testeForbes elege E L James uma das celebridades mais poderosas do mundo

Com mais de 70 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, a trilogia Cinquenta tons de cinza rendeu mais um título a sua autora. A escritora britânica E L James, que já havia sido eleita em 2012 uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela Revista Time e a personalidade editorial do ano pela Publishers Weekly, acaba de entrar para a lista das 100 celebridades mais poderosas de 2013 da revista Forbes.

No Brasil, os romances de E L James superaram a marca de 3,8 milhões de exemplares comercializados em menos de um ano. Um desempenho inédito que impulsionou uma avalanche no mercado de títulos inspirados em Cinquenta tons de cinza e impactos culturais imensuráveis.

O intenso relacionamento dos personagens Christian Grey e Anastasia Steele chegará aos cinemas em 1º de agosto de 2014. A direção do filme ficará ao cargo da fotógrafa e artista plástica Sam Taylor-Johnson (O Garoto de Liverpool). A produção é de Michael de Luca e Dana Brunetti, a dupla responsável pelo premiado A Rede Social, e o roteiro é assinado por Kelly Marcel (Saving Mr. Banks). 

testeSegunda temporada de Girls estreia em 20 de janeiro na HBO

A segunda temporada de Girls, série aclamada pela crítica por retratar com honestidade a vida de um grupo de mulheres na faixa dos 25 anos em Nova York, estreia no próximo domingo, dia 20, a partir das 22h, na HBO. Com 26 anos, Lena Dunham é roteirista, criadora e estrela do programa vencedor do Globo de Ouro nas categorias de melhor série e de melhor atriz em musical ou comédia.

Eleita a pessoa mais legal de 2012 pela revista Time, Dunham está reunindo seus conselhos “francos e engraçados sobre tudo, desde sexo até alimentação, incluindo viagens e trabalho”, no livro de ensaios Not That Kind of Girl: A Young Woman Tells You What She’s Learned, que será publicado no Brasil pela Intrínseca (ainda sem previsão de data).

testeLena Dunham: a pessoa mais legal do ano pela Time

Para a revista Time, a pessoa mais legal de 2012 é uma mulher que não tem vergonha de mostrar seus defeitos, que usa menos maquiagem na TV do que na vida real e que construiu sua persona baseada nas escolhas erradas que fez. Com 26 anos, Lena Dunham é roteirista, criadora e estrela do seriado Girls — que concorre ao Globo de Ouro de melhor série e ao de melhor atriz em série musical ou de humor. Seus conselhos “francos e engraçados sobre tudo, desde sexo até alimentação, incluindo viagens e trabalho”, que serão reunidos no disputadíssimo livro de ensaios Not That Kind of Girl: A Young Woman Tells You What She’s Learned, chegarão ao Brasil pela Intrínseca.

Aclamado pela crítica por retratar com honestidade a vida de um grupo de mulheres na faixa dos 25 anos em Nova York, Girls estreia sua segunda temporada em 13 de janeiro de 2013, na HBO. Assista aos trailers:

testeCinquenta tons de cinza vende 13 livros por minuto no Brasil

O furacão Cinquenta tons de cinza, fenômeno editorial global com a vendagem mais rápida da história, repete seu desempenho inédito no mercado brasileiro. Em menos de quatro meses, os livros que compõem a trilogia adulta escrita pela britânica E L James ocupam as três primeiras posições em todas as listas de mais vendidos e somam 2.370.000 exemplares comercializados, ou seja, a cada minuto 13 livros são vendidos no Brasil.

Cinquenta tons de cinza, primeiro volume que dá nome à série, foi lançado em 24 de julho e registra 1.130.000 exemplares vendidos; publicada em 12 de setembro, a sequência Cinquenta tons mais escuros já alcançou a marca de 700.000 cópias comercializadas; e o desfecho Cinquenta tons de liberdade totaliza 540.000 unidades vendidas desde 8 de novembro.

Responsável por sucessivos recordes, a série, que já tem mais de 67 milhões de livros comercializados em 47 países, também acumula a marca de maior número de vendas de e-books no Brasil: desde seu lançamento, que foi simultâneo à versão impressa, a trilogia já contabiliza 53 mil livros digitais vendidos.

Eleita uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time, E L James recebeu o honroso título de personalidade editorial do ano pela Publishers Weekly — é a primeira vez que um autor é escolhido. Sua estreia na literatura acaba de vencer o The National Book Awards na categoria melhor ficção popular e o Goodreads Choice Awards 2012.

Leia também:

Box da trilogia Cinquenta tons de cinza está à venda
A Intrínseca entre os melhores do ano
Livros da Intrínseca já estão à venda  na Amazon  e no Google Play

testeLivros da Intrínseca já estão à venda na Amazon e no Google Play

Nesta madrugada, a Amazon e o Google Play iniciaram a comercialização de livros eletrônicos no Brasil, e os 105 e-books da Intrínseca já estão à venda. Com o lançamento simultâneo das versões impressa e digital, a editora possuí 50% de seu catálogo convertido, também disponível na iBookstore e em outras 27 lojas nacionais.

Às vésperas de completar um ano da comercialização de e-books, iniciada em 15 de dezembro de 2011, a Intrínseca alcança a marca de 75 mil títulos baixados, impulsionada pelo sucesso da trilogia Cinquenta tons de cinza — que já figura entre os mais vendidos da Amazon e do Google Play.

Para garantir a qualidade, todo o processo de produção dos livros digitais foi internalizado. Depois de convertidos, os títulos recebem da equipe editorial o mesmo tratamento destinado a um novo livro: passam por mais uma revisão e pela aprovação do editor responsável pelo título. Além de assegurar a fidelidade do conteúdo, a qualificação da equipe permite a publicação de e-books sofisticados como Guerra e Spray, de Banksy, e Paris versus New York, de Vahram Muratyan, duas obras de arte cujas versões digitais serão lançadas pela primeira vez no mundo pela Intrínseca.

Preços promocionais

Durante este mês, as versões digitais de sete títulos da editora estarão com preços promocionais em todas as lojas. São eles: Argo, de Antonio Mendez e Matt Baglio, livro que inspirou o filme homônimo dirigido por Ben Affleck; A culpa é das estrelas, romance de John Green que acaba de ser eleito o melhor do ano pela revista Time; Inferno, obra monumental do premiado historiador Max Hastings sobre a Segunda Guerra Mundial; os novos clássicos A menina que roubava livros, de Markus Zusak, e Um dia, de David Nicholls; O segundo suspiro, de Phellipe Pozo di Borgo, que inspirou o sucesso de bilheteria francês Intocáveis; e o romance A última carta de amor, de Jojo Moyes.

Ranking dos 15 e-books mais vendidos da Intrínseca:

1 – Cinquenta tons de cinza, de E L James
2 – Cinquenta tons mais escuros, de E L James
3 – Cinquenta tons de liberdade, de E L James
4 – Um dia, de David Nicholls
5 – Os arquivos perdidos: os Legados da Número Seis, de Pittacus Lore
6 – A visita cruel do tempo, de Jennifer Egan
7 – A arte de viajar, de Alain de Botton
8 – Amanhecer, de Stephenie Meyer
9 – Os arquivos perdidos: os Legados do Número Nove, de Pittacus Lore
10 – A menina que roubava livros, de Markus Zusak
11 – Fuga do campo 14, de Blaine Harden
12 – A última carta de amor, de Jojo Moyes
13 – Precisamos falar sobre o Kevin, de Lionel Shriver
14 – Crepúsculo, de Stephenie Meyer
15 – A culpa é das estrelas, de John Green

testePublishers Weekly elege E L James como a personalidade editorial do ano

Foto: Michael Lionstar

Em menos de um ano, a dona de casa inglesa Erika Leonard derrubou todos os recordes e modificou drasticamente o panorama do mercado editorial global. Publicado em abril, nos Estados Unidos, o furacão Cinquenta tons de cinza se firmou como o título com a vendagem mais rápida da história: já são mais de 65 milhões de exemplares em 47 países. No Brasil, os livros que compõem a trilogia ocupam as três primeira posições das listas de mais vendidos e se aproximam da marca de 2 milhões de exemplares comercializados em apenas 4 meses.

Eleita uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time, E L James recebe agora o título de personalidade editorial do ano pela Publishers Weekly. O desempenho inédito impulsionou uma avalanche no mercado de títulos inspirados em Cinquenta tons de cinza e impactos culturais imensuráveis. A partir de sua obra, milhares de leitores refletiram sobre a sexualidade feminina, reexaminaram e derrubaram tabus. O nome do ano não poderia ser outro.

Leia também:
Box da trilogia Cinquenta tons de cinza entra em pré-venda
Queremos música no Fantástico! 
Cinquenta tons de cinza: o filme — roteirista escolhida
Apostas para Cinquenta tons de cinza: o filme 
Cinquenta tons de humor
A trilha sonora de Cinquenta tons de cinza

testeESTANTE INTRÍNSECA – LANÇAMENTOS DE NOVEMBRO

7/11 – Paris versus New York, de Vahram Muratyan

Com traços simples e perspicazes, as ilustrações bem-humoradas de Vahram Muratyan revelam detalhes, clichês e contradições de duas das cidades mais míticas do mundo. Nascido em Paris, de origem armênia, Muratyan sempre se surpreendeu com o humor imprevisível da cidade e sua capacidade de refletir a essência de seus habitantes. Em 2010, uma estadia prolongada em Nova York suscitou a inevitável comparação entre sua charmosa cidade natal e a agitada metrópole que o encantou. Do desejo de compartilhar seus insights diários com os amigos e com a família surgiu o blog Paris versus New York, que recebeu mais de cinco milhões de visitas em um ano. Em 2012, sua sofisticada batalha visual foi reunida em livro.
Leia um trecho

Assista à animação de Tony Miotto inspirada em Paris versus New York 

8/11 – Cinquenta tons de liberdade, de E L James

No desfecho de Cinquenta tons de cinza, trilogia adulta que se tornou um sucesso editorial sem precedentes, a paixão avassaladora entre Anastasia Steele e Christian Grey evoluiu, em um curto espaço de tempo, para um sentimento mais profundo que transformou a vida do casal. Os dois estão se acertando: Ana torna-se mais segura a cada dia, e Christian lentamente permite-se relaxar e confiar nela. Tudo leva a crer que eles estejam caminhando para um desfecho digno de conto de fadas. Mas ainda há contas a acertar com o passado.
Leia um trecho

Leia também:
Cinquenta tons de liberdade em e-book

Box da Trilogia Cinquenta tons de cinza entra em pré-venda

10/11 – Estado de graça, de Ann Patchett

Vencedora do Prêmio Orange, do PEN/Faulkner Award e finalista do National Book Critics Circle Award, a norte-americana Ann Patchett é autora de cinco romances, foi eleita uma das 100 pessoas mais influentes pela revista Time em 2012 e é proprietária de uma livraria independente em sua cidade natal, Nashville, Tennessee. Em Estado de graça, seu romance mais recente, a farmacêutica Marina Singh trabalha para uma grande empresa norte-americana e precisa viajar para a Amazônia com o objetivo de investigar a misteriosa morte de seu colega de trabalho, Anders Eckman. O gentil pesquisador foi enviado para o coração da selva atrás da Dra. Annick Swenson, uma brilhante e controversa cientista que vive em uma tribo isolada na floresta. Mas assim como os métodos empregados pela Dr. Swenson, o progresso da pesquisa é totalmente obscuro até para o alto escalão da empresa que a financia.
Leia um trecho

10/11 – O colapso de tudo, de John Casti

Renomado matemático especializado em teorias dos sistemas, John Casti avisa: o mundo moderno está cada vez mais frágil. O alto grau de complexidade dos sistemas essenciais torna a sociedade progressivamente mais vulnerável a eventos extremos (os eventos X) — acontecimentos raros e inesperados capazes de pôr o modo de vida contemporâneo em xeque. Em O colapso de tudo, Casti examina a probabilidade de ocorrência de eventos extremos provocados pelo próprio homem, indo de um prolongado apagão na internet ao esgotamento dos combustíveis, ou de uma pandemia global à desativação de todos os aparelhos eletrônicos por um pulso eletromagnético.
Leia um trecho

24/12 – Noite infeliz, de Seth Grahame-Smith

Em uma manjedoura, um jovem casal dá as boas-vindas ao filho recém-nascido. Três desconhecidos surgem de repente, oferecendo proteção e preciosos presentes ao futuro Rei dos Reis. Ao recontar uma das mais famosas passagens da história da humanidade, Seth Grahame-Smith utiliza sua poderosa imaginação para criar uma emocionante fábula sobre fé e caridade, sem deixar de fora as batalhas sangrentas e criaturas míticas que conquistaram o mundo em Orgulho e preconceito e zumbis e Abraham Lincoln: caçador de vampiros.
Leia um trecho

01/12 – Inferno, Max Hastings

Um dos maiores historiadores militares do mundo, com mais de vinte livros publicados, o jornalista Max Hastings participou da cobertura de onze conflitos em lugares como o Vietnã e as ilhas Falklands e foi editor dos jornais Daily Telegraph e Evening Standard. Pelo conjunto de sua obra, ele foi agraciado em 2002 com o título de Cavaleiro da Ordem do Império Britânico. Resultado de 35 anos de pesquisa, Inferno traça um vasto painel da Segunda Guerra Mundial em todas as linhas de frente, com enfoque na experiência humana. O testemunho de pessoas comuns, documentado em cartas, diários e memórias, ajuda Hastings a ir além da mera narrativa de uma sequência de eventos e a revelar ao leitor do século XXI como foi viver, lutar e morrer em um mundo em guerra.
Leia um trecho

01/12 – O pesadelo, de Lars Kepler

Após conquistar os leitores em O hipnotista, Lars Kepler os deixa sem fôlego com um novo quebra-cabeça, cujas peças o detetive mais carismático, intuitivo e obstinado da Suécia precisa encaixar. Ao descrever o curso vertiginoso de eventos para os quais a lógica é um mero prelúdio, o mais assustador em O pesadelo não são seus crimes horripilantes, mas a psicologia obscura de seus personagens, que mostram como somos todos cegos a nossas próprias motivações.
Leia um trecho

Leia também:
A sombria fábrica de Seth Grahame-Smith e Tim Burton

Conheça os lançamentos de ficção para jovens no Blog das Séries.

testeTrilogia Cinquenta tons de cinza entra em pré-venda


Fenômeno editorial que representa 25% do mercado americano de ficção adulta, a trilogia Cinquenta tons de cinza entra esta semana em pré-venda nas principais livrarias do país — o lançamento do primeiro livro será em 1° de agosto. Nos Estados Unidos, os resultados de venda já são tão eletrizantes quanto a narrativa do thriller romântico de E L James: somam-se mais de 10 milhões de cópias comercializadas em seis semanas, número que faz da série um dos maiores best-sellers de todos os tempos.

Estreia literária da inglesa E L James — uma ex-executiva da TV londrina, mãe de dois filhos adolescentes e recentemente eleita uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time —, a trilogia teve direitos de publicação adquiridos por 37 países em leilões disputadíssimos, vencido no Brasil pela Intrínseca. Os livros Cinquenta tons de cinza, Cinquenta tons mais escuros e Cinquenta tons de liberdade serão adaptados para o cinema pela Focus Features, da Universal Pictures — os direitos foram comprados por um valor recorde de US$5 milhões.

Recebido com entusiasmo pelos leitores estrangeiros e muito aguardado no Brasil, especialmente pelo público adulto feminino, Cinquenta tons de cinza terá tiragem inicial de 200 mil exemplares e lançamento simultâneo em e-book. A apimentada trilogia narra a relação entre uma recatada jovem de 22 anos, recém-egressa da universidade, e um enigmático (e atormentado) empresário. Estimulada a desafiar seus limites e preconceitos, Anastasia Steele contrapõe a irresistível atração que sente por Christian Grey — um bilionário muito charmoso, brilhante e, ao mesmo tempo, intimidante — às singulares exigências sexuais que ele impõe, a começar por um contrato assinado que permite a Grey o controle completo de sua vida.

O sucesso dos livros é tão estrondoso que, além de render inúmeras pautas na mídia e vídeos virais pela internet, ganhou destaque nos principais programas de humor americanos. O Saturday Night Live fez o público se divertir com a exibição de uma propaganda publicitária fictícia da loja Amazon para o Dia das Mães. O vídeo mostra pais e filhos surpreendendo suas mães com presentes, porém em momentos nada apropriados — enquanto elas leem Cinquenta tons de cinza em privacidade. Quem também brincou com o assunto foi a apresentadora de TV e humorista Ellen DeGeneres, que leu passagens de sexo bem descritivas, com chicotes, algemas e correntes nas mãos. Em entrevista à MTV americana, as estrelas Kristen Stewart e Charlize Theron reproduziram trechos calientes do livro, e Selena Gomez gravou a paródia “Cinquenta tons de azul”, na qual ela se apaixona por um pintor de paredes que faz o estilo rude.

A campanha de lançamento terá início em julho, um mês antes da publicação do primeiro volume. A expectativa para o desempenho nacional é grande: Cinquenta tons de cinza é um livro diferente de tudo a que o público brasileiro já teve acesso. Nos três livros da série, a autora E L James constrói uma narrativa libertadora e totalmente viciante, que domina a atenção do leitor até a última linha — uma viagem de autodescoberta surpreendente.

Trilogia Cinquenta tons de cinza, de E L James

Cinquenta tons de cinza
Lançamento em 1° de agosto

Tradução de Adalgisa Campos da Silva

480 páginas
Versão impressa: R$39,90
Versão e-book: R$ 24,90

Comprar na Saraiva
Comprar na Siciliano
Comprar na Livraria Cultura
Comprar na Livraria da Travessa
Comprar na Martins Fontes Paulista
Comprar na Americanas.com
Comprar na Fnac 

 

Cinquenta tons mais escuros
Lançamento em 15 de setembro

Tradução de Juliana Romeiro

512 páginas
Versão impressa: R$39,90
Versão e-book: R$ 24,90

Comprar na Saraiva
Comprar na Siciliano
Comprar na Livraria Cultura
Comprar na Livraria da Travessa
Comprar na Fnac 

 

 

Cinquenta tons de liberdade
Lançamento em 1° de novembro

Tradução de Maria Carmelita Dias

544 páginas
Versão impressa: R$39,90
Versão e-book: R$ 24,90

Comprar na Saraiva
Comprar na Siciliano
Comprar na Livraria Cultura
Comprar na Livraria da Travessa
Comprar na Fnac