Notícias

Sete grandes nomes da imprensa refletem sobre os desafios do jornalismo no Brasil no livro Tempestade perfeita

7 / junho / 2021

O jornalismo profissional, cercado por uma avalanche de fake news, minado pela perda da publicidade para as plataformas digitais e golpeado pelos ataques do populismo, está em crise – uma crise histórica, de consequências existenciais, que coincide com a perda de representatividade das democracias liberais. Mas a imprensa resiste e corre atrás, buscando novos modelos de atuação, tentando se renovar, ciente de que é uma das instituições fundamentais da sociedade democrática. É justamente sobre os desafios e oportunidades desse cenário conturbado que a coletânea Tempestade perfeita vem debater.

A partir da própria experiência e falando especialmente para o leitor que jamais esteve dentro de uma redação, Caio Túlio Costa, Cristina Tardáguila, Helena Celestino, Luciana Barreto, Marina Amaral, Merval Pereira e Pedro Bial se debruçam sobre o ofício do jornalismo, seus conceitos e formas de trabalhar, refletindo não só sobre os problemas do momento atual, mas também sobre o esforço continuado da imprensa em vencê-los.

Em discussões que vão desde os ataques coordenados de desinformação e agressões contra jornalistas até a reinvenção do próprio modelo de negócio, frente à concorrência dos meios digitais, o livro aborda a liberdade de expressão; o falso dilema entre neutralidade e clareza moral; a onda de relativismo disfarçado de argumentação política; e a necessidade urgente de se ampliar a representatividade na cobertura jornalística, pautada majoritariamente por homens brancos de classe média; entre outros temas de extrema relevância. 

Tempestade perfeita já está em pré-venda, chega às livrarias no dia 28 de junho e é a sétima publicação do História Real, selo de não ficção da Intrínseca dedicado aos grandes debates nacionais. Editado por Roberto Feith, o selo também conta com os títulos Liberdade igual (Gustavo Binenbojm), O caminho do centro (Marcelo Trindade), Sem data venia (Luís Roberto Barroso), Falso mineiro (Simon Schwartzman), Jornada improvável (Eduardo Mufarej) e Lições amargas (Gustavo Franco), todos já disponíveis.


Saiba mais sobre os livros

Leia mais Notícias

O jornalismo é uma ponte para o coração do outro

O jornalismo é uma ponte para o coração do outro

Walter Isaacson, o biógrafo da inovação

Walter Isaacson, o biógrafo da inovação

Novo livro de Liane Moriarty chega ao Brasil no ano que vem

Novo livro de Liane Moriarty chega ao Brasil no ano que vem

Neil Gaiman anuncia adaptação de Os filhos de Anansi

Neil Gaiman anuncia adaptação de Os filhos de Anansi

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *