Hamnet

Maggie O’Farrell
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Regina Lyra
  • Páginas: 384
  • Gênero: Romance
  • Formato: 16 x 23 x 2,2 cm
  • Lançamento: 08/09/2021

Poucas informações sobre a biografia de William Shakespeare resistiram ao tempo. Filho de um luveiro caído em desgraça de Stratford-upon-Avon, uma pequena cidade da Inglaterra, casou-se com uma mulher mais velha, detentora de um generoso dote. Tiveram uma filha e um casal de gêmeos, em um matrimônio marcado pela distância imposta por seu ofício. Além disso, a família foi abalada pela morte precoce do filho, ocorrida em uma época em que a nação era assolada por surtos de peste bubônica.

É a partir dessas referências que Maggie O’Farrell cria magistralmente a trama protagonizada por Agnes, uma mulher excêntrica e selvagem que costumava caminhar pela propriedade da família com seu falcão pousado na luva e tinha dons extraordinários como prever o futuro, ler pessoas e curá-las com poções e plantas. Após o casamento, Agnes se torna uma mãe superprotetora e a força centrífuga na vida do marido, que seguira para Londres com o objetivo de se estabelecer como dramaturgo. A vida do casal é severamente abalada quando o filho Hamnet sucumbe a uma febre repentina.

Um retrato brilhante de um casamento, uma evocação devastadora de uma família destroçada pelo luto e pela perda e uma reconstituição delicada e memorável de um menino cuja vida foi esquecida, mas cujo nome intitula uma das peças mais celebradas de todos os tempos. Hamnet é encantador, sedutor, impossível de largar.

Maggie O’Farrell

Maggie O’Farrell

Nascida na Irlanda do Norte em 1972, Maggie O’Farrell cresceu no País de Gales e na Escócia e hoje mora em Edimburgo. Também é autora de A mão que me acariciou primeiro (vencedor do Costa Novel Award); Instructions for a Heatwave; This Must Be the Place; e, mais recentemente, Existo, existo, existo: dezessete tropeços na morte.