem de Los Angeles. Além disso, um certo grupo de adolescentes liderado por um fracassado aspirante a astro do rock espalha destruição e ódio. Quando o caminho das seguidoras de Charlie Manson cruzar com o de Booth, o resultado poderá arruinar para sempre a vida de alguns personagens e salvar a vida de pessoas reais. A aguardada estreia de Quentin Tarantino na literatura é uma leitura de tirar o fôlego, com ritmo de humor e recheada de pérolas sobre a era de ouro do cinema.

 

Black Hammer, de Jeff Lemire, Dean Ormston e Dave Stewart

 

Ao vencerem o poderoso e maligno Antideus, os maiores heróis de Spiral City desapareceram sem deixar vestígios. Todos acreditam que eles estão mortos, mas há dez anos vivem isolados em uma pacata fazenda, relegados ao esquecimento e obrigados a disfarçar seus poderes. Grandes segredos são revelados quando os ex-heróis recebem uma visita inesperada que tanto pode lhes mostrar o caminho para casa quanto ser um prenúncio do caos que está por vir. Criada por Jeff Lemire e Dean Ormston, a série Black Hammer é uma história arrebatadora sobre memória, família, o peso do passado e o medo do futuro.

 

Para o pai que curte biografias

 

Sabor, de Stanley Tucci

 

Nascido em uma típica família ítalo-americana de Nova York, o excepcional ator de sucessos como O Diabo Veste Prada e Jogos Vorazes Stanley Tucci cresceu ao redor de uma mesa farta. Com elegância e carisma, é pelo paladar afetivo que Stanley rememora a própria vida: o assombro e as risadas diante da indescritível linguiça que compartilhou com Meryl Streep; se apaixonar enquanto depenava um faisão com sua futura mulher Felicity Blunt; a pasta e fagioli irreplicável e exclusiva pedida por Marcello Mastroianni. Sabor é uma mistura de culinária e emoção, e um convite despretensioso à mesa e à vida de um contador de histórias por excelência.

 

O contador de histórias, de Dave Grohl

 

Não é preciso ser fã de rock para saber que Dave Grohl é uma das figuras mais respeitadas da música mundial. Em O contador de histórias, uma reunião de memórias de todos os períodos de sua vida, o artista oferece um retrato íntimo e sincero de uma trajetória extraordinária feita de momentos comuns — e de outros nem tanto assim. Passando por sua entrada na banda punk Scream no fim da adolescência e por seus anos no Nirvana, até o sucesso estrondoso do Foo Fighters, a autobiografia traz a perspectiva de um dos maiores nomes do rock sobre a fama, em relatos carregados de honestidade, emoção e humor.

testeComo um agente mesquinho do baixo escalão da KGB ascendeu à presidência da Rússia

 Livro conta a ascensão improvável de Vladimir Putin ao poder quase absoluto

O que há de desagradável em Vladimir Putin chama mais atenção a cada ano. Em O homem sem rosto encontramos relatos sobre o lado mais inescrupuloso da história do presidente russo: sua juventude agressiva; os assassinatos não resolvidos de alguns dos seus críticos políticos, tais como Anna Politkovskaya e Alexander Litvinenko; a expropriação de impérios de negócios privados; sua resposta desastrosa e insensível à morte de marinheiros russos a bordo do submarino Kursk, que afundou em 2000; e muitos outros casos sórdidos e inacreditáveis.

Em 1999, Boris Yeltsin, então presidente da Rússia, estava com a saúde bastante comprometida e baixa popularidade entre os russos. Com a ajuda de apoiadores corruptos de Yeltsin, Putin — um jovem desconhecido que sonhava em governar o mundo — de repente se torna um ótimo possível sucessor para a presidência. A Rússia e o Ocidente pareciam cegos, determinados a ver nele o líder progressista de seus sonhos, mesmo quando, já no poder, Putin assume o controle da mídia nacional, praticando crimes e assassinatos contra rivais e críticos políticos, e destrói o frágil sistema eleitoral do país, concentrando o poder nas mãos de seus comparsas.

Ao entrevistar diversas figuras importantes que participaram diretamente dos acontecimentos mais emblemáticos do governo, Masha Gessen faz um relato implacável da ascensão de Putin ao poder — e de tudo que ele foi capaz de fazer para permanecer nele.

Jornalista do New York Times, Gessen escreve sobre a Rússia, autocracia, direitos LGBTQIAPN+ e tem uma vasta experiência em revistas científicas. Vencedore de diversos prêmios jornalísticos pela relevância de seus trabalhos, elu é referência mundial na cobertura e análise política do governo russo. Em 2013, quando a campanha antigays se tornou um dos pilares da política do Kremlin, Gessen se mudou para Nova York com a esposa e os filhos.

O homem sem rosto chega às livrarias no dia 2 de setembro, mas já está disponível para a pré-venda!

Nota dos editores: Masha Gessen, autore de O homem sem rosto, se identifica como não binárie. Como o livro é um relançamento e foi publicado pela primeira vez no Brasil em 2012, antes delu se identificar como tal, mantivemos as menções a elu como no original, adotando uma padronização acordada com ê autore. Em todos os outros casos, procuramos manter construções neutras.

teste4 histórias que enganaram (quase) todo mundo

E.T. de Varginha, a Loira do Banheiro, uma suposta fraude no vídeo do homem chegando à lua, meritocracia… existem algumas histórias e lendas urbanas que, de tão absurdas, são rapidamente desmentidas ou viram piadas. Mas algumas histórias e mentiras são tão bem construídas que muitas pessoas ainda acreditam que elas são reais — por anos!

Confira na nossa lista, quatro dessas histórias que enganaram quase todo mundo:

 

1. Grávida de Taubaté

Todo mundo lembra a imagem da mulher que supostamente estava grávida de quadrigêmeos. Posando com um barrigão em um vestido estampado, a psicóloga Maria Verônica Santos, que ficou conhecida como Grávida de Taubaté, foi a vários programas de TV na época e recebeu doações de fraldas, móveis, dinheiro e enxoval para os bebês, que já tinham até nome. Só havia um pequeno problema: ela não estava grávida, e a barriga era falsa! Quando a farsa foi revelada, ela e o marido foram processados por estelionato.

 

2. As piadas de Andy Kaufman

Kaufman foi um comediante norte-americano que ficou famoso por estrelar a série Taxi, mas sua vida (e carreira) foi repleta de boatos e inverdades espalhadas na imprensa — todas por ele mesmo. O ator não se considerava um humorista e começou a criar piadas que muitas vezes se confundiam com a realidade. Diagnosticado com um tipo raro de câncer no pulmão, ele morreu em 1984, e até hoje algumas pessoas acreditam que isso também é uma brincadeira e que ele está vivo

 

3. Fyre Festival

Imagine um festival de música em uma ilha paradisíaca nas Bahamas, repleto de grandes atrações e equipado com diversas instalações de luxo. O que parecia incrível logo se revelou um pesadelo. Ao chegar à ilha, o público descobriu que nenhum dos artistas anunciados iria comparecer, que o local não tinha nada da estrutura luxuosa que prometeram e que mal havia comida e água disponíveis.

 

4. A carreira de Carlos Kaiser

O jogador de futebol Carlos Kaiser ficou conhecido como “o Forrest Gump brasileiro” por ter uma carreira de 26 anos e passagens por diversos clubes do Brasil e do mundo, sem nunca ter entrado em campo nesse período. Ele viveu por mais de duas décadas como um superastro do esporte, fechando contratos curtos com grandes clubes e sempre dando desculpas para não jogar nesse meio-tempo.

 

Extra: @Mama_semfiltro

Na história de A influencer, Emmy Jackson mostra diariamente em seu Instagram que é uma mãe dedicada e imperfeita, como todas as “mães reais”. Mas logo nos é revelado que isso é uma farsa e que todas as imperfeições e grande parte das histórias contadas por ela são manipuladas e inventadas. Um hater descobre isso da pior maneira e decide se vingar.

testeSorteio Instagram – Livros de Fantasia [Encerrado]

Tem algum fã de fantasia on-line? Então se liga no sorteio da semana!

Serão 3 vencedores que poderão escolher 1 livro da seleção. 

Para participar, é só preencher o formulário abaixo!

ATENÇÃO:

– Caso a mesma pessoa se inscreva mais de uma vez ela será desclassificada.

– Você pode se inscrever no sorteio do Facebook e Twitter também, é só seguir as regras.

–  Ao terminar de preencher o formulário aparece a mensagem “Seu formulário foi enviado com sucesso”. Espere a página carregar até o final para confirmar a inscrição.

– Se você já ganhou um sorteio da Intrínseca nos últimos 7 dias no Instagram, você não poderá participar deste sorteio.

– O resultado será anunciado no dia 09 de agosto, terça-feira, em nosso perfil no Instagram. Boa sorte!

testeSorteio Facebook – Livros de Fantasia [Encerrado]

Tem algum fã de fantasia on-line? Então se liga no sorteio da semana!

Serão 3 vencedores que poderão escolher 1 livro da seleção. 

Para participar, é só preencher o formulário abaixo!

ATENÇÃO:

– Caso a mesma pessoa se inscreva mais de uma vez ela será desclassificada.

– Você pode se inscrever no sorteio do Instagram e Twitter também, é só seguir as regras.

–  Ao terminar de preencher o formulário aparece a mensagem “Seu formulário foi enviado com sucesso”. Espere a página carregar até o final para confirmar a inscrição.

– Se você já ganhou um sorteio nos últimos 7 dias no Facebook, você não poderá participar deste sorteio.

– O resultado será anunciado no dia 09 de agosto,  terça-feira, em nosso perfil no Facebook. Boa sorte!

testeSorteio Twitter – Livros de Fantasia [Encerrado]

Tem algum fã de fantasia on-line? Então se liga no sorteio da semana!

Serão 3 vencedores que poderão escolher 1 livro.

Para participar do sorteio você precisa seguir o nosso perfil (@intrinseca), retweetar o post do sorteio PUBLICAMENTE no seu Twitter e preencher o formulário abaixo!

ATENÇÃO:

– Caso a mesma pessoa se inscreva mais de uma vez ela será desclassificada.

– Você pode se inscrever no sorteio do Instagram e Facebook também, é só seguir as regras.

–  Ao terminar de preencher o formulário aparece a mensagem “Seu formulário foi enviado com sucesso”. Espere a página carregar até o final para confirmar a inscrição.

– Se você já ganhou um sorteio nos últimos 7 dias no Twitter, você não poderá participar deste sorteio.

– O resultado será anunciado no dia 09 de agosto, terça-feira, em nosso perfil no Twitter. Boa sorte!

 

teste6 personalidades com QIs acima da média

Descubra as celebridades que são superinteligentes

O quociente de inteligência (QI) mede a capacidade de raciocínio de um indivíduo. Normalmente, quocientes de inteligência altos são relacionados apenas a nomes como Albert Einstein e Bill Gates, mas muitas personalidades conhecidas também têm uma inteligência acima da média. A seguir, listamos 6 celebridades superinteligentes.

 

Natalie Portman

Vencedora do Oscar de Melhor Atriz em 2011 por sua atuação em Cisne Negro, Natalie Portman nasceu em Israel, em 1981, mas foi criada em Nova York, nos Estados Unidos. A atriz começou a sua carreira artística cedo: em 1994, aos treze anos, atuou no filme O profissional, ao lado do consagrado ator Jean Reno, e, alguns anos mais tarde, interpretou Padmé na saga Star Wars. O que muitos não sabem é que, enquanto interpretava uma das principais personagens da cultura pop, Natalie Portman também estava cursando Psicologia na Universidade de Harvard. O QI da atriz é de 140. 

 

Shakira

Filha de pai libanês e mãe colombiana, Shakira Isabel Mebarak Ripoll nasceu em 1977, na cidade de Barranquilla, na Colômbia. Desde muito cedo, seus dons artísticos eram evidentes, e, aos trezes anos, a jovem assinou seu primeiro contrato para a gravação de um disco. Em 2001, lançou o primeiro álbum em língua inglesa e, desde então, tem uma carreira de sucesso internacional. Além de se comunicar em francês, italiano, catalão e árabe, Shakira é fluente em inglês, espanhol e português. Além disso, em 2007, cursou  História da Civilização Ocidental na Universidade da Califórnia. O seu QI é de 140. 

 

Michael Jordan

Ex-jogador profissional de basquete, atleta olímpico, empresário e ator norte-americano, Michael Jordan é considerado um dos atletas mais importantes da história. Entre os anos de 1980 e 1990, ele dominou o mundo dos esportes ao vencer cinco vezes seguidas o prêmio de melhor jogador da NBA. Formado em Geografia pela Universidade da Carolina do Norte, Jordan tem um QI de 154.

 

Brian May

Nascido em 1947 no interior da Inglaterra, Brian May é mundialmente conhecido por ter sido o guitarrista da banda Queen, que alcançou o sucesso na década de 1970 e era liderada pelo lendário Freddie Mercury. Compositor do hino “We Will Rock You”, May ajudou em diversos projetos relacionados à banda, entre eles no filme Bohemian Rhapsody, vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme Dramático em 2019. Além da carreira artística, o guitarrista do Queen é bacharel em Física e ph.D. em Astrofísica. O seu QI é 170.

 

Alicia Keys

A cantora norte-americana nasceu em Nova York, no ano de 1981, e iniciou seus estudos de piano clássico quando tinha apenas 7 anos de idade. Devido ao seu excelente desempenho acadêmico, foi permitido a Alicia se graduar aos 16 anos. Vencedora de diversos prêmios musicais, ela também se aventurou na carreira de atriz e, em 2015, apareceu na segunda temporada da série Empire, no papel de Skye Summers. No ano seguinte, ela se tornou uma das juradas da competição musical The Voice. Muito talentosa, o QI da atriz e cantora é de 154. 

 

Stephen W. Hawking 

Considerado um dos maiores gênios da história, Stephen Hawking nasceu em 1942, na Inglaterra, e, com apenas 17 anos, ingressou na Universidade de Oxford. Apesar de desejar estudar matemática, o curso não era oferecido pela instituição e, por isso, Hawking se aventurou no campo da física e da cosmologia. Em 1962, ele se graduou com honras e, pouco depois, iniciou o seu ph.D. em Cosmologia em Cambridge. Aos 21 anos, foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica, uma doença degenerativa do sistema nervoso. Ainda que o seu QI fosse de 160, o físico criticava as pessoas que se vangloriavam do próprio quociente de inteligência.  

No livro Minha breve história, Hawking discorre sobre os desafios e as conquistas de sua vida. Responsável por inúmeras descobertas científicas, seus livros O universo numa casca de noz, Breves respostas para grandes questões, Buracos Negros e Uma breve história do tempo transformaram a ciência em um conteúdo acessível para milhares de leitores.

testeQue tipo de fã de romance você é? Faça o teste e descubra!

Hoje é o aniversário da nossa rainha dos romances: Jojo Moyes! A autora é responsável pelos sucessos Como eu era antes de você, Um caminho para a liberdade, A última carta de amor e outros 11 livros já publicados pela Intrínseca. 

E para comemorar os seus 53 aninhos, trouxemos um teste para fãs de romance. Aproveite o aniversário de Jojo Moyes e garanta os livros da autora com 20% de desconto no Submarino.

testeCinco romances para ler antes da vida adulta

Diogo Bercito*

Yacub, o protagonista do meu romance Vou sumir quando a vela se apagar, está entrando na vida adulta. A tragédia que vive na Síria e a viagem que o leva até São Paulo nos anos 1930 fazem com que ele  amadureça bem rápido. É um crescimento aos solavancos, um estirão que dói demais. Nos últimos meses, isso tudo me fez pensar sobre quais livros marcaram a minha juventude e me fizeram, acho, amadurecer antes da hora. É uma lista que escrevo enquanto estou de férias no interior de São Paulo, na casa dos meus pais, olhando a estante da minha adolescência.

 

O morro dos ventos uivantes, de Emily Brontë (1847)

Sempre gostei de ir em sebos. Era mais gostoso ainda quando a gente não tinha internet no celular nem nada. Eu chegava na loja e ia passando pelas estantes, olhando os títulos, sem nenhum plano concreto. Me lembro até hoje de quando topei com O morro dos ventos uivantes em um sebo que já nem existe mais, na avenida Paulista. O título gótico me seduziu. Deitei em uma espreguiçadeira, no clube, e li o livro quase de uma vez só. Para meu coração adolescente, a história do amor trágico de Catherine e Heathcliff era uma ferida que uivava.

 

O Egípcio, de Mika Waltari (1945)

Outro achado de sebos foi O Egípcio. Também me lembro de quando o encontrei. Gostei tanto que um dia achei uma edição em alemão — língua que eu nunca falei — por R$1 e acabei comprando só por comprar. A história, escrita pelo finlandês Mika Waltari, se passa no Egito antigo durante o reinado do faraó Aquenáton. O protagonista é um médico chamado Sinuhe. É um desses livros longos, que acompanham o herói por toda a sua vida. Gostei tanto que fiz uma das minhas melhores amigas ler também, e a gente até se chamava pelos nomes dos personagens.

 

Memórias de Adriano, de Marguerite Yourcenar (1951)

Um outro romance histórico que me marcou muito foi o Memórias de Adriano. É a história do imperador romano Adriano, que reinou no século 2 d.C. A escritora belga Marguerite Yourcenar acompanha toda a vida dele, em especial seu romance com o jovem Antinoo. Adriano amava tanto Antinoo que, quando o rapaz morreu, mandou construir estátuas dele por todo o império. O livro tem um peso, uma tristeza particular. Vale ler em dias nublados, com jeitinho de nostalgia.

 

O Senhor dos Anéis, de J.R.R.. Tolkien (1954)

Sei que muita gente torce o nariz para fantasia, mas O Senhor dos Anéis é uma obra-prima. Eu li quando tinha uns 12 anos e fiquei tão obcecado que ia fantasiado aos eventos de fãs. Eu tinha também um site dedicado ao livro, antes dos filmes serem lançados. Conheci alguns dos meus melhores amigos nessa época, gente que também queria conversar sobre elfos e anéis do poder. Cheguei a pensar que o livro só parecia bom porque eu era jovem demais, então decidi reler esses dias. Não me decepcionei — o texto continua lindo. Como adulto, uma das coisas que mais me tocam é a descrição que Tolkien faz de um mundo em ruínas, que está desaparecendo.

 

O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarder (1991)

Neste livro, o norueguês Jostein Gaarder conta a história da jovem Sofia, que recebe cartas misteriosas por correio. Ela faz um curso de filosofia, e o leitor vai aprendendo com ela. Filósofo por filósofo, teoria por teoria. Só de escrever isso já sorrio. Eu lia sentado no chão, embaixo de uma primavera na casa dos meus pais, fazendo anotações — como se fosse uma aula mesmo. Muito do que ainda sei sobre filosofia veio dali. Me recordo de uma coisa em especial: a ideia de que os adultos se esquecem de olhar para o Sol e de pensar em como a natureza é surpreendente.

 

Conheça Vou sumir quando a vela se apagar

teste7 protagonistas que se transformaram em vilões (ou anti-heróis)

Algumas pessoas amam quando o vilão se transforma em herói. No entanto, muitos personagens que deveriam ser heróis viram figuras inescrupulosas e, em alguns casos, acabam mudando de lado.

Confira 7 personagens que se tornam vilões (ou anti-heróis). 

 

Walter White, Breaking Bad

Walter White, da série Breaking Bad, é o exemplo perfeito de um protagonista que se tornou um vilão. O frustrado professor de química começa a fabricar metanfetamina com o objetivo de pagar seu caro tratamento de câncer e fornecer suporte financeiro à família. Mas, ao assumir a persona do terrível Heisenberg, o personagem rapidamente se tornou um dos maiores vilões da TV. 

 

Rin,  A Guerra da Papoula

Rin é uma órfã  que vive no interior do Império Nikara e quer fugir de um casamento arranjado com um homem asqueroso. Após ser aprovada no Keju, o exame de admissão para as escolas de guerra, e começar a desenvolver poderes xamânicos, a jovem descobre que o caminho entre tornar-se deusa e monstro é tênue e ambíguo.

 

Eren, Ataque dos Titãs

O que você faria se tivesse o poder para alterar o rumo da história? Eren Yeager, do anime Ataque dos Titãs, vive em um mundo cercado de muralhas que protegem a humanidade de temidos gigantes assassinos. Mas, quando um grande poder cai em suas mãos e ele descobre a verdade por trás desses monstros, o jovem se torna extremamente perigoso para todos ao redor.

 

Billy Butcher, The Boys

Tratados como celebridades e autorizados pelo governo a fazer o que bem entendem, os super-heróis de The Boys têm um inimigo ferrenho: Billy Bruto. Buscando vingar a morte da mulher que ama, Billy monta uma equipe decidida a acabar com o reinado do Capitão Pátria e companhia — custe o que custar.

 

Daenerys Targaryen, Game of Thrones

Daenerys Targaryen sonhava em vingar sua família e reconquistar o trono do qual seu pai, Aerys, foi deposto. Mas, para atingir o seu objetivo, a Khaleesi matou milhares de inocentes e, de heroína e mãe dos dragões, tornou-se a maior vilã de Game of Thrones.

 

Wu Zetian, Viúva de Ferro

Nesse mundo futurista, a humanidade luta contra alienígenas usando máquinas de guerra gigantes que só podem ser pilotadas por um homem e uma mulher — mas, nesse processo, as mulheres quase sempre são sacrificadas. Após a morte brutal da irmã, Wu Zetian jura vingança não só contra seu assassino, mas contra toda a sociedade que despreza a vida de meninas e mulheres. 

 

Michael Corleone, O Poderoso Chefão

Embora tentasse levar uma vida decente, Michael Corleone não tem outra opção a não ser se tornar membro da máfia gerenciada por sua família. Surpreendendo amigos e inimigos, Michael mostra um grande talento para a vida do crime e honra seu legado como filho de um dos maiores foras da lei da história.