Notícias

Nunca parem de lutar: a batalha por justiça às vítimas de abuso sexual

24 / fevereiro / 2021

 

“Você me tornou uma vítima. Nos jornais, meu nome era ‘mulher embriagada inconsciente’, doze sílabas e nada mais. Por um tempo, acreditei que eu não passava disso.”

Em 2016, o site BuzzFeed publicou uma carta em que Chanel Miller ─ na época conhecida como Emily Doe, um pseudômino que protegia sua identidade na justiça ─ surpreendeu milhões de pessoas ao relatar a agressão sexual que sofreu no campus da universidade de Stanford.

A carta, lida inicialmente no tribunal para Brock Turner, seu agressor, logo após o juiz ter estabelecido uma sentença de apenas seis meses de prisão, teve um impacto gigantesco: além de ter sido vista por onze milhões de pessoas em apenas quatro dias, também foi lida no Congresso americano, inspirando mudanças nas leis da Califórnia e provocando a demissão do juiz do caso.

Confira a carta na íntegra abaixo ou, se preferir, faça o download aqui.

Na obra Eu tenho um nome, Chanel Miller entrelaça dor e resiliência para compartilhar suas memórias e revelar seu tumultuado processo de cura. Seu relato desafia a cultura que desencoraja as vítimas de buscarem justiça, mostrando como a frieza do sistema judicial pode ser uma armadilha de humilhações, vergonha e sofrimento para as vítimas de agressão sexual. Uma leitura poderosa e extremamente emocionante.


Saiba mais sobre os livros

Leia mais Notícias

Taylor Swift e a prova de que nenhuma mulher está à salvo do silenciamento

Taylor Swift e a prova de que nenhuma mulher está à salvo do silenciamento

Não é drama, é assédio! Por que as mulheres pararam de sussurrar

Não é drama, é assédio! Por que as mulheres pararam de sussurrar

Conheça o livro que inspirou o filme de Ridley Scott com Matt Damon e Jodie Comer

Conheça o livro que inspirou o filme de Ridley Scott com Matt Damon e Jodie Comer

Amanda Gorman convida as crianças a serem agentes da mudança

Amanda Gorman convida as crianças a serem agentes da mudança

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *