Instagram, Listas

Cinco curiosidades incríveis sobre Um lugar bem longe daqui

30 / setembro / 2019

A vida de um leitor é feita de várias histórias, mas existem aquelas que são completamente inesquecíveis. É o caso de Um lugar bem longe daqui, livro escrito por Delia Owens e que conquistou o mundo todo com seu retrato sensível e emocionante de como a solidão afeta a vida de uma pessoa.

O romance acompanha a jornada de Kya Clark, uma menina que aos seis anos é abandonada por toda sua família. Sozinha e hostilizada pelas pessoas da cidade mais próxima, Kya vive escondida na natureza selvagem que cerca sua casa, onde aprende com as plantas e os animais a se virar sozinha.

Além de retratar o crescimento e os desafios enfrentados pela garota, o livro também acompanha um misterioso crime: o assassinato de um dos rapazes mais populares da região. Vista com desconfiança por todos, Kya é a primeira suspeita do caso, e precisará provar sua inocência.

Com mais de 3 milhões de cópias vendidas só nos Estados Unidos, essa história fascinante também é recheada de curiosidades. Quer saber mais? Confira a lista:

 

1 – A autora é uma cientista

Antes de se tornar escritora, Delia Owens trabalhou por muito tempo em alguns países da África, onde estudou o comportamento de vários animais, como leões e elefantes. Formada em zoologia e com ph.D. em comportamento animal, sua experiência com a natureza e seus anos de isolamento serviram de inspiração para que ela escrevesse Um lugar bem longe daqui, criando uma narrativa única e com detalhes impressionantes sobre a fauna e a flora dos brejos da Carolina do Sul.

 

2 – O livro levou cerca de 10 anos para ser escrito

Um lugar bem longe daqui é o primeiro livro de ficção de Delia Owens. Ao longo da década que passou escrevendo, Delia sempre dormia com um bloco de anotações, uma lanterna e uma caneta ao lado da cama para que pudesse colocar no papel as ideias que surgiam no sono. Algumas vezes ela nem conseguia entender a própria letra!

 

3 – Onde o vento faz a curva

A autora explicou que o nome do livro foi inspirado em uma expressão que sua mãe sempre dizia quando queria estimular a filha a explorar a natureza. Em inglês, o título é Where the Crawdads Sing. E em uma tradução livre, significa “onde cantam os lagostins”-, mas o sentido correto em português seria algo como “onde o vento faz a curva”, isto é, um lugar beeeeeeem longe daqui mesmo.

 

4 – Vai virar filme

Assim como a gente, a atriz Reese Witherspoon ficou tão apaixonada por essa história que resolveu tevá-la para os cinemas! Com os estúdios Fox, ela está produzindo o filme de Um lugar bem longe daqui, que já está em desenvolvimento. A autora também está envolvida no projeto e parece que o roteiro está quase pronto. Quem vocês acham que deveria fazer parte do elenco?

 

5 – Parede na Bienal do Rio

Esse livro é tão especial que ganhou uma parede temática linda no estande da Intrínseca na Bienal do Rio 2019. Inspirada na coleção de plantas, penas e conchas que Kya vai acumulando ao longo da história, a parede incluía muitos detalhes lindos e foi o cenário perfeito para várias fotos memoráveis. Você tirou uma foto por lá? Manda para a gente nas nossas redes sociais!

Tags .

Saiba mais sobre os livros

Leia mais Instagram

7 personagens apaixonantes dos livros

7 personagens apaixonantes dos livros

Fotografia de um romance

Fotografia de um romance

11 espiãs reais que marcaram a história

11 espiãs reais que marcaram a história

Café da manhã dos campeões, um dos maiores best-sellers de Kurt Vonnegut, ganha nova edição

Café da manhã dos campeões, um dos maiores best-sellers de Kurt Vonnegut, ganha nova edição

Comentários

3 Respostas para “Cinco curiosidades incríveis sobre Um lugar bem longe daqui

  1. Pra mim, a Adelaide kane seria uma Kia incrível.

  2. Vocês já viram aquela cena do filme Diário de Uma Paixão? Onde o casal passeia de barco entre os gansos em uma área parecida com o mangue de Kya, é na região da Carolina e me fez lembrar bastante as paisagens descritas na história de Um Lugar Bem Longe Daqui.
    Para mim além do talento e dedicação com a escrita, o enredo deve acima de tudo emocionar e tocar a alma, as histórias mais incríveis e amadas são aquelas que permanecem na memória como se tivéssemos vivido parte delas.

  3. Caraca, que livro bom, na noite em que terminei de ler, nem consegui dormir, pensando no livro e repassando os detalhes na minha mente! Concordo com Driele, consigo perfeitamente imaginar Adelaide Kane interpretando Kia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *