Notícias

Segundo livro da série sobre Mussolini chega ao Brasil em março

10 / fevereiro / 2022

Continuação de M, o filho do século narra os anos centrais do regime fascista e investiga a atuação da Igreja no governo de Mussolini

Com mais de 10 mil exemplares vendidos somente no Brasil, M, o filho do século rapidamente se tornou um best-seller mundial. O livro de Antonio Scurati já foi publicado em mais de 40 países e venceu o prêmio Strega, o mais importante da literatura italiana.

Agora, a continuação do romance que narra a história do ditador Benito Mussolini finalmente ganha uma data de lançamento no Brasil.

Ambientado no período de 1925 a 1932, M, o homem da Providência narra desde as consequências das leis fascistas que desmantelaram o Estado italiano até o aniversário de 10 anos da Marcha sobre Roma.

Ao permear aspectos da vida social, política e espiritual do país, a obra abordará os anos centrais do fascismo e a importância de sua aliança com a Igreja católica, em um período em que o Duce se torna uma entidade distante e muito reservada devido a uma úlcera que quase o levou à morte.

Escrita por Antonio Scurati, professor de Literatura Comparada e Escrita Criativa na Universidade de Comunicação e Línguas (IULM) de Milão, a série M é um fenômeno editorial. Com os direitos para adaptação em série já vendidos, a obra também acaba de ser montada para o teatro na Itália.

M, o homem da Providência chega às livrarias e lojas on-line no dia 4 de março e está em pré-venda. Garanta já o seu!


Saiba mais sobre os livros

Leia mais Notícias

As origens do fascismo: violência, descontentamento e medo

As origens do fascismo: violência, descontentamento e medo

Pio XI e Mussolini: fé no poder

Pio XI e Mussolini: fé no poder

Livro de Michael Pollan sobre drogas psicodélicas ganha série na Netflix

Livro de Michael Pollan sobre drogas psicodélicas ganha série na Netflix

Confira os protagonistas da nova série inspirada em Um dia, de David Nicholls

Confira os protagonistas da nova série inspirada em Um dia, de David Nicholls

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *