testeFilme estrelado por Amy Schumer chega aos cinemas dia 28 de junho

No fim desse mês chega aos cinemas do Brasil a comédia “Sexy por Acidente”, estrelada por Amy Schumer. No filme, a personagem Renee é uma mulher comum que, por estar fora dos padrões, luta diariamente contra a insegurança em relação ao próprio corpo e sua personalidade. Até que um dia ela sofre um acidente na academia e, ao acordar, a visão que tem de si mesma muda completamente e ela acredita estar dentro de todos os estereótipos sociais nos quais sempre quis se encaixar. Com isso, passa a viver com mais confiança e sem medo de falhas.

Assista ao trailer:

Amy Schumer é comediante, atriz, roteirista, produtora e diretora norte-americana que já foi indicada a uma série de prêmios – entre eles o Emmy e o Tony Awards. Conhecida pelos fãs de comédia, ela lançou em 2016 o livro A garota com a tribal nas costas, no qual compartilha com os leitores detalhes importantes de sua vida pessoal, desde as histórias de adolescência, até os dramas familiares e sua relação com relacionamentos abusivos e sexo, sempre mantendo o bom humor e travando uma importante conversa sobre aquilo que a mídia não mostra.

Já estamos ansiosos para assistir a esse feat. de Amy Schumer com O que Alice esqueceu e fica uma dica importante para esse mês de junho: muito cuidado quando estiver na academia!

testeEspecial de Amy Schumer estreia na Netflix

“No último ano fiquei muito rica, famosa e humilde”, provoca Amy Schumer na abertura de Amy Schumer: The Leather Special, produzido pela Netflix.

De fato, muita coisa mudou na vida de Amy nos últimos tempos: ela se tornou a primeira mulher a entrar para o ranking de comediantes mais bem pagos dos Estados Unidos segundo a revista Forbes, sua série de TV, Inside Amy Schumer, levou dois Emmys, seu último filme, Descompensada, foi um sucesso de bilheteria e recebeu duas indicações ao Globo de Ouro e suas histórias mais marcantes foram reunidas em um delicioso livro, A garota com a tribal nas costas.

Na atração, que já está disponível na grade da Netflix, Amy usa de seu humor peculiar para lamentar o fato de que as mulheres não são criadas como os homens, dividir sua experiência sobre nudes que viralizam, e fazer outras confidências sobre sexo e os absurdos da fama.

Lançado no fim de 2015, A garota com a tribal nas costas é uma hilária e muitas vezes comovente conversa entre amigas em que Amy narra suas experiências como filha, namorada, mulher e comediante. No livro, ela fala abertamente sobre como se tornou quem é hoje e reflete sobre temas vividos por muitas outras mulheres, como abuso sexual, o longo caminho para entender como confiança e autoestima não devem vir da pessoa com quem você está transando e a conflituosa relação com a mãe.

>> Leia um trecho

testeLançamentos de outubro

capawide_martelodethor_600x500blog

Confira as sinopses e trechos dos livros que publicaremos neste mês:

O martelo de Thor, de Rick Riordan: No segundo livro da série Magnus Chase e os deuses de Asgard, o filho do deus Frey descobrirá que casamentos arranjados ainda não saíram de moda: para recuperar o martelo de Thor, que está nas mãos dos inimigos, Loki, o deus da trapaça, propõe uma aliança entre semideuses e gigantes. [Leia +] [Leia um trecho]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas4

Deuses americanos, de Neil Gaiman: Deuses americanos é, acima de tudo, um livro estranho. E foi essa estranheza que tornou o romance, publicado pela primeira vez em 2001, um clássico imediato. Nesta nova edição, preferida do autor, o leitor encontrará capítulos revistos e ampliados, artigos, uma entrevista com Gaiman e um inspirado texto de introdução. [Leia +] [Leia um trecho]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas2

A filha perdida, de Elena Ferrante: Lançado originalmente em 2006 e ainda inédito no Brasil, o romance da autora que se consagrou por sua série napolitana acompanha os sentimentos conflitantes de Leda, uma professora universitária de meia-idade que, aliviada depois de as filhas já crescidas se mudarem para o Canadá com o pai, decide passar férias no litoral sul da Itália. [Leia +] [Leia um trecho]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas3

Uma noite na praia, de Elena Ferrante: Após ganhar um gatinho de presente do pai, a pequena Mati fica tão fascinada que acaba esquecendo na praia a sua melhor amiga: a boneca Celina. Deixada para trás na areia deserta e sem saber como voltar para casa, Celina vai enfrentar uma noite interminável, cheia de sustos e surpresas, além da companhia indesejada de um salva-vidas cruel e seu terrível ancinho. [Leia +]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas7

A garota com a tribal nas costas, de Amy Schumer: A atriz, roteirista, comediante vencedora do Emmy e estrela de um filme indicado ao Globo de Ouro Amy Schumer expõe seu passado em histórias sobre a adolescência, a família, relacionamentos e sexo, e divide as experiências que a tornaram quem ela é – uma mulher com a coragem de desnudar a própria alma e se colocar diante do que acredita, tudo isso enquanto faz as pessoas rirem. [Leia +] [Leia também: O que você precisa saber sobre Amy Schumer]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas6

O hotel na Place Vendôme, de Tilar J. Mazzeo: Em O hotel na Place Vendôme, Tilar Mazzeo investiga a história do Hôtel Ritz, marco cultural desde a sua inauguração na Paris de fin de siècle até a era moderna. Além disso, faz uma crônica extraordinária da vida no Ritz durante a Segunda Guerra Mundial, quando o hotel serviu ao mesmo tempo de quartel-general dos mais graduados oficiais alemães e de lar dos milionários que permaneceram na cidade. [Leia +]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas5

Como matar a borboleta-azul: Uma crônica da era Dilma, de Monica Baumgarten de Bolle: Conta-se que, na década de 1970, atormentados por uma superpopulação de coelhos, os ingleses adotaram uma política tão bem-intencionada quanto equivocada, que culminou com a extinção da borboleta-azul no sul do país. O triste fim da bela borboleta é a metáfora escolhida pela economista Monica Baumgarten de Bolle para descrever a desconstrução do Brasil durante os anos de Dilma Rousseff (2011-2016) à frente da nação. [Leia +] [Leia também: Por que Borboleta-azul?]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas

O guia essencial do vinho: Wine Folly, de Madeline Puckette e Justin Hammack: Com explicações claras e acessíveis, O guia essencial do vinho: Wine Folly reúne informações imprescindíveis sobre as uvas mais cultivadas do planeta, apresenta as características de cada uma – afinal, qual é a diferença entre Cabernet Sauvignon e Pinot Noir? –, ensina sobre harmonização com alimentos e até mesmo a degustar e a servir a bebida. Tudo isso com um projeto gráfico inteligente e intuitivo que é um verdadeiro convite a uma taça. [Leia +]

estanteintrinseca_agosto16_blog_pa%c2%a6uginasinternas8

Tony e Susan, de Austin Wright: Há vinte e cinco anos, Susan Morrow deixou Edward Sheffield, seu primeiro marido. Certo dia, ela recebe um embrulho que contém o manuscrito do primeiro romance de Edward, que pede que ela o leia. Susan se vê às voltas com seu passado, obrigada a encarar a própria escuridão e a dar um nome para o medo que corrói seu futuro e que vai mudar sua vida. O livro será adaptado para os cinemas em Animais Noturnos. [Leia +][Leia um trecho]

Sully – o herói do rio Hudson, de Chesley B. “Sully” Sullenberger com Jeffrey Zaslow: Em 15 de janeiro de 2009, o comandante Sullenberger habilidosamente deslizou um Airbus sobre o rio Hudson, em Manhattan, após perder os dois motores da aeronave, salvando todas as 155 vidas a bordo. O incidente inspirou o comandante a contar a própria história: uma trajetória de dedicação, esperança e prontidão, que revela as importantes lições aprendidas por ele na infância, durante o serviço militar e depois, trabalhando como piloto da aviação civil.

estanteintrinseca_agosto16_blog_paginasinternas99

testeTutorial para um desastre hilário com Denton Little

1img_6962

Na sociedade de O dia da morte de Denton Little, o tempo de vida de uma pessoa é calculado no instante de seu nascimento. Alguns recebem a notícia de que viverão longas e proveitosas vidas, enquanto outros descobrem que sua passagem pelo mundo será um pouco mais curta do que o esperado.

É normal, então, que as pessoas, ao saberem que a morte se aproxima, queiram aproveitar seus últimos momentos ao lado de amigos e familiares e da maneira como bem desejarem. Um dia planejado e sem surpresas.

Bom,  a menos que você se chame Denton Little. Depois de 17 anos, sua temporada na Terra está chegando ao fim.O garoto tinha esquematizado tudo para curtir o finalzinho de sua vida. Um dia incrível, com comidas maravilhosas, filmes favoritos e a companhia de suas pessoas preferidas: a namorada e o melhor amigo, Paolo, que seguirá o mesmo destino que Denton no mês seguinte.

0

Ele só não esperava que o que era para ser um dia divertido viraria a maior sequência de vacilos já cometida por um ser humano. O desastre começa na noite anterior, na qual Denton decide encher a cara. Obviamente, ele acorda com sua primeira – e última – ressaca.

1

Para piorar um pouco, ele não faz a menor ideia de onde está.

2

Para piorar de verdade, ele descobre que aparentemente cometeu um erro terrível: terminou com a namorada.

3

Durante o dia — o último de sua vida, não se esqueça —, ele ainda vai se ver em um triângulo amoroso inesperado;

tumblr_mmjjedgwty1qhbzd8o1_500

Entender o motivo de ter acordado com uma mancha bizarra que está se espalhando pelo seu corpo;

giphy

E descobrir vários segredos sobre a mãe biológica que nunca conheceu, já que ela morreu no dia em que Denton nasceu.

6

Entre tantas situações absurdas, O dia da morte de Denton Little é uma divertida história sobre amor e amizade, fins e recomeços, e sobre  encontrar respostas para perguntas que nem imaginávamos que nos faríamos um dia.

testeO que você precisa saber sobre Amy Schumer, uma garota com mais do que uma tatuagem duvidosa nas costas

giphy-3

Uma das grandes estrelas do show business americano, Amy Schumer é a primeira mulher a entrar para o ranking de comediantes mais bem pagos dos Estados Unidos da revista Forbes. Autora e estrela da série de TV Inside Amy Schumer, premiada com dois Emmys, e do filme Descompensada, indicado a dois Globos de Ouro, a americana de 35 anos confessa: é introvertida. Adora sexo e adora falar sobre sexo, embora seu rol de experiências possa ser um pouco decepcionante para quem está acostumado a assistir suas apresentações de stand-up: foram 28 caras. Nenhuma mulher. Apenas um episódio (fantástico, diga-se de passagem) de sexo casual. E nenhum ato anal.

A primeira lembrança que Amy tem de qualquer momento de sua vida é a comida disponível. Teve experiências para lá de frustradas na carreira de garçonete, cresceu em uma família rica que perdeu tudo e passou um bom período da faculdade vivendo a base de bolinhos chineses. O pai dela tem esclerose múltipla. Amy roubava lojas de departamento durante a adolescência e teve alguns relacionamentos abusivos — e algumas transas memoráveis.

 
untitledEm uma hilária e muitas vezes comovente conversa entre amigas, Amy Schumer narra em A garota com a tribal nas costas, suas experiências como filha, amiga, namorada, mulher e comediante. Expõe em detalhes as experiências que a tornaram quem é, e reflete sobre temas vividos por muitas outras garotas, como abuso sexual, o longo caminho para entender como confiança e autoestima não devem vir da pessoa com quem você está transando e a conflituosa relação com a mãe.

Com a inteligência e o humor ácido que conquistaram plateias no mundo inteiro, Amy Schumer prova, nessa reunião divertida e honesta de crônicas extremamente pessoais, ser uma pessoa destemida, dona de um coração generoso, e uma criativa contadora de histórias.

A garota com a tribal nas costas chega às livrarias a partir de 17 de outubro.

testeEle está de volta a Berlim [atualizado]

Em um dia de verão de 2011, uma pessoa acorda confusa em um terreno baldio de Berlim: Adolf Hitler. O partido nazista não existe mais, e a guerra acabou. Sua amada pátria está radicalmente diferente: repleta de imigrantes e governada por uma mulher.

No mundo moderno, ele se torna um campeão de audiência no YouTube e acaba ganhando um programa de televisão. Enquanto o público acredita se tratar de um imitador que se recusa a sair do personagem, Hitler tenta provar que é quem diz ser.

A inusitada história do ditador nazista que ressurge nos dias atuais é o foco do ácido e irônico Ele está de volta, romance de estreia de Timur Vermes que se tornou um sucesso imediato na Alemanha. O livro deu origem a um filme que, ao estilo de sucessos como Borat, mostra o povo da cidade atônito com a presença de Hitler nas ruas de Berlim. Confira algumas cenas (em alemão, com legendas em inglês):


O filme, que estreou em 8 de outubro na Alemanha, será disponibilizado pela Netflix a partir do dia 9 de abril.

link-externoLeia um trecho de Ele está de volta