Listas

Dez livros que contam histórias da Segunda Guerra Mundial

5 / junho / 2020

Em 6 de junho de 1944, o desembarque de mais de 150 mil soldados das tropas aliadas nas praias da Normandia, no noroeste da França, foi o golpe crucial no regime nazista, marcando o começo de sua derrocada.

No aniversário do Dia D, o Dia da Decisão, indicamos algumas obras que revivem os difíceis anos de um dos períodos mais conturbados da humanidade, cujas histórias ainda nos emocionam e nos chocam.

 

A menina que roubava livros

Em meio a uma Alemanha assolada pelo nazismo, uma menina recorre à literatura para contornar o medo e a solidão. Estamos falando de A menina que roubava livros, história que já comoveu milhares de leitores mundo afora.

Narrada pela morte, a trama acompanha Liesel, uma menina que é adotada por um casal de um bairro alemão pobre. Em um tempo em que livros são queimados, a menina aprende a ler e escrever com o pai, furtando um exemplar sempre que possível ou fazendo visitas à biblioteca do prefeito da cidade.

 

Os últimos dias de nossos pais

Após a frustração de ter tido o Exército britânico encurralado em Dunquerque, Winston Churchill tem uma ideia capaz de mudar o curso da guerra: criar uma nova seção do serviço secreto britânico, a SOE (Executiva de Operações Especiais), responsável por conduzir ações de sabotagem e se infiltrar nas linhas inimigas ― algo jamais feito na história.

No livro Os últimos dias de nossos pais, o autor suíço Joël Dicker aborda a criação da SOE e mostra como um serviço composto em sua maioria por amadores tornou-se uma das peças-chave da Segunda Guerra Mundial.

 

Toda luz que não podemos ver

Vencedor do Pulitzer, Toda luz que não podemos ver é uma leitura comovente sobre o que há além do mundo visível em meio aos horrores da guerra.

Na obra, Marie-Laure é uma menina cega cujo pai trabalha no Museu de História Natural. Quando os nazistas ocupam Paris, os dois fogem e levam consigo um dos maiores tesouros do museu. O que eles não imaginam é que seu caminho vai se cruzar com o de Werner, um órfão especializado em aparelhos de rádio, forçado a trabalhar para os nazistas.

 

Mulheres sem nome

Mulheres sem nome é um livro que aborda a perspectiva das mulheres em uma guerra cujo protagonismo é historicamente masculino.

A trama dá voz a três protagonistas femininas em diferentes lugares do mundo enquanto a Segunda Guerra eclodia. A socialite Caroline Ferraday está em Nova York quando Hitler invade a Polônia, em 1939, enquanto a jovem Kasia Kuzmerick se envolve cada vez mais com o movimento de resistência polonês. Levada ao campo de concentração feminino de Ravensbrück, Kasia conhece a médica alemã Herta Oberheuser, responsável por exercer uma medicina terrivelmente controversa nas prisioneiras.

 

Caçadores de nazistas

Após a queda de Hitler, 24 pessoas envolvidas nos crimes do Holocausto foram julgadas e condenadas às custas de muito esforço. Contudo, algumas delas conseguiram fugir da Alemanha e tentaram recomeçar a vida em outros países, principalmente na América.

Foi aí que os caçadores de nazistas entraram em ação e passaram a procurar por rastros desses fugitivos em todas as partes do mundo. A história de como suas investigações levaram à captura de alguns desses criminosos e de como foi essa caçada é contada em detalhes no livro Caçadores de nazistas.

 

O desaparecimento de Josef Mengele

O médico Josef Mengele realizou experimentos macabros em vários prisioneiros do campo de concentração Auschwitz. Por seu sadismo, ficaria conhecido na história como Anjo da Morte e escapou dos tribunais fugindo para a América do Sul após a queda de Hitler.

Em O desaparecimento de Josef Mengele, o jornalista francês Oliver Guez reconstrói os passos de Mengele, mesclando realidade e ficção para narrar sua vida na Argentina, no Paraguai e no Brasil.

 

No jardim das feras

Foto: @anaseerig

Uma das obras mais incríveis de Erick Larson, o mestre da narrativa de não ficção, No jardim das feras reconstitui a ascensão de Hitler sob a perspectiva singular do então embaixador norte-americano em Berlim e de sua filha — uma jovem divorciada que se envolve com homens importantes do Terceiro Reich, como o primeiro chefe da Gestapo, Rudolf Diels.

Uma leitura arrebatadora e que ajuda a entender por que o mundo só foi se dar conta da grave ameaça representada por Hitler quando o horror da guerra já era inevitável.

 

Inferno

Resultado de 35 anos de pesquisa, o livro Inferno: o mundo em guerra 1939-1945 traça um painel completo da Segunda Guerra Mundial em todas as linhas de frente, com enfoque na experiência humana.

Em volume único, Max Hastings entrelaça pesquisas com o testemunho de pessoas comuns e compõe uma narrativa capaz de revelar como foi viver, lutar e morrer em um mundo em conflito.

 

Tempo de luz

Lee Miller fez história ao ser a primeira mulher correspondente de guerra para a revista Vogue. É de sua autoria uma enorme quantidade de fotos icônicas da Segunda Guerra Mundial, com destaque para aquela em que a própria posa dentro da banheira de Hitler, minutos depois de o Führer fugir de Munique.

Entrelaçando as memórias da artista, da sua chegada a Paris, seu romance com Man Ray e o período da guerra, Tempo de luz é uma ficcionalização brilhante deste período conturbado.

 

O navio das noivas

Embora não seja ambientado durante a Segunda Guerra Mundial, O navio das noivas narra um episódio intimamente ligado às consequências do conflito.

No romance inspirado na história real vivida pela avó de Jojo Moyes, quatro mulheres deixam a Austrália em um porta-aviões com destino à Inglaterra, onde devem encontrar os soldados com quem se casaram durante o conflito. Ao lado de outras noivas, armas, aeronaves e oficiais da Marinha, elas enfrentarão desafios nessa viagem que mudarão para sempre suas vidas.

 

Bônus

A culpa é das estrelas

Quem já leu ou assistiu a A culpa é das estrelas com certeza se lembra da visita que Hazel e Augustus fazem à Casa de Anne Frank. Em homenagem a essa passagem tão emocionante, fizemos um post sobre uma visita ao local que serve de memória e reflexão sobre os horrores do período.

Leia mais Listas

Seis livros para quem curte romances históricos

Seis livros para quem curte romances históricos

Os rostos de um confronto

Os rostos de um confronto

Viva a ciência: dicas de livros para quem gosta de saber mais

Viva a ciência: dicas de livros para quem gosta de saber mais

O que esperar da adaptação de Território Lovecraft?

O que esperar da adaptação de Território Lovecraft?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *