Não basta ser bom, é preciso querer ser bom

Paul Arden
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Adalgisa Campos da Silva
  • Páginas: 128
  • Gênero: Não Ficção
  • Formato: 12 X 17,7
  • Lançamento: 01/09/2011

"Não sou qualificado para falar de Deus. Vou falar de publicidade. É algo em que acredito." Com base em sua experiência, Paul Arden (1940-2008), lenda da publicidade mundial que atuou como executivo e diretor de criação da agência Saatchi & Saatchi por 15 anos, escreveu Não basta ser bom, é preciso querer ser bom, uma obra que alia slogans e imagens para desconstruir mitos sobre fracasso, criatividade e reputação.

Paul Arden, cujo charme e bom humor também assinam Tudo o que você pensa, pense ao contrário e Explicando Deus numa corrida de táxi, decretou "É errado estar certo". A partir disso, ele traça um paralelo entre conquistas e ambição profissional com o mundo da publicidade, justificando seus conceitos com experiências pessoais, técnicas para layouts e referências a inesquecíveis campanhas publicitárias.

Com uma linguagem provocativa, o autor investe na ruptura de conceitos e comportamentos consagrados, criando um guia com dicas sobre carreira e desenvolvimento profissional que, além de ser uma peça publicitária, é um manifesto contra o conformismo e uma prece à criatividade.

Paul Arden

Paul Arden

Nasceu em Kent, na Inglaterra, em 1940. Morreu em West Sussex, em 2 de abril de 2008, de um ataque cardíaco, quando a edição de seu primeiro livro publicado no Brasil, Tudo o que você pensa, pense ao contrário, estava em finalização. Diretor-executivo de criação da agência Saatchi & Saatchi entre 1979 e 1992, fundou uma produtora de filmes comerciais e uma galeria de obras fotográficas.

Outro s título s de Paul Arden pela Intrínseca