Árvore dos desejos

Katherine Applegate
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Thaís Paiva
  • Páginas: 224
  • Gênero: Jovens e Adolescentes
  • Formato: 14 x 21 x 1,6 cm
  • Lançamento: 27/10/2020

Árvores não sabem contar piadas, mas contam ótimas histórias. E Red é um carvalho centenário que já viu de tudo em seus muitos anos de vida. Também é a árvore dos desejos do bairro, e todo ano, no dia 1º de maio, as pessoas amarram em seus galhos fitas ou tiras de tecido com os mais diversos pedidos, sonhos e anseios.

Mesmo gostando de uma boa fofoca, não é da natureza das árvores se intrometer na vida dos humanos, então Red apenas ouve tudo com muita atenção, sempre em silêncio. No entanto, quando a família da solitária Samar se muda para o bairro e é recebida com desconfiança e ameaças, Red percebe que há algo estranho acontecendo. Aquela vizinhança já tinha acolhido inúmeras famílias. Qual a diferença dessa vez? O lenço que a mãe de Samar usa na cabeça? Ou alguma outra coisa?

Numa noite fria, após ouvir o inesperado e comovente pedido sussurrado pela menina, Red convoca a melhor amiga, a corva Bongô, e decide que chegou a hora de sua voz ser finalmente ouvida, pois muitas vezes temos que desafiar a tradição e nossos próprios medos para defender quem mais precisa.

Em edição de luxo, com capa dura, fitilho e belíssimas ilustrações, Árvore dos desejos é uma fábula inesquecível que mostra a importância do respeito às diferenças para uma vida em sociedade. Com maestria, Katherine Applegate traça uma história emocionante e atemporal sobre o poder da amizade e da empatia.

Leia mais no BLOG

Katherine Applegate

Katherine Applegate

Katherine Applegate escreveu sua primeira história aos dez anos, sobre uma porquinha chamada Alice. Desde então, não parou mais. Já publicou inúmeros livros para crianças e jovens, todos sucessos de venda, entre eles a série Endling e The One and Only Ivan, que em 2013 recebeu a Newbery Medal, um dos prêmios mais importantes da literatura infantojuvenil. Applegate mora na Califórnia com a família, e para ela ser escritora é a melhor profissão do mundo.