Listas

5 lugares fantásticos da Irlanda

17 / março / 2021

por Bruno Grandis* e Fernanda Breder**

Resumir a Irlanda a uma lista de cinco lugares incríveis é uma tarefa complicada. Se contarmos apenas os castelos, a ilha é morada de mais de 30 mil — considerando algumas ruínas em estados diversos de preservação. Tem até castelo que funciona como observatório espacial.

Com uma mistura de construções peculiares, ilhas misteriosas e acidentes geográficos icônicos, o país que ambienta o livro A lista de convidados, de Lucy Foley, tem de tudo um pouco. Para comprovar isso, listamos cinco dos mais fantásticos lugares para você conhecer caso  visite a Ilha Esmeralda no futuro (e decida ficar longe de ilhotas desertas onde festas de casamento acabam muito mal). 

Importante: Para facilitar nossa jornada, não vamos considerar os 7.000 pubs e o que os locais chamam de Great Craic — a mistura de diversão, bagunça e, é claro, Guinness, que marcam a imagem da Irlanda por todo o mundo. 

 

1 – Malahide Castle

Um dos castelos mais icônicos da Irlanda, o Malahide Castle fica a meia hora de trem da capital Dublin. A construção, que foi iniciada em 1185, foi um dos castelos que por mais tempo pertenceu à mesma família — o clã Talbot, por quase 800 anos. 

Entre suas paredes de pedra, é possível encontrar uma bem preservada coleção de mobílias de época, incluindo um salão medieval que já foi palco de diversos banquetes e eventos históricos — e que tem sua cota de histórias de espíritos e assombrações que ainda habitam o local. Atualmente, o Malahide é propriedade do governo Irlandês e foi transformado em um museu. Ao redor do castelo há ainda um parque, hoje aberto ao público, que já foi palco de shows de Eric Clapton, The Cure e Arctic Monkeys.

 

2 – Cliffs of Moher

Os penhascos de Moher são a atração turística mais famosa da Irlanda — e palco do início de Amor & Sorte, de Jenna Evans Welch. Se estendendo por 14 km e chegando a 214 m de altura no seu ponto mais alto, já foram cenários de diversos filmes, como A Princesa Prometida (que, veja só você, tem livro na Intrínseca também!), Casa Comigo e Harry Potter e o Príncipe Mestiço

Um dos principais cartões-postais dos penhascos é a O’Briens Tower, construída como uma torre de observação em c1835. Próximo a ela, hoje em dia, há um centro de visitantes, com lojinha e café.

 

3 – Glendalough

No século VII, um grupo de monges procurava uma região afastada nos arredores de Dublin para a construção de um monastério. Ao explorar as Montanhas de Wicklow, o grupo religioso se deparou com um vale arborizado e marcado por seus dois lagos. A área foi denominada de Gleann Dá Loch — vale dos dois lagos. Ao longo dos anos, Glendalough foi recebendo mais fiéis e crescendo, até que em algum ponto entre os séculos X e XII foi abandonada — e não se sabe exatamente o porquê. 

O resultado para visitantes quase mil anos depois é um cenário pitoresco, no qual cruzes celtas e ruínas católicas surgem do meio de um bosque — a experiência mais próxima de ser transportado para a idade média, a menos de 1h de Dublin.

4 – The Burren

A primeira vista, o Burren pode não parecer o lugar mais interessante do mundo. O próprio nome da região em irlandês já ilustra isso: Boíreann, “lugar pedregoso“. No entanto, a região pedregosa é um ambiente tão alienígena que concentra 70% de toda a fauna irlandesa. Além disso, contém uma vasta presença de plantas de biomas completamente diferentes — colocando lado a lado exemplares da fauna do Ártico e do Mediterrâneo.

O Burren tem um clima surpreendentemente quente para o Oeste da Irlanda, com máximas de 15ºC no verão e mínimas de 6ºC no inverno — enquanto o resto do país pode chegar a temperaturas abaixo de zero —, além de receber o dobro de chuva do que a média de Dublin, capital do país e cidade cujo lema é “Se você não gosta do clima de Dublin, espere cinco minutos”. Fica no condado de Clare, próximo ao item anterior da nossa lista, e é hoje um parque nacional.

5 – Skellig Michael

Quem poderia acreditar que a menor distância entre a Terra e uma galáxia muito, muito distante passaria pela Irlanda? 

Perdida no meio do oceano atlântico, no sudoeste Irlandês, há uma pequena e remota ilha, marcada por seus icônicos dois picos e um vale. A Skellig Michael, ilhota afastada da maior parte da costa irlandesa, ganhou fama internacional ao ser palco para a nova trilogia de Star Wars. Sim, o planeta Ach-to, lar do primeiro templo Jedi e morada de Luke Skywalker após seu exílio, é real e tão irlandês quanto debater qual batatinha chip é a melhor (uma discussão muito complexa em solo Irlandês). 

Nomeada Patrimônio Mundial pela Unesco em 1996, a Skellig Michael tem importância arqueológica ímpar por abrigar um monastério do século X em surpreendente estado de conservação. Também é uma área de proteção ecológica, por conta das diversas populações de pássaros marítimos presentes no local, em especial os papagaios-do-mar, tão abundantes na ilha que a produção de Star Wars resolveu que seria mais fácil incorporá-los às cenas filmadas ali do que removê-los digitalmente — e foi assim que surgiram os Progs, as intrometidas criaturas que adoram incomodar Chewbacca.

Ambientado nas construções incríveis — e assustadoras — da Irlanda, o thriller A lista de convidados se passa em uma ilha na costa do país onde uma festa de casamento termina com um crime terrível. Para descobrir quem são a vítima e o assassino, o leitor terá que embarcar na história a partir dos pontos de vista dos personagens, descobrindo problemas do passado, traições, inseguranças e segredos devastadores. A obra, da mesma autora de A última festa, foi enviada primeiro no clube intrínsecos e chega às livrarias em edição comercial em 15 de abril.

*Bruno Grandis é uma pessoa de hobbies estranhos. Depois de fazer seu pé-de-meia no Marketing da Intrínseca, fugiu para a Irlanda, onde faz podcasts, jogos e de vez em quando até finge que trabalha de verdade.

**Fernanda Breder aproveitou que trabalha com intercâmbio desde 2013 para levar o marido de hobbies estranhos para fora do país. É autora do livro Feminismo e príncipes encantados.


Saiba mais sobre os livros

Leia mais Listas

O estrangeiro que ajudou a criar os Estados Unidos

O estrangeiro que ajudou a criar os Estados Unidos

16 livros que vão virar séries ou filme

16 livros que vão virar séries ou filme

Oito histórias para quem é fofo e trevoso ao mesmo tempo

Oito histórias para quem é fofo e trevoso ao mesmo tempo

5 semelhanças entre Teto para dois e A troca, comédias românticas de Beth O’Leary

5 semelhanças entre Teto para dois e A troca, comédias românticas de Beth O’Leary

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *