Clara Savelli

Cinco autores famosos que ouviram vários “não” antes de chegar aonde estão

13 / novembro / 2019

Muitas vezes temos a falsa impressão de que a vida é fácil para todo mundo, menos para a gente. Que a grama do vizinho é mais verde, que o fruto do vizinho parece melhor que o seu, e todas essas frases prontas que a gente escuta e repete a vida toda. Quando fui contratada pela Intrínseca, e meu livro, As férias da minha vida, foi lançado, ouvi muita gente dizer que eu tive “sorte” e que “eu devia ter as costas quentes”. Essas pessoas não viram que tenho passado os últimos 12 anos da minha vida me dedicando à escrita, participando de eventos, pagando do meu próprio bolso para divulgar meu trabalho.

Quando a gente vê só o resultado e esquece de analisar o processo, dá mesmo um desânimo. Longe de querer desencorajar vocês. Quero que minha história os inspire a sempre acreditar nos seus sonhos. E não só a minha! O objetivo desse post é mostrar que nem tudo é como parece ser (já diziam Os Feiticeiros de Waverly Place) e que até mesmo autores da Intrínseca que hoje são verdadeiros best-sellers tiveram sua cota de dificuldades e rejeições no início. Gente como a gente, sabia?

Cinco autores famosos que ouviram vários “não” antes de chegar aonde estão:

1. Stephanie Meyer (autora da série Crepúsculo e de A hospedeira)

Imagem relacionada

Acredite ou não: os primeiros rascunhos da série Crepúsculo foram rejeitados diversas vezes antes de Stephanie Meyer finalmente ouvir um “sim”. Fico imaginando os PESADELOS que os editores que recusaram o livro têm até hoje, rs. Stephanie contou em seu site oficial que chegou a considerar mandar uma cópia de sua carta de rejeição mais maldosa anexada a uma matéria sobre seu sucesso para o agente que a enviou, mas resolveu ser melhor que isso. Que bom que ela não desistiu, né? Já pensou num mundo sem Edward Cullen? Tô fora, pego minha coleção da saga e vou embora. (E se você é Team Jacob, melhor reler os livros, kakakaka).

 

2. Jojo Moyes (autora de Como eu era antes de você e de diversos outros livros incríveis)

Me Before You GIF - MeBeforeYou GIFs

Jojo é um dos grandes fenômenos editoriais dos últimos tempos. Acontece que a diva pensou em DESISTIR da carreira de escritora após seus três primeiros livros terem sido rejeitados. Ela chegou a pensar que nunca daria certo, devido à sua atarefada rotina e às sequentes negativas. Foi só no seu quarto livro, Em busca de abrigo, que Jojo ouviu um “SIM”. E esse “SIM” mudou sua vida e nos fez chorar muito de emoção desde então. Deus abençoe esse editor.

 

3. C.J. Tudor (autora de O homem de giz e de O que aconteceu com Annie)

read suicide squad GIF

C.J. Tudor começou a escrever depois dos trinta anos e tinha certeza de que tudo que produzia era um lixo. Segundo ela, depois de ter escrito algo que considerou minimamente bom e enviar para uma análise editorial, ainda demorou mais de dez anos para que, finalmente, alguém aceitasse publicar suas histórias. Ela teve que superar muitas rejeições e projetos falidos pelo caminho e agradece até hoje por nunca ter desistido, apesar das negativas. Ela lançou seu primeiro livro aos 46 anos e é um grande exemplo de que nunca é tarde para seguir seus sonhos.

 

4. E.L. James (autora da série Cinquenta tons de cinza e de Mister)

Kinky Fifty GIF - Kinky Fifty Shades GIFs

Segundo alguns jornais, os livros da série Cinquenta tons foram rejeitados mais de uma vez por agentes literários. Não sei se eles seguiram na profissão depois de terem deixado passar o livro que vendeu mais rápido na história. Dizem que E.L. James ficou tão magoada com as rejeições que resolveu parar de correr atrás das editoras. Vocês sabiam que a primeira versão da série foi publicada de forma independente? Com certeza uma história que dá um gás para quem está começando.

 

5. Joël Dicker (autor de O desaparecimento de Stephanie Mailer e de diversos outros livros)

Imagem relacionada

Joël Dicker é, com certeza, um dos maiores escritores de romances policiais dos últimos anos. Só que antes de ele se tornar isso tudo, quatro de seus livros foram rejeitados. Segundo o autor, ele teve que repensar as histórias e transformá-las completamente antes de reapresentar algum texto para publicação. Seu exemplo também é excelente para nos fazer refletir sobre nossas próprias histórias. Dificilmente nosso primeiro rascunho estará perfeito para apresentação a um agente ou a uma editora. Por isso, é sempre importante se aprimorar. Já falei sobre como ser um escritor melhor aqui no blog da Intrínseca. Passa lá para curtir minhas dicas!

 

Essas histórias inspiradoras servem para todos os autores que estão começando e para aqueles que estão cansados e pensando em desistir. Mas não só para eles: são histórias para todos que têm um sonho que parece impossível e que não aguentam mais receber negativas. Às vezes, o “sim” está apenas a alguns dias ou meses de distância. Continue.

Você Consegue / Boa Sorte / Friends / Chandler / Joey GIF - YouGotThis GoodLuck Friends GIFs

Tags , , , , , .

Leia mais Clara Savelli

Como se tornar um bom escritor?

Como se tornar um bom escritor?

Um ano de intrínsecos: minha experiência como assinante

Um ano de intrínsecos: minha experiência como assinante

Um ano de intrínsecos: minha experiência como assinante

Um ano de intrínsecos: minha experiência como assinante

Dicas para aproveitar ao máximo a Bienal do Livro Rio 2019

Dicas para aproveitar ao máximo a Bienal do Livro Rio 2019

Comentários

Uma resposta para “Cinco autores famosos que ouviram vários “não” antes de chegar aonde estão

  1. Correção: o nome da rainha é StephEnie, não Stephanie. ❤️

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *