O que me faz pular

Naoki Higashida
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Rogério Durst
  • Páginas: 192
  • Gênero: Biografias e Histórias Reais
  • Formato: 14 x 21 cm
  • Lançamento: 20/03/2014

Escrito quando Naoki Higashida tinha apenas 13 anos, o conjunto de ensaios reunidos neste livro conta, do ponto de vista do próprio Higashida, a experiência de ser autista. Preso em seu mundo individual, muitas vezes ele exibe comportamentos vistos como estranhos, peculiares, “inadequados”. Seja repetindo palavras e frases aparentemente sem sentido ou evitando contato visual com outras pessoas, Naoki tem uma enorme dificuldade de se comunicar e de socializar.

Porém, graças à determinação da mãe e de uma professora, ele aprendeu a se expressar apontando as letras em uma espécie de teclado de papelão – e o que tem a dizer traz uma nova luz para a compreensão da mente autista. A história de Naoki demonstra que, longe de serem insensíveis e indiferentes ao mundo, as pessoas com autismo são tão complexas quanto qualquer um de nós e dotadas de senso de humor, empatia e uma intensa imaginação.

Naoki Higashida

Naoki Higashida

Naoki Higashida nasceu em 1992 e foi diagnosticado com “tendências autistas” em 1998. Depois disso, passou a frequentar escolas para estudantes com necessidades especiais, formando-se em 2011. Já publicou diversos textos de ficção e não ficção e ganhou prêmios literários.

Resenhas

Esse é o livro mais esclarecedor que já vi sobre o autismo. Por favor, se você tiver chance, leia-o. Ele é impressionante.

Jon Stewart, apresentador do programa The Daily Show

O que me faz pular, concebido por um escritor ainda com um pé na infância, e cujo autismo é pelo menos tão complexo quanto o do nosso filho, foi como uma revelação divina. Pela primeira vez senti como se o meu garoto estivesse falando conosco sobre o que acontece dentro de sua cabeça.

David Mitchell, autor de Cloud Atlas