testeSharp Objects é uma das grandes indicadas ao Emmy 2019

É isso mesmo! Os indicados ao Emmy 2019 foram revelados, e Sharp Objects foi uma das grandes nomeadas do ano. Inspirada no livro de Gillian Flynn, a minissérie produzida pela HBO foi estrelada por ninguém menos que Amy Adams e Patricia Clarkson – que também foram indicadas à premiação!

A trama conta a história de Camille, uma jornalista que acabou de sair de um hospital psiquiátrico e precisa retomar sua vida. Contudo, os desafios que tem pela frente não são fáceis: Camille precisa retornar para sua antiga cidade e investigar o brutal assassinato de uma menina e o desaparecimento de outra, além de lidar com os fantasmas do próprio passado e sua família disfuncional.

Confira as indicações da série:

Melhor minissérie          

Chernobyl (HBO)
Escape at Dannemora (Showtime)
Fosse/Verdon (FX)
Sharp Objects (HBO)
When They See Us (Netflix)

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV

Amy Adams (Sharp Objects)
Patricia Arquette (Escape at Dannemora)
Aunjanue Ellis (When They See Us)
Joey King (The Act)
Niecy Nash (When They See Us)
Michelle Williams (Fosse/Verdon)

Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou filme para TV

Patricia Arquette (The Act)
Marsha Stephanie Blake (When They See Us)
Patricia Clarkson (Sharp Objects)
Vera Farmiga (When They See Us)
Margaret Qualley (Fosse/Verdon)
Emily Watson (Chernobyl)

testeBig Little Lies, série inspirada em romance de Liane Moriarty, é uma das grandes vencedoras do Emmy

Big Little Lies já tinha conquistado o público e a crítica com sua direção impecável, elenco estrelado e trilha sonora incrível, mas foi durante o Emmy, maior premiação da televisão, que a minissérie se consagrou. A atração levou oito troféus na noite de ontem e foi a grande vencedora na categoria de melhor série limitada.

Nicole Kidman recebeu seu primeiro Emmy na categoria de melhor atriz em série limitada pelo papel de Celeste. Em seu discurso, a atriz falou sobre a importância dos temas abordados na série. “Nós colocamos o holofote sobre a violência doméstica. É uma causa complicada e traiçoeira muito mais comum do que podemos imaginar. É envolta por vergonha e segredos, e vocês, me concedendo esse prêmio, colocam luz em um caminho obscuro.”

Além de Kidman, Laura Dern recebeu o troféu de melhor atriz coadjuvante e Alexander Skarsgård pelo melhor ator coadjuvante. Jean-MarcVallée, conhecido por Clube de Compras DallasLivre A jovem rainha Vitória, também levou a estatueta de melhor diretor.

A série Big Little Lies foi inspirada em Pequenas grandes mentiras, romance de Liane Moriarty, que conta a história de três mulheres que aparentemente têm uma vida comum em uma pequena cidade da Austrália. Madeline é forte e passional. Celeste é dona de uma beleza estonteante e Jane é uma jovem mãe solteira. Os filhos dessas três mulheres estudam na mesma escola, onde acontece uma misteriosa tragédia.

Confira os principais ganhadores do Emmy:

Série dramática:
The Handmaid’s Tale

 Série de comédia:
Veep

 Melhor minissérie:
Big Little Lies (HBO)

Melhor filme para TV:

Black Mirror (San Junipero)

Melhor atriz em série dramática:

Elizabeth Moss (The Handmaid’s Tale)

Melhor talk show:
Last Week Tonight With John Oliver (HBO)

Melhor reality-show:
The Voice

Melhor apresentador de reality show ou programa de competição:
RuPaul Charles (RuPaul’s Drag Race)

testeBig Little Lies recebe 16 indicações ao Emmy

O Emmy, premiação para programas e profissionais da televisão, divulgou a lista de indicados de 2017. Big Little Lies, série inspirada no livro Pequenas grandes mentiras, foi um dos grandes destaques do ano. A atração produzida pela HBO concorre à categoria de melhor minissérie.

Nicole Kidman e Reese Witherspoon, que deram vida às personagens Celeste e Madeleine, foram indicadas à categoria de melhor atriz em série limitada. Shailene Woodley e Alexander Skarsgård não ficaram de fora e disputam às categorias de melhor atriz e melhor ator coadjuvante.

Jean-Marc Vallée, conhecido por ter dirigido Clube de Compras Dallas, concorre à categoria de melhor direção em minissérie.  

American Gods, série inspirada no livro Deuses americanos, foi indicada às categorias de melhor efeito visual e melhor design de abertura.

Stranger Things, The Handmaid’s Tale, This Is Us, The Crown também estão entre os destaques da premiação, que acontece em 17 de setembro, em Los Angeles.

Confira a lista completa.

testeDownton Abbey agora no GNT

Boas notícias para os fãs da série de TV inglesa Downton Abbey: o canal GNT, da Globosat, comprou as três primeiras temporadas e irá exibi-las a partir de abril de 2013. Além disso, o programa que se transformou em febre na Inglaterra e nos Estados Unidos — e que já faturou sete prêmios Emmy e o Globo de Ouro de melhor série em 2012 —, ganhou sua quarta temporada. Os oito novos episódios, mais um especial de Natal, têm estreia prevista para o segundo semestre do ano que vem.

Bibliografia essencial

Com O mundo de Downton Abbey, de Jessica Fellowes, a Intrínseca iniciou a publicação da bibliografia essencial sobre o universo criado por Julian Fellowes — vencedor do Oscar de roteiro original por Assassinato em Gosford Park, filme dirigido por Robert Altman. Além de um guia da série, ricamente ilustrado com fotos, bastidores da produção e entrevistas com o elenco, sua extensa pesquisa histórica oferece um panorama completo da época, desde a apresentação das debutantes na corte até a troca de alianças, as revoluções da moda e o cotidiano dos soldados ingleses nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial.

As histórias verídicas do castelo Highclere, que serve como cenário para as tramas de Lord Granthan e família, foram recontadas em Lady Almina e a verdadeira Downton Abbey. Lady Fiona, a atual condessa de Carnarvon, esmiúça a vida de uma de suas antecessoras no cargo: Lady Almina, a quinta condessa de Carvernon, que administrou a propriedade no período e inspirou para a criação de alguns dos personagens da série.

Em 2013, será publicado o clássico Below Stairs, texto fundamental sobre a relação entre patrões e empregados da época. As memórias de Margaret Powell, que, na década de 1920, foi ajudante de cozinha até ascender ao posto de cozinheira, reconstroem a vida nas grandes mansões sob a perspectiva dos criados. Inédito no Brasil, o título que serviu como base para Downton Abbey e outras obras que abordam traz indícios das mudanças ocorridas na sociedade inglesa da década de 1920 até meados de 1960.

Com informações da Patrícia Kogut.

 

testeBibliografia essencial de Downton Abbey

Vencedora do Globo de Ouro de melhor série em 2012 e de seis prêmios Emmy em 2011, Downton Abbey é o programa dramático mais assistido na Inglaterra nos últimos oito anos. Sucesso absoluto também nos Estados Unidos, seus direitos para exibição foram vendidos para outros 100 países. No Brasil, o luxo e os conflitos de uma aristocrática família britânica — e de seu séquito de criados — chegam acompanhados por três livros imprescindíveis para os fãs da série inglesa e para todos os interessados na política, na moda e na relação entre patrões e empregados do início do século XIX. Na TV, Downton Abbey estreia no próximo sábado, dia 19 de maio, no canal Globosat HD.

Para iniciar a imersão no universo criado por Julian Fellowes — vencedor do Oscar de roteiro original por Assassinato em Gosford Park, filme dirigido por Robert Altman —, a Intrínseca publica O mundo de Downton Abbey. Com lançamento previsto para setembro, é ricamente ilustrado com fotos, bastidores da produção e entrevistas com o elenco. Além de um guia do programa, sua extensa pesquisa histórica oferece um panorama completo da época, desde a apresentação das debutantes na corte até a troca de alianças, as revoluções da moda e o cotidiano dos soldados ingleses nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial.

Em outubro, as histórias verídicas do castelo Highclere, que serve como cenário para as tramas de Lord Granthan e família, serão publicadas em Lady Almina and the Real Downton Abbey (ainda sem título em português). Lady Fiona, a atual condessa de Carnarvon, esmiúça a vida de uma de suas antecessoras no cargo: Lady Albina, a quinta condessa de Carvernon, que administrou a propriedade no período e serviu como inspiração para a criação de alguns dos personagens da série.

O clássico Below Stairs, texto fundamental sobre a relação entre patrões e empregados da época, será publicado no início de 2013. As memórias de Margaret Powell, que foi ajudante de cozinha em 1920 até ascender ao posto de cozinheira, reconstroem a vida nas grandes mansões sob a perspectiva dos criados. Inédito no Brasil, o título que serviu como base para Downton Abbey e outras obras que abordam o tema acompanha as mudanças na sociedade inglesa da década de 1920 até meados de 1960.