Notícias

Estas verdades reconstrói a formação dos Estados Unidos e todas as suas contradições

2 / outubro / 2020

“Consideramos estas verdades como autoevidentes: que todos os homens são criados iguais, que são dotados por seu Criador de certos direitos inalienáveis, que entre eles estão a vida, a liberdade e a busca da felicidade.” Essas são as palavras de Thomas Jefferson na Declaração de Independência, o documento que estabelece a identidade dos Estados Unidos como nação. Ao longo dos quinhentos anos que se seguiram desde então, o experimento americano baseou-se nos três ideais descritos por Jefferson como “estas verdades”: igualdade política, direitos naturais e soberania do povo.

Em Estas verdades, a historiadora e professora Jill Lepore conta a história americana desde 1492, questionando se o curso dos eventos ao longo desses cinco séculos comprovou as premissas fundadoras ou as desmentiu. Em busca da resposta, a autora traça um panorama da política americana desde o período colonial até a eleição de Donald Trump, em 2016, além de entregar aos leitores um detalhado registro sobre toda a formação dos Estados Unidos.

Entre os temas abordados na obra estão os movimentos por direitos civis, as raízes dos embates raciais, as experiências dos povos e grupos marginalizados ― mulheres, afro-americanos, povos nativos, homossexuais ―, os escândalos envolvendo ex-presidentes, as consequências dos atentados de 11 de setembro de 2011 e características da sociedade norte-americana que ajudam a compreender as principais manifestações culturais, econômicas, políticas e sociais desse país ao longo dos séculos.

Especialista no assunto, Jill Lepore leciona história americana em Harvard e é redatora da The New Yorker. Conhecida por sua linguagem pop e acessível, escreveu em 2014 A história secreta da Mulher-Maravilha, com o qual ganhou o American History Book Prize.

O livro, ideal para quem se interessa por história e por política, chega às livrarias a partir do dia 16 de outubro.

“O passado é uma herança, uma dádiva e um fardo. Não se pode fugir dele. Não há nada a fazer além de conhecê-lo.”

Leia mais Notícias

Como sobreviver às neuroses da era digital

Como sobreviver às neuroses da era digital

Intrínseca publicará livro com reflexões do Papa Francisco sobre mundo em pandemia

Intrínseca publicará livro com reflexões do Papa Francisco sobre mundo em pandemia

Se alguém vive terminando com você, isso é amor?

Se alguém vive terminando com você, isso é amor?

Escolhida a atriz que será Kya Clark na adaptação de Um lugar bem longe daqui

Escolhida a atriz que será Kya Clark na adaptação de Um lugar bem longe daqui

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *