O ladrão de arte

Noah Charney
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Cláudio Figueiredo
  • Páginas: 320
  • Gênero: Literatura e Ficção
  • Formato: 16 x 23 cm
  • Lançamento: 18/08/2008

Em Roma, um Caravaggio desaparece do altar de uma igreja barroca, no Travestere, sem deixar pistas. Em Paris, no porão da Sociedade Malevitch, a curadora Geneviève Delacloche está transtornada pelo desaparecimento de uma das obras mais polêmicas do século XX: Branco sobre Branco, do suprematista russo Kasimir Malevitch, o maior tesouro da instituição. E, em Londres, a última aquisição de um grande museu some horas depois de ser arrematada em um leilão da Christie’s.

Os carabinieri pedem ajuda ao investigador de arte Gabriel Coffin, dono de impressionante currículo e cujas relações profissionais o ligam a instituições acadêmicas e a seguradoras. Geneviève Delacloche, uma das mais renomadas conhecedoras de arte russa do mundo, conta com o auxílio de uma dupla de inspetores da polícia francesa. Eles deparam com uma trilha de pistas que se revela um intrincado quebra-cabeça. Harry Wickenden, representante da velha guarda da investigação britânica na New Scotland Yard, é escolhido para mediar negociações com os autores de um dos roubos em Londres.

Com O ladrão de arte, Noah Charney arquiteta uma rede atordoante de interesses e desvios de telas milionárias dissimuladas com a engenhosidade dos grandes falsários. O autor explora os locais insuspeitos de compra e venda onde os verdadeiros amantes da pintura apostam tudo, e não medem esforços para conquistar e manter os objetos de sua obsessão.

Noah Charney

Noah Charney

Noah Charney nasceu em 1979, em New Haven, Connecticut. É mestre em História da Arte pelo Courtauld Institute of Art e pela Universidade de Cambridge. A história do roubo de arte é tema de seu doutorado. Fundou e dirige a Associação de Crimes contra a Arte (ARCA), primeira organização internacional de crimes relacionados a esse tipo de patrimônio.

Resenhas

Bem tramado, o enredo (...) permite ao leitor um vislumbre do mercado negro de arte.

Veja, Veja Recomenda

Perfeito romance de estréia com episódios de blefes múltiplos. (...) Charney, reconhecido perito em crimes contra a arte, recheia sua narrativa com uma porção de detalhes intrigantes dos bastidores dessa área.

Publishing News UK

Quem são os ladrões? Quem são os investigadores? O ladrão de arte é uma charada, embrulhada em mistério, dentro de um enigma.

The Book Reporter

Charney constrói uma intrincada rede criminosa na qual apóia uma trama sensacional em personagens astuciosamente concebidos e em extensa pesquisa. Memorável e empolgante, O ladrão de arte cativa o leitor.

Vernom Rapley, chefe da unidade de Artes & Antiguidades da New Scotland Yard