testeAs mulheres do meu livro III

Rita Hayworth em Gilda (fonte)

Rita Hayworth (fonte)

Rita Hayworth (1918-1987) era considerada por muitos a mulher mais bela do cinema americano. Com sua atuação em Gilda, de 1946, ela se tornou um mito do cinema mundial. No filme, em uma cena marcante, faz um falso striptease e tira lentamente uma luva comprida de um dos braços. Rita foi casada cinco vezes. Entre seus maridos estavam o príncipe e playboy Aly Khan, o cantor Dick Haymes e o cineasta Orson Welles. Já na lista dos homens que namorou, consta o nosso maior playboy, Jorginho Guinle.

O namoro foi até longo, durou dois anos. Em sua biografia, ele relata que o affaire teve início em 1962, no Rio de Janeiro. Rita viera passar o Carnaval na cidade e ficara hospedada no Copacabana Palace, de Octávio Guinle, tio de Jorginho. Mas foi no Baile do Havaí, no Iate Clube, que tudo começou. Ela já não estava tão em alta, andava depressiva e bebia muito. No fim da noite, os dois foram para um dos barcos ancorados no deque.

Durante o Carnaval, badalaram na boate Blue Angel, em Copacabana, se esbaldaram nos bailes do Copa e do Theatro Municipal (ela, de baiana). Também foram ver os desfiles e Rita, toda de vermelho, sambou na frente de uma das escolas e desfilou por uns cem metros. O público delirou.

Jorginho não revela muitas intimidades sobre ela. Mas as poucas histórias que narra, do início da carreira da atriz, ainda como Rita Cansino, até sua fase mais decadente, são, no mínimo, saborosas. Eles já se conheciam desde a década de 1940 e, segundo o playboy, ela era “xucra”. Jorginho era amigo de Aly Khan, portanto recebeu informações de quem convivera bastante com ela.

Em sua biografia, ele menciona alguns “escandalosos incidentes” protagonizados pela beldade, quase todos relacionados com o excesso de bebida. Já no livro Os Guinle, eu falo sobre a capacidade intelectual de Rita. Aparentemente, ela tinha dificuldades de se relacionar com os homens. Tanto que, conta-se, justificava seus vários fracassos amorosos com a seguinte frase: “A maioria dos homens se apaixona por Gilda, mas acorda comigo.”