Sal, açúcar, gordura

Como a indústria alimentícia nos fisgou

Michael Moss
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Andrea Gottlieb
  • Páginas: 512
  • Gênero: Saúde e Família
  • Formato: 16x23
  • Lançamento: 07/05/2015

Em 1999, os principais líderes da indústria alimentícia, da Coca-Cola à Nabisco, se encontraram para uma reunião secreta de emergência. A pauta: o que fazer diante da epidemia de obesidade das últimas décadas.

Ao longo de quase um século, fabricantes de alimentos disputam o paladar do público misturando nas fórmulas de seus produtos quantidades cada vez maiores de sal, açúcar e gordura. Em outras palavras: tentam criar alimentos mais saborosos, custe o que custar. E o custo, no caso, é a saúde: um número cada vez maior de estudos científicos tem demonstrado a relação direta entre o alto consumo de alimentos processados e problemas de saúde como obesidade, hipertensão e diabetes

Neste importante livro-reportagem, o jornalista Michael Moss não só denuncia esse momento crítico da indústria alimentícia, como leva o leitor para dentro dos laboratórios, salas de reunião e departamentos de marketing a fim de mostrar como os alimentos que estão nas prateleiras do supermercado são cuidadosamente projetados para enganar o paladar e a inteligência do consumidor, seja com sabores artificiais, seja com anúncios de "baixo teor de sódio" (porém, com o dobro de gordura) ou "zero açúcar" (mas com excesso de sal e aditivos). Um livro para mudar definitivamente a maneira de enxergarmos os rótulos e os alimentos.

Michael Moss

Michael Moss

Michael Moss recebeu o Pulitzer de reportagem em 2010 e foi finalista do prêmio também nos anos 1999 e 2006. Jornalista investigativo do New York Times desde 2010, atuou antes em veículos como The Wall Street Journal e Newsday.

Booktrailer