A ERA DO CAPITALISMO DE VIGILÂNCIA

Shoshana Zuboff
  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: George Schlesinger
  • Páginas: 800
  • Gênero: Não ficção
  • Formato: 16 x 23 x 3,2 cm
  • Lançamento: 12/02/2021

Obra-prima em termos de pensamento original e pesquisa, A era do capitalismo de vigilância, de Shoshana Zuboff, apresenta ideias alarmantes sobre o fenômeno que ela nomeou capitalismo de vigilância. Os riscos não poderiam ser maiores: uma arquitetura global de modificação comportamental ameaça impactar a humanidade no século XXI de forma tão radical quanto o capitalismo industrial desfigurou o mundo natural no século XX.

Zuboff chama a atenção para as consequências das práticas de empresas de tecnologia sobre todos os setores da economia. Um grande volume de riqueza e poder vem sendo acumulado em sinistros “mercados futuros comportamentais”, nos quais os dados que deixamos nas redes são negociados sem o nosso consentimento e a produção de bens e serviços segue a lógica de novas “formas de modificação de comportamento”.

A ameaça não é mais um estado totalitário simbolizado pelo Grande Irmão da literatura de George Orwell, mas uma arquitetura digital presente em todos os lugares, agindo em prol dos interesses do capital de vigilância. Estamos diante da construção de uma forma de poder inédita, caracterizada por uma extrema concentração de conhecimento que não passa pela supervisão da democracia.

A análise perturbadora e embasada de Zuboff escancara as ameaças da sociedade do século XXI: vivemos em uma “colmeia” de conexão plena, que a todos seduz com a promessa de lucro máximo garantido, mesmo que à custa da democracia, da liberdade e do futuro da humanidade.

Enfrentando pouca resistência por parte da lei e da sociedade, o capitalismo de vigilância está em vias de dominar a ordem social e moldar o futuro digital — se nós assim permitirmos.

Leia mais no BLOG

Shoshana Zuboff

Shoshana Zuboff

SHOSHANA ZUBOFF é professora emérita da Cadeira Charles Edward Wilson na Harvard Business School e ex-docente associada no Centro Berkman Klein para Internet e Sociedade na Escola de Direito de Harvard. Entrou para o corpo docente da Escola de Direito de Harvard em 1981, onde foi uma das primeiras mulheres contratadas como professora efetiva. Obteve o doutorado em psicologia social na Universidade de Harvard e o bacharelado em filosofia na Universidade de Chicago. Seu livro anterior, In the Age of the Smart Machine, foi descrito na primeira página do The New York Times Book Review como “uma obra de rara originalidade”. Tem sido colaboradora frequente do Frankfurter Allgemeine Zeitung, bem como colunista para a BusinessWeek.com. Seu artigo de 2015 sobre o capitalismo de vigilância “Big Other” recebeu o Prêmio de Melhor Artigo Científico da Conferência Internacional sobre Sistemas de Informação.