Listas

4 serial killers que aterrorizaram o Brasil

22 / julho / 2022

Os Estados Unidos são o país com o maior número de serial killers no mundo — mais de 3.204 criminosos, o equivalente a quase 70% do total de assassinos em série conhecidos. Embora o Brasil esteja muito longe desse número, criminosos conhecidos dessa categoria já aterrorizaram o país e, até hoje, despertam a curiosidade dos fãs brasileiros de true crime. A seguir, conheça alguns dos mais emblemáticos serial killers do Brasil. 

 

1. Chico Picadinho 

Em 1966, Francisco Costa Rocha assassinou e esquartejou Margareth Suida, uma bailarina austríaca de 38 anos. Depois de cometer o crime, ele adormeceu no sofá e, na manhã seguinte, contou o ocorrido para o seu colega de quarto. O amigo ligou para a polícia e, no dia 5 de agosto de 1966, Chico foi preso. 

Dez anos depois, ele voltou a matar. Dessa vez, a vítima foi Ângela Silva, de 34 anos. Para se livrar da mulher, o assassino esquartejou seu corpo usando uma faca, um canivete e um serrote. Pouco tempo depois do crime, Chico foi preso novamente.

Após o segundo assassinato, ele foi diagnosticado como psicopata e condenado a 22 anos e 6 meses de reclusão. Hoje, Chico Picadinho vive em um hospital psiquiátrico. 

Saiba mais sobre o caso no episódio #97 do podcast Modus Operandi.

 

2. O Maníaco do Parque 

Um dos serial killers mais famosos do país, o motoboy Francisco de Assis Pereira assassinou onze mulheres e estuprou outras nove na década de 1990. O seu modus operandi consistia em abordar mulheres com promessas de emprego. As vítimas eram, então, atraídas para o interior do Parque do Estado, em São Paulo, onde eram atacadas. Quando foi preso, Francisco confessou ter matado mais de onze mulheres, mas negou os estupros. 

Apesar de ser um assassino condenado, Francisco recebeu diversas cartas de amor na prisão. Várias mulheres apaixonadas escreviam para ele com pedidos de casamento — e um deles até foi aceito. Em 2002, um dos criminosos mais famosos do país se casou com uma remetente de Santa Catarina. 

Condenado oficialmente por nove estupros e sete assassinatos, ele cumpre pena na penitenciária de Iaras, em São Paulo, e deve ser solto em 2028. 

Saiba mais sobre o caso no episódio #48 do podcast Modus Operandi.

 

3. O Vampiro de Niterói 

Em 1991, um menino de apenas seis anos chamado Ivan foi encontrado morto em um esgoto. Logo após o início da investigação, Marcelo Costa de Andrade não apenas assumiu a autoria do assassinato, como também confessou ter matado outras treze crianças em um período de oito meses.  

Ao ser preso, Marcelo disse estar impressionado com a lentidão da polícia em encontrá-lo e deu detalhes dos crimes. Além de matar, ele relatou que abusava sexualmente dos corpos e que chegou a armazenar o sangue de sua segunda vítima para bebê-lo depois — o que o deixou conhecido como Vampiro de Niterói.

Marcelo foi considerado inimputável pela justiça, isto é, incapaz de entender o caráter ilícito dos crimes que cometeu, devido a problemas neurológicos. Por isso, o Vampiro de Niterói foi encaminhado para um hospital psiquiátrico, onde está internado até hoje, aos 55 anos. 

Saiba mais sobre o caso no episódio #28 do podcast Modus Operandi.

 

4. Maníaco da Cruz 

Em 2008, Dyonathan Celestrino assassinou três pessoas na pequena cidade de Rio Brilhante, no Mato Grosso do Sul. Com apenas dezesseis anos na época, ele ficou conhecido por colocar o corpo das vítimas em posição de cruz. A polícia conseguiu encontrar o jovem depois que uma mensagem sua foi identificada no perfil do Orkut de uma das vítimas. 

Diagnosticado como portador de transtorno de personalidade antissocial e homicida em série, Dyonathan foi preso seis dias depois de cometer seu último assassinato e hoje, aos 29 anos, cumpre pena no Instituto Penal de Campo Grande. 

Saiba mais sobre o caso no episódio #61 do podcast Modus Operandi. 

Se você gosta de saber tudo sobre serial killers, precisa conhecer Modus Operandi: Guia de true crime. No livro, Carol Moreira e Mabê Bonafé falam sobre dezenas de crimes que impactaram o Brasil e o mundo, contam a história de assassinos em série e trazem diversas curiosidades e fontes para quem ama true crime


Saiba mais sobre os livros

Leia mais Listas

4 cultos bizarros ao redor do mundo

4 cultos bizarros ao redor do mundo

Os livros que você precisa conhecer na Bienal

Os livros que você precisa conhecer na Bienal

Livros perfeitos para todos os tipos de pais

Livros perfeitos para todos os tipos de pais

4 histórias que enganaram (quase) todo mundo

4 histórias que enganaram (quase) todo mundo

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *