Diário de Isabela Freitas

Por Isabela Freitas

3 / abril / 2015

o-BAR-TAB-facebook

– Fala, Marcos. Achei que não viria mais.
– Pois é, atrasei por causa da Fernanda. Passei lá na casa dela antes.
– A coleira tá apertada, né?
– Que nada, ela é tranquila.
– Mas aposto que já tá te mandando mensagem.
– Normal, pô. A gente conversa o dia todo por mensagem.
– Coisa chata ter que ficar dando satisfação de onde você tá, com quem tá… Não tem saudade da vida de solteiro não, Marcos? Putz, a gente era demais.
– Era bom, mas já passou. Tenho 25 anos nas costas, Bruno. Você tá na hora de arrumar uma namorada também.
– Até parece. Não sou bobo, não. Vou aproveitar e muito minha vida antes de me castrar.
– Fala sério, aproveito da mesma forma que você.
– Lógico que não. Comi três essa semana, você tinha que ver. Cada gostosa…
– Já passei dessa fase.
– Passou nada. Vai falar que você não sente falta de pegar uma cachorrona de vez em quando? Faz falta, mano. Eu sei que faz. Olha aquela loira ali da mesa do lado. que delícia. Imagina só…
– Para com isso, Bruno. Sou feliz com a Fernanda e pronto.
– Tá bem. Mudando de assunto, depois daqui do bar, vamos pra aquele pub novo?
– Ah, não sei… Tô meio desanimado.
– A Fernanda não iria deixar, aposto.
– Deixa sim, é que tô cansadão mesmo. Já trabalhei hoje, malhei… Quero só tomar umas pra relaxar mesmo.
– Tu tá morto, cara.
– Você que parece ligado em uma tomada, tá animado todos os dias.
– Claro! Por isso que te falo, ser solteiro é ser feliz meu amigo.

Assustou-se ao ler esse diálogo? Acredite, ele é recorrente nas mesas de bar ao redor do mundo. Homem é assim, não tem jeito. Se tá solteiro, quer e faz de tudo para que todos os amigos sejam iguais a ele. Ao escrever essa crônica, juro que fiquei com raiva pensando peraí, então é isso que falam pro meu namorado? É. É isso mesmo. Se acalmem, ainda existem homens maduros que não caem nesse conto de fadas do amigo solteiro que é feliz de morrer. Entretanto, nem todos têm maturidade suficiente pra duvidar do amigo, e eu não os julgo, nós mulheres também podemos sofrer influência das amigas solteiras. Ah, vai. Pelo menos uma vez na vida, tenho certeza que já sofremos.

A verdade é que se você tem algum amigo que te incentiva a terminar seu namoro, mesmo sabendo que este namoro te faz muito bem, é porque ele é egoísta e sente um pouco de inveja daquilo que você tem. Desculpe-me a sinceridade. Porque no fundo, no fundo, talvez bem lá no fundo mesmo, todo mundo quer ter alguém para amar. Que coisa chata, né? Então abre o olho com aquela sua amiga que fica te incentivando a trair, com a colega de trabalho que critica seu namorado, com o vizinho que te encoraja a brigar por coisa boba… Todo incentivo para que se desista do amor, é no mínimo suspeito.

Quanto aos que terminaram um namoro por influência dos amigos, meus sentimentos. Suas garotas, incríveis, sem dúvidas, hoje estão nos braços de alguém que as valorizou da forma que mereciam. E quem sofreu influência de “amigos”, bem, é lógico que se arrependeu.

 

Tags , , , , , , .

Isabela Freitas é autora de Não se iluda, não e de Não se apega, não, o primeiro livro jovem nacional da Intrínseca. Em 2011, começou seu blog, que já soma mais de 130 milhões de visualizações. Estudante de Direito, pretende cursar Jornalismo um dia. Mora com os pais em Juiz de Fora (MG), onde nasceu.

VER TODAS AS COLUNAS

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *