testeTurnê Poética em Brasília

_mg_9226-ed

Pedro Gabriel e Clarice Freire, autores de Eu me chamo Antônio e Pó de lua estiveram em Brasília no dia 08/10, como parte da Turnê Poética. Os autores conversaram com os leitores e falaram sobre seus novos livros, Ilustre Poesia e Pó de lua nas noites em claro.

Confira as fotos do evento!

testeEventos de lançamento de Magnus Chase: o Martelo de Thor!

martelo-de-thor

Nos dias 15 e 16 de outubro, semideuses de todo o país se juntarão para o lançamento do novo livro de Rick Riordan: O martelo de Thor, segundo livro da trilogia Magnus Chase e os deuses de Asgard. Confira a lista das cidades com eventos abaixo!

 

Rio de Janeiro: 15/out – 10h

Livraria Cultura Cine Vitória

Rua Senador Dantas, 45 – Centro

[Confirme sua presença]

 

Curitiba: 15/out – 14h

Livraria Curitiba Shopping Curitiba

Rua Brigadeiro Franco, 2300 – Loja 126, Piso L1 – Batel

[Confirme sua presença]

 

São Paulo: 15/out – 15h

Livraria Cultura Shopping Market Place

Avenida Doutor Chucri Zaidan, 902 – Lojas 222, 223, 224A, 224B, 224, Piso 1 – Vila Cordeiro

[Confirme sua presença]

 

Vila Velha: 15/out – 15h

Livraria Saraiva Shopping Vila Velha

Rua Luciano das Neves, 2418 – Loja 2042, Piso L2 – Divino Espírito Santo

[Confirme sua presença]

 

Brasília: 15/out – 15h

Livraria Cultura CasaPark

SGCV-Sul, Lote 22 – Loja 4-A, Piso 2 – Zona Industrial (Guará)

[Confirme sua presença]

 

Fortaleza: 15/out – 16h

Livraria Saraiva Shopping Iguatemi

Avenida Washington Soares, 85 – Loja 68 – Edson Queiroz

[Confirme sua presença]

 

Recife: 16/out – 14h

Livraria Saraiva Shopping RioMar Recife

Avenida República do Líbano, 251 – Luc 227 – Pina

[Confirme sua presença]

 

Belo Horizonte: 16/out – 14h

Livraria Leitura Shopping Cidade

Rua dos Tupis, 337 – Loja GG01, Piso GG – Centro

[Confirme sua presença]

 

Goiânia: 16/out – 15h

Livraria Leitura Goiânia Shopping

Avenida T-10, 1300 – Loja 321A, Piso 3 – Setor Bueno

[Confirme sua presença]

 

Natal: 16/out – 15h

Livraria Saraiva Midway Mall

Avenida Bernardo Vieira, 3775 – Tirol

[Confirme sua presença]

 

Belém: 16/out – 15h

Livraria Leitura Shopping Pátio Belém

Travessa Padre Eutíquio, 1078 – Piso 3 – Batista Campos

[Confirme sua presença]

 

Manaus: 16/out – 15h

Livraria Saraiva Manauara Shopping

Av. Mário Ypiranga Monteiro, 1300 – Adrianópolis

[Confirme sua presença]

 

testeLiteratura sem vaidade

ferrante-d

(Fonte: Slate.com)

Nesta semana, a notícia que mais repercutiu no meio cultural foi a revelação do rosto por trás da escritora italiana Elena Ferrante, um dos mais famosos pseudônimos da literatura atual. Ao que tudo indica, Elena Ferrante seria, na verdade, Anita Raja, 63 anos, tradutora responsável pela publicação, entre outros, de autores como Franz Kafka em italiano.

O jornalista italiano Claudio Gatti foi fundo para tentar revelar quem é Elena Ferrante. Ele cruzou os dados de vendas dos livros da autora com o aumento nos repasses feitos pela editora a Anita. Descobriu que, dado o sucesso global de todos os livros de Elena, os depósitos bancários cresciam na mesma proporção dos ganhos da editora.

Seja ou não Anita a verdadeira Elena, tudo o que tenho a dizer é: não importa. O que me é claro é que a pessoa por trás desses livros optou por um caminho raro no mundo das artes, onde todo mundo parece estar em busca de reconhecimento. Elena Ferrante, com todo o sucesso que atingiu, abriu mão da fogueira das vaidades.

Ao concentrar-se na mais importante fase da literatura — a criação em si —, deixando a promoção e o lançamento por conta de seus editores, Elena conseguiu formar uma legião de fãs e também conceber suas histórias em uma velocidade muito maior. Ampliou sua base de leitores da melhor forma possível: encantando-os.

Neste momento, dois livros de Elena Ferrante fazem parte da minha lista de leituras: A amiga genial, primeiro capítulo de uma tetralogia, e Dias de abandono. Em ambos, encontrei personagens femininas fortes, uma prosa direta e um estilo discreto que, sem firulas, joga o leitor em histórias absorventes e bem observadas.

A Intrínseca está publicando um título novo de Elena — A filha perdida — que, certamente, entrará na minha lista de futuras leituras. A fluidez da narrativa de Elena certamente deverá ser, a partir de agora, uma fonte de inspiração para meus próximos livros.

testeLançamentos de outubro

capawide_martelodethor_600x500blog

Confira as sinopses e trechos dos livros que publicaremos neste mês:

O martelo de Thor, de Rick Riordan: No segundo livro da série Magnus Chase e os deuses de Asgard, o filho do deus Frey descobrirá que casamentos arranjados ainda não saíram de moda: para recuperar o martelo de Thor, que está nas mãos dos inimigos, Loki, o deus da trapaça, propõe uma aliança entre semideuses e gigantes. [Leia +] [Leia um trecho]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas4

Deuses americanos, de Neil Gaiman: Deuses americanos é, acima de tudo, um livro estranho. E foi essa estranheza que tornou o romance, publicado pela primeira vez em 2001, um clássico imediato. Nesta nova edição, preferida do autor, o leitor encontrará capítulos revistos e ampliados, artigos, uma entrevista com Gaiman e um inspirado texto de introdução. [Leia +] [Leia um trecho]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas2

A filha perdida, de Elena Ferrante: Lançado originalmente em 2006 e ainda inédito no Brasil, o romance da autora que se consagrou por sua série napolitana acompanha os sentimentos conflitantes de Leda, uma professora universitária de meia-idade que, aliviada depois de as filhas já crescidas se mudarem para o Canadá com o pai, decide passar férias no litoral sul da Itália. [Leia +] [Leia um trecho]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas3

Uma noite na praia, de Elena Ferrante: Após ganhar um gatinho de presente do pai, a pequena Mati fica tão fascinada que acaba esquecendo na praia a sua melhor amiga: a boneca Celina. Deixada para trás na areia deserta e sem saber como voltar para casa, Celina vai enfrentar uma noite interminável, cheia de sustos e surpresas, além da companhia indesejada de um salva-vidas cruel e seu terrível ancinho. [Leia +]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas7

A garota com a tribal nas costas, de Amy Schumer: A atriz, roteirista, comediante vencedora do Emmy e estrela de um filme indicado ao Globo de Ouro Amy Schumer expõe seu passado em histórias sobre a adolescência, a família, relacionamentos e sexo, e divide as experiências que a tornaram quem ela é – uma mulher com a coragem de desnudar a própria alma e se colocar diante do que acredita, tudo isso enquanto faz as pessoas rirem. [Leia +] [Leia também: O que você precisa saber sobre Amy Schumer]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas6

O hotel na Place Vendôme, de Tilar J. Mazzeo: Em O hotel na Place Vendôme, Tilar Mazzeo investiga a história do Hôtel Ritz, marco cultural desde a sua inauguração na Paris de fin de siècle até a era moderna. Além disso, faz uma crônica extraordinária da vida no Ritz durante a Segunda Guerra Mundial, quando o hotel serviu ao mesmo tempo de quartel-general dos mais graduados oficiais alemães e de lar dos milionários que permaneceram na cidade. [Leia +]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas5

Como matar a borboleta-azul: Uma crônica da era Dilma, de Monica Baumgarten de Bolle: Conta-se que, na década de 1970, atormentados por uma superpopulação de coelhos, os ingleses adotaram uma política tão bem-intencionada quanto equivocada, que culminou com a extinção da borboleta-azul no sul do país. O triste fim da bela borboleta é a metáfora escolhida pela economista Monica Baumgarten de Bolle para descrever a desconstrução do Brasil durante os anos de Dilma Rousseff (2011-2016) à frente da nação. [Leia +] [Leia também: Por que Borboleta-azul?]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas

O guia essencial do vinho: Wine Folly, de Madeline Puckette e Justin Hammack: Com explicações claras e acessíveis, O guia essencial do vinho: Wine Folly reúne informações imprescindíveis sobre as uvas mais cultivadas do planeta, apresenta as características de cada uma – afinal, qual é a diferença entre Cabernet Sauvignon e Pinot Noir? –, ensina sobre harmonização com alimentos e até mesmo a degustar e a servir a bebida. Tudo isso com um projeto gráfico inteligente e intuitivo que é um verdadeiro convite a uma taça. [Leia +]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas8

Tony e Susan, de Austin Wright: Há vinte e cinco anos, Susan Morrow deixou Edward Sheffield, seu primeiro marido. Certo dia, ela recebe um embrulho que contém o manuscrito do primeiro romance de Edward, que pede que ela o leia. Susan se vê às voltas com seu passado, obrigada a encarar a própria escuridão e a dar um nome para o medo que corrói seu futuro e que vai mudar sua vida. O livro será adaptado para os cinemas em Animais Noturnos. [Leia +][Leia um trecho]

Sully – o herói do rio Hudson, de Chesley B. “Sully” Sullenberger com Jeffrey Zaslow: Em 15 de janeiro de 2009, o comandante Sullenberger habilidosamente deslizou um Airbus sobre o rio Hudson, em Manhattan, após perder os dois motores da aeronave, salvando todas as 155 vidas a bordo. O incidente inspirou o comandante a contar a própria história: uma trajetória de dedicação, esperança e prontidão, que revela as importantes lições aprendidas por ele na infância, durante o serviço militar e depois, trabalhando como piloto da aviação civil.

estanteintrinseca_agosto16_blog_paginasinternas99

testeLivro inédito de Stephenie Meyer, “A química” será lançado em novembro!

destaques_redes_face

Após seis anos sem publicar uma obra inteiramente inédita, Stephenie Meyer está de volta com A química. Com lançamento marcado para 15 de novembro, o livro é um thriller de espionagem e marca o retorno da autora às obras para o público adulto, como em A hospedeira.

O livro conta a história de uma ex-agente do governo, um dos segredos mais bem guardados de uma agência tão clandestina que nem sequer tinha nome. Quando percebem que ela pode ser um problema, passam a persegui-la. A única pessoa em quem a ex-agente confiava foi assassinada. Ela sabe demais, e eles a querem morta.

Até que um antigo mentor lhe oferece uma saída — uma oportunidade de deixar de ser o alvo da vez. Ela decide enfrentar a ameaça e se prepara para a pior batalha de sua vida, mas uma paixão inesperada parece diminuir ainda mais suas chances de sobreviver.

Uma trama repleta de tensão, na qual Meyer cria uma heroína poderosa e fascinante, com habilidades diferentes de todas as outras, e prova mais uma vez por que seus livros estão entre os mais vendidos do mundo.

capa_aquimica_main

testeTerceiro livro de Isabela Freitas será lançado em novembro

capa_naoseenrolanao_300dpi

Os fãs de Isabela Freitas já podem comemorar! Não se enrola, não, novo livro da autora, já tem data para chegar às livrarias: 3 de novembro. Na sequência de Não se iluda, não, a vida de Isabela dá uma completa reviravolta depois do sucesso de seu blog, Garota em Preto e Branco. Decidida a perseguir seus sonhos, ela abandona o curso de direito, deixa a casa dos pais, em Juiz de Fora (MG), e se muda para São Paulo tão logo conquista um emprego numa badalada revista on-line. Enquanto se adapta aos novos tempos numa quitinete no Baixo Augusta, Isabela escreve seu primeiro livro.

Seria perfeito se no apartamento em frente não morasse o envolvente Pedro Miller e os dois não se embolassem regularmente sob o mesmo lençol. Não, não é namoro. Não, não é apenas amizade. É algo muito mais enrolado, um relacionamento sem um nome definido. Um “isso”, como diz a personagem. Embora não tenha coragem de confessar seus sentimentos, Isabela sabe que está perdidamente apaixonada pelo seu melhor amigo.

Em Não se enrola, não, os leitores poderão acompanhar os primeiros passos dos personagens na vida adulta, com toda a independência e as responsabilidades que ela proporciona.

testeConfira a capa do novo livro de Neil Gaiman

11111234

As novidades para os leitores fãs de Neil Gaiman não param de chegar na Intrínseca! Depois do lançamento de Alerta de risco e do anúncio da publicação da Edição Preferida do Autor de Deuses Americanos, um de seus livros mais importantes, o autor divulgou na manhã de 14/09 a capa de seu novo livro, Norse Mithology.

O livro será uma releitura das principais lendas nórdicas no estilo já consagrado do autor, desde as origens até o Ragnarok e além, contando com personagens como Thor, gigantes, Loki e Frey. A proposta da obra é buscar uma aproximação com as histórias originais, que tanto influenciaram Gaiman em obras como Sandman e o já citado Deuses Americanos. Ainda sem data de lançamento no Brasil, o livro será lançado em fevereiro de 2017 no exterior.

testeO verso da criação – a escolha do nome

IMG_20160610_154502

Queridos leitores, queridas leitoras, sei que me ausentei de minhas colunas nestes últimos meses. Confesso que cada terça-feira que passava em branco meu coração apertava um tanto. Eu queria contar novidades e detalhes do que estava criando em segredo, mas preferi esperar o momento certo para revelar o motivo de tamanha demora. Eu estava mergulhado na estrutura do meu novo livro, que hoje, por coincidência, começa a ser distribuído pelas principais livrarias de todo o país.

Na última semana, tive a oportunidade de ver pela primeira vez Ilustre Poesia impresso. Foi uma emoção rara; passou um filme na minha cabeça. Lembrei-me de todas as reuniões demoradas (e fundamentais!), de todos os guardanapos descartados, de todas as noites em branco. Tive, então, a ideia de dividir o roteiro desse filme com vocês. Trata-se, porém, de uma película estática, gravada apenas em palavras. O movimento fica por conta da emoção de cada um ao abrir, ver, ler e fechar o livro.

Contarei um pouco dos bastidores do nascimento das páginas, algumas curiosidades que aconteceram durante o parto e, principalmente, o processo criativo dessa espécie de trilogia de um pré-romance — que são os livros Eu me chamo Antônio. Resolvi chamar essa série de textos de O verso da criação.

Hoje e nas minhas próximas três colunas falarei exclusivamente sobre o Ilustre Poesia. Combinado?

Vou começar pela escolha do nome. Para alguns, Ilustre Poesia pode soar um pouco prepotente, como se eu quisesse colocar minha poesia num patamar mais nobre, superior. Muito pelo contrário. A intenção foi justamente desmitificar o peso que há por trás da palavra poesia, trazê-la um pouquinho para o chão, mostrar que cada um de nós é capaz de caminhar — a passos largos ou a curtas pegadas — nessa estrada da criação poética.

Ilustre é um adjetivo de dois gêneros que qualifica uma pessoa estimada, que se destaca por ser conhecida, que tem qualidades dignas de apreço. Ilustre também adjetiva o que é nobre. Logo, ser ilustre é ser digno, é ser importante, é ter destaque. Mas ilustre também representa a primeira e a terceira pessoas do singular do verbo “ilustrar”. Ilustrar nada mais é do que tornar ilustre, esclarecer, elucidar ou adornar algo com ilustrações.

Poesia é tudo o que desperta sentimentos, emoções. No meu primeiro livro, defini o que ela representa para mim: “Poesia é tudo o que não cabe no poeta.” Todas as palavras que não consigo mais proteger, todos os desenhos que não tenho mais coragem para apagar, viraram poesia. Foi exatamente isto que me propus a fazer quando comecei a rascunhar as primeiras ideias desse projeto: eu quis ilustrar minha sensibilidade, dar vida à minha imaginação, transcrever de alguma forma meus silêncios.

Ilustre Poesia é um diálogo constante entre a sílaba e o traço. É uma colisão sensível entre a fantasia e a realidade. Uma conversa silenciosa entre o mar e o espaço. Um caminho onírico de um poeta desconhecido em busca do seu chão, da sua personalidade.

testeLançamentos de agosto

EstanteIntrinseca_Agosto16_511x396 (2)

Confira sinopses e trechos dos livros que publicaremos neste mês:

qasodjas

Coleção Como Lidar, de J. A. Hazeley e J. P. Morris – Explicando desde questões clássicas da vida adulta (Os encontros, A ressaca) até as mais incompreendidas tendências (O hipster), incluindo volumes especialmente didáticos chamados “Manual do usuário” (Manual do usuário – O marido, Manual do usuário – A esposa), a Coleção Como Lidar ironiza os percalços da maturidade, seus estereótipos e absurdos, com muito sarcasmo e sem pena. Imagens e textos não poderiam ser mais apropriados para colocar – ou tirar de vez – você do eixo. Porque, convenhamos: a vida adulta não precisa ser tão adulta assim.

EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas6

Baseado em fatos reais, de Delphine de Vigan – Em uma obra em que o leitor é levado constantemente a questionar o que lhe é apresentado, Delphine de Vigan constrói um clima confessional, sombrio e opressivo para expor a obsessão do mercado editorial e do cinema pelas narrativas baseadas em fatos reais. A linha tênue entre verdade e mentira oscila para enriquecer uma poderosa reflexão sobre o fazer literário e questionar as fronteiras entre aparentes dicotomias, como real e ficção, razão e loucura, público e privado. Um livro brilhante, que joga com os códigos da autoficção e do thriller psicológico. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas4

Alerta vermelho, de Bill Browder – Ao mesmo tempo uma aventura no mundo financeiro, um thriller criminal e uma cruzada com casos de polícia, Alerta vermelho é a história de um homem que foi contra todas as probabilidades em busca de mudar o mundo. E foi a partir daí que encontrou, mesmo sem esperar, um sentido para a sua vida. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas9

As mil noites, de E. K. Johnston – É impossível que alguém nunca tenha ouvido falar sobre Ali Babá e seus quarenta ladrões, ou sobre Aladim e o gênio da lâmpada. Ou sobre Sherazade, a mulher sagaz e inteligente que se casou com um homem cruel, e, por mil e uma noites, driblou a morte narrando contos de amor e ódio, medo e paixão, capazes de dobrar até mesmo um rei. Em As mil noites, a história se repete, mas com algumas diferenças… [Leia +]

EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas

Os Dois Terríveis ainda piores, de Jory John e Mac Barnett, ilustrado por Kevin Cornell – A dupla mais terrível de Vale do Bocejo está de volta, e agora os dois amigos precisarão ser mais inteligentes e desordeiros do que nunca se quiserem dar fim a um vilão alérgico a brincadeiras e felicidade. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas5

As Chamas do Paraíso, de Robert Jordan – Antigas instituições caem por terra e novas alianças se formam, pois o Dragão Renascido provoca mudanças por onde passa. Heróis lendários se juntam à história no novo volume de A Roda do Tempo, uma das mais extraordinárias séries já escritas. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas7

Biblioteca de Almas, de Ransom Riggs – último volume da celebrada trilogia iniciada com O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares. Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada. [Leia +]EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas2

Alerta de risco, de Neil Gaiman – Um escritor sofisticado cujo gênio criativo não tem paralelos, Gaiman hipnotiza com sua alquimia literária e nos transporta para as profundezas de uma terra desconhecida em que o fantástico se torna real e o cotidiano resplandece. Repleto de estranheza e terror, surpresa e diversão, Alerta de risco é um tesouro que conquista a mente e agita o coração do leitor.EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas3

Ilustre Poesia, de Pedro Gabriel – Desta vez, Antônio procura escapulir do confinamento nos quadradinhos de papel dos guardanapos e ganhar a liberdade. Ao mesmo tempo, Pedro Gabriel explora galáxias, as profundezas do mar e os confins da terra em textos de prosa poética que podem ser lidos como uma espécie de correspondência com o personagem. O senso de humor, a irreverência e o gosto pelos trocadilhos são compartilhados pelo personagem e seu poeta. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Agosto16_BLOG_Pa¦üginasInternas8

Garra: O poder da paixão e da perseverança, de Angela Duckworth – Em um livro obrigatório para todos que desejam alcançar o sucesso, a psicóloga Angela Duckworth mostra para pais, estudantes, educadores, atletas e empreendedores que o segredo para realizações incríveis não é o talento, mas uma mistura de paixão e perseverança que ela chama de “garra” – a capacidade de não desistir e produzir resultados além do puro talento, da sorte ou das eventuais derrotas.

testeLançamentos de julho

EstanteIntrinsecaJul16_DestaquesBlog2

Confira as sinopses e trechos dos livros que publicaremos neste mês:

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas

PAX, de Sara Pennypacker – Peter e sua raposa, Pax, são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde vai morar por um tempo, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas4Pó de lua nas noites em claro, de Clarice Freire – Em seu segundo livro, Clarice vira a madrugada ao avesso em palavras e imagens, dedicando uma hora a cada capítulo, da meia-noite ao amanhecer. O livro alterna passagens em prosa e poesia, acompanhando sua personagem durante um longo e mágico passeio pela cidade quase deserta. [Leia +]

O lançamento está marcado para 21 de julho, no Recife.

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas6

O adulto, de Gillian Flynn – Escrito a pedido de George R. R. Martin e publicado pela primeira vez em uma antologia organizada pelo autor, o livro é uma homenagem às clássicas histórias de terror. Na obra, uma jovem ganha a vida se passando por vidente e oferecendo serviços de leitura de aura para donas de casas ricas e tristes. Certo dia, ela atende Susan Burke, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente.[Leia +]

A falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação. No entanto, quando visita a mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. [Leia+]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas8O navio das noivas, de Jojo Moyes – Inspirada na história real vivida pela avó da autora, i livro conta a trajetória de quatro mulheres que saem da Austrália depois da Segunda Guerra Mundial em um porta-aviões que as levará até a Inglaterra para encontrar os soldados com quem se casaram durante o conflito. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas5

O dia da morte de Denton Little, de Lance Rubin – Denton Little sempre soube o dia em que iria morrer. O jovem de dezessete anos tinha um plano bem definido para seus últimos momentos: um café da manhã com muito bacon, uma corridinha para espairecer, uma maratona de filmes com o melhor amigo e finalmente perder a virgindade com a namorada. Só que nada sai como o esperado, e, na véspera de sua morte, Denton acorda numa cama que não é a sua e com uma garota que não é sua namorada. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas2

Faca de água, de Paolo Bacigalupi – Num futuro árido e tumultuado, acontece uma guerra entre governos, órgãos públicos e empresários, na qual vale tudo para conseguir água. Nesse cenário surge Angel, um mercenário com a missão de cortar e desviar o fornecimento de água a mando de quem paga mais. Lucy é uma jornalista premiada que decidiu revelar para o mundo a realidade da Grande Seca. Maria é uma jovem cuja vida foi destruída pelos efeitos das mudanças climáticas. Quando o direito de usar a água significa dinheiro para alguns e sobrevivência para outros, o que esses três personagens não sabem é que seu encontro é um marco que poderá mudar tudo.[Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas7Belgravia, de Julian Fellowes – Ambientada nos anos 1840, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington. Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas.

No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas3

O demônio na cidade branca, de Erik Larson – No final do século XIX, o arquiteto Daniel Burnham, famoso por projetar alguns dos edifícios mais conhecidos do mundo, teve a difícil tarefa de transformar uma área desolada de Chicago em um lugar de magnífica beleza. Reunindo as mais importantes mentes da época, Burnham enfrentou o mau clima, tragédias e o tempo escasso para construir a enorme estrutura da Feira de Chicago, que tinha como objetivo celebrar a chegada de Cristóvão Colombo ao Novo Mundo.

A poucas quadras dali, outro homem, H. H. Holmes, estava às voltas com mais uma obra grandiosa, um prédio estranho e complexo. Nomeado Hotel da Feira Mundial, o lugar era na verdade um palácio de tortura, para o qual Holmes atraiu dezenas, talvez centenas de pessoas. Autor de crimes inimagináveis, ele ficou conhecido como possivelmente o primeiro serial killer da história americana. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas9

O tigre, de John Vaillant  – Em dezembro de 1997, um tigre devorador de gente espreita um vilarejo afastado no Extremo Oriente russo. A fera não apenas mata pessoas, ela as aniquila, devora por inteiro. Um grupo de homens com cães de caça é enviado para persegui-la pela floresta densa e gélida, e à medida que analisam os parcos restos mortais das vítimas do tigre, os rastreadores percebem algo impensável: os ataques não são aleatórios; fazem parte de uma vingança. Machucada, faminta e perigosíssima, a fera precisa ser detida antes que mais uma tragédia aconteça. [Leia +]