testeComo evitar a morte apenas com sua alimentação

A maioria dos médicos se restringe a apenas receitar um remédio ao paciente, ignorando tratamentos alternativos ou medicina preventiva. Por causa disso, milhares de vidas são perdidas para doenças que poderiam ter sido evitadas ou revertidas. Mas não precisa ser assim.

Em Comer para não morrer, o médico e especialista em nutrição Michael Greger explora o estilo de alimentação capaz de prevenir, controlar e até reverter muitas das principais causas de morte da atualidade: a dieta à base de vegetais. Inspirado pela recuperação quase milagrosa de sua avó após se submeter a essa dieta, Michael passou a se dedicar ao estudo dos alimentos e seus efeitos sobre as doenças que mais matam hoje em dia, entre elas, distúrbios cardíacos, pulmonares, diabetes e até depressão.  

Ao longo do livro, obtemos dicas de como melhorar nossa rotina e aumentar nossa qualidade de vida apenas adicionando alguns alimentos-chave, como, por exemplo, o brócolis. A ingestão de crucíferos como o brócolis ajuda a evitar que os pulmões sejam excessivamente danificados pelo fumo. Boa notícia para quem está tentando largar o cigarro! Outro alimento importante é a castanha-do-pará. Os níveis de LDL das pessoas que consomem quatro castanhas uma vez ao mês diminuem vinte pontos apenas nove horas após a ingestão. Nem mesmo remédios específicos para doenças do coração agem tão depressa.

Com uma linguagem clara e ferramentas práticas que nos indicam o que, quando e em que quantidade comer, o livro desmistifica a ciência por trás dessa forma de nutrição revolucionária e mostra que adotá-la está longe de ser um bicho de sete cabeças.

Comer para não morrer chega às livrarias a partir do dia 20 de abril.