testeSobre booktrailers, curtas, filmes e livros, é claro

Imagem coluna gomyde

Quem acompanha o mercado editorial com atenção já notou que, nos últimos anos, as editoras vêm utilizando booktrailers como importante estratégia de divulgação de suas obras. Com celulares, tablets e notebooks nas mãos de milhões de pessoas, as possibilidades passaram a ser gigantescas. Os vídeos produzidos e “upados” no YouTube, Vimeo, Facebook e Instagram, ou até compartilhados via WhatsApp podem ajudar demais a vender a história.

Imagens que remetam à trama, frases, diálogos e, claro, uma boa trilha sonora são recursos utilizados para plantar na mente do leitor o gostinho de “quero mais”. Anteriormente, a tarefa era cumprida apenas pela sinopse na contracapa do livro, por comentários na mídia e boca a boca. Em tempos velozes, nada melhor do que juntar a isso um filme que, em poucos minutos, crie a magia já consagrada pelos trailers de cinema.

trailers gráficos, simples e altamente eficientes, como Nós, do David Nicholls e After You, da Jojo Moyes, por exemplo. Há os repletos de poesia, e aqui vai o ótimo Eu me chamo Antônio, do Pedro Gabriel (um de meus booktrailers favoritos!). Ou ainda aqueles que remetem mais diretamente a trailers de cinema, e um de que gosto muito é o Extraordinário, da R.J. Palacio.

Isso sem contar os trailers feitos pelos fãs. Há uma infinidade deles, alguns excelentes. A turma bota a cabeça para funcionar e cria pequenas obras de arte que, muitas vezes, acabam sendo até melhores que os oficiais.

No meu tempo de autor independente, nunca deixei de batalhar pelos booktrailers. Não só por considerá-los peças de marketing, mas também pela produção em si. Sempre gostei de participar desta vertente adicional, que é transformar em imagem as ideias que coloquei no papel.

Um pequeno teaser do booktrailer de Surpreendente!

Um pequeno teaser do booktrailer de Surpreendente!

Em breve sairá o booktrailer de Surpreendente!. Ele foi feito com uma pegada cinematográfica, como não poderia deixar de ser. A ideia, mais do que servir como instrumento de propaganda, foi realizar uma experiência de cinema que remetesse ao clima vivido pelos quatro amigos — Pedro, Cristal, Fit e Mayla — na road trip que há no livro. Para fazer o booktrailer, viajamos até Pirenópolis com uma equipe técnica de onze pessoas, além dos quatro atores. A estrada foi o nosso cenário.

Aguardem, vocês vão se surpreender. Para quem já leu o livro, que o trailer traga de volta a magia da trama. E para quem ainda não, que surja aquele gostinho de “quero mais”.