testeRansom Riggs anuncia quinto livro da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares

O autor de O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares anunciou o quinto volume da série, The Conference of the Birds (ainda sem título em português).

O lançamento está previsto para 2020, sem data definida no Brasil, mas já estamos muito ansiosos para ler a continuação de Mapa dos dias!

Criada por Ransom Riggs, a série conta a história de Jacob, um menino que, ao visitar uma ilha no País de Gales sobre a qual o avô sempre falava, acaba descobrindo um mundo surpreendente, cheio de criaturas com poderes, singularidades e histórias fantásticas. O quarto livro, Mapa dos dias, foi lançado em outubro de 2017 e marca uma nova fase da história, que começa após os acontecimentos do terceiro livro, Biblioteca de Almas. Em 2016, o primeiro livro foi adaptado para os cinemas, dirigido por Tim Burton.

teste7 motivos para ler a série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares

 

Não há dúvidas de que os universos fantásticos são palcos perfeitos para boas histórias. Algumas séries famosas, como Game of Thrones, Como treinar o seu dragão e As crônicas de Nárnia, ganharam milhares de fãs pelo mundo e comprovaram o quanto uma boa construção de tramas ambientadas nesses mundos alternativos pode presentear os leitores com livros incríveis. Se adicionarmos a essa fórmula alguns personagens cativantes e um enredo envolvente, é difícil não criar uma daquelas histórias que todo fã de fantasia gostaria de ler. Pensando nisso, criamos uma lista com 7 motivos para você incluir a série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares na sua lista de leituras desse ano. Dá só uma olhada:

 

1. Ela se passa em um universo totalmente novo

O mundo peculiar foi criado por Ransom Riggs inspirado em algumas fotos antigas que ele encontrou em mercados de pulgas. A partir daquelas imagens, o autor desenvolveu esse universo no qual as pessoas possuem habilidades especiais e ficam presas em locais chamados fendas temporais, nas quais o tempo é reiniciado diariamente.

 

2. Os personagens são diferentes e cativantes

O mistério em torno dos protagonistas Jacob e srta. Peregrine os torna extremamente interessantes, mas um ponto muito positivo da história é que os personagens secundários são tão cativantes quanto os principais. É impossível ler a série sem dar boas risadas com o humor sarcástico do Millard, sem se encantar pela doçura bruta da Brownyn ou sem torcer para que o Jacob retribua o amor da Emma.

 

3. Após três volumes, a série ganhou uma nova fase

Todo mundo foi pego de surpresa quando, no ano passado, o autor anunciou um novo livro para a série. Originalmente uma trilogia, muita gente leu o terceiro livro, Biblioteca de almas, em luto pela despedida dos personagens que cativaram nossos corações, mas Mapa dos dias chegou com um tom de capa diferenciado marcando a separação entre as fases um e dois da história, que ocorre a partir dos acontecimentos do terceiro livro.

 

4. As fotos antigas que inspiraram a história são transformadas em personagens

Durante a leitura dos livros, é comum esbarrar com uma foto antiga esquisita que acaba se apresentando como um dos personagens da história. Essa forma que o autor encontrou de utilizar as imagens deixa tudo muito mais intrigante.

 

5. As edições são lindas

Se você é do tipo que compra um livro pela capa, a série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares é para você! Os quatro volumes possuem capa dura colorida com sobrecapa, sendo os três primeiros com fotos em preto e branco e o quarto com tons de sépia.

 

6. Existe um livro extra da história

Além dos quatro livros já publicados, Ransom Riggs lançou um livro de contos do universo peculiar que é narrado pelo personagem Millard. Não é necessário ter lido a série principal para entender o enredo de Contos peculiares, pois as histórias dele são as lendas que as crianças peculiares crescem ouvindo, mas, para os fãs da série, são o complemento perfeito para continuar cercado por esse universo.

 

7. As ymbrynes são seres sensacionais

Sem dúvida um dos seres mais interessantes de todo o universo peculiar são as ymbrynes. Elas são matriarcas transmorfas responsáveis pela proteção e organização das fendas temporais. A srta. Peregrine é uma ymbryne que se transforma em um falcão-peregrino e tem como função reiniciar diariamente a fenda em que mora com as outras crianças peculiares. A cada novo volume percebemos como elas são figuras fundamentais para a história.

 

Concorda com os motivos e gostou de conhecer o universo peculiar? Saiba mais sobre os livros aqui.

testeVeja a capa e a data de lançamento do novo livro da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares

Preparem o coração, fãs de Ransom Riggs! Como vocês já sabem, vamos lançar o quarto volume da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, e chegou a hora de conhecer a capa da edição brasileira!

Seguindo a arte usada na edição americana, Mapa dos dias chegará ao Brasil no dia 15 de outubro, em capa dura com sobrecapa, assim como os três outros volumes da série. E, para deixar a coleção ainda mais bonita, o livro terá a capa dura em preto e muitas das fotos internas agora são coloridas. Estamos apaixonados, e vocês? <3

Mapa dos dias começa com Jacob Portman de volta aos Estados Unidos com Emma, srta. Peregrine e os demais amigos peculiares. Em um novo tempo e um novo continente, o grupo vai explorar as fendas temporais americanas e o garoto descobrirá mais sobre o passado de seu misterioso avô, Abe.

O que acharam das novidades? 😉

teste10 curiosidades sobre O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares

saidadegraficainstagramLeitores, a espera está acabando! O primeiro livro da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares chega às livrarias a partir de 12 de novembro. Para sua estante ficar completa e perfeita, nossa edição é tão caprichada quanto Cidade dos etéreos e Biblioteca de Almas, com capa dura, sobrecapa e páginas em duas cores.

A história começa com Jacob Portman, um garoto de 16 anos, enfrentando a misteriosa morte do avô e indo em busca de respostas. Para isso, ele segue pistas que o levam a um casarão abandonado numa remota ilha do País de Gales. O local abrigava crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.

Confira dez curiosidades sobre a primeira série toda em capa dura da Intrínseca:

1 – Coincidências macabras: uma das fotos mostra uma mulher que é igualzinha à nossa editora! E tem também a foto de uma menina idêntica a uma das revisoras quando criança — ela própria se identificou quando estava trabalhando no livro (“Sou eu!”). Bizarro, não?

scary-santa-alt2 – Foram quatro meses para traduzir do inglês e mais dois de leitura interna, diagramação e revisão, além de adaptação da capa.

3 – Como a nossa edição é em capa dura, tivemos mais etapas de produção do que um livro comum, em brochura.

4 – Em vez de apenas dois tipos de papel, que é o mais comum, O lar da srta. Peregrine precisa de quatro papéis diferentes: um para a sobrecapa, outro para o revestimento da capa dura (aquele vermelho lindo!), outro para a guarda (aquele mais durinho no verso da capa) e mais um para as 352 páginas do miolo.

livrospeculiar

5 –  O material da capa dura também é diferente do usado numa capa de brochura: além de todos os papeis citados acima, utilizamos também o papelão revestido com um papel couchê como base.

pantone

6 – Todos os livros da série, incluindo o extra, Contos peculiares, foram impressos com cores especiais.

peculiaresfoto

7 – As fotografias internas tiveram tratamento especial, incluindo pequenos ajustes nas molduras e o trabalho de um artista gráfico para adaptar para o português as cartas manuscritas e as anotações dos personagens nas fotos.

miolo

8 – O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, Biblioteca de Almas e Contos peculiares foram todos produzidos em nove meses, praticamente ao mesmo tempo (haja fôlego!), cada um em uma etapa diferente. Dos tradutores aos produtores gráficos, foram, no total, cerca de 50 pessoas trabalhando diretamente na série.

9 – Adaptar piadas é uma das partes mais difíceis do texto. Uma delas só foi resolvida no último minuto: a pousada Priest Hole [buraco do padre], que Jacob ouve errado e pensa ser Piss Hole [buraco do mijo], virou Abrigo do Padre, para ser confundida com Umbigo do Padre.

10 – Um dos nossos colaboradores externos participou da produção dos três livros da série, mas em cada um fez um trabalho diferente: revisão, preparação de texto e conferência da prova final. Que versatilidade!

testeUma lista assustadora para o dia das bruxas

1img_8120

Para celebrar a chegada de mais um dia das bruxas, temos a já tradicional lista de histórias assustadoras para manter a tradição de sustos, monstros e medo em geral. Confira!

Caixa de pássaros, de Josh Malerman

Há algo que não pode ser visto. Algo que enlouquece as pessoas e as leva a cometer atos violentos seguidos de suicídio. A população foi aconselhada a trancar as portas e as janelas e a vendar os olhos. Com uma narrativa cheia de suspense e que alterna passado e presente, o livro conta uma incrível história de terror psicológico em um mundo pós-apocalíptico.

1img_8105

 

O adulto, de Gillian Flynn

Escrito a pedido de George R. R. Martin, o conto é uma homenagem às clássicas histórias de terror. Na obra, uma jovem ganha a vida se passando por vidente e oferecendo serviços de leitura de aura para donas de casas ricas e tristes. Certo dia, ela atende uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação. No entanto, quando visita a casa da mulher, a jovem se depara com acontecimentos aterrorizantes, e se convence de que há algo tenebroso à espreita.

1img_8009

 

Orgulho e preconceito e zumbis, de Seth Grahame-Smith e Jane Austen

“É uma verdade universalmente aceita que um zumbi, uma vez de posse de um cérebro, necessita de mais cérebros.” Assim começa essa paródia da obra consagrada de Jane Austen, que se tornou um best-seller do The New York Times. Agora, porém, no tranquilo vilarejo de Meryton, Elizabeth Bennet, treinada nos rigores das artes marciais, está determinada a eliminar a ameaça zumbi. Até que sua atenção seja desviada pela chegada do altivo e arrogante Sr. Darcy.

1img_8013

 

Loney, de Andrew Michael Hurley

Quando os restos mortais de uma criança são descobertos durante uma tempestade de inverno em uma extensão da sombria costa da Inglaterra conhecida como Loney, um homem é obrigado a confrontar acontecimentos terríveis e misteriosos ocorridos quarenta anos antes, quando ainda era jovem e visitou o lugar. Com personagens ricos e idiossincráticos, um cenário sombrio e a sensação de ameaça constante, Loney é uma leitura perturbadora e impossível de largar, que conquistou crítica e público. Uma história de suspense e horror gótico, ricamente inspirada na criação católica do autor, no folclore e na agressiva paisagem do noroeste inglês.

1img_8029

 

Cidade dos etéreos, de Ransom Riggs

Um grupo de crianças com dons inusitados precisa escapar de monstros terríveis, numa história ilustrada por sombrias fotografias antigas. Na sequência da celebrada série iniciada com O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, Jacob, um garoto de dezesseis anos, parte com seus novos amigos para enfrentar as perigosas criaturas que ameaçam o universo peculiar.

Biblioteca de Almas, de Ransom Riggs

Na conclusão da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, Jacob descobre uma habilidade poderosa e vai usá-la na perigosa jornada para resgatar os amigos. Acompanhado de Emma, a menina que produz fogo, e um sábio cão peculiar, eles descobrem a fortaleza dos cruéis acólitos e estão preparados para a batalha final.

Contos peculiares, de Ransom Riggs 

As histórias que as crianças peculiares escutavam da srta. Peregrine, as pistas para a localização das fendas temporais, o livro dentro dos livros. Contos peculiares, coletânea citada ao longo da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, é ao mesmo tempo um delicioso complemento e uma porta de entrada para o rico e sombrio universo criado por Ransom Riggs.

1img_8033

 

Filme noturno, de Marisha Pessl

Em uma noite fria de outono, Ashley Cordova é encontrada morta em um armazém abandonado em Manhattan. Embora a polícia suspeite de suicídio, o jornalista Scott McGrath acredita que exista algo mais por trás dessa história. Seu interesse pelo caso não é gratuito: Ashley é filha do famoso e recluso diretor de filmes de terror Stanislas Cordova, um homem que não é visto em público há mais de trinta anos e que, no passado, teve um papel trágico na vida de McGrath.

1img_8054

 

O hipnotista, de Lars Kepler 

O massacre de uma família mobiliza a polícia sueca. Sob o comando do detetive Joona Linna, as investigações dependem da única testemunha: o filho adolescente, que está em estado de choque. Desesperado por informações, Linna convence o Dr. Erik Maria Bark a hipnotizar o garoto, dando início a uma longa e aterrorizante sequência de acontecimentos.

1img_8079

testeUma semana peculiar

hollowcity2

Como apresentar uma série que mistura fantasia, aventura, ação e crianças com dons muito especiais? Durante a última semana, nossos blogueiros toparam o desafio de mostrar mais detalhes sobre o universo de O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, de Ransom Riggs.

A trilogia acompanha a saga de Jacob Portman, um adolescente de 16 anos disposto a descobrir a verdade sobre a morte do avô. Para desvendar o mistério, ele segue pistas que o levam a um casarão abandonado em uma remota ilha galesa que abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à magia da diretora, a srta. Peregrine. Nesse local, ele conhece um mundo totalmente diferente, com viagens no tempo e pessoas com habilidades impressionantes!

Com os três livros da série  (O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, Cidade dos etéreos e Bibliotecas de Almas) e uma obra extra (Contos peculiares), que traz mais histórias curiosas sobre o mundo peculiar, não faltou assunto para ser explorado!

Confira os posts:

O que a série tem de diferente?

Para Camila Guello, do Leitora Compulsiva, “uma das coisas que mais chamou a atenção foi o uso de fotografias antigas e com temas bizarros. Todas as fotografias reproduzidas nos livros existem e serviram de inspiração para que o autor criasse cenários, personagens e cenas. As peculiaridades atribuídas aos personagens principais vieram dessas fotos e é muito interessante encontrá-las misturadas à narrativa!”

Já o Portal Ju Lund acredita que o mais interessante foi o fato de o autor ter usado as fotos que colecionou ao longo dos anos para criar um novo universo que é capaz de encantar jovens e adultos. Ransom Riggs já declarou que amava passear por brechós e mercados de pulgas e que foi a partir dessa experiência que criou o mundo peculiar.

Livroterapias|Cinema de buteco| Além do livro| Portal Ju Lund| Cabana do leitor| Leitora Compulsiva| A menina que comprava livros| Viagens de Papel| Il macchiato| Mais que livros | Fleur de Lune|Tyta Montrase| Guardiã da meia-noite| Leitores Possessivos

Personagens e frases preferidas

As crianças da série nos fazem imaginar um mundo único, por isso perguntamos aos nossos blogueiros quais são seus personagens e habilidades preferidas. Afinal, não custa nada pensar como seria ter dons tão legais!

Para Viagens de Papel, Millard, o garoto invisível, é o mais interessante, já que ele é capaz de salvar os amigos em várias situações devido ao seu vasto conhecimento. Millard é o responsável também por reunir as histórias de Contos peculiares, livro extra da série.

Vai lendo gosta mais de Addison, o inteligente cachorro falante, e acredita que se os cães do mundo real fossem como o do livro, a raça humana não seria mais dominante.

Kenny Diaz, do @kennys30, não conseguiu escolher um só. Para ele, foi fácil gostar de Emma Bloom logo de cara. A personagem é forte, decidida, protetora e é capaz de gerar fogo com as mãos!

Portal Ju Lund| Cabana do Leitor | TytaMontrase| A menina que comprava livros| Mais que livros| Colorindo devaneios|Versificados| Viaje na Leitura|

Se vocês tivessem que escolher uma peculiaridade, qual seria?

Depois de mostrar as características mais legais dos personagens de O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, pedimos aos nossos blogueiros que escolhessem uma peculiaridade. Nádia Tamanaha, do Além do Livro, relevou que adoraria ser uma ymbryne para poder criar uma fenda temporal e repetir um momento especial, além de ter a incrível capacidade de se transformar em ave e sair voando por aí. Se pudesse, ela estaria sempre em uma viagem ou em um show do The Killers.

Já Raquel de Oliveira Moscardini, do Cinema de Buteco, disse que gostaria de ser invisível quando quisesse, para observar as pessoas. Essa é a característica de Millard! Nada mau, não?

Livroterapias | Portal Ju Lund | Vai Lendo|Parafraseando Livros| Cabana do leitor| A menina que comprava livros| Guardiã do meia-noite| De caras nas letras| Leitores Possessivos

sorteiopeculiar

Filme versus livro

Outro assunto debatido pelos nossos blogueiros foi a adaptação de O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares para os cinemas. O filme, dirigido por Tim Burton, estreou recentemente e tem Eva Green, Asa Butterfield, Allison Janney, Terence Stamp, Rupert Everett, Judi Dench e Samuel L. Jackson no elenco.

Para Fleur de Lune, “a mente criativa de Burton transformou a adaptação em algo cativante e com personalidade própria, explorando habilmente questões mais pesadas dos títulos e acrescentando detalhes que fizeram todo sentido nas telas.”

Portal Ju Lund| Mais que livros| A menina que comprava livros| De cara nas letras

A importante mensagem da trilogia

O blog Cabana do Leitor acredita que o ponto mais interessante da série é a lição de que podemos superar as dificuldades e conviver com as diferenças. Segundo o site da EBC, cerca de 6,2% da população brasileira possui algum tipo de deficiência. Assim como alguns personagens da saga, existem muitas crianças que batalham diariamente para mostrar que ser diferente é normal. Para a equipe do blog, é importante que sejamos como as ymbrynes, que acolhem e aceitam a peculiaridade de cada um.

A menina que comprava livros | Mais que livros| Além do livro| Viaje na Leitura

testePeculiares na Bienal do Livro de São Paulo

fotos0309_peculiares-99

A Intrínseca promoveu uma ação especial para comemorar o Dia da Fenda Temporal, data emblemática para a série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares,  na Bienal do Livro de São Paulo.

Confira as imagens:

testeSim, vamos publicar o primeiro livro da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares!

a5d301506e8d8f211c53d4747959d68d

Nos últimos meses, muitos leitores enviaram mensagens em nossas redes sociais pedindo que lançássemos o primeiro livro da trilogia O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares. Pois temos uma boa notícia para os apaixonados pela série: a obra será lançada pela Intrínseca em novembro! Seguindo o mesmo projeto gráfico de Cidade dos etéreos e Biblioteca de Almas, o livro terá capa dura, sobrecapa e páginas coloridas.

A história começa com Jacob Portman, um adolescente de 16 anos, disposto a descobrir a verdade sobre a morte do avô. Para isso, ele segue pistas que o levam a um orfanato abandonado em uma remota ilha galesa. O local abrigava crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.

A obra foi adaptada para os cinemas pelo diretor Tim Burton e estreia no Brasil em 29 de setembro. Eva GreenAsa Butterfield, Allison Janney, Chris O’Dowd e Ella Purnell estão no elenco.

testeLivros que você não pode deixar de conhecer na Bienal de São Paulo

BIENAL_JOJO_MOYES

Esperamos todos vocês no nosso estande da Bienal Internacional de São Paulo (F30)! Além da chance de conhecer seus autores preferidos e de encontrar outros leitores, a Bienal é o lugar ideal para descobrir livros incríveis.

>> Veja a programação completa do nosso estande na Bienal

Confira nossa seleção de livros e autores:

 

– Jojo Moyes

jojo_moyes

Se você gosta de romances e de personagens inesquecíveis, precisa conhecer as obras da britânica Jojo Moyes. Autora do sucesso Como eu era antes de você, que inspirou o filme protagonizado por Emilia Clarke e Sam Claflin, Jojo Moyes têm uma legião de fãs no mundo todo e outros seis romances já publicados pela Intrínseca.

 

1IM_red

 

Coleção Como Lidar

livros_como_lidar

Sim, a vida adulta é muito difícil: repleta de contas para pagar, ansiedade com relação a aparência, relacionamentos… Mas não se preocupe, se você não sabe como lidar com os muitos problemas da vida adulta, ainda assim é possível rir um bocado deles.

A Coleção Como Lidar reúne guias simples e ultradidáticos sobre questões clássicas que atormentam uma parcela considerável dos que já atingiram a maioridade: como lidar com os encontros? Como sobreviver à ressaca? Como compreender o hipster? E como funcionam dois seres para lá de enigmáticos: o marido e a esposa?
 

– Série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares

chegadadegráfica

Com fotografias sinistras e uma narrativa emocionante, o sombrio universo criado por Ransom Riggs estreará nos cinemas no final de setembro, com direção de Tim Burton!

Biblioteca de almas, terceiro e último volume da saga, já está nas livrarias. Nele, Jacob e seus companheiros continuam empenhados na batalha pela sobrevivência dos peculiares iniciada em Cidade dos etéreos.

E tem mais! Dia 3 de setembro, dia da Fenda Temporal da srta. Peregrine, a Intrínseca lançará na Bienal Contos peculiares, o livro dentro dos livros. A coletânea de contos, citada ao longo da série, reúne histórias que os jovens peculiares escutam sua protetora contar e recontar.

 

Obras de autores que estarão na Bienal:

 

Simon vs. a agenda Homo Sapiens, de Becky Albertalli

SIMON_FOTO
Simon troca e-mails anônimos com Blue. Eles são dois garotos gays que só confiam um no outro para se abrir e discutir sobre suas identidades, desejos e medos mais íntimos. Durante a troca de mensagens os dois acabam se apaixonando. O livro discute também o que deve ser o padrão. Por que a heterossexualidade é o padrão?  Por que ser branco é o padrão? Simon analisa todos esses estereótipos de um jeito sensível e perpicaz.

Becky Albertalli participa do bate-papo “A diversidade na literatura para jovens adultos” na Arena Cultural, no sábado, 3/09, às 19h. A sessão de autógrafos será no dia seguinte, ao meio-dia, em nosso estande.

 

Os Dois Terríveis ainda piores, de Jory John e Mac Barnett, ilustrado por Kevin Cornell

Mac 3
A dupla mais terrível de Vale do Bocejo está de volta, e agora os dois amigos precisarão ser mais inteligentes e desordeiros do que nunca se quiserem dar fim a um vilão alérgico a brincadeiras e felicidade.

Mac Barnett participa do bate-papo “A importância da ilustração na literatura infantil: a identificação das crianças com as imagens” na quinta-feira, 1/09, às 11h, na Arena Cultural. O encontro será seguido por sessão de autógrafos.

 

Pó de lua nas noites em claro, de Clarice Freire

1IMG_6502_red
Em seu segundo livro, Clarice vira a madrugada ao avesso em palavras e imagens, dedicando uma hora a cada capítulo, da meia-noite ao amanhecer. O livro alterna passagens em prosa e poesia, acompanhando sua personagem durante um longo e mágico passeio pela cidade quase deserta.

Clarice participa de sessão de autógrafos no nosso estande no domingo, 28/08, às 15h.

 

Ilustre Poesia Eu me chamo Antônio, de Pedro Gabriel

ilustre poesia
Desta vez, Antônio procura escapulir do confinamento nos quadradinhos de papel dos guardanapos e ganhar a liberdade. Ao mesmo tempo, explora galáxias, as profundezas do mar e os confins da terra em textos de prosa poética que podem ser lidos como uma espécie de correspondência com o personagem. O senso de humor, a irreverência e o gosto pelos trocadilhos são compartilhados por Antônio e seu poeta.

Pedro Gabriel participa de sessão de autógrafos no nosso estande no sábado, 27/08, às 15h.

 

Gentil como a gente, de Fernanda Gentil

instagrameventogentil
Com leveza e humor, Fernanda Gentil conta uma história de amores vivida por uma família singular e ao mesmo tempo igual à de todo mundo. Mocinha (ou Fernanda?) briga e, com a frequência de eclipses lunares, pede desculpas. Quando quer, sabe ser fofa. E mostra-se craque em entender as diferenças entre o feminino e o masculino, mata no peito, sai de impedimento, bota para escanteio e bate um bolão. Porque o que Fernanda mais quer é fazer e ser feliz. Sem firulas. Gentil. Como a gente.

Fernanda participa de sessão de autógrafos no nosso estande na quarta-feira, 31/08, às 18h.

 

Não se iluda, não, de Isabela Freitas

instagram_NaoSeIludaNao_4

Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de Não se apega, não. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a protagonista vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando o caminho é acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.

Isabela participa do bate-papo “A relação entre a realidade e a fantasia na autoficção” na Arena Cultural na terça-feira, 30/08, às 11h.

 

Tudo tem uma primeira vez, de Vitória Moraes (Viih Tube)

foto_tudotemumaprimeiravez2
Como foi o seu primeiro beijo? E a primeira vez que teve coragem de dizer “eu te amo” para alguém? Ou que vacilou feio com uma amiga? Em Tudo tem uma primeira vez, Vitória Moraes, a Viih Tube, fala abertamente e com muito bom humor sobre os grandes (e primeiros) momentos da adolescência.

Viih autografa seu livro no domingo, 28/08, às 14h no estande da Saraiva.

 

História do futuro, de Míriam Leitão

2IMG_6822
Somente a jornalista mais premiada do país seria capaz de aceitar o desafio de olhar para além do imediatismo do presente e mapear o que está por vir. O resultado é História do futuro, que compila pesquisas, análises, entrevistas e depoimentos para apresentar, de forma acessível, tendências e perspectivas para os próximos anos.

Míriam media o bate-papo “Lutas na ditadura e desafios na democracia” no Salão Ideias na sexta-feira (02/09), às 20h. A sessão de autógrafos acontece logo depois, às 21h, em nosso estande.

 

E tem mais lançamentos imperdíveis!

 

Alerta de risco, de Neil Gaiman

Gaiman 2
Um escritor sofisticado cujo gênio criativo não tem paralelos, Gaiman hipnotiza com sua alquimia literária e nos transporta para as profundezas de uma terra desconhecida em que o fantástico se torna real e o cotidiano resplandece. Repleto de estranheza e terror, surpresa e diversão, Alerta de risco é uma coletânea de contos de terror e de fantasmas, ficção científica e conto de fadas. Um tesouro que conquista a mente e agita o coração do leitor.

 

PAX, de Sara Pennypacker

pax_fundo
Peter e sua raposa, Pax, são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde vai morar por um tempo, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas.

 

Loney, de Andrew Michael Hurley

IMG_4668
Quando os restos mortais de uma criança são descobertos durante uma tempestade de inverno numa extensão da sombria costa da Inglaterra conhecida como Loney, Smith é obrigado a confrontar acontecimentos terríveis e misteriosos ocorridos quarenta anos antes, quando ainda era jovem e visitou o lugar. Com personagens ricos e idiossincráticos, um cenário sombrio e a sensação de ameaça constante, Loney é uma leitura perturbadora e impossível de largar, que conquistou crítica e público. Uma história de suspense e horror gótico, ricamente inspirada na criação católica do autor, no folclore e na agressiva paisagem do noroeste inglês.

testeBiblioteca de Almas em pré-venda

CapaWide_BibliotecaDeAlmas_600x450

Os leitores mais ansiosos já podem adquirir Biblioteca de Almas, terceiro volume da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares. O título chega às livrarias a partir de 19 de agosto e já está em pré-venda nas principais lojas.

Na continuação da história, Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes das mãos dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas.

Partindo da Londres dos dias atuais, o grupo vai percorrer as ruelas labirínticas do chamado Recanto do Demônio, uma complexa fenda temporal que abriga todo tipo de vícios e perversões. É ali que o destino de peculiares de toda parte será decidido de uma vez por todas.

“Esse é o maior dos três livros, com mais personagens, uma construção mais detalhada do mundo peculiar e mais ação que os volumes anteriores”, contou o autor, Ransom Riggs, em entrevista para a Entertainment Weekly.

Em setembro, a Intrínseca publica também Contos peculiares, coleção inédita de histórias independentes relacionadas à série. A adaptação para o cinema do primeiro livro da trilogia estreia no mesmo mês.

Leia um trecho:

“O monstro estava parado a menos de uma língua de distância, os olhos fixos no nosso pescoço, o cérebro enrugado repleto de fantasias de assassinato. Sua fome por nós carregava o ar. Os etéreos nascem ávidos por almas de peculiares, e lá estávamos nós, parados diante dele como um bufê: Addison, que dava para devorar em uma só mordida, exalava firmeza junto aos meus pés, o rabo em posição de atenção, enquanto Emma estava apoiada em mim, ainda tão atordoada pelo impacto que não conseguiria produzir mais que uma chama de fósforo. Nós dois apoiávamos as costas na cabine telefônica. Olhando em volta do nosso círculo sinistro, a estação de metrô parecia uma boate que sofreu um atentado a bomba. Fantasmagóricas nuvens de vapor saíam apitando de canos estourados. Monitores quebrados pendiam do teto com partes quebradas. Um mar de vidro estilhaçado se estendia até os trilhos, refletindo o estroboscópio histérico das luzes de emergência vermelhas como uma gigantesca bola de espelhos. Estávamos cercados: de um lado, uma parede; do outro, vidro até os tornozelos. E a dois passos de uma criatura cujo único instinto natural era nos desmembrar — mas que não fez nenhum movimento para se aproximar mais. Parecia presa ao chão, balançando no lugar como um bêbado ou um sonâmbulo, a cabeça assassina meio caída, as línguas formando um ninho de cobras que eu fizera adormecer com um feitiço.

Eu. Eu tinha feito aquilo. Jacob Portman, um garoto insignificante de Lugar Nenhum, Flórida. Ele não ia nos matar naquele momento, aquele horror feito de uma compilação de trevas e pesadelos extraídos de crianças adormecidas, porque eu lhe pedira. Mandei, em termos bem claros, tirar a língua do meu pescoço. Para trás, ordenei. Parado, falei, em uma língua feita de sons que eu não sabia que uma boca humana era capaz de articular, e, milagrosamente, foi o que ele fez, os olhos me desafiando enquanto o corpo obedecia. De algum modo, eu havia domado o pesadelo, lançado um feitiço sobre ele.”