Artigos

O que Jeff Lemire faz além de sucesso?

25 / janeiro / 2021

Nascido e criado na pequena cidade agrícola de Essex, em Ontário, Jeff Lemire é hoje um dos autores de histórias em quadrinhos mais versáteis de sua geração. Com pouco mais de quinze anos de carreira, acumula dezenas de publicações em várias editoras pelo mundo e, apesar de ter escrito durante anos para as gigantes Marvel e DC, construiu sua reputação graças a obras autorais como Black Hammer, Descender e Royal City.

A trajetória de Lemire começou com Lost Dogs, quadrinho publicado de forma independente nos Estados Unidos, em 2005, e que rapidamente foi adquirido pela editora Top Shelf Productions. A partir daí, outros de seus grandes títulos também foram publicados por lá, como a trilogia Condado de Essex e O soldador subaquático — histórias que conquistaram o público graças ao tom intimista e pessoal que logo se tornaria a marca registrada do autor.

Mesmo depois de ter se estabelecido na indústria com Sweet Tooth: Depois do apocalipse, Lemire nunca imaginou que um dia seria o roteirista de personagens dos X-Men ou da Liga da Justiça. Por isso, em 2016, começou a escrever Black Hammer, uma história sobre um grupo de super-heróis exilados que precisam aprender a conviver em uma fazenda nos limites do tempo e espaço. “Há 10 ou 12 anos, estava trabalhando exclusivamente em quadrinhos independentes. (…) Nunca imaginei que teria a chance de fazer quadrinhos de super-heróis mainstream naquela época, então criei Black Hammer como uma carta de amor e uma forma de expor minha visão sobre o gênero”, revelou à Forbes.

Mais do que um amálgama de referências ao universo dos super-heróis, em Black Hammer Lemire desenvolve pequenas narrativas que conduzem ao tema central de grande parte de suas obras: a família. “É uma dinâmica que me interessa muito: as coisas que podem separar uma família e os laços que mantêm essas pessoas unidas apesar de circunstâncias incomuns”, contou em entrevista ao Comics Beat.

Não à toa, depois da conclusão de Black Hammer, Lemire decidiu retornar às suas origens e explorar abertamente o tema em Royal City, quadrinho que nos apresenta a uma família disfuncional que precisa se reencontrar e encarar o passado após um problema de saúde grave do patriarca. No primeiro volume, Segredos em família, acompanhamos Patrick, autor de um livro de muito sucesso que passa por uma crise criativa e se vê obrigado a retornar à sua cidade natal, Royal City, encarando tudo que seu passado tentou esconder. “Acho que muitos de nós que crescemos em cidades pequenas e saímos de lá temos uma tendência a nos ‘reinventarmos’”, afirmou em entrevista à editora original do título. “Então, quando voltamos para casa, temos que reconciliar a pessoa que queremos ser com quem somos de verdade”.

Estúdio onde o quadrinista faz suas ilustrações. Foto: Acervo pessoal/Jeff Lemire’s blog

 

“Amo escrever histórias de gênero e vou continuar fazendo isso em títulos como Descender e Black Hammer, mas também preciso balancear esse trabalho com coisas mais pé no chão.”
Jeff Lemire sobre Royal City

 

Segundo o Guia dos Quadrinhos, mais de 170 revistas e livros contêm o nome Jeff Lemire listado como roteirista ou ilustrador somente no Brasil. Em uma entrevista de 2017 ao site MultiversityComics, ele revelou como consegue produzir tanto: “Para falar a verdade, minha agenda hoje em dia é muito mais leve. Estou escrevendo quatro títulos enquanto escrevo e desenho Royal City. Nos últimos dois anos, eu escrevia sete títulos todo mês e também desenhava todo dia, então isso é bem tranquilo para mim.”

Para Lemire, a alta produtividade é exatamente o que ele buscava. “Isso é mais do que eu sonhei. (…) Eu tenho a oportunidade de acordar todos os dias e fazer meus próprios quadrinhos, em meu próprio mundo, com um grupo de colaboradores e parceiros criativos incrivelmente talentosos. Me sinto muito sortudo e grato a todos os livreiros, leitores e bibliotecários que tornaram isso possível.”

O sucesso de Lemire também tem transbordado das páginas e migrado para outras mídias: pelo menos cinco de suas obras, incluindo Black Hammer e Descender, estão com adaptações em desenvolvimento, seja para TV ou cinema. Em alguns casos, para ambos.

Para 2021, a Intrínseca já anunciou dois lançamentos do autor: o inédito Family Tree e o aguardado segundo volume de Descender. Saiba mais.

Tags , , , , , , .

Leia mais Artigos

Juventude, racismo e Black Lives Matter: conheça a história de Nic Stone

Juventude, racismo e Black Lives Matter: conheça a história de Nic Stone

Conheça as nossas HQs vencedoras do Eisner, o Oscar dos quadrinhos

Conheça as nossas HQs vencedoras do Eisner, o Oscar dos quadrinhos

A importância do chá para o povo inglês durante a Segunda Guerra Mundial

A importância do chá para o povo inglês durante a Segunda Guerra Mundial

O perigo mora ao lado

O perigo mora ao lado

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *