Contra o feminismo branco

Rafia Zakaria

Pré-venda

  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Solaine Chioro e Thaís Britto
  • Páginas: 304
  • Gênero: Não ficção
  • Formato: 13,5 x 21 x 1,5 cm
  • Lançamento: 26/10/2021

Desde sua origem, o feminismo se baseou na experiência de mulheres brancas de classe média e alta, que há muito se autoproclamaram as especialistas no assunto. São elas que escrevem, palestram, dão entrevistas. Ao mesmo tempo, para manter seus privilégios, demarcam a branquitude do movimento ao sobrepor suas falas às das mulheres de pele negra e marrom.

No entanto, o diálogo só será possível quando todas as mulheres estiverem em patamares iguais. E é partindo do princípio de igualdade na diversidade que Rafia Zakaria, muçulmana, advogada e filósofa política, defende uma reconstrução do feminismo.

Contra o feminismo branco é um contramanifesto que insere as experiências de mulheres de cor no centro do debate. Em uma leitura direta e impactante, a autora questiona desde pensadoras como Simone de Beauvoir a produtos culturais como Sex and the City. O resultado é uma obra crítica à adesão do feminismo branco ao patriarcado, à lógica colonial e à supremacia branca.

Ao seguir a tradição de suas antepassadas feministas interseccionais Kimberlé Crenshaw, Adrienne Rich e Audre Lorde, Zakaria refuta a indiferença política e racial do feminismo branco em uma crítica radical, na qual coloca o pensamento feminista negro e marrom na vanguarda.

Leia mais no BLOG

Rafia Zakaria

Rafia Zakaria

Rafia Zakaria é uma escritora, advogada e ativista dos direitos humanos que trabalhou pelas vítimas da violência doméstica no mundo todo. É colunista dos jornais Al Jazeera America e DAWN, o maior jornal paquistanês em língua inglesa, e escreveu muitos ensaios para veículos como The Guardian e The New York Times Book Review. A autora nasceu e cresceu na cidade paquistanesa de Carachi e hoje vive entre o Paquistão e os Estados Unidos, onde trabalhou no conselho de administração da Anistia Internacional.