testeConfira as fotos do lançamento de “Velhos são os outros” no Rio de Janeiro

Confira a galeria de fotos do lançamento do livro Velhos são os outros, de Andréa Pachá, no dia 05 de novembro na Livraria Argumento no Leblon. O evento contou com a participação de Eduardo Moscovis, Dira Paes, Bianca Ramoneda e Pedro Luís, que realizaram a leitura de alguns trechos da obra. Crédito das imagens: Cristina Granato.

testeLançamentos de Setembro

Confira as sinopses dos nossos lançamentos do mês:

Você foi enganado, de Cristina Tardáguila e Chico Otavio

Sim. Você foi enganado. Ao longo da história do Brasil, candidatos à Presidência da República, vice-presidentes e presidentes eleitos faltaram com a verdade na hora de se dirigir à população. Independentemente de partido, se não mentiram, muitas vezes optaram por omitir dados ou induzir os cidadãos a conclusões equivocadas sobre o cenário político. Em Você foi enganado, os jornalistas Cristina Tardáguila e Chico Otavio apresentam uma seleção de casos que marcaram nossa história, desde 1920 até os dias atuais. [Leia um trecho]

 

Esqueceram de mim – Coleção Pipoquinha, de Kim Smith

O clássico pop do cinema, em uma adaptação em livro ilustrado por Kim Smith.

Kevin McCallister é um menino de 8 anos que, chateado com a mãe, deseja que sua família desapareça. E o desejo se realiza! Sozinho em casa na véspera de Natal, Kevin tem que aprender a se virar e usa suas artimanhas infantis para se defender de dois ladrões insistentes.

De volta para o futuro – Coleção Pipoquinha, de Kim Smith

O clássico pop do cinema, em uma adaptação em livro ilustrado por Kim Smith.

Marty McFly é um adolescente com problemas em casa e que tem um amigo cientista que inventa uma máquina do tempo. Sem querer, Marty viaja trinta anos pra trás, e agora precisa descobrir não só como voltar para casa, mas também como consertar a confusão que ele criou na vida dos próprios pais quando jovens.

E.T. – O Extraterrestre, de Kim Smith

O clássico pop do cinema, em uma adaptação em livro ilustrado por Kim Smith.

O menino Elliott encontra uma criatura muito diferente e descobre que seu novo amigo vem de outro planeta. Juntos, eles tentam achar um jeito de mandar o E.T. de volta para casa e, no caminho, aprendem importantes lições sobre coragem, amizade e o poder da imaginação.

 

A morte da verdade, de Michiko Katutani

Vivemos em uma época em que qualquer ideia objetiva da verdade é ridicularizada. Teorias da conspiração e ideologias que já haviam sido totalmente desacreditadas voltaram a ter voz na cultura, questionando o que foi estabelecido pela ciência. Partindo de exemplos da política norte-americana, da literatura e da TV, Michiko Kakutani aponta como a atual tendência de descaso pelos fatos e da substituição da razão pela emoção pode levar o mundo a um cenário caótico. [Leia um trecho]

 

Por que nós dormimos, de Matthew Walker

Depois de décadas de pesquisa e avanços, a ciência enfim começa a entender os benefícios do sono e por que sofremos consequências devastadoras quando não dormimos o suficiente. Em um estudo revolucionário, Matthew Walker mostra como podemos aproveitar o sono para melhorar o aprendizado, prevenir o Alzheimer e retardar os efeitos do envelhecimento. De forma acessível, a obra examina os malefícios do uso de remédios para dormir, oferecendo alternativas para a falta de sono e dicas práticas para dormirmos bem todas as noites. [Leia um trecho]

 

O primeiro homem: A vida de Neil Armstrong, de James R. Hansen

Neil Armstrong foi um homem singular. Discreto, avesso a discussões e dono de uma integridade marcante, foi alçado ao estrelato mundial no instante em que deu aquele primeiro passo na Lua. A mítica em torno do homem se expandia como uma explosão conforme os olhos e ouvidos do mundo inteiro acompanhavam a saga que definiria a nossa história.

Nesta obra, o leitor acompanhará a infância e a juventude de Neil, a dura preparação para se tornar piloto de testes, a carreira como astronauta, as tragédias e as felicidades em família, além dos bastidores da Apollo 11, a missão espacial que levou o homem a pisar em outro corpo celeste pela primeira vez.

 

testeLançamentos de julho

 

Confira as sinopses dos nossos lançamentos do mês:

Mentes sombrias, de Alexandra Bracken

Do dia para a noite, crianças começam a morrer de um misterioso mal súbito. Os que sobrevivem desenvolvem habilidades psíquicas assustadoras. É o caso de Ruby. Na manhã do seu décimo aniversário, um acontecimento aterrador faz com que seus pais a tranquem na garagem e chamem a polícia.
Seis anos depois, ela se torna uma das jovens mais perigosas do mundo, embora tenha que esconder isso a todo custo para a própria segurança. Por mais que queira fazer amigos e ter uma vida normal, Ruby sabe que é impossível, porque nenhum lugar é seguro, e ela não pode confiar em ninguém — nem em si mesma. [Leia um trecho]

Variações enigma, de André Aciman

Os sentimentos de Paul, tão intensos na adolescência, continuam a atormentá-lo na vida adulta: no sul da Itália, ainda jovem, quando se apaixonou pelo marceneiro de seus pais, em Nova York, onde acredita estar sendo traído pela namorada e se interessa pelo parceiro de tênis nas quadras do Central Park. Não importa onde ou quando, suas relações são caóticas, transitórias e marcadas pela força do desejo.
Variações Enigma explora a impossibilidade de restringir uma pessoa a uma única linha melódica. Dessa forma, André Aciman mapeia os recônditos da paixão e revela a impiedosa e intricada psique humana. [Saiba mais]

Uma casa no fundo de um lago, de Josh Malerman

James e Amelia têm dezessete anos. Em comum, além da idade, há o fato de estarem um a fim do outro e de serem tomados pelo nervosismo quando James a chama para sair. Mas tudo parece perfeito para um primeiro encontro: um passeio de canoa pelos lagos com um cooler cheio de sanduíches e cervejas.
À medida que se aprofundam na exploração, os dois chegam a um lago escondido e encontram algo impressionante debaixo d’água. Um lugar perigosamente mágico: uma casa de dois andares com tudo que tem direito — móveis, um jardim, uma piscina e uma porta da frente, que está aberta.
Enquanto, fascinados, vasculham o imóvel e tentam passar uma boa impressão para o outro, cresce o medo. Será que um local misterioso como aquele esconde alguém — ou algo — vivo? Uma coisa é certa: depois de mergulhar nos mistérios da casa no fundo do lago, a vida deles jamais voltará a ser a mesma. [Leia um trecho]

Refúgio no sábado, de Míriam Leitão

Conhecida pelo público principalmente por sua cobertura jornalística de economia e dos bastidores do poder, Míriam Leitão reúne pela primeira vez suas crônicas, nas quais aborda conversas que a marcaram, memórias da infância e momentos do cotidiano.
Os textos, publicados inicialmente no blog de seu filho Matheus Leitão, são uma bela oportunidade de os leitores conhecerem melhor o dia a dia de Míriam, suas origens e o processo de formação de uma escritora.
Essa seleção de crônicas leves e afetivas é mais uma prova de que o olhar atento da premiada escritora e jornalista a fazem deslizar por diferentes gêneros literários com maestria. [Saiba mais]

testeLançamentos de junho

Confira as sinopses dos nossos lançamentos do mês:

Praia de Manhattan, de Jennifer Egan

O novo livro de Jennifer Egan, vencedora do Pulitzer por A visita cruel do tempo, acompanha Anna Kerrigan e Dexter Styles em um universo noir povoado por gângsteres, mergulhadores e banqueiros durante os tempestuosos anos 1940.

Com quase 12 anos, Anna acompanha o pai à casa de Styles, uma figura enigmática que pode ser crucial para a sobrevivência de sua família. Anos depois, o pai de Anna desaparece. Já adulta, ela se torna a primeira mulher mergulhadora e conserta os navios que vão ajudar o país durante a Segunda Guerra Mundial. É nesse cenário que, em uma noite de folga, reencontra Styles em uma boate. Certa de que ele pode ajudar a desvendar os segredos que envolvem a história do pai, Anna inicia uma relação tão improvável quanto perigosa.

 

A essência do mal, de Luca D’Andrea

Jeremiah Salinger ganha a vida fazendo documentários, até que se muda com a família para uma região remota da Itália. Lá, após sofrer um acidente de helicóptero, ele passa a ser atormentado pela ideia de que existe nas montanhas ao redor uma força que não consegue entender: A Besta.

Anos depois, ele fica sabendo um crime antigo que marcou a população da região: o trágico assassinato e desmembramento de três jovens. Para solucionar o mistério, Jeremiah mergulha de cabeça em um quebra-cabeças macabro e fascinante.

 

A princesa prometida, de William Goldman

Buttercup é uma camponesa que se apaixona perdidamente por Westley, o jovem humilde que trabalha na fazenda do pai dela. Juntos, eles descobrem o amor verdadeiro, mas um trágico acidente os separa. Anos depois, a jovem é pedida em casamento pelo sádico príncipe Humperdinck. Mas nada, nem um poderoso tirano amante da caça, é capaz de impedir esse amor, e o destemido Westley vai fazer de tudo para resgatar sua princesa prometida a outro.

Em uma paródia dos épicos clássicos, William Goldman escreveu um romance hilário com direito a tudo que o gênero permite: piratas, duelos de esgrima, traições, tramas políticas e um romance apaixonante.

 

O que Alice esqueceu, de Liane Moriarty

Alice tinha certeza de que era feliz: aos 29 anos, casada, aguardando o nascimento do primeiro filho e rodeada por uma linda família. Mas tudo vira de pernas para o ar quando ela acorda no chão da academia dez anos depois. Enquanto tenta descobrir o que aconteceu nesse período, Alice percebe que se tornou alguém muito diferente: uma pessoa que não tem quase nada em comum com quem ela era na juventude e, pior, de quem não gosta nem um pouco.

Ao retratar a vida doméstica moderna provocando no leitor muitas risadas e surpresas, Liane Moriarty constrói uma narrativa ao mesmo tempo ágil e leve sobre recomeços, o que queremos lembrar e o que nos esforçamos para esquecer.

testeLançamentos de abril

Confira as sinopses dos nossos lançamentos do mês:

Estúpida, eu?: A blogueira que conquistou seu lugar no mundo da moda, de Camila Coutinho

Criado mais de dez anos atrás para trocar informações com as amigas numa época em que o conteúdo criativo na internet ainda engatinhava, o Garotas Estúpidas se tornou um dos maiores blogs de moda do mundo.

Em Estúpida, eu?, a designer de moda por formação e empreendedora por destino Camila Coutinho compartilha o que fez para transformar — com muita inteligência e jogo de cintura — o que era apenas um hobby em um grande negócio, além de compartilhar suas ideias sobre o que podemos esperar do futuro da moda em um mundo cada vez mais conectado.

 

Comer para não morrer: Conheça o poder dos alimentos capazes de prevenir e até reverter doenças, de Michael Greger com Gene Stone

Comer para não morrer trata de um estilo de alimentação capaz de prevenir, controlar e até reverter muitas das principais causas de morte da atualidade: a dieta à base de vegetais, tendência global conhecida também por plant-based diet.

Com uma linguagem clara e bem fundamentado em estudos acadêmicos, o livro oferece dicas práticas sobre o que comer e em qual quantidade, e ensina como ter uma relação mais saudável com os alimentos para garantir uma vida mais duradoura e com mais qualidade.

 

No tempo dos feiticeiros, de Cressida Cowell

Nesta nova aventura da criadora da série Como treinar o seu dragão,somos apresentados ao jovem feiticeiro Xar, cujos poderes ainda não despertaram, e à menina guerreira Desejo, cujo maior sonho é ser reconhecida pela mãe.

Xar e Desejo foram ensinados a odiar um ao outro, pois os guerreiros querem acabar com todo tipo de Magia, mas terão que superar as diferenças e enfrentar um mal que pode destruir seus lares.

 

Nix, de Nathan Hill

Samuel é um professor universitário e escritor fracassado que tem a monotonia de sua vida interrompida quando descobre que sua mãe cometeu um crime absurdo, atraindo a atenção da internet e de todos os noticiários.

Para ele, é uma surpresa ainda maior quando, ao contrário da imagem de boa moça que se casou cedo com o namoradinho da escola, a mídia passa a retratá-la como uma hippie radical de passado sórdido. Aclamado pela crítica, o livro será adaptado para série protagonizada por Meryl Streep e produzida por J.J. Abrams.

 

Todas as coisas belas, de Matthew Quick

Aos 18 anos, Nanette nunca se sentiu realmente parte do grupo. Tudo muda quando ela ganha um livro de seu professor preferido, o clássico cult O ceifador de chicletes, e fica fascinada com a mensagem de que pode ser de fato quem é.

Encantada com esse novo mundo que se abre, ela se permite, pela primeira vez, tomar as próprias decisões. No entanto, aos poucos Nanette percebe que a liberdade pode ser um desejo arriscado e começa a se perguntar se a rebeldia não cobra um preço alto demais.

 

Deuses americanos: Sombras, de Neil Gaiman

Mistura de road trip, fantasia e mistério, Deuses americanos alçou Gaiman à fama mundial e ao posto de um dos maiores escritores de sua geração.

Agora, os fãs de quadrinhos e da obra-prima do autor — adaptada também para uma celebrada série de TV — têm mais um motivo para comemorar: chega às livrarias o primeiro volume das graphic novels inspiradas em Deuses americanos, com os traços e as cores vibrantes de P. Craig Russell e Scott Hampton.

 

O senhor do caos, de Robert Jordan

No sexto volume da épica saga de fantasia, as intrincadas tramas continuam a se desenrolar. Robert Jordan demonstra toda a sua maestria ao resolver os conflitos dos volumes anteriores ao mesmo tempo que cria novos suspenses. A ordem e as antigas instituições desmoronam, abrindo caminho para o senhor do caos.

testeAs extraordinárias memórias do vocalista do Iron Maiden

Show do Iron Maiden em Fortaleza (Fonte)

O Iron Maiden é uma das maiores bandas de todos os tempos e continua lotando shows em todo mundo mesmo depois de 40 anos na estrada. Para milhões de fãs, essa trajetória de sucesso está diretamente associada a um nome e uma voz: Bruce Dickinson, vocalista do grupo há 30 anos.

Não apenas um frontman lendário, Bruce é um homem focado em aprender novas habilidades. Ao longo de sua vida, ele acumulou diversos talentos. É piloto e empreendedor da aviação, cervejeiro, palestrante, roteirista, escritor com dois livros publicados, apresentador de rádio, ator de TV e exímio esgrimista – ou seja, o Iron Maiden é apenas parte de sua rotina.

Conhecido por ser reservado sobre sua vida pessoal, Bruce compartilha em sua autobiografia detalhes de suas memórias extraordinárias, desde eventos marcantes de sua infância até a recente batalha contra um câncer na garganta. Com bastidores e curiosidades inéditos e dois encartes de fotos, o livro foi escrito à mão por Bruce em sete cadernos ao longo de dois anos de turnês. Leitura indispensável para fãs de música e amantes de biografias ou de trajetórias inspiradoras.

testeBaseado em Fatos Reais ganha trailer oficial. Confira!

O site Adoro Cinema divulgou o trailer oficial de Baseado em fatos reais, inspirado no livro homônimo de Delphine de Vigan. Na trama, a escritora Delphine atravessa uma fase de bloqueio criativo e de depressão após o sucesso de seu último livro. É nesse cenário que ela conhece a ghost-writer L., uma mulher sedutora e misteriosa que aos poucos passa a dominar todas as esferas da vida de Delphine, até que a relação se torna perigosa. A partir daí, começa uma grande brincadeira: a busca pelo fio que distingue realidade e ficção.

A adaptação foi dirigida pelo renomado diretor Roman Polanski, e traz Eva Green como Elle, misteriosa mulher que estabelece uma relação obsessiva com sua escritora predileta, Delphine Dayrieux (Emmanuelle Seigner). Com ecos do clássico Louca Obsessão, baseado na obra de Stephen King, o thriller psicológico é apontado como “magistral” pelo site The Hollywood Reporter. A estreia no Brasil está prevista para 12 de abril. Oh, ansiedade!

Assista ao trailer:

testeLançamentos de janeiro

Ano novo pede leituras novas! Confira as sinopses dos lançamentos do mês:

Me chame pelo seu nome, de André Aciman

Livro que inspirou o premiadíssimo filme homônimo, dirigido por Luca Guadagnino, e um dos favoritos ao Oscar 2018, narra a primeira paixão do jovem Elio. Filho de um importante professor universitário, ele está bastante acostumado à rotina de, em todos os verões, hospedar na deslumbrante casa da família um novo escritor que, em troca da boa acolhida, ajuda seu pai com correspondências e papeladas. Quando chega Oliver, o novo hóspede, acontece uma revolução na vida de Elio.

Com rara sensibilidade, André Aciman constrói uma viva e sincera elegia à paixão, em um romance no qual se reconhecem as mais delicadas e brutais emoções da juventude. Me chame pelo seu nome explora a paixão com delicadeza inigualável, em uma narrativa magnética, inquieta e sensual. [Leia +]

A grande jogada, de Molly Bloom

Livro que deu origem ao filme de Aaron Sorkin, com indicações ao Globo de Ouro e ao Critics Choice Awards de melhor atriz (Jessica Chastain) e melhor roteiro (Aaron Sorkin). Em A grande jogada, Molly Bloom conta como ganhou as manchetes dos jornais ao ser presa pelo FBI por operar, ilegalmente, uma das mesas de pôquer mais exclusivas do mundo.

A “Princesa do Pôquer”, como ficou conhecida, parecia mais uma estrela de Hollywood que uma criminosa confessa. Foi lá que ela começou, do zero, a promover as mesas pelas quais passariam centenas de milhões de dólares. Em partidas que aconteciam em luxuosas suítes de hotéis, esteve uma seleta lista de convidados que incluia astros como Leonardo DiCaprio, Tobey Maguire e Ben Affleck, mandachuvas da indústria do entretenimento, líderes estrangeiros, grandes magnatas e até mesmo a máfia russa. 

O Método TB12, de Tom Brady

Aclamado como um dos nomes mais importantes do futebol americano e conhecido internacionalmente como o marido de Gisele Bündchen, Tom Brady é um dos poucos jogadores que ainda está na ativa aos 40 anos. Em seu livro de estreia, ele divide com o público alguns dos segredos de sua bem-sucedida e longa carreira.

O Método TB12 é uma leitura estimulante, repleta de fotos sobre a vida do jogador, gráficos e imagens instrutivas que facilitam a prática do programa. Dividida em dez capítulos, esta bíblia atlética inclui uma explicação mais detalhada sobre os princípios do método, treinos, exercícios, orientações para o repouso pleno do corpo, regras de nutrição e de hidratação.

Cinquenta tons de liberdade – edição capa de filme, de E L James

O episódio final do romance que conquistou milhões de corações românticos ganha nova versão com capa inspirada nos filmes. Em Cinquenta tons de liberdade, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades à sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento terá desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de riqueza de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele deve aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar dos fantasmas do passado. Enquanto tentam vencer obstáculos, o destino muda mais uma vez, e os piores medos de Ana podem se tornar realidade.

O filme chega aos cinemas no dia 8 de fevereiro, com direção de James Foley e produção da própria E L James. [Leia +]

Todo dia a mesma noite, de Daniela Arbex

Uma das mais impressionantes tragédias do Brasil, o incêndio da boate Kiss em 2013, fez com que a cidade de Santa Maria perdesse bruscamente 242 vidas. Com delicadeza ímpar, a jornalista Daniela Arbex escreveu um livro-reportagem sobre este crime, ainda impune, baseado em centenas de horas dos depoimentos inéditos de sobreviventes, familiares das vítimas, equipes de resgate e profissionais da área da saúde.

Arbex reafirma seu lugar como uma das profissionais mais relevantes do país, veterana em reportagens de fôlego – premiada duas vezes com o Jabuti. A autora construiu um memorial para homenagear as vítimas desta noite assustadora e nos transporta até o momento em que tudo aconteceu, somado a depoimentos dos sobreviventes e relatos dos dias seguintes, mostrando as consequências de descuidos banalizados por empresários, políticos e cidadãos.

Todo dia a mesma noite é uma dolorosa e necessária tomada de consciência, um despertar de empatia pelos jovens que tiveram seus futuros destruídos. [Leia +]

Mais escuro, de E L James

Um dos livros mais aguardados dos últimos tempos, Mais escuro revisita Cinquenta tons mais escuros com um mergulho profundo na história de amor que envolveu milhões de leitores em todo o mundo, dando voz ao personagem Christian Grey. Nesta sequência, E L James revela o lado inseguro e sensível do protagonista enquanto desvenda suas diversas camadas. No fundo, ele não passa de um romântico, mais apaixonado do que nunca por Anastasia, e precisa lidar com os dilemas de seus sentimentos.

O sucesso da série Cinquenta tons de cinza é indiscutível. Os livros de E L James já venderam 7 milhões de cópias só no Brasil, e mais de 150 milhões de exemplares no mundo. Lançado originalmente em novembro na Inglaterra, Mais escuro alcançou o topo da lista de mais vendidos em apenas uma semana. [Leia +]

testeConheça Alex Petroski, protagonista de Vejo você no espaço e fã de Carl Sagan

Alex Petroski tem 11 anos e leva uma vida pacata em Rockview, Colorado, nos Estados Unidos, junto com sua mãe e seu amado cachorro, Carl Sagan – uma homenagem a seu grande herói, o astrônomo autor de Cosmos e Pálido ponto azul. Fascinado pelo cientista e por tudo relacionado ao espaço, ele decide construir um foguete e enviar um iPod dourado com sons de tudo que acontece ao seu redor. A missão de vida de Alex é dar continuidade ao trabalho de Sagan (o astrofísico, não o cãozinho), que mandou os Discos de Ouro nas sondas Voyager 1 e 2.

 Voltando um pouco na História…

Quando as duas sondas da missão Voyager foram lançadas ao espaço em 1977, o pessoal da NASA teve uma ideia incrível. As sondas estavam destinadas a viajar para sempre pelo espaço-tempo, indo muito além das fronteiras do Sistema Solar. Elas poderiam ser interceptadas, a qualquer momento, por uma civilização extraterrestre ou até mesmo por humanos do futuro. Pensando nisso, uma equipe liderada pelo genial astrofísico Carl Sagan desenvolveu o chamado Golden Record, um disco de cobre banhado a ouro que reúne diversos sons do planeta Terra. Um exemplar foi acoplado a Voyager 1, e o outro viajava a bordo da Voyager 2.

A ideia era contar um pouco da história da humanidade do século XX. A gravação incluía o choro de um bebê, o canto das baleias, música clássica de Beethoven e Bach, todas as saudações em 55 línguas diferentes, o som de uma mãe confortando um bebê que chora, o barulho do vento e da chuva, de trens, de carroças e de vários animais.*

 

A história de Vejo você no espaço, livro de estreia de Jack Cheng, começa quando Alex Petroski sai do Colorado com destino ao Novo México, com seu cachorro a tiracolo, seu foguete e seu iPod, afim de participar de um festival de foguetes para enviar ao espaço sua Voyager 3.

O menino grava tudo que acontece pelo caminho. Cada capítulo representa uma das faixas que os extraterrestres vão escutar, caso o iPod seja encontrado. Quase como um diário de bordo, Alex vai descrevendo os seus dias e encontros com pessoas variadas e fascinantes, entre elas o excêntrico Zed, a independente e gentil Terra e o cético Steve.

Esta típica road-trip acompanha a jornada de Alex enquanto ele desencava segredos e descobre que, mesmo para um menino com uma mãe e um irmão ausentes, família pode significar algo bem maior do que se imagina. Jack Cheng escreveu uma obra emocionante e sutil sobre temas que a infância não sabe explicar, como os complexos conflitos familiares e a solidão que nos obriga a crescer, e sobre aprendermos a discernir realidade e aparências.

Vejo você no espaço é uma lição de que com honestidade, força e amor nos tornamos tão grandiosos quanto o universo.

*Fonte: Wikipédia; Revista Galileu