teste7 personagens apaixonantes dos livros

Existem muitas coisas que podem tornar um livro especial: uma trama emocionante, as lições de vida que transmite, as reviravoltas surpreendentes… Mas uma das melhores maneiras de um livro se tornar inesquecível é ele ter personagens que conquistem os nossos corações. Afinal de contas, que leitor nunca se apaixonou pelo protagonista de uma história e ficou lamentando por ele não existir no mundo real? Pensando nisso, criamos uma lista com os 7 personagens mais apaixonantes dos nossos livros e que sem dúvida entrarão para a sua lista de “melhores pessoas literárias”. Confira:

 

  1. Louisa Clark (Trilogia Como eu era antes de você)

Como diria o Mc Marcinho, se quiser falar de amor, fale com Louisa Clark. Impossível ler Como eu era antes de você sem ficar completamente encantado por essa menina desajeitada. Com suas roupas exóticas e seu jeito fofo e atrapalhado, Lou conseguiu conquistar o coração do Will (e os nossos) sem muito esforço. O amor pela personagem foi tanto que a história dela ganhou duas sequências: Depois de você e Ainda sou eu, no qual acompanhamos os desafios que ela enfrentou ao se jogar no mundo e se tornar a protagonista da própria história. Mesmo depois de três livros, é difícil dar adeus a uma personagem tão querida.

 

2. August Pullman (Extraordinário)

O Auggie é um daqueles personagens que nos conquistam desde a primeira linha. Ele é um menino inteligente e gentil que nasceu com uma síndrome que o deixou com uma aparência incomum, por isso ele precisa lidar a vida toda com as pessoas o olhando de maneira diferente. Aos dez anos, ele precisou enfrentar o maior dos desafios: ir para a escola pela primeira vez. Com seu jeito bem-humorado, o Auggie nos passa diversas lições de vida e nos ajuda a ver o mundo de um modo mais gentil.

“A única razão de eu não ser comum é que ninguém além de mim me enxerga dessa forma”.

 

3. Simon Spier (Com amor, Simon)

Se ser adolescente já não é nada fácil, imagine então ser um adolescente que guarda um grande segredo? O Simon é gay – ele sente muito orgulho disso, mas tem medo de como as outras pessoas vão reagir. Felizmente ele sempre pode contar com o Blue, seu namorado virtual cuja real identidade ele não conhece, mas com quem tem muito em comum e pode conversar sobre qualquer coisa. O Simon é divertido, fofo, gosta muito de Oreo, dá carona para a galera e está sempre ali quando alguém precisa. Depois de ler a história dele, é impossível não querer um Simon Spier como melhor amigo.

 

               

4. Lara Jean (Trilogia Para todos os garotos que já amei)

Junte 800g de beleza, 1kg de fofura, 500g de roupas estilosas, 400g de amor por culinária e 10 toneladas de cartas de amor: essa é a receita para criar a Lara Jean perfeita! Com um troféu vitalício de Personagem Mais Meiga do Universo, Lara Jean marcou um LJ em muitos corações desde que chegou aqui no Brasil em 2015. Mas este ano, quando sua história se transformou em filme, foi difícil encontrar alguém que tenha resistido aos seus encantos. Atenciosa, apaixonada pela família e muito verdadeira, ela é quase um cupcake rosa em forma de gente. E o prazer de vê-la amadurecer ao longo dos três livros da série faz o leitor sentir ainda mais saudades quando chega na última página.

 

5. Augustus Waters  (A culpa é das estrelas)

Para descrever o personagem que ama metáforas, aqui vai uma: Augustus é como um lindo dia de sol no primeiro dia de férias. Não dá para falar do Gus sem se lembrar de todos os momentos fofos protagonizados por ele, ou vai dizer que só de ver o nome dele já não passa um filme na cabeça? Ele é sensível, sincero, divertido e sabe ver a vida com brilho nos olhos. O Augustus não demorou para se tornar especial para a Hazel, e demorou menos ainda para se tornar inesquecível para a gente. Essa mistura humana de charme e carinho é definitivamente um dos personagens mais apaixonantes de todos os tempos.

 

6. Banguela (Série Como treinar o seu dragão)

Nem sempre os dragões são os seres gigantes e assustadores dos quais ouvimos falar, às vezes eles são como o Banguela: atrapalhados, ingênuos e extremamente fofos. Ele lembra muito os nossos próprios animais de estimação, por isso a conexão é quase instantânea. Desde o primeiro minuto, Banguela ajudou Soluço a enfrentar seus medos e a lutar pelo que acredita, é um amigo para todas as horas e está sempre pronto para proteger as pessoas que o tratam com carinho. O problema mesmo é que com Banguela essa paixão literária é ainda mais platônica, mas seguimos por aí procurando por um dragão bobo e desajeitado para amar no mundo real.  

 

7. Liesel Meminger (A menina que roubava livros)

Muitas vezes associamos personagens apaixonantes àqueles que têm personalidades muito fofas, mas a Liesel é um exemplo daqueles que nos conquistam por outros motivos. Mesmo sendo uma criança na Alemanha Nazista e tendo um judeu escondido na casa de sua família, a Liesel é corajosa, destemida e luta pelo que acredita. Com a ajuda de seu pai Hans, ela descobre o amor pela leitura e é bem nesse ponto que muitos de nós nos identificamos com ela. Embora muitas vezes pareça uma menina fria, ao longo da história descobrimos que ela tem um coração enorme, capaz de proteger as pessoas que ama custe o que custar.

 

E aí: por quais personagens você mais se apaixonou?

 

 

testeComo Lou Clark virou protagonista da sua própria história

Por Carla Paredes*

“Pensei em como somos moldados pelas pessoas que nos cercam e como precisamos ser cuidadosos ao escolhê-las exatamente por esse motivo. Então pensei também que, apesar de tudo, no fim talvez seja necessário perder todas elas para de fato descobrirmos quem somos.”

Se tem uma frase que me marcou profundamente em todas as quase 400 páginas de Ainda sou eu, eu diria que foi essa. Parece triste, ainda mais se lembrarmos da sua história com Will no primeiro livro, mas não se enganem, não é nada disso! O livro é alegre e arranca diversos sorrisos, e essa frase, na verdade, revela esperança, aconchego, amor-próprio e muito amadurecimento por parte da Lou.

É um resumo da personagem que reencontramos depois da temporada que ela passa perdida em Depois de você. O luto deu lugar a uma reconexão consigo. A ideia dessa frase norteia a história que em meio a reviravoltas, surpresas e delícias nos faz ter certeza que nos conheceremos melhor quanto mais conectados com nós mesmas e menos suscetíveis às opiniões alheias estivermos. Que coisa linda de se ler, de se refletir e de se perceber.

Ainda sou eu traz uma Louisa Clark parecida com a personagem que a gente lembra em Como eu era antes de você: atrapalhada, bem-humorada, meio doidinha, completamente cativante e com um gosto peculiar e todo único para as roupas. Só que a versão de agora vai ficando cada vez melhor, mais madura, mais autoconfiante e disposta a descobrir quem realmente é,  mesmo levando uma vida totalmente nova e diferente depois que decide dar um grande passo e aceitar um convite para trabalhar em Nova York.

 

Mais do que nunca Louisa virou protagonista de sua própria história nesse livro, e nós, como leitoras, nos pegamos torcendo por cada decisão que ela toma, seja seguir em frente, mudar algo totalmente ou até mesmo recuar. Nós observamos, torcendo para que ela seja feliz, e ficamos satisfeitas quando vemos que até as escolhas erradas serviram para alguma coisa.

Para as órfãs de Will Traynor, não se enganem, ele continua muito presente em Ainda sou eu. Aliás, diria que nesse livro há uma relação saudável entre os dois: menos sobre o luto e a dor, mais sobre uma saudade inspiradora. Will aqui é motivação, mola propulsora que ele sempre quis ser.

Não sabemos se terá mais um livro depois desse, mas de qualquer forma Ainda sou eu é o encerramento perfeito da história, faz jus à personagem principal, enriquece personagens secundários e, acima de tudo, é uma injeção de positividade, amadurecimento e autoconfiança. Obrigada, Jojo. Todo mundo deveria ler essa obra sobre a reviravolta de uma mulher que passou por muita coisa e,  onde menos esperava, encontrou a melhor versão de si.

 

*Carla Paredes é blogueira do @futilidades, mãe, fã de hits musicais, filmes blockbusters e livros best-sellers. Tem uma coluna no blog chamada #bookdodia e seu sonho é ter tempo para, de fato, indicar um livro por dia. 

testeTerceiro livro da sequência Como eu era antes de você será lançado em fevereiro

Depois de emocionar milhares de leitores com Como eu era antes de você e Depois de você, Jojo Moyes apresenta a última parte da história de Lou. Em Ainda sou eu, Lou Clark chega em Nova York pronta para recomeçar a vida, confiante de que pode abraçar novas aventuras e manter seu relacionamento a distância.

Jogada no mundo dos super-ricos Gopnik — Leonard e a esposa bem mais nova, e um sem-fim de empregados e puxa-sacos, ela  está determinada a extrair o máximo dessa experiência, por isso se lança no trabalho e, antes que perceba, está inserida na alta sociedade nova-iorquina, onde conhece Joshua Ryan, um homem que traz consigo um sopro do passado de Lou.

como eu era antes de você, depois de você

Enquanto tenta manter os dois lados de seu mundo unidos, ela tem que guardar segredos que não são seus e que podem mudar totalmente sua vida. E, quando a situação atinge um ponto crítico, ela precisa se perguntar: Quem é Louisa Clark? E como é possível reconciliar um coração dividido?

Em um anúncio oficial, Jojo Moyes revelou que foi uma alegria revisitar o mundo de Lou e colocá-la em um país totalmente novo e em uma casa cheia de segredos.

O livro já está em pré-venda e chega às livrarias em 8 de fevereiro. 

testeDivulgado trailer de Como eu era antes de você [ATUALIZADO!]

635899220250054218-MBY-03124r

Os leitores apaixonados por Como eu era antes de você já podem comemorar! A espera por novidades sobre a adaptação está chegando ao fim. O primeiro trailer e o pôster oficial do filme — que estreia nos cinemas em junho — foram divulgados pela autora Jojo Moyes.

[Atualizado] Confira o trailer estendido de Como eu era antes de você, com introdução dos atores Sam Claflin e Emilia Clarke!

Como eu era antes de você conta a história de Louisa Clark, uma jovem do interior sem muitas ambições que, quando vê a cafeteria em que trabalha fechar as portas, é obrigada a se tornar cuidadora de um tetraplégico.

Emilia Clarke, conhecida por interpretar Daenerys, da série Game of Thrones, dará vida à personagem Lou. A atriz conta que devorou o livro nos intervalos de gravação de Exterminador do futuro: Gênesis e que desejava muito ser escalada para o elenco.

A adaptação terá ainda Sam Claflin, de Jogos vorazes, Matthew Lewis, de Harry Potter, Charles Dance, de Game of Thrones, e Jenna Coleman, de Doctor Who. Ansiosos?

Depois de você, continuação de Como eu era antes de você, chega às livrarias em 15 de fevereiro.

635899375879521036-MBY-TRL-88540r

635899377487267342-MBY-TRL-88662

testeMais um livro para editar e uma vida para recomeçar

Por Nina Lopes*

fotosjojomoyes2

Quem trabalha com livro pode acabar criando um distanciamento da história por precisar se preocupar com outras coisas, como questões de tradução, estrutura do texto, regras gramaticais. Nem sempre o livro agrada, mas eu guardo um carinho por todos nos quais trabalhei. Algumas vezes, inclusive, eu me apego tanto que acho que sou só uma fã disfarçada de profissional do livro. E foi praticamente o que aconteceu quando li Como eu era antes de você. Percebi que aquela não era só mais uma história de amor qualquer. Tinha algo a mais ali.

A história de Lou e Will me marcou, me fez perceber que a vida vai muito além dos limites de uma cidade pequena, me abriu um mundo de possibilidades e me levou a repensar questões como escolhas, egoísmo e liberdade. É um livro tão completo, tão único, que eu não esperava uma sequência. Quando fiquei sabendo da novidade, bateu um medo. E se não fosse tão bom? E se Lou não estivesse feliz depois de eu ter torcido tanto e imaginado um futuro lindo para ela?

Assim que a própria Jojo Moyes liberou nas redes sociais o primeiro capítulo de Depois de você em inglês, corri para ler. E aí me falaram: “Mas, Nina, nós já temos o livro inteiro aqui na editora, você pode ler.” Não fiz isso. Acho que eu precisava de uma pequena dose primeiro para regular minha ansiedade e me preparar para o que estava por vir. Só li o livro inteiro quando comecei a trabalhar nele. E, ao terminar, só posso dizer: escreva mais, Jojo, escreva mais.

Da mesma maneira que todo mundo quer ter colegas de trabalho legais, quem trabalha com livro é mais exigente e ainda quer personagens interessantes, porque eles serão nossas verdadeiras companhias ao longo dos dias por alguns meses. Jojo Moyes tem o talento de criar personagens únicos, mas os dessa história são os meus preferidos de todos os livros que já li dela. Com a sequência, ela nos proporciona a chance de reencontrar a família Clark, ver Thom fazendo mais bagunça, Treena dando os conselhos certos, o avô causando as situações mais engraçadas, e podemos acompanhar o amadurecimento de cada um deles. Ainda passamos por lugares diferentes, como Londres, Paris, Holanda, Grécia, e conhecemos personagens novos, como Lily, Sam, Jake.

211x319É incrível acompanhar o crescimento de uma personagem como a Lou, mas é ainda melhor por eu ter terminado com a sensação de ter crescido com ela. Ler Depois de você me fez revisitar tudo o que eu senti no livro anterior, trouxe novas perspectivas e surpresas, e reacendeu a saudade que eu sentia dos Clark e dos Traynor… e de Will. Ele, aliás, não será esquecido. Will tem a capacidade de mudar nossa vida. Na verdade, de nos ensinar a viver.

Quando terminamos de trabalhar em um livro como esse, ficamos na expectativa de que os leitores também percebam que é algo que realmente merece ser lido. São livros que fazem a diferença. Louisa Clark é marcante, por isso essa história é tão digna de uma sequência. Os leitores também precisam seguir em frente junto com ela. No fim, depois de tantos recomeços, saio com a sensação de que tanto a Lou quanto nós, leitores, vamos, sim, viver corajosamente, e mais do que nunca, Will, sabemos que temos possibilidades na vida.

*Nina Lopes é editora assistente no setor de ficção da Editora Intrínseca e é dessas que se apaixonam pelos personagens dos livros que lê.