testeA última carta de amor, de Jojo Moyes, vai virar filme

A autora Jojo Moyes anunciou hoje suas redes sociais que um dos seus livros mais queridos e o primeiro publicado pela Intrínseca, A última carta de amor, vai virar filme!

Não foram divulgadas muitas informações, mas já sabemos que Augustine Frizzell, responsável pela direção do episódio piloto da série Euphoria, será a diretora do filme, e Nick Payne cuidará do roteiro. A produção ainda está em busca de suas protagonistas.

O livro acompanha duas linhas do tempo: uma em 1960 e outra em 2003. A primeira conta a história de Jennifer Stirling, uma mulher que acorda sem memória em um hospital após um acidente de carro. Ao voltar para casa com o marido, ela acaba descobrindo uma série de cartas de amor secretas endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”. Será que ela estava vivendo um romance fora do casamento?

Quatro décadas depois, conhecemos a jornalista Ellie Haworth, que encontra as cartas secretas trocadas entre Jennifer e “B” nos arquivos do trabalho. Ela fica fascinada por essa história de amor proibido e começa a procurar por “B” na vida real, sem desconfiar que unir esses dois apaixonados talvez seja o caminho para encontrar uma solução para seu relacionamento turbulento com um homem casado.

Se você é um Jojo Lover, também vai adorar saber que o mais novo livro da autora, Um caminho para a liberdade, vai chegar primeiro – antes mesmo do lançamento mundial – para os assinantes do intrínsecos, o clube do livro da Intrínseca.

Quem assinar até o dia 1º de setembro vai receber esse livro inédito e em edição colecionável, um livro-presente extra em formato diferente, uma revista recheada de conteúdos extras, marcador e brinde. Garanta o seu no site.

testeSaiba como participar dos eventos com Jojo Moyes no Rio e em São Paulo

Jojo Moyes virá ao Brasil para conhecer os leitores que se encantaram com as suas obras. Em uma rápida passagem pelo país, a autora de Como eu era antes de você participará de sessões de autógrafos na Saraiva RioSul, no Rio de Janeiro, em 8 de maio, e na Saraiva Pátio Paulista, em São Paulo, no dia 9 de maio.

Para os leitores que não puderem comparecer aos eventos, a Saraiva irá promover uma transmissão exclusiva no dia 10 de maio, às 15h30, no site saraiva.com.br. Os leitores que participarem da LIVE irão concorrer a livros autografados e brindes! As perguntas para a autora poderão ser enviadas, pelo Twitter, através da hashtag #JojoAoVivo.

Confira as regras para participar das sessões:

Rio de Janeiro:

08/05/17, segunda-feira, às 18h
Local: Shopping Rio Sul – Rua Lauro Sodré, 445 – Botafogo, Rio de Janeiro, RJ

 A participação na tarde de autógrafos está limitada a 200 senhas.

 Será autografado 1 livro por pessoa.

 Não serão permitidos autógrafos em itens que não sejam livros, tais como marcadores, papéis soltos, camisas, etc.

 A distribuição de senhas será feita no dia do evento, a partir das 8h na portaria principal do Shopping RioSul.

A senha é pessoal e intransferível.

Uma vez chamada a senha imediatamente posterior ao seu número, em razão da ordem numérica de atendimento, o portador deverá retornar ao final da fila para esperar o atendimento.

A apresentação da senha é obrigatória. No caso de extravio da senha, esta não será substituída e o portador perderá o direito de participar da sessão de autógrafos.

Fotos não serão permitidas. Teremos um fotógrafo profissional que disponibilizará todas as fotos no Facebook da Editora Intrínseca em até três dias úteis após o evento. 

São Paulo:

09/05/17, terça-feira, às 18h
Local:
Shopping Pátio Paulista – Rua Treze de Maio, 1.947 – Bela Vista, São Paulo – SP

A participação na tarde de autógrafos está limitada a 200 senhas.

Será autografado 1 livro por pessoa.

 Não serão permitidos autógrafos em itens que não sejam livros tais como marcadores, papéis soltos, camisas, etc.

 A distribuição de senhas será feita no dia do evento, a partir das 8h na portaria principal do Shopping Pátio Paulista.

A senha é pessoal e intransferível.

Uma vez chamada a senha imediatamente posterior ao seu número, em razão da ordem numérica de atendimento, o portador deverá retornar ao final da fila para esperar o atendimento.

 A apresentação da senha é obrigatória. No caso de extravio da senha, esta não será substituída e o portador perderá o direito de participar da sessão de autógrafos.

 Fotos não serão permitidas. Teremos um fotógrafo profissional que disponibilizará todas as fotos no Facebook da Editora Intrínseca em até três dias úteis após o evento. 

testeUma semana para os #JojoLovers

img_9047

crédito: Além do livro

Alguns leitores comentam que é preciso ter uma caixa de lenços na hora de ler os livros de Jojo Moyes. Não é exagero dizer que as obras da autora emocionam e fazem milhares de pessoas se apaixonarem pelos personagens a ponto de nunca mais esquecê-los. Para mostrar que os títulos de Jojo são realmente incríveis, convidamos os nossos blogueiros parceiros para uma semana especial sobre as obras da nossa querida autora.

Para Mirelle Candeloro, do Recanto da Mi, as personagens criadas pela autora são tão reais que poderiam ser qualquer um de nós. Os protagonistas são pessoas comuns, com defeitos e dilemas com os quais os leitores se identificam.  A blogueira Evellyn Fonseca também acredita que a autora tem a capacidade de criar mulheres fortes e cheias de determinação. Sophie Lefèvre, de A garota que você deixou para trás, e Jess, de Um mais um, são exemplos disso.

“Determinação, força de vontade, perseverança e, claro, esperança. Uma personagem construída para mostrar o limite do ser humano e as escolhas que somos obrigados a fazer, aprendendo a lidar com suas consequências e que, além de qualquer dificuldade, precisamos seguir nossos objetivos”, escreveu o Bookeando sobre Sophie.

Outra característica marcante das obras de Jojo são os cenários. A autora já criou tramas ambientadas na França, Inglaterra, Austrália e Escócia, apresentando novos lugares por meio da sua narrativa. Até Nádia Tamanaha, de Além do livro, que não gosta de praia, revelou que sentiu vontade de viajar para o balneário australiano depois de ler Baía da Esperança. A obra se passa em um lugar paradisíaco que encanta até os que não curtem sol e mar.

Mas esses não foram os únicos assuntos abordados durante a semana especial. Os blogueiros aproveitaram para soltar a criatividade e criaram conversas imaginárias entre as personagens. Como seria se Jess, de Um mais um, escrevesse uma carta para Liza, de Baía da Esperança? Quais seriam as confissões trocadas? Rízia Castro, do Livroterapias, entrou na brincadeira e postou a correspondência entre as duas.

Já Cássia Vicentin, do Procurei em sonhos, imaginou um chat entre as protagonistas de Como eu era antes de você, O navio das noivas, Um mais um e Baía da Esperança. Curiosos para saber o que essas mulheres tão fortes conversariam?

💗SEMANA ESPECIAL JOJO MOYES 💗 ⠀ Falar sobre os livros da JoJo não é nada difícil para mim, foi por isso que aceitei o convite da @intrinseca para compartilhar com vocês, todo meu amor por essa autora ❤️ ⠀ Nesse primeiro dia do desafio fui convidada a falar sobre meu livro favorito dela, calhou que ele é justamente o livro que mais aparece por aqui. ⠀ "A Última carta" de amor foi uma tremenda surpresa pra mim, porque quando comecei a leitura, jamais esperava um livro que me tocasse tanto. ⠀ Além de ser um romance lindo, do começo ao fim, a narrativa da autora nos envolve de uma forma completamente especial. ⠀ O sentimento que eu tive foi que estava lendo sobre uma linda história de amor. ⠀ Falta-me palavras para descrever o quão maravilhoso esse livro é e a grande importância que ele tem na minha vida. ⠀ Sem duvidas, ele é um dos livros mais especiais pra mim. ⠀ Sempre penso nele com muuuuito carinho, porque ele tem um lugarzinho privilegiado no meu coração 💟 ⠀ Só recomendo: Leiam e se encantem por essa M A R A V I L H O S A história de amor… ⠀ ⚠️ Algum #JoJoLover por aí? 🍃

A photo posted by Ingrid Medeiros (@ingridbooks) on

 

Hoje, em parceria com a @intrinseca, começa a semana especial sobre Jojo Moyes! 💓 ⠀ Não tenho toooodos os livros dela, mas, dos que eu já li, Como eu era antes de você sempre será meu preferido! ⠀ ⠀ Louisa Clark tem 26 anos e trabalha como garçonete numa cafeteria de sua cidade. Não ganha muito e não parece se importar tanto com isso. Namora Patrick e não parece ser tão interessada nele – nem ele aparenta sentir interesse por ela. ⠀ Certo dia, o estabelecimento onde Lou trabalha fecha e ela se vê desempregada e totalmente sem rumo. Sem muitas opções, Lou consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico: Will Traynor. ⠀ Will é rico, bonito e inteligente, mas com um temperamento muito difícil de lidar. Preso em uma cadeira de rodas após um acidente, Will não vê muito sentido em continuar vivendo, não até a chegada de Lou em sua vida.⠀ ⠀ A escrita da Jojo é maravilhosa e a história de amor entre Lou e Will é extremamente emocionante e triste. Esse livro me deixou com o coração “💔”, e acredito que eu não fui a única a terminá-lo aos prantos. ⠀ “Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível.” ⠀ Nota: 5/5 + ⭐ ⠀ #livro #book #intrinseca #comoeueraantesdevocê #jojomoyes #jojolovers #mebeforeyou

Uma foto publicada por Annie ⚡ (@queriaseralice) em

 

Confira os posts da semana Jojo Moyes aqui:

Cinco motivos para amar os livros de Jojo Moyes| O dia em que Jess escreve uma carta para Liza | Chat Jojo Lovers | Cinco motivos para se tornar um JojoLover | Quando vários personagens da autora, de diferentes livros, se encontram

Mais que livros | Parafraseando livros | Feed your Head | Menino literário | Além do livro | Procurei em sonhos| Menina da Bahia | Livros e fuxicos | Livrólogos | Cabana do Leitor | Mãegnifica | Bookeando | Hey Evellyn| Bookeando |Hey Evellyn| Versificados| Portal JuLund| Cabana do Leitor| Sobre livros e traduções| Entrando numa fria| Queria ser Alice

testeLivros de Jojo Moyes atingem 1,5 milhão de exemplares vendidos

Jojo_Blog

Jojo Moyes não se define como uma pessoa muito romântica, mas seus livros contam histórias de mulheres que fazem coisas extraordinárias em nome do amor. Para a autora que acaba de atingir a marca de mais de 1,5 milhão de exemplares vendidos no Brasil, esse sentimento pode nos transformar e impulsionar em diversos aspectos da vida. Suas obras, que retratam exatamente isso, vêm emocionando muita gente.

Misturando um pouco de humor e coragem nas suas personagens, Jojo conquistou com seu estilo único uma legião de leitores. Formada em jornalismo, ela só começou a se dedicar integralmente à literatura em 2002. Foi um longo caminho com muitas tentativas até alcançar o topo das listas de livros mais vendidos no mundo todo.

A última carta de amor, primeiro livro da autora publicado pela Intrínseca, foi lançado em 2002. O best-seller Como eu era antes de você foi lançado pela primeira vez no país em 2013 e aos poucos foi conquistando e emocionando os leitores que hoje se declaram #JojoLovers. Logo no ano seguinte veio A garota que você deixou para trás e, em 2015, lançamos o divertido Um mais um.

Baía da Esperança e O navio das noivas, livros escritos no início da carreira da autora, foram lançados este ano pela Intrínseca, mas já aparecem nas listas dos veículos mais importantes. Qual é o seu preferido?

Jojo_LinhaDoTempo

testeTeste seu conhecimento sobre os livros de Jojo Moyes

b_quizjojo_600x325_01a

Com a proximidade da estreia de Como eu era antes de você nos cinemas, temos recebido muitas mensagens dos leitores apaixonados pelos livros de Jojo Moyes. Alguns afirmam já ter lido o romance mais de uma vez e outros dizem que se encantam com todas as obras da autora. A verdade é que temos uma legião de fãs que se emocionam e se divertem com os lançamentos de Jojo.

Para testar os conhecimentos dos leitores, preparamos um teste com frases das seis obras da autora publicadas pela Intrínseca. Confira aqui.

testeLançamentos de maio

EstanteIntrinsecaMar16_DestaquesBlog

Confira sinopses e trechos dos livros que publicaremos neste mês:

 

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas2

Destinos e Fúrias, de Lauren Groff — Aos 22 anos, Lotto e Mathilde são jovens, perdidamente apaixonados e destinados ao sucesso. Eles se conhecem nos últimos meses da faculdade e antes da formatura já estão casados. Seguem-se anos difíceis, mas românticos. Uma década depois, o caminho tornou-se mais sólido. Ele é um dramaturgo famoso e ela se dedica integralmente ao sucesso do marido. A vida dos dois é invejada como a verdadeira definição de parceria bem-sucedida.

Porém, nem tudo é o que parece, e em um casamento essa máxima se faz ainda mais verdadeira. Se em “Destinos” somos seduzidos pela imagem do casal perfeito, em “Fúrias” a tempestuosa raiva de Mathilde se revela fervendo sob a superfície. Em uma reviravolta complexa e emocional, o que começou como uma ode a uma união extraordinária se torna muito mais. [Leia +]

 

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas6

Como eu era antes de você (capa filme), de Jojo Moyes — Depois de emocionar milhares de leitores no mundo todo, o irresistível romance de Jojo Moyes chega aos cinemas com roteiro adaptado pela própria autora e com Emilia Clarke (Game of Thrones) e Sam Claflin (Jogos Vorazes) nos papéis de Lou e Will.

Lou Clark, uma jovem cheia de vida e espontaneidade, perde o emprego e é obrigada a repensar toda sua vida. Will Traynor sabe que o acidente com a motocicleta tirou dele a vontade de viver. O que Will não sabe é que a chegada de Lou vai trazer de volta a cor à sua vida. E nenhum deles desconfia de que esse encontro irá mudar para sempre a história dos dois. [Leia +] >> Ouça a trilha sonora de Como eu era antes de você

 

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas7

A última carta de amor, de Jojo Moyes Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta a sua casa com o marido, descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com o amante.

Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Envolvida com um homem casado, Ellie fica obcecada em reunir os protagonistas desse amor proibido.

Com personagens realisticamente complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor, primeiro livro de Jojo Moyes publicado pela Intrínseca, entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda das personagens Ellie e Jennifer. [Leia +] >> Nossa editora Rebeca Bolite conta os bastidores da publicação do livro

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas

O oráculo oculto, de Rick Riordan — Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York.

Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas10

Porcelain, de Moby — Havia diversas razões para Moby jamais deslanchar como DJ e músico na cena club nova-iorquina. Aquela era a Nova York das boates Palladium, Mars, Limelight e Twilo, a cidade do hedonismo desenfreado regado a drogas, e lá estava Richard Melville Hall, descendente distante do autor de Moby Dick, um garoto branco, pobre e magrelo de Connecticut, cristão devoto, vegano e totalmente careta. Ele encontrou seu espaço e alcançou o sucesso, que logo se mostrou efêmero e cheio de complicações. No desfecho da década de 1990, frente a um fim iminente, acabou criando o álbum que viria a ser o início de uma nova fase espetacular: Play, que vendeu milhões de cópias no mundo todo. [Leia +] >> Moby apresenta sua autobiografia para os leitores

 

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas9

Garoto21, de Matthew Quick Finley utiliza o basquete para aliviar suas preocupações, enquanto Russ não quer mais se aproximar de uma bola. Depois de sofrer um grande trauma, ele fica em estado de negação e passa a se considerar um alienígena de passagem pela Terra.

Com a missão de ajudar Russ a se recuperar, Finley tenta convencer o garoto a voltar a jogar, mesmo que isso signifique perder o próprio lugar na equipe. Uma emocionante história sobre esperança, amizade e redenção, com a prosa sensível e inteligente de Matthew Quick. [Leia +] >> Qual personagem de Matthew Quick você é? 

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas8

Como mentir com estatística, de Darrel Huff — Publicado pela primeira vez em 1954, o livro de Darrell Huff foi saudado como pioneiro em conjugar linguagem simples e ilustrações para explicar de que maneira o mau uso da estatística pode maquiar dados e abalizar opiniões. Indispensável para quem se vê bombardeado diariamente, seja pela mídia ou pela timeline do Facebook, por infográficos e estatísticas que se pretendem verdades incontestáveis.

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas5

Os afetos, de Rodrigo Hasbún — Com elementos biográficos, históricos e ficcionais e narrado por diferentes personagens, Os afetos compreende um período de cinquenta anos da vida dos integrantes da família Ertl. Na polifonia da qual participam não apenas pai, mãe, filhas, mas também amantes e maridos, Rodrigo Hasbún reconta, à margem do idealismo, a convulsão política que abalou a América Latina na década de 1960, explorando as dificuldades que surgem ao se tentar conciliar as consequências das próprias decisões, tanto políticas quanto sentimentais. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas3

Ted Talks — O guia oficial do TED para falar em público, de Chris AndersonPalestras perfeitas, inspiradoras e de grande alcance. Um orador que sobe no palco e acerta no alvo. Assim são as Conferências TED, e este é o guia definitivo do TED para que você também possa fazer palestras inesquecíveis.

Desde que assumiu o comando do TED em 2001, Chris Anderson tem mostrado o poder que as palestras curtas, francas e cuidadosamente elaboradas do programa têm de compartilhar conhecimento, despertar empatia, gerar empolgação e promover sonhos. Feita da maneira certa, uma apresentação é capaz de eletrizar um auditório e transformar a visão de mundo da plateia — seu impacto pode ser mais poderoso que o de qualquer informação escrita. [Leia +]

EstanteIntrinseca_Maio16_BLOG_PáginasInternas4

Frank Einstein e o turbocérebro, de Jon Scieszka — No terceiro livro da série Frank Einstein, Frank (um gênio mirim, cientista e inventor), Klink (uma inteligência artificial automontada) e Klank (uma inteligência artificial praticamente automontada) constroem um artefato inédito: um mecanismo capaz de turbocarregar as ondas cerebrais, potencializando a velocidade, a força e até mesmo a memória de qualquer pessoa. Tudo isso porque uma grande amiga, Janegoodall, precisa de uma forcinha para entrar no time de beisebol da cidade. [Leia +]

testeA primeira carta de amor

Por Rebeca Bolite*

Post_Rebeca2

Era fim de 2011, talvez início de 2012, e começamos a trabalhar em um livro de uma autora que já tínhamos ouvido falar, por alto. De cara, confesso que não me chamou muito a atenção. O original tinha uma capa meio rosada, com tons de lilás, a história parecia ser algo sobre duas mulheres, cada uma em sua época, enfrentando questões de relacionamento. Havíamos acabado de lançar Um dia, existia muita expectativa em torno da E L James, autora de Cinquenta tons de cinza, e o livro de capa meio rosada estava lá na minha mesa, esperando para ser lido.

A autora era Jojo Moyes, o romance, A última carta de amor, e eu ainda não tinha noção do livro fantástico que tinha em mãos.

Em uma semana, é claro, eu só queria trabalhar naquele livro. Comentava empolgada com os colegas como ele era bom, surpreendente, cheio de reviravoltas. Imaginem vocês, Londres, em 1960. Após sofrer um acidente, Jennifer perde a memória completamente. De volta à casa, com marido, familiares e amigos fazendo de tudo para que ela lembre algo, Jennifer encontra uma série de cartas de amor, endereçadas a ela, assinadas por um tal de B. Ela percebe então que estava vivendo um romance fora do casamento. Nos anos 2000, na mesma Londres, Ellie encontra uma dessas cartas enquanto faz pesquisas para uma matéria no jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os dois protagonistas da história, ela empreende diversas investigações, que, ao final, farão com que os caminhos do seu próprio destino sejam alterados.

ultimacartadeamorlivros

Capa antiga e capa nova de A última carta de amor

Fiquei durante meses intrigada com essa ideia sensacional e inovadora de enredo. Como seria acordar um dia como Jennifer e não lembrar nada da minha vida? Olhar para objetos que guardo para me recordar de determinados momentos e eles de uma hora para outra não significarem nada para mim? (Isso porque não tenho cartas de amantes guardadas, hehehe.)

Ou, como Ellie, achar uma carta tão emocionante e verdadeira que encontrar remetente e destinatário se torne prioridade, além de fazer repensar tudo que você considerava verdade na sua vida?

Confesso que me sinto uma mistura da jornalista metida a detetive com a mulher dos anos sessenta que perdeu a memória quando revisito as fotos antigas dos meus pais, avós, bisavós. Não que eu repense toda a verdade da minha vida ou que esqueça quem as pessoas são, claro. Mas faço muitas reflexões sobre as verdades das vidas, de modo geral, e tento encontrar, identificar, reconhecer as pessoas das fotos, só que de forma abstrata.

Post_Rebeca1

Vovó, mamãe e titia enfileiradinhas, encostadas num carro, como numa capa de disco dos anos setenta. Obviamente foi proposital. Titia está com uma cara de adolescente entediada, mamãe decidiu posar mirando o nada e vovó aparentemente não entendeu o conceito da coisa toda e resolveu olhar de forma coquete para o fotógrafo.

Papai sentadinho no chão de um lugar qualquer, olhando para o lado, com as mãozinhas juntas: vovó, tão cheia de capas plásticas no sofá, TV e máquina de lavar, já teve coragem de largar um filho bebê num chão de cimento qualquer com o único propósito aparente de tirar um retrato?

Em uma foto tirada do alto por alguém certamente de pé numa cadeira, uma festa de aniversário: vovó de óculos escuros estilo gatinho virando a cara do titio, para ele aparecer na foto?, uma bronca?, a bisavó com cara de poucos amigos mais atrás, talvez pensando em ralhar com alguém, mamãe de colarzinho olhando alguma coisa na cara do titio.

No que parece ser um evento da Marinha, vovó olha para vovô, estão dançando?, de forma quase apaixonada, um sentimento que não transparece mais nas macarronadas de domingo.

Vovô, vovó, mamãe e titia num brinde a alguma coisa: vovó com a mesma cara de hoje em dia, impressionantemente; vovô de bigodón fumando, e eu nem sabia que vovô já havia sido fumante, sem nem ligar para a foto, bem blasé, característica que mantém; mamãe fazendo pose de bonita e requintada brindando com o fotógrafo, quem era ele?, e titia com um corte de cabelo bem hippie que eu não ousaria usar e nem a encorajaria a repetir.

Vovó posando de pé ao lado de um Fusca. Na verdade, segurando a maçaneta do carro, em um terreno descampado tão bizarro que, se não fosse minha própria família, eu poderia dizer que é o registro do roubo do veículo. Talvez seja. As famílias escondem muitas coisas do passado…

E olhando essas fotos sempre me pergunto quem são essas pessoas retratadas, quem são as pessoas que tiraram as fotos. São as mesmas do almoço de domingo? A resposta, acho, é que são e não são. Talvez fossem pessoas com outros sonhos e aspirações, que não imaginavam os filhos, os netos e os bisnetos que iam ter: criaturas que lhes dariam alegrias e desgostos na mesma medida (apesar de que, se perguntados agora, certamente dirão só alegrias).

O tempo muda muito as pessoas. Ainda falta um pouco para eu ser octogenária como os meus avós, mas em algumas fotos minhas mais antigas eu enxergo uma Rebeca que sou e não sou eu, cuja trajetória foi alterada, as arestas, lixadas. Alguns sonhos foram desbotados pela realidade; outros surgiram, mas já moldados pela noção de possibilidade.

Talvez tenha sido isso que aconteceu com as pessoas das minhas fotos de família. Mas não quero perguntar nada. Amo vislumbrar, nessas pausas impressas do tempo, potências de vida dos seres humanos cujos rostos reconheço.

Essas reflexões claro sempre trazem mais perguntas que respostas, bem ao estilo Jojo Moyes. Bem ao estilo A última carta de amor, que foi, na verdade, a primeira carta de amor entre mim e Jojo e é um xodó da editora, por ter sido nosso primeiro livro dela. Um livro de enredo incrível, como eu já disse, que fala sobre amor, memória, essência do ser, personalidade… Prato cheio para diversas reflexões.

Três, quatro anos depois, já são 6 livros da Jojo lançados pela Intrínseca e nós temos cada vez mais orgulho de publicá-la. Uma autora habilidosa, com um talento insuperável na criação de personagens femininas fortes e cativantes, histórias de amor quem fazem rir e chorar (às vezes chorar mais que rir), que retrata com perfeição épocas passadas e também o tempo atual.

Fica então o convite para que todos revisitem as antigas fotos de suas famílias com outro olhar, procurando desconhecer as pessoas que você conhece, como a Jennifer, ou talvez sentindo-se um pouco como Ellie, uma detetive de histórias passadas.

*Rebeca Bolite é editora de livros na Intrínseca e, como Pat Peoples, está sempre procurando o lado bom das coisas.

testeLivros de Jojo Moyes com capas novas

jojomoyes

Os leitores apaixonados por Jojo Moyes têm dois motivos para comemorar! Como eu era antes de você, o romance inesquecível sobre Lou e Will, ganha agora a capa inspirada no pôster do filme. O livro chega às livrarias a partir 13 de maio, um pouco menos de um mês antes do lançamento do longa nos cinemas.

Com roteiro da própria autora, a adaptação terá no elenco Emilia Clarke, de Game of Thrones, Sam Claflin, de Jogos Vorazes, Matthew Lewis, de Harry Potter, e Jenna Coleman, de Doctor Who.

A última carta de amor, o primeiro livro de Jojo Moyes publicado pela Intrínseca, também será relançado com uma nova capa. Publicada em 2012, a obra conta as histórias de Ellie e Jennifer, duas mulheres que veem as vidas se cruzarem de uma maneira surpreendente.

testeVocê é #JojoLover?

Jojo_moyes

Para descobrir se você é mesmo #JojoLover, veja com quantas dessas situações você se identifica.

1- Se você tem A última carta de amor, A garota que você deixou para trás, Um mais um e Como eu era antes de você na estante, já pode se declarar um leitor apaixonado.

ListaJojo_parte1

 

2- Mas se você se identifica com essa situação, talvez seja um pouquinho mais!

ListaJojo_parte12

 

3- #JojoLover de verdade…

ListaJojo_parte13

 

4- Só quem realmente ama as histórias de Jojo Moyes…

ListaJojo_parte14

 

5- Se você tem essa mania, você é #JojoLover de carteirinha.ListaJojo_parte15

 

6- Você definitivamente é #JojoLover se:

ListaJojo_parte16

 

7- Já entrou num carro e…

Imagem3

 

8- Se você se identifica com essa frase, não se preocupe! 99% dos #JojoLovers sofrem do mesmo problema.

ListaJojo_parte17

testeNovo livro de Jojo Moyes

untitled

Uma pintura impressionista é o elo entre a jovem francesa Sophie Lefèvre, que viveu na época da Primeira Guerra, e Liv Halston, que mora em Londres nos anos 2000. Presente de seus respectivos maridos, com o passar dos anos o quadro transformou-se em um objeto cobiçado e de valor inestimável. A luta de Liv para continuar como proprietária da obra de arte revela os riscos que alguém é capaz de correr para preservar as lembranças de um verdadeiro amor. Esse é o tema do novo romance de Jojo Moyes, A garota que você deixou para trás, com lançamento no dia 25 de janeiro.

A escritora inglesa já é conhecida dos leitores brasileiros pelos livros A última carta de amor e Como eu era antes de você, ambos publicados no Brasil pela Intrínseca.