Juntos, sempre

Confidências sobre um ano no inferno

Carole e Carlos Ghosn
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Alberto Flaksman e Ana Luiza Baesso
  • Páginas: 304
  • Gênero: Biografias e Histórias Reais
  • Formato: 14 x 21 x 1,5 cm
  • Lançamento: 29/03/2021

Em 19 de novembro de 2018, Carlos Ghosn foi detido pelas autoridades japonesas assim que desembarcou no aeroporto de Tóquio. Executivo de reconhecimento internacional pelo seu trabalho como CEO da Renault e da Nissan, foi imediatamente isolado em um presídio, sem saber ao certo sob que acusação. Carlos vinha de Beirute, onde passara o fim de semana com sua esposa Carole, que só soube do que havia acontecido com o marido quando estava prestes a desembarcar em Nova York.

Juntos, sempre é o relato escrito a quatro mãos sobre o período em que o casal foi mantido separado. No dia a dia da prisão e nos períodos de liberdade vigiada, acompanhamos uma trama sobre traição no meio empresarial, acusações de uso indevido de bens corporativos, a ação diplomática de três países – já que Carlos é cidadão brasileiro, francês e libanês – e os bastidores do severo sistema judicial nipônico.

Alternando o ponto de vista entre o casal a cada capítulo, acompanhamos a luta dos dois para provar a inocência de Carlos. O sofrimento da separação, que incluiu um longo período em que os dois foram proibidos até mesmo de se comunicar, só teve fim após uma ação espetacular. Manchete em todo o mundo, Carlos conseguiu despistar as autoridades japonesas e abandonar o país para, finalmente, se estabelecer em Beirute com Carole, onde vivem até hoje.

Carole e Carlos Ghosn

Carole e Carlos Ghosn

De nacionalidade brasileira, libanesa e francesa, Carlos Ghosn nasceu em 1954, em Porto Velho (RO), para onde emigrou seu avô paterno, libanês maronita. Aos 6 anos de idade se mudou para o Líbano. Formou-se em engenharia na França. Na Renault, gerenciou a aquisição de participação da Nissan, da qual se tornou CEO em 2001. Em 2005, ao acumular o posto de CEO também da Renault, foi o primeiro no mundo a ocupar o cargo em duas empresas da Fortune Global 500. É casado com Carole Ghosn desde 2016. Em novembro de 2018, foi preso no Japão por uso abusivo de ativos corporativos. Libertado em março de 2019, foi novamente preso em abril e colocado em prisão domiciliar, de onde fugiu em 29 de dezembro de 2019. Refugiou-se no Líbano, onde permanece até hoje.

Carole Ghosn nasceu no Líbano, em 1966, de uma família libanesa de classe média alta síria. Tem três filhos de seu primeiro casamento. Formada em ciências políticas e de cidadania libanesa e norte-americana, passou grande parte da vida nos Estados Unidos entre a alta sociedade da diáspora libanesa. Conheceu Carlos Ghosn em um evento beneficente de gala em Nova York, com quem se casou em 2016, em Paris, em uma cerimônia íntima. A justiça japonesa emitiu um mandado de prisão contra ela em 7 de janeiro de 2020, acusando-a de perjúrio.