Dupla falta

Lionel Shriver
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Débora Landsberg
  • Páginas: 368
  • Gênero: Ficção
  • Formato: 16 x 23
  • Lançamento: 15/07/2011

Tênis sempre foi a maior paixão de Willy Novinsky desde que pegou em uma raquete, aos 5 anos de idade. "Ame a mim, ame meu jogo", dizia aos 23, quando galgava o ranking, colocada entre os tenistas profissionais medianos. Até que ela conhece Eric Oberdorf: matemático recém-formado pela Universidade de Princeton, capaz de chamar atenção não só pela beleza, mas pela habilidade em diversas atividades, como a atuação nas quadras e em torneios de menor destaque. Mesmo que à sombra da antiga relação de confiança e dependência entre a esportista e seu treinador, Eric torna-se a nova paixão de Willy.

Os dois se casam. Assim como a esposa, Eric batalha para alcançar o glamour do circuito internacional. Logo, a vida em comum, repleta de cumplicidade e desejo, dá lugar a uma competição cada vez mais acirrada por uma colocação entre a elite do esporte com a classificação entre os chamados top 100. E o casamento tende a se provar uma jogada com efeitos imprevisíveis no desempenho de Willy. À medida que o rendimento dela decai, as habilidades do marido o levam mais longe no ranking mundial.

Com diálogos incisivos e ágeis, Lionel Shriver faz uma investigação retórica dos medos, das esperanças e das traições de uma relação amorosa, e assim nos oferece uma exploração magistral e provocante do jogo romântico entre um casal.

Lionel Shriver

Lionel Shriver

Lionel Shriver nasceu em 1957 na Carolina do Norte, Estados Unidos. Formada e pós-graduada pela Universidade de Columbia, publicou além de Precisamos falar sobre o Kevin e O mundo pós-aniversário, The Female of the Species, Checker and the Derailleurs, Ordinary Decent Criminals, Game Control e A Perfectly Good Family.

Outro s título s de Lionel Shriver pela Intrínseca