Notícias

Nunca parem de lutar: a batalha por justiça às vítimas de abuso sexual

24 / fevereiro / 2021

 

“Você me tornou uma vítima. Nos jornais, meu nome era ‘mulher embriagada inconsciente’, doze sílabas e nada mais. Por um tempo, acreditei que eu não passava disso.”

Em 2016, o site BuzzFeed publicou uma carta em que Chanel Miller ─ na época conhecida como Emily Doe, um pseudômino que protegia sua identidade na justiça ─ surpreendeu milhões de pessoas ao relatar a agressão sexual que sofreu no campus da universidade de Stanford.

A carta, lida inicialmente no tribunal para Brock Turner, seu agressor, logo após o juiz ter estabelecido uma sentença de apenas seis meses de prisão, teve um impacto gigantesco: além de ter sido vista por onze milhões de pessoas em apenas quatro dias, também foi lida no Congresso americano, inspirando mudanças nas leis da Califórnia e provocando a demissão do juiz do caso.

Confira a carta na íntegra abaixo ou, se preferir, faça o download aqui.

Na obra Eu tenho um nome, Chanel Miller entrelaça dor e resiliência para compartilhar suas memórias e revelar seu tumultuado processo de cura. Seu relato desafia a cultura que desencoraja as vítimas de buscarem justiça, mostrando como a frieza do sistema judicial pode ser uma armadilha de humilhações, vergonha e sofrimento para as vítimas de agressão sexual. Uma leitura poderosa e extremamente emocionante.


Saiba mais sobre os livros

Leia mais Notícias

Taylor Swift e a prova de que nenhuma mulher está à salvo do silenciamento

Taylor Swift e a prova de que nenhuma mulher está à salvo do silenciamento

Não é drama, é assédio! Por que as mulheres pararam de sussurrar

Não é drama, é assédio! Por que as mulheres pararam de sussurrar

Novo livro de contos do criador de “True Detective” chega às livrarias em abril

Novo livro de contos do criador de “True Detective” chega às livrarias em abril

It’s Okay to Not be Okay indicado a cinco prêmios

It’s Okay to Not be Okay indicado a cinco prêmios

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *