testeProdutora anuncia início das filmagens de Extraordinário

(Photo by Mike Windle/Getty Images for WE Day )

A Lionsgate, produtora responsável pela adaptação de Extraordinário para os cinemas, anunciou pelo Twitter o início das filmagens. E as novidades sobre o longa não param por aí! Os atores Owen Wilson e Daveed Diggs, que interpreta Lafayette e Thomas Jefferson no musical da Broadway Hamilton, estão confirmados no elenco, ao lado de Jacob Tremblay e Julia Roberts. Wilson fará o pai de Auggie na história e Diggs ficará com o papel do Sr. Browne, professor do menino. As gravações acontecem em Vancouver, no Canadá, e devem durar cerca de quatro meses.

diggsewilson

A adaptação do livro de R. J. Palacio tem estreia prevista para abril de 2017. O longa será dirigido por Stephen Chbosky, autor de As Vantagens de Ser Invisível. O roteiro ficará a cargo de Steve Conrad, de À Procura da Felicidade, e Todd Lieberman e David Hoberman serão os produtores do filme.

Extraordinário conta a história de Auggie Pullman, um garoto que tem uma deformidade facial e enfrenta o grande desafio de frequentar a escola pela primeira vez. Com momentos comoventes e outros descontraídos, o livro já encantou milhares de leitores e consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos a seu redor: família, amigos e comunidade.

testeOwen Wilson pode se juntar a Julia Roberts e Jacob Tremblay em Extraordinário

O ator Owen Wilson está em negociação para fazer parte do elenco de Extraordinário. A adaptação do livro de R. J. Palacio tem estreia prevista para o primeiro semestre de 2017 e já conta com Julia Roberts e Jacob Tremblay, protagonista de O Quarto de Jack.

O longa será dirigido por Stephen Chbosky, autor de As Vantagens de Ser Invisível. O roteiro ficará a cargo de Steve Conrad, de À Procura da Felicidade, e Todd Lieberman e David Hoberman serão os responsáveis pela produção.

Extraordinário conta a história de Auggie Pullman, um garoto que tem uma deformidade facial e que irá frequentar escola pela primeira vez. Com momentos ora comoventes, ora descontraídos, o livro já encantou milhares de leitores no mundo todo, retratando o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos à sua volta, desde a família, os amigos e até a comunidade.

testeExtraordinário nos cinemas

robertstremblay-770x405

Getty Images

Depois de mais de dois anos de espera, finalmente temos novidades sobre a adaptação de Extraordinário para os cinemas. Jacob Tremblay, o ator mais fofo e queridinho de Hollywood, dará vida ao personagem Auggie. Jacob protagonizou O quarto de Jack, filme indicado ao Oscar neste ano, e conquistou milhares de fãs com sua atuação. Julia Roberts também foi confirmada no elenco e será a mãe de Auggie.

O longa, ainda sem previsão de estreia, será dirigido por Stephen Chbosky, de As Vantagens de ser Invisível. O roteiro ficará por conta de Steve Conrad, de À Procura da Felicidade, e Todd Lieberman e David Hoberman serão os produtores do filme.

Extraordinário conta a história de Auggie Pullman, um garoto que tem uma deformidade facial e enfrenta o grande desafio de frequentar a escola pela primeira vez. Com momentos comoventes e outros descontraídos, o livro já encantou milhares de leitores e consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade.

testeOs personagens da vida de Auggie

Texto_Auggie&Eu_facebook

Muitas vezes não conseguimos compreender as atitudes tomadas pelas pessoas, mas será que as conhecemos o suficiente para julgá-las? Em Extraordinário, somos apresentados à emocionante história de Auggie. Com uma síndrome genética que causa uma deformidade facial grave, o menino mostra, de forma sensível, como sua chegada à escola gerou reações dos mais variados tipos nas pessoas. Por ter um rosto diferente, Auggie tem que enfrentar o preconceito e bullying dos colegas.

Como toda história tem dois lados, em Auggie & eu, livro recém-publicado que reúne contos extras sobre Extraordinário, temos a oportunidade de conhecer o ponto de vista de personagens que conviveram e tiveram sua vida impactada por Auggie. Selecionamos as características marcantes de cada um:

Julian — Conhecido por ser o menino que atormenta e lidera o bullying contra Auggie na escola, Julian é popular, gosta de Star Wars e Bob Esponja, já teve medo de dormir sozinho à noite e adora fazer brincadeiras malvadas com as pessoas. É um personagem bastante controverso. Apesar de ser considerado o vilão, é uma criança com muitas inseguranças e medos.

Christopher — Primeiro e mais antigo amigo de infância de Auggie, Chris é sincero e não tem vergonha de expor suas dúvidas sobre a amizade. Tem vergonha de assumir, mas já gostou muito de Power Rangers e amava brincar com bonecos de zumbis, jogos de tabuleiro e dinossauros na casa de Auggie.

FamiliaExtraordinario_CampanhaOnline4

 Charlotte — A única menina entre as crianças que receberam Auggie na escola. Dramática, certinha, apaixonada por musicais da Broadway, adora dançar, mas é insegura com o próprio corpo. Como muitas garotas da idade dela, Charlotte se preocupa com o que os outros pensam e com as “panelinhas” da escola.

testeSobre minha escrita – Personagens

Histórias são sempre sobre alguém fazendo alguma coisa. Às vezes, a coisa pode até ser o tema central, mas o que proporcionará a emoção da leitura é o tanto que aquele alguém foi modificado por essa coisa. Um épico sobre uma guerra nunca será apenas acerca do conflito armado, mas de como a vida de determinada pessoa foi alterada por seus horrores. Um romance a respeito de um desencontro não terá impacto se não percebermos a sutileza de quanto aquele desencontro afetou quem se envolveu. Uma trama policial nunca vai somente relatar um crime, mas de que maneira o evento subverteu a forma de as pessoas implicadas passarem a enxergar o mundo.

Por isso, o elemento mais importante de uma história é o personagem. Nós, leitores, estamos sempre em busca de personagens fortes e inesquecíveis. Por eles vamos nos afeiçoar e torcer. Desejaremos viver suas aventuras e nos reconhecer em suas atitudes. Daremos risada, choraremos, odiaremos e xingaremos quando merecerem. E, quando fecharmos o livro, provavelmente ainda teremos bons sonhos, como se fossem reais.

Gosto, particularmente, daquele personagem que o escritor pouco descreveu fisicamente. Quero conhecê-lo por seus propósitos, suas ações, seus sentimentos e suas escolhas. A menos que seja fundamental saber que seus olhos são verdes, caso isso tenha importância no rumo da história, prefiro tirar minhas próprias conclusões sobre o quão marcante seu olhar pode ser. Também gosto de personagens que trazem conflitos aparentemente insolúveis. Quanto maior o “grau de dificuldade” em sair de uma situação, mais empolgante ele costuma ser.

Sempre entro na escrita de um romance com foco nisso. Quem será meu personagem? O que ele vai fazer? De onde vem e para onde vai? Qual é seu passado? Que problema tem de resolver? Qual evento exterior vai afetar seu interior, a ponto de transformá-lo e isso influenciar outras pessoas ao redor? Pedro, em Surpreendente!, e Vinícius Becker, em A máquina de contar histórias, trouxeram tais perguntas em sua composição.

Desde que me tenho por gente, personagens da literatura vêm ajudando a costurar a colcha de retalhos da minha vida de escritor e ser humano. Não escondo que invejo a enorme capacidade de muitos colegas autores para compor personagens memoráveis e atemporais. Imagino como seria perfeito se eu pudesse um dia pagar uma bebida a alguns desses personagens, para passar uma tarde inteira ouvindo-os discorrer sobre suas experiências. Em alguns casos, até descobrir o que aconteceu tempos depois do ponto final de suas histórias.

Finalizo o texto trazendo a seleção dos dez personagens para quem eu realmente gostaria de ter pagado uma bebida — chá, chope, refrigerante, hidromel ou uísque, dependendo do caso: Holden Caulfield (O apanhador no campo de centeio, de J.D. Salinger); Rob Fleming  (Alta fidelidade, Nick Hornby); Hercule Poirot (de vários livros de Agatha Christie); Capitu (Dom Casmurro, de Machado de Assis); James Bond (de vários livros de Ian Fleming); Hazel Grace (A culpa é das estrelas, de John Green); Frodo (O senhor dos anéis, de J.R.R. Tolkien); Auggie (Extraordinário, de R.J. Palacio); Alice (Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll); e, por fim, Dom Quixote (O engenhoso fidalgo Dom Quixote de la Mancha, de Miguel de Cervantes).

testeNovidades para os fãs de Extraordinário

auggieeuextra

Os milhares de leitores que já se encantaram com Auggie Pullman, o menino de aparência incomum do romance Extraordinário, vão ficar ainda mais apaixonados. Atendendo a muitos pedidos, a Intrínseca lança em novembro Auggie & eu, que reúne três histórias até então publicadas apenas em e-book: O capítulo do Julian, Plutão e Shingaling (esta ainda inédita no Brasil).  Você vai conhecer melhor Julian, Christopher e Charlotte, acompanhando seus encontros e desencontros com o amigo extraordinário.

Em O capítulo do Julian, o menino que liderava o bullying contra Auggie na escola ganha voz. Enfim temos a oportunidade de entender o que o levou a agir dessa forma e o que Julian pensa das próprias ações. Em Plutão, o narrador é Christopher, o primeiro amigo de Auggie. Os dois compartilham lembranças da infância e, apesar de terem se distanciado, aprendem que boas amizades sempre valerão um esforcinho a mais. Já Shingaling mostra Auggie pelos olhos de Charlotte, a única menina entre as três crianças escolhidas para apresentar a escola a Auggie.

extracapa.jpgAs novidades no mundo de Auggie não param por aí. Em novembro, publicaremos também Diário extraordinário, um lindo caderno ilustrado que traz frases inspiradoras de pessoas célebres e de personagens de Extraordinário. Um presente para os leitores e uma oportunidade para despertar o escritor que existe em cada um de nós.

link-externoLeia um trecho de Extraordinário
Dia do amigo – Conheça Plutão