teste11 leituras imperdíveis para crianças

Confira a nossa lista com 11 leituras imperdíveis para crianças:

O touro Ferdinando

Amante da natureza e dos outros animais, Ferdinando leva uma vida sossegada, passando os dias embaixo de sua árvore preferida e cheirando as flores. Até um toureiro confundi-lo com um animal feroz e levá-lo para as arenas espanholas. Com mais de 80 anos de vida, a história de Ferdinando continua atual, passando uma mensagem universal de respeito pelas diferenças.

Este clássico mundial da literatura infantil virou um longa-metragem de animação produzido pela Fox, com direção do brasileiro Carlos Saldanha. O livro é tão especial que recebeu o selo Altamente Recomendável da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) em 2018.

Indicado para leitores entre 4 e 6 anos.

No tempo dos feiticeiros

Da autora da série Como treinar o seu dragão, Cressida Cowell, No tempo dos feiticeiros conta a divertida história do menino feiticeiro Xar, cujos poderes ainda não despertaram, e da princesa guerreira Desejo, que possui um objeto mágico poderoso. Na história, os caminhos dos dois se cruzam e eles precisam aprender e superar as diferenças para enfrentar lado a lado um mal terrível, desafiando a grande regra de que feiticeiros e guerreiros devem odiar um ao outro.

Indicado para leitores entre 8 e 12 anos.

Indicado para leitores entre 4 e 6 anos.

Somos todos extraordinários

O livro de R. J. Palacio resgata elementos do romance Extraordinário e insere os personagens em um mundo ilustrado que representa a imaginação do protagonista, Auggie, Somos todos extraordinários vai deliciar os leitores que já se emocionaram e os que ainda vão se emocionar com essa incrível história de superação, amizade e, acima de tudo, amor.

 

Pax

Peter e sua raposa, Pax, são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o pai do menino vai servir na guerra e o obriga a devolver Pax à natureza. A separação vai fazer Peter repensar seus atos e sentimentos e tomar uma atitude corajosa mas muito arriscada. Uma linda história sobre lealdade e amor!

Indicado para leitores a partir de 10 anos.

O livro sem figuras, de B.J. Novak
Combinando simplicidade e criatividade de forma engenhosa, O livro sem figuras inspira risadas toda vez que é aberto, criando uma experiência de diversão e interação entre adultos e crianças e apresentando aos pequenos leitores a poderosa ideia de que a palavra escrita pode ser uma fonte infinita de alegria e travessuras.

Recebeu o selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Indicado para leitores a partir de 6 anos.

foto_interna_o_livro-sem-figuras_2

 

João & Maria, de Neil Gaiman e Lorenzo Mattotti

O prestigiado escritor Neil Gaiman e o brilhante ilustrador Lorenzo Mattotti recontam o clássico João e Maria. Familiar como um sonho e perturbador como um pesadelo, o conto narra a saga de dois irmãos que, em tempos de crise e falta de esperança, são abandonados pelos próprios pais e precisam enfrentar os perigos de uma floresta sombria.

Obra vencedora da categoria de melhor tradução e adaptação de reconto do Prêmio FNLIJ 2016 e também contemplada com o selo Altamente Recomendável.
Indicado para leitores a partir de 6 anos.

foto_joao-e-maria

 

As inusitadas histórias de David Walliams

Dentistas sinistras, ratos que dançam break e tias trapaceiras são só alguns dos inusitados personagens criados por David Walliams, escritor que se tornou um fenômeno da literatura infantojuvenil na Inglaterra. Ator, roteirista e escritor premiado, Walliams trata com muito bom humor os dramas da vida da criança, sempre com muito respeito à inteligência dos leitores.

Indicado para leitores a partir de 10 anos.
instagram


As descobertas de Peter Brown

Em duas narrativas sensíveis sobre a construção da identidade, o premiado escritor e ilustrador Peter Brown mostra, em Minha professora é um monstro!, como as aparências enganam (e como professores podem ser incríveis) e, em Sr. Tigre solto na selva, como descobrir seu lugar no mundo.

Indicado para leitores entre 4 e 6 anos.
foto_minha-professora-e-um-mosntro

 

Série Os Dois Terríveis, de Jory John e Mac Barnett

Uma série sobre amizade e companheirismo, Os Dois Terríveis narra as aventuras de uma dupla de pregadores de peças que aterrorizam um cidade até então pacata, o Vale do Bocejo. Ricamente ilustrada, a série também é recheada de piadas hilárias.

Série indicada para leitores a partir de 10 anos.
doisterriveis

 


Série Frank Einstein, de Jon Scieszka

Com robôs e muitas experiências, Jon Scieszka apresenta conceitos de ciência de maneira fácil e divertida, criando histórias sobre disputas, espionagem e amizade. Frank Einstein é um menino de dez anos que adora passar o tempo no laboratório montado na garagem do avô, explorando ciência com inventos muito originais.

Série indicada para leitores a partir de 10 anos.

graficafrank-12334

 

Série Como treinar o seu dragão, de Cressida Cowell

Os vikings são uma parte importante da história mundial. E nada melhor que acompanhar as aventuras do adorável Soluço Spantosicus Estrondus III,  herdeiro da tribo dos Hooligans Cabeludos, e de seu dragão Banguela. A série que inspirou a animação da DreamWorks é composta por 12 volumes — o último será publicado em janeiro de 2017.

Série indicada para leitores entre 6 e 10 anos.

dragao

testeLançamentos de abril

Confira as sinopses dos nossos lançamentos do mês:

Estúpida, eu?: A blogueira que conquistou seu lugar no mundo da moda, de Camila Coutinho

Criado mais de dez anos atrás para trocar informações com as amigas numa época em que o conteúdo criativo na internet ainda engatinhava, o Garotas Estúpidas se tornou um dos maiores blogs de moda do mundo.

Em Estúpida, eu?, a designer de moda por formação e empreendedora por destino Camila Coutinho compartilha o que fez para transformar — com muita inteligência e jogo de cintura — o que era apenas um hobby em um grande negócio, além de compartilhar suas ideias sobre o que podemos esperar do futuro da moda em um mundo cada vez mais conectado.

 

Comer para não morrer: Conheça o poder dos alimentos capazes de prevenir e até reverter doenças, de Michael Greger com Gene Stone

Comer para não morrer trata de um estilo de alimentação capaz de prevenir, controlar e até reverter muitas das principais causas de morte da atualidade: a dieta à base de vegetais, tendência global conhecida também por plant-based diet.

Com uma linguagem clara e bem fundamentado em estudos acadêmicos, o livro oferece dicas práticas sobre o que comer e em qual quantidade, e ensina como ter uma relação mais saudável com os alimentos para garantir uma vida mais duradoura e com mais qualidade.

 

No tempo dos feiticeiros, de Cressida Cowell

Nesta nova aventura da criadora da série Como treinar o seu dragão,somos apresentados ao jovem feiticeiro Xar, cujos poderes ainda não despertaram, e à menina guerreira Desejo, cujo maior sonho é ser reconhecida pela mãe.

Xar e Desejo foram ensinados a odiar um ao outro, pois os guerreiros querem acabar com todo tipo de Magia, mas terão que superar as diferenças e enfrentar um mal que pode destruir seus lares.

 

Nix, de Nathan Hill

Samuel é um professor universitário e escritor fracassado que tem a monotonia de sua vida interrompida quando descobre que sua mãe cometeu um crime absurdo, atraindo a atenção da internet e de todos os noticiários.

Para ele, é uma surpresa ainda maior quando, ao contrário da imagem de boa moça que se casou cedo com o namoradinho da escola, a mídia passa a retratá-la como uma hippie radical de passado sórdido. Aclamado pela crítica, o livro será adaptado para série protagonizada por Meryl Streep e produzida por J.J. Abrams.

 

Todas as coisas belas, de Matthew Quick

Aos 18 anos, Nanette nunca se sentiu realmente parte do grupo. Tudo muda quando ela ganha um livro de seu professor preferido, o clássico cult O ceifador de chicletes, e fica fascinada com a mensagem de que pode ser de fato quem é.

Encantada com esse novo mundo que se abre, ela se permite, pela primeira vez, tomar as próprias decisões. No entanto, aos poucos Nanette percebe que a liberdade pode ser um desejo arriscado e começa a se perguntar se a rebeldia não cobra um preço alto demais.

 

Deuses americanos: Sombras, de Neil Gaiman

Mistura de road trip, fantasia e mistério, Deuses americanos alçou Gaiman à fama mundial e ao posto de um dos maiores escritores de sua geração.

Agora, os fãs de quadrinhos e da obra-prima do autor — adaptada também para uma celebrada série de TV — têm mais um motivo para comemorar: chega às livrarias o primeiro volume das graphic novels inspiradas em Deuses americanos, com os traços e as cores vibrantes de P. Craig Russell e Scott Hampton.

 

O senhor do caos, de Robert Jordan

No sexto volume da épica saga de fantasia, as intrincadas tramas continuam a se desenrolar. Robert Jordan demonstra toda a sua maestria ao resolver os conflitos dos volumes anteriores ao mesmo tempo que cria novos suspenses. A ordem e as antigas instituições desmoronam, abrindo caminho para o senhor do caos.

testeFeiticeiros, guerreiros e bruxas na nova trilogia da autora de Como treinar o seu dragão

Muitas eras atrás, no tempo em que seres mágicos ainda habitavam as florestas, aconteceu uma grande guerra entre duas tribos: os feiticeiros, que eram mágicos, e os guerreiros, que não eram.

No tempo dos feiticeiros é a divertida aventura sobre o menino feiticeiro Xar, cujos poderes ainda não despertaram, e a princesa guerreira Desejo, que possui um objeto mágico poderoso. Na história, os caminhos dos dois se cruzam e eles precisam aprender a superar a diferença e enfrentar lado a lado um mal terrível, desafiando a grande regra que feiticeiros e guerreiros devem odiar um ao outro.

Da autora da série Como treinar o seu dragãoCressida Cowell, o primeiro volume da trilogia No tempo dos feiticeiros chega às livrarias a partir de 13 de abril.

teste9 dicas de livros para o Dia das Crianças!

 

Confira a nossa lista com 9 leituras imperdíveis para crianças:

 

João & Maria, de Neil Gaiman e Lorenzo Mattotti — O prestigiado escritor Neil Gaiman e o brilhante ilustrador Lorenzo Mattotti recontam o clássico João e Maria. Familiar como um sonho e perturbador como um pesadelo, o conto narra a saga de dois irmãos que, em tempos de crise e falta de esperança, são abandonados pelos próprios pais e precisam enfrentar os perigos de uma floresta sombria.

Obra vencedora da categoria de melhor tradução e adaptação de reconto do Prêmio FNLIJ 2016 e também contemplada com o selo Altamente Recomendável.

Indicado para leitores a partir de 6 anos.

 

Série Como treinar o seu dragão, de Cressida Cowell — Os vikings são uma parte importante da história mundial. E nada melhor que acompanhar as aventuras do adorável Soluço Spantosicus Estrondus III,  herdeiro da tribo dos Hooligans Cabeludos, e de seu dragão Banguela. A série que inspirou a animação da DreamWorks é composta por 12 volumes — o último será publicado em janeiro de 2017.

Série indicada para leitores entre 6 e 10 anos.

 

Os piores pirralhos do mundo, de David Walliams — Nestas dez histórias tão divertidas quanto horripilantes, tão criativas quanto nojentas, David Walliams faz os pequenos leitores morrerem de rir com os pirralhos mais malcriados, mais bagunceiros e mais adoráveis do mundo. [Leia +]

Indicado para leitores entre 8 e 10 anos.

 

Robô selvagem, de Peter Brown — Roz é uma robô que, ao abrir os olhos pela primeira vez, se vê sozinha em uma ilha. Ela não tem a menor ideia de como foi parar ali, mas está programada para sobreviver. Tudo parece melhorar quando Roz consegue, aos poucos, se aproximar dos bichos e criar um elo com um filhote de ganso abandonado. Mas sua natureza é diferente, e o misterioso passado da robô, que a levou até ali, está prestes a retornar para assombrá-la. [Saiba mais]

Peter Brown é autor também de Minha professora é um monstro (Não sou, não) Sr. Tigre solto na selva.

Indicado para leitores entre 8 e 10 anos.

 

Somos todos extraordinários, de R. J. Palacio — Resgatando elementos do romance Extraordinário e inserindo os personagens em um mundo ilustrado que representa a imaginação do protagonista, Auggie, Somos todos extraordinários vai deliciar os leitores que já se emocionaram e os que ainda vão se emocionar com essa incrível história de superação, amizade e, acima de tudo, amor.Destrua este diário em cores

Indicado para leitores até 10 anos.

 

Extraordinário, de R.J. Palacio — conta a história de Auggie Pullman, um garoto que tem uma deformidade facial e enfrenta o grande desafio de frequentar a escola pela primeira vez. Com momentos comoventes e outros descontraídos, o livro consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos a seu redor: família, amigos e comunidade.

Indicado para leitores a partir de 12 anos.

 
Fantasma, de Jason Reynolds — Fantasma é um garoto que sempre soube que correr era o seu forte, mas nunca levou a atividade muito a sério. Até que, certo dia, ele disputa uma corrida contra um dos melhores atletas de uma equipe que está treinando na pista de atletismo do parque. E vence. O treinador quer ele entre para a equipe de qualquer jeito. O problema é que Fantasma tem muita raiva dentro de si e também um passado que tenta desesperadamente deixar para trás.

Finalista do National Book Award de 2016, um dos prêmios literários de maior relevância no mercado, Fantasma aborda com leveza temas como bullying, representatividade, invisibilidade social e racismo. [Leia +]

Indicado para leitores a partir de 14 anos

 

Geekerela, de Ashley Poston — Quando Elle, nerd de carteirinha, descobre que sua série favorita vai ganhar uma refilmagem hollywoodiana, ela fica dividida. Antes de morrer, o pai lhe transmitiu a paixão por aquele verdadeiro clássico da ficção científica, e agora ela não quer que suas lembranças sejam arruinadas por astros pop e fãs que nunca ouviram falar da série. O divertido romance traz a clássica história de Cinderela para os dias de hoje e aborda temas como internet, independência da mulher, indústria do cinema e cultura nerd. [Saiba mais]

Indicado para leitores a partir de 14 anos

Para todos os garotos que já amei, de Jenny Han — Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. São confissões sinceras, sem joguinhos ou fingimentos. Até que, um dia, elas são misteriosamente enviadas aos destinatários e, de repente, a vida amorosa de Lara Jean se transforma. [Leia +]

Indicado para leitores a partir de 14 anos

 

testeUm herói é eterno — e nosso amor por ele, também

Por Liciane Corrêa*
 

Quando o convite para revisar Como treinar o seu dragão chegou, em 2009, eu não sabia que Soluço e Banguela iriam roubar meu coração. Mas, após fechar o pacote para devolver o livro à editora, eu já imaginava que crianças e adultos no mundo inteiro (a série foi traduzida em 37 idiomas) se renderiam aos encantos do herói mais improvável de todos os tempos e seu fiel dragãozinho.

Sou suspeita para falar, porque acho todo livro infantil fofo. A estante aqui de casa é repleta deles. Mas Como treinar o seu dragão vai além da fofura: nas 12 histórias contadas por Soluço, mais uma do ponto de vista de Banguela, temos narrativas inteligentes e inspiradoras, que aguçam e encantam a mente infantil.

O primeiro livro já começa com muita aventura: um menino que se vê em uma situação complicada e, aos tropeços, luta para fazer o que é certo. E a cada livro é uma aventura diferente: surgem novos personagens (alguns amigos, outros inimigos), eles viajam para lugares desconhecidos e cada vez mais longínquos; os perigos e as responsabilidades aumentam à medida que as páginas avançam.

Em algum momento da série, notamos que as tramas estão alinhavadas e que tudo converge para um mesmo propósito. Também percebemos que nosso protagonista cresceu. Soluço — assim como seus leitores — deixou de ser apenas um garotinho para se tornar herói.

Sem esquecermos que as histórias são feitas para crianças, podemos ver que o universo criado por Cressida Cowell é digno de comparação às grandes sagas de fantasia criadas por Tolkien e George Martin. São centenas (sim, centenas!) de personagens, entre humanos e dragões, raças, tribos e lugares, além de um idioma próprio, o dragonês. Toda uma criatividade sem fim na criação dos nomes, que as tradutoras e a equipe da editora tiveram a honra e a dedicação de adaptar com primor: Bafoca de Maluquício, Malvado Melequento, Bastante Bolado, Fabuloso Figurão, Mosca da Tempestade, Pesadelo Monstruoso, Ilha Congelada de Lugar Nenhum, entre tantos outros.

 

Mais do que diversão

E a criatividade de Cressida não para por aí. As ilustrações do livro são superdivertidas, o senso de humor é ímpar, os cenários são descritos vividamente e as cenas de ação, bem-descritas. Meninos e meninas fãs da série, que passaram quase uma década crescendo junto com a saga, tiveram a oportunidade de se divertir enquanto aprendiam lições importantes de aceitação, amizade e espírito de equipe:

– Soluço não se deixa abater pelo fato de ser um menino magrela, diferente do pai e de todo o restante da tribo, a ponto de ser motivo de piada. Pelo contrário: ele usa sua astúcia e inteligência para, pouco a pouco, se tornar um herói viking.

– Pelo bem de seus amigos e por seus ideais, Soluço “cutuca dragões do mal com vara curta”. Quem mais arriscaria a vida para conseguir uma batata, o único antídoto para o veneno que poderia matar o amigo Perna-de-peixe?

– A primeira batalha que nossos personagens enfrentam, no Promontório da Morte, se tornou uma lenda viking. Soluço pode ter sido o grande mentor de tudo, mas Banguela e Stoico tiveram papel crucial na salvação dos Hooligans Cabeludos.

Sim, Soluço não alça seus voos sozinho. Os outros personagens da série têm personalidades bastante diversas. Por isso, é impossível não se identificar com pelo menos um deles: o tímido Perna-de-peixe, a aventureira Camicazi, o cabeça-dura Stoico, o desobediente Banguela, o temperamental Bocão, a mal-humorada Dragoa da Tempestade.

 

Aventuras além do papel

 

Em relação às adaptações cinematográficas da série, produzidas pela DreamWorks, alguns personagens dos livros são completamente diferentes ou não existem. Nosso Banguela, por exemplo, deixa de ser um dragãozinho minúsculo, empoleirado no ombro de seu mestre, para dar vida a um imponente Fúria da Noite, uma das raças mais raras e perigosas.

A gente sempre ouve essa comparação de “o livro é melhor que o filme”, “o filme tem mais ação que o livro” etc. Se alguém me perguntar, vou dizer que adoro os dois. Porque, apesar das diferenças, livros e filmes têm em comum o fato de que olhamos para os vikings e os dragões (bonzinhos) como se fossem nossos amigos: rimos com eles, rimos deles, choramos com eles.

A série de livros foi tão bem-sucedida que inspirou também uma série de animação há quatro anos no ar, quatro curtas-metragens, videogames para várias plataformas, HQs, graphic novels, uma peça que já viajou por cinco países, espetáculo no gelo, action figures da Funko POP! e até brindes do McDonald’s. Uma jornada e tanto! É para nosso herói nunca ser esquecido, mesmo.

 

Liciane Corrêa é tão apaixonada pela série que deixou de comer pizza em Roma para comprar um McLanche Feliz e ter seu próprio Pesadelo Monstruoso. Ela também tem action figure do Soluço, o DVD do primeiro filme (presente do então melhor amigo, que hoje é seu marido) e um gatinho preto muito parecido com o Banguela das telonas.

teste17 livros para um verão incrível

Confira nossa seleção de livros para um verão literário:

1. Aconteceu naquele verão,organizado por Stephanie Perkins — O livro reúne doze contos apaixonantes e surpreendentes de doze escritores amados pelos jovens, como Cassandra Clare e Veronica Roth. Com as mais diversas referências que agradam desde o leitor mais romântico aos fãs do seriado Black Mirror, o livro é ideal para quem adora histórias de amor de todos os tipos. [Leia+]

2. A química, de Stephenie Meyer — Uma ex-agente especial fugindo dos antigos empregadores precisa aceitar um novo trabalho para limpar seu nome e salvar a própria vida. A química, o primeiro lançamento inteiramente inédito de Stephenie Meyer em seis anos, é um thriller diferente de tudo o que ela já publicou. [Leia +][Leia um trecho]

3. Cinquenta tons mais escuros, de E L James — Com capa inspirada no filme, a edição especial do segundo livro da trilogia tem conteúdo extra: fotos e comentários da autora sobre os bastidores da aguardada sequência cinematográfica e ainda um trecho antecipado de Cinquenta tons mais escuros pelos olhos de Christian, próximo romance de E L James. [Leia +]

4. O martelo de Thorde Rick Riordan — No segundo livro da série Magnus Chase e os deuses de Asgard, o filho do deus Frey descobrirá que casamentos arranjados ainda não saíram de moda: para recuperar o martelo de Thor, que está nas mãos dos inimigos, Loki, o deus da trapaça, propõe uma aliança entre semideuses e gigantes. [Leia +] [Leia um trecho]

 5. Não se enrola, não, de Isabela Freitas — “Enrolar-se: pensar de um jeito e fazer exatamente o contrário.” Após Não se apega, não e a sequência, Não se iluda, não, Isabela Freitas mostra em seu terceiro livro os primeiros passos de seus personagens na vida adulta, com toda a independência e as responsabilidades que ela proporciona. [Leia +][Leia um trecho]

 6. O som do amor, de Jojo Moyes — um romance sobre obsessão, manipulação, segredos e paixões, O som do amor é um dos primeiros livros da autora do best-seller Como eu era antes de você. Por meio de personagens carismáticos e capazes de tudo para realizar seus objetivos, Moyes mantém seu estilo inconfundível em uma brilhante história sobre recomeços. [Leia +][Leia um trecho]

7. Gentil como a gente, de Fernanda Gentil — Com leveza e humor, Fernanda Gentil conta uma história de amores vivida por uma família singular e ao mesmo tempo igual à de todo mundo. Mocinha (ou Fernanda?) briga e, com a frequência de eclipses lunares, pede desculpas. Quando quer, sabe ser fofa. E mostra-se craque em entender as diferenças entre o feminino e o masculino, mata no peito, sai de impedimento, bota para escanteio e bate um bolão. Porque o que Fernanda mais quer é fazer e ser feliz. Sem firulas. Gentil. Como a gente. [Leia +]

8. Garoto21, de Matthew Quick  Finley utiliza o basquete para aliviar suas preocupações, enquanto Russ não quer mais se aproximar de uma bola. Depois de sofrer um grande trauma, ele fica em estado de negação e passa a se considerar um alienígena de passagem pela Terra. Com a missão de ajudar Russ a se recuperar, Finley tenta convencer o garoto a voltar a jogar, mesmo que isso signifique perder o próprio lugar na equipe. Uma emocionante história sobre esperança, amizade e redenção, com a prosa sensível e inteligente de Matthew Quick. [Leia +]

9. A filha perdida, de Elena Ferrante — Lançado originalmente em 2006 e ainda inédito no Brasil, o romance da autora que se consagrou por sua série napolitana acompanha os sentimentos conflitantes de Leda, uma professora universitária de meia-idade que, aliviada depois de as filhas já crescidas se mudarem para o Canadá com o pai, decide passar férias no litoral sul da Itália. [Leia +] [Leia um trecho]

10. Fãs do impossível, de Kate Scelsa — Mira, Sebby e Jeremy são três amigos em meio aos complexos conflitos da adolescência. Mesmo sentindo-se despedaçados, sem motivos para serem amados e tentando não sucumbir à solidão, eles lutam pela vida, cada um à sua maneira. Mira está começando em uma escola nova, depois de passar um tempo no hospital. Sebby é um garoto brincalhão que leva a vida com boas doses de mentira e bom humor, até que seu lado mais destrutivo vem à tona. Jeremy está retornando à antiga escola, depois de um tempo afastado por causa de um incidente traumático que arruinou seu ano letivo.

 11. História da sua vida e outros contos, de Ted Chiang — Ícone da ficção científica contemporânea é publicado pela primeira vez no Brasil em coletânea que inclui o conto que inspirou o filme A Chegada. Com apenas quinze trabalhos publicados, entre contos e novelas curtas, a pequena produção de Chiang contrasta com a expressiva quantidade de premiações: os oito textos reunidos em História da sua vida e outros contos ganharam no total nove importantes prêmios, dentre eles Nebula, Hugo, Locus, Sturgeon, Sidewise e Seiun. [Leia +][Leia um trecho]

12. Pax, de Sara Pennypacker — Peter e sua raposa, Pax, são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde vai morar por um tempo, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas. [Leia +]

13. Alucinadamente feliz: Um livro engraçado sobre coisas horríveis, de Jenny Lawson  Longe de ser uma pessoa comum, Jenny Lawson se considera uma colecionadora de transtornos mentais. Por essa perspectiva, sua vida pode parecer um fardo insustentável. Mas não é. Após receber a notícia da morte prematura de mais um amigo, Jenny decide não se deixar levar pela depressão e resolve que criará para si o maior número possível de experiências hilárias e ridículas a fim de encontrar o caminho de volta à sanidade. [Leia +]

14. A agenda antiplanos, de Keri Smith — Com espaços sem data e distribuídos aleatoriamente para você fazer um resumo do mês que desejar, o novo projeto da autora de Destrua este diário funciona como um diário criativo, que vai ajudar o leitor a estruturar os pensamentos de uma forma nada limitada nem previsível. [Leia +]

15. O livro dos Baltimore, de Joël Dicker — O novo romance do autor de A verdade sobre o caso Harry Quebert revisita seu personagem mais emblemático: Marcus Goldman. Marcus teve uma juventude inesquecível em Baltimore, cidade em que passou seus melhores momentos ao lado da família até que um acontecimento mudou a vida de todos. Oito anos depois desse fatídico dia, Marcus ainda tenta montar o quebra-cabeça e desvendar o passado. [Leia +]

16. Como combater a fúria de um dragão, de Cressida Cowell — O emocionante desfecho da série Como treinar o seu dragão coloca frente a frente humanos e dragões. Quem vai vencer a Batalha Final? Repleto de ilustrações, ação, humor e mensagens inspiradoras, o combate agora caminha para o seu fim. [Leia +]

17. Destinos e Fúrias, de Lauren Groff — Aos 22 anos, Lotto e Mathilde são jovens, perdidamente apaixonados e destinados ao sucesso. Eles se conhecem nos últimos meses da faculdade e antes da formatura já estão casados. Seguem-se anos difíceis, mas românticos. Uma década depois, o caminho tornou-se mais sólido. Ele é um dramaturgo famoso e ela se dedica integralmente ao sucesso do marido. A vida dos dois é invejada como a verdadeira definição de parceria bem-sucedida. Porém, nem tudo é o que parece, e em um casamento essa máxima se faz ainda mais verdadeira. Se em “Destinos” somos seduzidos pela imagem do casal perfeito, em “Fúrias” a tempestuosa raiva de Mathilde se revela fervendo sob a superfície. Em uma reviravolta complexa e emocional, o que começou como uma ode a uma união extraordinária se torna muito mais. [Leia +]

 

testeLançamentos de janeiro

Confira as sinopses e trechos dos livros que publicaremos neste mês:

Cinquenta tons mais escuros, de E L James — Com capa inspirada no filme, a edição especial do segundo livro da trilogia tem conteúdo extra: fotos e comentários da autora sobre os bastidores da aguardada sequência cinematográfica e ainda um trecho antecipado de Cinquenta tons mais escuros pelos olhos de Christian, próximo romance de E L James. [Leia +]

O livro dos Baltimore, de Joël Dicker — O novo romance do autor de A verdade sobre o caso Harry Quebert revisita seu personagem mais emblemático: Marcus Goldman. Marcus teve uma juventude inesquecível em Baltimore, cidade em que passou seus melhores momentos ao lado da família até que um acontecimento mudou a vida de todos. Oito anos depois desse fatídico dia, Marcus ainda tenta montar o quebra-cabeça e desvendar o passado. [Leia +]

Regras simples: como viver tranquilo e organizado em um mundo cada vez mais complexo, de Donald Sull e Kathleen M. Eisenhardt — Depois de mais de uma década de estudos, os autores desenvolveram seis tipos de regras que vão ajudar os leitores a descomplicar a vida e atingir seus objetivos. [Leia +]

 

Aconteceu naquele verão, organizado por Stephanie Perkins — O livro reúne doze contos apaixonantes e surpreendentes de doze escritores amados pelos jovens, como Cassandra Clare e Veronica Roth. Com as mais diversas referências que agradam desde o leitor mais romântico aos fãs do seriado Black Mirror, o livro é ideal para quem adora histórias de amor de todos os tipos. [Leia+]

Como combater a fúria de um dragão, de Cressida Cowell — O emocionante desfecho da série Como treinar o seu dragão coloca frente a frente humanos e dragões. Quem vai vencer a Batalha Final? Repleto de ilustrações, ação, humor e mensagens inspiradoras, o combate agora caminha para o seu fim. [Leia +]

Antes que eu vá, de Lauren OliverSexta-feira, 12 de fevereiro, é o último dia de vida de Samantha Kingston, uma garota que até então tinha tudo: o namorado mais cobiçado do colégio, três amigas fantásticas e uma vida privilegiada. Mas ela recebe uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver o mesmo dia várias vezes seguidas, Samantha descobre, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. O livro foi adaptado para os cinemas e estreia em março. [Leia +]

A batalha por WondLa, de Tony DiTerlizzi — O último livro da aguardada trilogia acompanha uma Eva Nove mais madura e corajosa, disposta a enfrentar seus maiores medos para garantir a segurança daqueles que ama. O livro será impresso em duas cores e com ilustrações assinadas pelo próprio autor. [Leia +]

Meu menino vadio: histórias de um garoto autista e seu pai estranho, de Luiz Fernando Vianna — O jornalista faz um panorama amplo e sincero sobre a experiência, os momentos de ternura e desespero na relação entre ele e seu filho com autismo. [Leia +]

Buracos Negros, de Stephen Hawking: O livro reúne o conteúdo de duas palestras emblemáticas do lendário físico sobre as complexidades que cercam um dos mais fascinantes mistérios do universo.  [Leia +]

A longa caminhada de Billy Lynn, de Ben Fountain: O romance traça um retrato ácido e debochado da sociedade e do circo da mídia. Durante a guerra do Iraque, uma equipe de TV registra uma violenta batalha de soldados americanos contra insurgentes iraquianos. O vídeo se espalha pelo Youtube e faz muito sucesso nos Estados Unidos. A grande repercussão faz com que os militares sejam convidados a cruzar o país com o objetivo de buscar apoio às tropas.  Eles se tornam celebridades e tentam aproveitar o momento antes de retornar à guerra. [Leia +]

 

teste9 leituras imperdíveis para crianças

 

dia-das-criancas

Confira a nossa lista com 9 leituras imperdíveis para crianças:

 

O livro sem figuras, de B.J. Novak
Combinando simplicidade e criatividade de forma engenhosa, O livro sem figuras inspira risadas toda vez que é aberto, criando uma experiência de diversão e interação entre adultos e crianças e apresentando aos pequenos leitores a poderosa ideia de que a palavra escrita pode ser uma fonte infinita de alegria e travessuras.

Recebeu o selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.
Indicado para leitores entre 4 e 6 anos.

foto_interna_o_livro-sem-figuras_2

 

João & Maria, de Neil Gaiman e Lorenzo Mattotti

O prestigiado escritor Neil Gaiman e o brilhante ilustrador Lorenzo Mattotti recontam o clássico João e Maria. Familiar como um sonho e perturbador como um pesadelo, o conto narra a saga de dois irmãos que, em tempos de crise e falta de esperança, são abandonados pelos próprios pais e precisam enfrentar os perigos de uma floresta sombria.

Obra vencedora da categoria de melhor tradução e adaptação de reconto do Prêmio FNLIJ 2016 e também contemplada com o selo Altamente Recomendável.
Indicado para leitores a partir de 6 anos.

foto_joao-e-maria

 

As inusitadas histórias de David Walliams

Dentistas sinistras, ratos que dançam break e tias trapaceiras são só alguns dos inusitados personagens criados por David Walliams, escritor que se tornou um fenômeno da literatura infantojuvenil na Inglaterra. Ator, roteirista e escritor premiado, Walliams trata com muito bom humor os dramas da vida da criança, sempre com muito respeito à inteligência dos leitores.

Indicado para leitores a partir de 10 anos.
instagram


As descobertas de Peter Brown

Em duas narrativas sensíveis sobre a construção da identidade, o premiado escritor e ilustrador Peter Brown mostra, em Minha professora é um monstro!, como as aparências enganam (e como professores podem ser incríveis) e, em Sr. Tigre solto na selva, como descobrir seu lugar no mundo.

Indicado para leitores entre 4 e 6 anos.
foto_minha-professora-e-um-mosntro

 

Série Os Dois Terríveis, de Jory John e Mac Barnett

Uma série sobre amizade e companheirismo, Os Dois Terríveis narra as aventuras de uma dupla de pregadores de peças que aterrorizam um cidade até então pacata, o Vale do Bocejo. Ricamente ilustrada, a série também é recheada de piadas hilárias.

Série indicada para leitores a partir de 10 anos.
doisterriveis

 

Série Os irmãos Tapper, de Geoff Rodkey

Com uma narrativa totalmente original, incluindo fotos, capturas de tela dos jogos, registros de chats e muitas mensagens trocadas pelo celular entre os pobres pais dos beligerantes, Os irmãos Tapper mostra, de forma autêntica e hilária, os conflitos entre dois irmãos adolescentes numa era saturada de recursos visuais e digitais.

Série indicada para leitores a partir de 10 anos.

facebooktapper


Série Frank Einstein, de Jon Scieszka

Com robôs e muitas experiências, Jon Scieszka apresenta conceitos de ciência de maneira fácil e divertida, criando histórias sobre disputas, espionagem e amizade. Frank Einstein é um menino de dez anos que adora passar o tempo no laboratório montado na garagem do avô, explorando ciência com inventos muito originais.

Série indicada para leitores a partir de 10 anos.

graficafrank-12334

 

 

O mistério do mapa (volume 1 da série Poptropica), de Kory Merritt e Jack Chabert

Inspirada no jogo educativo on-line, a história acompanha três amigos que embarcam em um passeio de balão, Oliver, Mya e Jorge nunca poderiam imaginar que acabariam caindo em uma ilha desconhecida habitada por animais exóticos e uma horda de vikings raivosos. Bem-vindo a Poptropica: um arquipélago completamente fora dos mapas, cuja existência é mantida em segredo do restante do mundo.

Série indicada para leitores entre 6 e 10 anos.

poptropicainstagram

 

Série Como treinar o seu dragão, de Cressida Cowell

Os vikings são uma parte importante da história mundial. E nada melhor que acompanhar as aventuras do adorável Soluço Spantosicus Estrondus III,  herdeiro da tribo dos Hooligans Cabeludos, e de seu dragão Banguela. A série que inspirou a animação da DreamWorks é composta por 12 volumes — o último será publicado em janeiro de 2017.

Série indicada para leitores entre 6 e 10 anos.

dragao

testeLista Dia das Crianças

DiaDasCrianc¦ºas_Intrinseca2

Selecionamos algumas sugestões de presentes para o Dia das Crianças. Tem livro para os pequenos, para os que gostam de ciência, para os bagunceiros, para os que gostam de mitologia, de contos clássicos e muito mais!

Confira:

O livro sem figuras, de B. J. Novak — Combinando simplicidade e criatividade de forma engenhosa, o livro inspira risadas toda vez que é aberto, criando uma experiência de diversão e interação entre adultos e crianças e apresentando aos pequenos leitores a poderosa ideia de que a palavra escrita pode ser uma fonte infinita de alegria e travessuras.

A espada do verão, de Rick Riordan — Primeiro livro da nova série do autor: Magnus Chase e os deuses de Asgard. Desde a morte da mãe, em um acidente misterioso, Magnus vive nas ruas de Boston, até que um dia descobre um segredo improvável: ele é filho de um deus nórdico. Magnus vai ter que enfrentar trolls, gigantes e outros monstros para impedir o fim do mundo. O novo herói de Rick Riordan vai empreender uma importante jornada até encontrar uma poderosa arma perdida há mais de mil anos.

link-externo

Leia também 9 fatos inusitados sobre Magnus Chase

Img Magnus Chase

Extraordinário, de R. J. Palacio  — Auggie nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Frank Einstein e o eletrodedo, de Jon Scieszka — O esperto inventor-mirim Frank está trabalhando para criar o “eletrodedo”, um dispositivo que pode fornecer energia solar de graça para a sua cidade. Mas para isso vai ter que enfrentar seu arqui-inimigo T. Edison, que deseja controlar toda a eletricidade de Midville monopolizando as fontes de energia e ficar ainda mais rico. Sequência de Frank Einstein e o motor antimatéria, este segundo livro da série mostra que é possível aprender ciências de um jeito bem divertido.

Minha professora é um monstro, de Peter Brown — Beto tem a pior professora do mundo. Ela ruge, bate o pé e deixa sem recreio as crianças que gostam de jogar aviõezinhos de papel. Ela é um monstro! Por sorte, Beto sempre tem os fins de semana para se divertir e brincar no parque. Até que um dia… ele encontra sua professora em seu lugar preferido. Com humor leve e belas ilustrações, o livro ensina que nem sempre as pessoas são o que parecem.

Os Dois Terríveis, de Jory John e Mac Barnett — Miles era o garoto mais terrível de sua escola, mas acaba de se mudar para a entediante cidade de Vale do Bocejo, conhecida unicamente por suas muitas vacas. Só que Vale do Bocejo já tem um rei das travessuras. E dos bons. Se quiser roubar o posto, Miles vai ter que se superar.

João e Maria, de Neil Gaiman e Lorenzo Mattotti — Familiar como um sonho e perturbador como um pesadelo, o conto narra a saga de dois irmãos que, em tempos de crise e falta de esperança, são abandonados pelos próprios pais e precisam enfrentar com coragem os perigos de uma floresta sombria. Em uma bela edição de capa dura, Gaiman reconta com maestria a clássica história que vem encantando gerações até hoje.

Cidades de Papel, de John Green — Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que, certa noite, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que Margo desapareceu. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava conhecer.

untitledTitia Terrível, de David Walliams — Nesta aventura repleta de surpresas e ricamente ilustrada, o leitor vai conhecer Stella, uma menina de 12 anos, única herdeira da Mansão Saxby. O problema é que a terrível tia Alberta e sua coruja gigante vão fazer de tudo para roubar a herança da menina. Elas só não imaginam que Stella conta com a ajuda de um fantasma e os dois juntos vão unir forças para enfrentar a tia e impedir que ela fique com o único bem da  sobrinha.

O mundo imaginário de…, de Keri Smith — Nesse livro, Keri Smith propõe um mundo inteiramente novo, com nomes, mapas, moeda, habitantes e histórias que o próprio leitor deverá criar com a ajuda do livro.

Percy Jackson e os deuses gregos, de Rick Riordan — Com muito humor e tiradas sarcásticas, Percy Jackson explica sua versão da mitologia grega para a criação do mundo e dá aos leitores sua visão pessoal sobre quem é quem na Grécia Antiga, de Apolo a Zeus. Edição de luxo, em capa dura, inteiramente colorida e ilustrada por John Rocco.

Como treinar o seu dragão, de Cressida Cowell — Divertida aventura que se passa num mundo mítico de vikings corpulentos e dragões ferozes. A história gira em torno de Soluço, um adolescente franzino que vive na ilha de Berk, onde precisa capturar e treinar o dragão mais impressionante de todos. Soluço tem um coração viking, mas não é o herói que seu pai queria que ele fosse. Ao se unir a Banguela, um dragão teimoso, mal-educado e nada ameaçador, finalmente o menino tem a chance de mostrar quem realmente é. Inteiramente ilustrado, este é o primeiro livro da série Como treinar o seu dragão, sucesso no mundo inteiro.

testeSniper americano recebe 6 indicações ao Oscar

As adaptações de Como treinar o seu dragão e Garota exemplar também concorrem ao prêmio

A versão de Clint Eastwood para a história real de Chris Kyle, o atirador de elite mais letal da história americana, acaba de receber 6 indicações ao Oscar, incluindo de melhor filme, melhor roteiro adaptado e melhor ator (Bradley Cooper). Em Sniper americano, o próprio Kyle narra suas lembranças de uma década de serviços prestados à Marinha dos Estados Unidos, com diversas incursões ao Iraque e a outras zonas de combate durante a chamada guerra ao terror.

Conhecido como “a Lenda” entre os compatriotas e como “o Diabo” entre os inimigos, Kyle alcançou o recorde de mais de 150 mortes confirmadas pelo Pentágono. Sua trajetória chegou aos cinemas brasileiros em 19 de fevereiro.

As aventuras de Soluço e Banguela, adoráveis personagens da escritora e ilustradora Cressida Cowell, também concorrem na maior premiação do cinema. Depois de faturar o Globo de Ouro, Como treinar o seu dragão 2 foi nomeado para o prêmio de melhor longa de animação.

Pela interpretação de Amy Elliott Dunne em Garota exemplar, Rosamund Pike foi indicada ao Oscar de melhor atriz. Dirigida por David Fincher, a adaptação do thriller de Gillian Flynn tem roteiro da própria autora e é coprotagonizada por Ben Affleck.

Os admiradores de Stephen Hawking também têm bons motivos para celebrar. A teoria de tudo, baseado na vida do renomado físico, recebeu cinco indicações, incluindo de melhor filme, melhor roteiro adaptado e melhor ator, para o já ganhador do Globo de Ouro Eddie Redmayne.

Considerado uma das mentes mais brilhantes do mundo contemporâneo, Hawking é autor de Uma breve história do tempo, um clássico da literatura de divulgação científica que em janeiro volta às livrarias, relançado pela Intrínseca em edição revista e atualizada. Sua trajetória surpreendente também foi narrada na autobiografia Minha breve história.

Leia também: Indicados ao BAFTA 2015