teste5 tipos diferentes de romance

Selecionamos cinco romances com histórias que abordam maternidade, diferentes tipos de amor, intrigas e segredos . Confira a lista! 

Pequenas grandes mentiras, de Liane Moriarty — A obra conta a história de três mulheres que aparentemente têm uma vida perfeita em uma pequena cidade da Austrália. Madeline é forte e passional, Celeste é dona de uma beleza estonteante e Jane é uma mãe solteira recém-chegada na cidade. Os filhos das três mulheres estudam na mesma escola, onde acontece uma misteriosa tragédia em que elas estão envolvidas. Violência doméstica, estupro, bullying e a pressão que as mães sofrem são alguns dos temas abordados.

O segredo do meu marido, de Liane Moriarty — Cecilia Fitzpatrick encontra no sótão de casa uma carta escrita por seu marido. Seria algo corriqueiro, não fosse uma anotação bastante intrigante no envelope: “Para ser aberto apenas na ocasião da minha morte.” Apesar da recomendação, ela resolve abrir a carta e se vê obrigada a lidar com uma revelação avassaladora. O segredo do seu marido, John-Paul, atingirá não só seus três filhos e um longo e sólido casamento, mas também a vida de outras duas famílias. Cecilia precisará fazer uma escolha: optar pelo silêncio e permitir que a verdade corroa seu coração ou revelar o que leu e magoar profundamente as pessoas que mais ama.

 

O som do amor, de Jojo Moyes — um romance sobre obsessão, manipulação, segredos e paixões, O som do amor é um dos primeiros livros escritos pela autora do best-seller Como eu era antes de você. Por meio de personagens carismáticos e capazes de tudo para realizar seus objetivos, Moyes mantém seu estilo inconfundível em uma brilhante história sobre recomeços.

 

O navio das noivas, de Jojo Moyes — A obra, inspirada na história real vivida pela avó da autora, conta a trajetória de quatro mulheres que saem da Austrália depois da Segunda Guerra Mundial em um porta-aviões que as levará até a Inglaterra para encontrar os soldados com quem se casaram durante o conflito. A travessia é feita ao lado de outras noivas, armas, aeronaves e oficiais da Marinha. Com um espírito de aventura, a viagem mudará para sempre a vida dessas mulheres que ficaram distantes dos seus amores no período da guerra.

 

Belgravia, de Julian Fellowes – Ambientada no século XIX, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington. Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua filha, Sophia, encanta Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes.

testeSaudades de Downton Abbey? As personagens de Belgravia podem ajudar

Por Vanessa Corrêa*

women-of-downton-abbey

Os órfãos de Downton Abbey já podem comemorar: Julian Fellowes, criador da série de televisão exibida originalmente pela BBC entre 2010 e 2015, não conseguiu ficar muito tempo longe das intrigas da aristocracia britânica.

Depois de seis anos às voltas com as histórias da família Crawley ao longo das primeiras décadas do século XX, Fellowes recuou praticamente cem anos para contar a saga de Belgravia, trama inicialmente lançada em capítulos digitais e que em julho ganhou sua versão impressa, editada no Brasil pela Intrínseca.

untitledA história tem início no famoso baile oferecido em Bruxelas em homenagem ao duque de Wellington, na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815. Durante a festa, interrompida com a iminência do confronto que resultaria na derrota da França e na morte de milhares de oficiais franceses e britânicos, somos apresentados a James Trenchard, comerciante que fez fortuna negociando suprimentos em tempos de guerra, sua esposa, Anne, e a bela filha do casal, Sophia.

A garota é objeto de atenções do jovem oficial Edmund Bellasis, herdeiro de uma família de nobres britânicos. Ao fim do baile, uma revelação envolvendo o rapaz e Sophia terá impacto sobre o destino de todos os personagens da trama e continuará repercutindo décadas depois.

Os costumes da aristocracia britânica, sua relação com os criados, os preconceitos e as tensões entre as diferentes classes sociais são os principais temas de Belgravia, assuntos já familiares aos fãs de Downton Abbey. Além da temática em comum, as duas tramas guardam muitas semelhanças em seus personagens e mostram que Julian Fellowes tem uma queda por mulheres de personalidade forte.

Se no livro lady Brockenhurst é alvo de admiração e tem os convites de suas festas disputados entre a sociedade de Londres, em Downton Abbey é a condessa de Grantham quem detém o prestígio e é responsável por manter as tradições de sua sociedade. Refinadas, muito respeitadas e donas de línguas igualmente ferinas, as duas senhoras exercem enorme influência nas tramas que conduzem os demais personagens das criações de Fellowes.

a-atriz-elizabeth-mcgovern-que-interpreta-a-condessa-de-grantham-em-downton-abbey-18052012-1337381527220_1024x768

Já a bela lady Maria Grey, que não mede esforços para escapar de um casamento de conveniência e ficar com seu verdadeiro amor, tem a mesma determinação de lady Sybil, a caçula da família Crawley, que luta com unhas e dentes por seu casamento com o chofer Tom Branson. Ambas recusam-se a seguir as convenções sociais da época e tomam para si a responsabilidade de seus destinos, não permitindo que suas famílias e as barreiras impostas por diferentes classes sociais influenciem suas escolhas.

foto-3

As semelhanças entre Belgravia e Downton Abbey não se limitam à alta sociedade. Os criados das duas histórias também são muito parecidos, dividindo-se entre a lealdade aos patrões e o ressentimento causado pela certeza de que jamais desfrutarão do luxo e do conforto que testemunham nas casas em que trabalham.

Esse ressentimento é o que leva muitos dos criados a quase odiarem as famílias que servem. Alguns, como Ellis, criada de Anne Trenchard em Belgravia, ou O’Brien, a manipuladora criada de Cora Crawley em Downton Abbey, não hesitam em mentir, fazer intrigas e até roubar na tentativa de descobrir segredos de seus patrões. Todo o cuidado é pouco com criadas como estas, que usarão esses segredos para chantagear pessoas e arrancar dinheiro de quem puderem.

revealed-why-downton-abbey-s-evil-maid-o-brien-has-quit-the-312827_w1000

Mas se tanto Anne quanto Cora precisam selecionar melhor as moças que as auxiliam, a escolha de mordomos revelou-se mais feliz para a nobreza de Downton Abbey. Ninguém tem tanta lealdade por seus patrões e se dedica tanto a seu trabalho quanto Charles Carson, o querido mordomo da família Crawley. Já os Trenchard não podem dizer o mesmo de Turton, o traiçoeiro mordomo que se junta ao invejoso lorde John Bellasis para descobrir o grande segredo que envolve as duas famílias da trama de Belgravia.

Escritor, ator, roteirista, diretor e produtor de cinema e televisão, Julian Fellowes já havia mostrado seu talento em Assassinato em Gosford Park, filme de Robert Altman (1925-2006) pelo qual ganhou o Oscar de melhor roteiro original em 2002, e que, assim como Downton Abbey, também explora a relação entre criados e patrões na Inglaterra do início do século XX. Agora, em Belgravia, Fellowes prova que as intrigas e os conflitos de classe da sociedade britânica ainda podem render muitas histórias emocionantes.

>> Leia um trecho de Belgravia

*Vanessa Corrêa é jornalista, já trabalhou na Folha de S.Paulo e no portal UOL e é apaixonada por livros, cinema e fotografia.

testeO chá das cinco adoçado com intriga

Por Nina Lopes*

devon-tea-englandFonte

Eu levava uma vida bem tranquila, trabalhando no nosso (sensacional) lançamento da Jojo Moyes, O navio das noivas, quando um projeto mais do que especial foi parar na minha mesa. Era o novo livro de Julian Fellowes, produtor da série de TV Downton Abbey, cujos capítulos seriam lançados em e-book semanalmente, resgatando o estilo do folhetim, e depois os onze episódios seriam reunidos numa edição impressa. Um projeto que reúne inovação e tradição e gira em torno de um segredo de família guardado por mais de vinte anos.

Saí do universo de Jojo, mas não me afastei do glamour de Londres, das personagens femininas fortes nem das histórias de amor. Em Belgravia, tudo começa ainda em Bruxelas, em 1815, no famoso baile, que de fato aconteceu, oferecido pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington. A jovem Sophia Trenchard é filha de um casal da classe industrial emergente e se apaixona por Edmund Bellasis, filho de um conde e membro da alta sociedade. O romance proibido tem um fim abrupto logo após o baile e as razões o leitor descobrirá capítulo após capítulo, como quem acompanha um seriado.

untitledEsse é o pontapé inicial da história, que vai apresentar muitos personagens interessantes numa trama cheia de segredos, intriga, fofoca, armação, inveja e paixão. Tendo o amor como pano de fundo, ainda acompanhamos vários fatos reais da época, como o surgimento do tradicional chá das cinco, que foi criado pela duquesa de Bedford, porque ela sentia fome entre o almoço e o jantar e precisava beliscar um chazinho com biscoito (quem nunca?), os avanços de Napoleão pela Europa, a ascensão da classe emergente após a Revolução Industrial, entre outras coisas. Tudo isso em meio a muitas reviravoltas, que unem um capítulo ao outro.

Apesar de ser um romance histórico que se desenrola na primeira metade do século XIX, foi surpreendente notar que muitas coisas não mudaram, principalmente nas relações pessoais. Percebemos que as pessoas continuam iguais, com os mesmos medos, sonhos, ambições e desentendimentos. A história leva o leitor para a longínqua Londres de dois séculos atrás, ao mesmo tempo em que o aproxima dos sentimentos e das atitudes mais admiráveis e também mais refutáveis dos homens.

Depois de onze episódios, Belgravia me mostrou como os problemas podem ser resolvidos entre uma xícara de chá e outra, como manter a classe em meio às intrigas do dia a dia e como não perder a confiança mesmo estando por baixo. Por mais que os costumes de cada época mudem, a essência do homem se mantém e não importa quando nem onde, no final sempre reinarão o amor e a verdade.

>> Leia um trecho de Belgravia

 

Nina Lopes é editora assistente no setor de ficção da Editora Intrínseca e é dessas que se apaixonam pelos personagens dos livros que lê.

testeLançamentos de julho

EstanteIntrinsecaJul16_DestaquesBlog2

Confira as sinopses e trechos dos livros que publicaremos neste mês:

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas

PAX, de Sara Pennypacker – Peter e sua raposa, Pax, são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde vai morar por um tempo, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas4Pó de lua nas noites em claro, de Clarice Freire – Em seu segundo livro, Clarice vira a madrugada ao avesso em palavras e imagens, dedicando uma hora a cada capítulo, da meia-noite ao amanhecer. O livro alterna passagens em prosa e poesia, acompanhando sua personagem durante um longo e mágico passeio pela cidade quase deserta. [Leia +]

O lançamento está marcado para 21 de julho, no Recife.

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas6

O adulto, de Gillian Flynn – Escrito a pedido de George R. R. Martin e publicado pela primeira vez em uma antologia organizada pelo autor, o livro é uma homenagem às clássicas histórias de terror. Na obra, uma jovem ganha a vida se passando por vidente e oferecendo serviços de leitura de aura para donas de casas ricas e tristes. Certo dia, ela atende Susan Burke, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente.[Leia +]

A falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação. No entanto, quando visita a mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. [Leia+]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas8O navio das noivas, de Jojo Moyes – Inspirada na história real vivida pela avó da autora, i livro conta a trajetória de quatro mulheres que saem da Austrália depois da Segunda Guerra Mundial em um porta-aviões que as levará até a Inglaterra para encontrar os soldados com quem se casaram durante o conflito. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas5

O dia da morte de Denton Little, de Lance Rubin – Denton Little sempre soube o dia em que iria morrer. O jovem de dezessete anos tinha um plano bem definido para seus últimos momentos: um café da manhã com muito bacon, uma corridinha para espairecer, uma maratona de filmes com o melhor amigo e finalmente perder a virgindade com a namorada. Só que nada sai como o esperado, e, na véspera de sua morte, Denton acorda numa cama que não é a sua e com uma garota que não é sua namorada. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas2

Faca de água, de Paolo Bacigalupi – Num futuro árido e tumultuado, acontece uma guerra entre governos, órgãos públicos e empresários, na qual vale tudo para conseguir água. Nesse cenário surge Angel, um mercenário com a missão de cortar e desviar o fornecimento de água a mando de quem paga mais. Lucy é uma jornalista premiada que decidiu revelar para o mundo a realidade da Grande Seca. Maria é uma jovem cuja vida foi destruída pelos efeitos das mudanças climáticas. Quando o direito de usar a água significa dinheiro para alguns e sobrevivência para outros, o que esses três personagens não sabem é que seu encontro é um marco que poderá mudar tudo.[Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas7Belgravia, de Julian Fellowes – Ambientada nos anos 1840, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington. Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas.

No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas3

O demônio na cidade branca, de Erik Larson – No final do século XIX, o arquiteto Daniel Burnham, famoso por projetar alguns dos edifícios mais conhecidos do mundo, teve a difícil tarefa de transformar uma área desolada de Chicago em um lugar de magnífica beleza. Reunindo as mais importantes mentes da época, Burnham enfrentou o mau clima, tragédias e o tempo escasso para construir a enorme estrutura da Feira de Chicago, que tinha como objetivo celebrar a chegada de Cristóvão Colombo ao Novo Mundo.

A poucas quadras dali, outro homem, H. H. Holmes, estava às voltas com mais uma obra grandiosa, um prédio estranho e complexo. Nomeado Hotel da Feira Mundial, o lugar era na verdade um palácio de tortura, para o qual Holmes atraiu dezenas, talvez centenas de pessoas. Autor de crimes inimagináveis, ele ficou conhecido como possivelmente o primeiro serial killer da história americana. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Julho_BLOG_Pa¦üginasInternas9

O tigre, de John Vaillant  – Em dezembro de 1997, um tigre devorador de gente espreita um vilarejo afastado no Extremo Oriente russo. A fera não apenas mata pessoas, ela as aniquila, devora por inteiro. Um grupo de homens com cães de caça é enviado para persegui-la pela floresta densa e gélida, e à medida que analisam os parcos restos mortais das vítimas do tigre, os rastreadores percebem algo impensável: os ataques não são aleatórios; fazem parte de uma vingança. Machucada, faminta e perigosíssima, a fera precisa ser detida antes que mais uma tragédia aconteça. [Leia +]

testeA nova série do criador de Downton Abbey

belgravia_blog(fonte)

Para os apaixonados por romances históricos e para todos que ainda não superaram o término da premiada série Downton Abbey, a Intrínseca apresenta a nova criação de Julian Fellowes: uma saga em e-book que recria a experiência de acompanhar um folhetim vitoriano.

Dividida em 11 capítulos, publicados semanalmente aqui, Belgravia é ambientada nos anos 1840, quando os altos escalões da sociedade londrina começam a conviver com a classe industrial emergente. Com um riquíssimo rol de personagens, a história tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington.

O primeiro capítulo, Dançando para a Batalha, já pode ser baixado gratuitamente. O segundo, Um encontro casual, está disponível para compra no site da série, que será atualizado semanalmente com os novos episódios da trama.

Descubra o universo de Belgravia

Durante o baile, pouco antes de uma da manhã, os convidados da duquesa de Richmond são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. Muitos morrerão no campo de batalha ainda vestidos com os uniformes de gala.

No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua bela filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes, e ficarão cada vez mais enredadas na intrincada teia de fofocas e intrigas que fervilham no interior das mansões da Belgrave Square.

>> Conheça O mundo de Downton Abbey

testeDownton Abbey agora no GNT

Boas notícias para os fãs da série de TV inglesa Downton Abbey: o canal GNT, da Globosat, comprou as três primeiras temporadas e irá exibi-las a partir de abril de 2013. Além disso, o programa que se transformou em febre na Inglaterra e nos Estados Unidos — e que já faturou sete prêmios Emmy e o Globo de Ouro de melhor série em 2012 —, ganhou sua quarta temporada. Os oito novos episódios, mais um especial de Natal, têm estreia prevista para o segundo semestre do ano que vem.

Bibliografia essencial

Com O mundo de Downton Abbey, de Jessica Fellowes, a Intrínseca iniciou a publicação da bibliografia essencial sobre o universo criado por Julian Fellowes — vencedor do Oscar de roteiro original por Assassinato em Gosford Park, filme dirigido por Robert Altman. Além de um guia da série, ricamente ilustrado com fotos, bastidores da produção e entrevistas com o elenco, sua extensa pesquisa histórica oferece um panorama completo da época, desde a apresentação das debutantes na corte até a troca de alianças, as revoluções da moda e o cotidiano dos soldados ingleses nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial.

As histórias verídicas do castelo Highclere, que serve como cenário para as tramas de Lord Granthan e família, foram recontadas em Lady Almina e a verdadeira Downton Abbey. Lady Fiona, a atual condessa de Carnarvon, esmiúça a vida de uma de suas antecessoras no cargo: Lady Almina, a quinta condessa de Carvernon, que administrou a propriedade no período e inspirou para a criação de alguns dos personagens da série.

Em 2013, será publicado o clássico Below Stairs, texto fundamental sobre a relação entre patrões e empregados da época. As memórias de Margaret Powell, que, na década de 1920, foi ajudante de cozinha até ascender ao posto de cozinheira, reconstroem a vida nas grandes mansões sob a perspectiva dos criados. Inédito no Brasil, o título que serviu como base para Downton Abbey e outras obras que abordam traz indícios das mudanças ocorridas na sociedade inglesa da década de 1920 até meados de 1960.

Com informações da Patrícia Kogut.

 

testeBibliografia essencial de Downton Abbey

Vencedora do Globo de Ouro de melhor série em 2012 e de seis prêmios Emmy em 2011, Downton Abbey é o programa dramático mais assistido na Inglaterra nos últimos oito anos. Sucesso absoluto também nos Estados Unidos, seus direitos para exibição foram vendidos para outros 100 países. No Brasil, o luxo e os conflitos de uma aristocrática família britânica — e de seu séquito de criados — chegam acompanhados por três livros imprescindíveis para os fãs da série inglesa e para todos os interessados na política, na moda e na relação entre patrões e empregados do início do século XIX. Na TV, Downton Abbey estreia no próximo sábado, dia 19 de maio, no canal Globosat HD.

Para iniciar a imersão no universo criado por Julian Fellowes — vencedor do Oscar de roteiro original por Assassinato em Gosford Park, filme dirigido por Robert Altman —, a Intrínseca publica O mundo de Downton Abbey. Com lançamento previsto para setembro, é ricamente ilustrado com fotos, bastidores da produção e entrevistas com o elenco. Além de um guia do programa, sua extensa pesquisa histórica oferece um panorama completo da época, desde a apresentação das debutantes na corte até a troca de alianças, as revoluções da moda e o cotidiano dos soldados ingleses nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial.

Em outubro, as histórias verídicas do castelo Highclere, que serve como cenário para as tramas de Lord Granthan e família, serão publicadas em Lady Almina and the Real Downton Abbey (ainda sem título em português). Lady Fiona, a atual condessa de Carnarvon, esmiúça a vida de uma de suas antecessoras no cargo: Lady Albina, a quinta condessa de Carvernon, que administrou a propriedade no período e serviu como inspiração para a criação de alguns dos personagens da série.

O clássico Below Stairs, texto fundamental sobre a relação entre patrões e empregados da época, será publicado no início de 2013. As memórias de Margaret Powell, que foi ajudante de cozinha em 1920 até ascender ao posto de cozinheira, reconstroem a vida nas grandes mansões sob a perspectiva dos criados. Inédito no Brasil, o título que serviu como base para Downton Abbey e outras obras que abordam o tema acompanha as mudanças na sociedade inglesa da década de 1920 até meados de 1960.