Eu sou o Peregrino

Terry Hayes
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Alexandre Raposo
  • Páginas: 688
  • Gênero: Ficção
  • Formato: 16 x 23
  • Lançamento: 01/04/2016

Uma mulher é brutalmente assassinada em um hotel decadente de Manhattan, seus traços dissolvidos em ácido. Um pai é decapitado em praça pública sob o sol escaldante da Arábia Saudita. Na Síria, um especialista em biotecnologia tem os olhos arrancados ainda vivo. Restos humanos ardem em brasas na cordilheira Hindu Kush, no Afeganistão. Uma conspiração perfeita, arquitetada para cometer um crime terrível contra a humanidade, e apenas uma pessoa é capaz de descobrir o ponto exato em que todas essas histórias se cruzam.

Peregrino é o codinome de um homem que não existe. Alguém com tantas identidades que mal consegue lembrar seu verdadeiro nome. Adotado ainda jovem por uma família rica, ele se tornou um importante profissional da espionagem.

Romance de estreia do renomado roteirista britânico Terry Hayes, Eu sou o Peregrino é uma narrativa ágil, com ritmo alucinante, cujos personagens são construídos de forma primorosa em toda sua complexidade psicológica. Uma jornada épica e imprevisível contra um inimigo implacável.

Leia mais no BLOG

Terry Hayes

Terry Hayes

Terry Hayes nasceu no Reino Unido e mudou-se para a Austrália ainda criança. Jornalista, trabalhou como correspondente nos Estados Unidos e regressou a Sydney para atuar como repórter investigativo, correspondente político e colunista. Roteirista premiado, construiu uma brilhante carreira no cinema e na televisão, com mais de vinte premiações e indicações ao Emmy. Assinou com George Miller o roteiro de Mad Max 2: A Caçada Continua. Foi roteirista e coprodutor de Terror a Bordo e Mad Max 3: Além da cúpula do trovão, e roteirista de O Troco, Do Inferno e Limite Vertical. Eu sou o Peregrino é o primeiro romance de Hayes. Best-seller com os direitos de publicação adquiridos em vinte e cinco países, o livro recebeu o National Book Awards do Reino Unido como melhor thriller policial de 2014.

Resenhas

Visceral, corajoso e cinematográfico.

The Times

As páginas voam com uma rapidez voraz. Simplesmente impossível de largar.

Booklist

Um thriller excepcional.

Publishers Weekly