Listas

Três casos reais de lugares assustadores que inspiraram a ficção

23 / agosto / 2019

Quem nunca passou por uma cidade abandonada enquanto viajava? Ou viu uma casa esquisita durante uma caminhada e, só de passar perto, teve arrepios?

Arnhill, cidade onde se passa a história de O que aconteceu com Annie, de C.J. Tudor, é um desses locais: uma pequena região mineradora onde, ao longo dos anos, crianças se perdem nas minas e retornam… diferentes.

Pensando nisso, fizemos uma lista com três lugares reais que inspiraram livros, jogos ou filmes de terror. Confira:

Burkittsville, de A Bruxa de Blair

Poucos sabem, mas o filme lançado em 1999 é baseado em uma história real. A história de A Bruxa de Blair é inspirada na lenda de Elly Kedward, uma suposta bruxa que viveu na pequena vila de mesmo nome no estado de Maryland, durante o século XVIII.

Em 1785, várias crianças denunciaram Elly para seus pais, alegando que ela havia tirado algumas gotas de sangue de seus dedos, e logo toda a população a acusou de bruxaria. Kedward foi banida da vila e lançou uma maldição sobre o local antes de partir. A lenda diz que ela morreu na floresta devido ao rigoroso inverno daquele ano, mas seu corpo nunca foi encontrado. Após uma série de mortes misteriosas, a população local ficou tão assustada que abandonou a vila. Mas a lenda não termina por aí.

Em 1824, o lugar foi rebatizado de Burkittsville, e, apenas um ano depois, uma menina de 10 anos morreu afogada no lago da cidade. Diversas testemunhas afirmaram ter visto uma mão branca e fantasmagórica a puxando para baixo da água.

Mais de cem anos depois, na década de 1940, crianças que moravam na vila começaram a desaparecer. Algumas semanas mais tarde, Rustin Parr, um morador da região, se entregou à polícia e confessou ter sequestrado e matado 7 crianças. Ele disse que só cometeu o crime porque uma voz sussurrava em seus ouvidos o que ele deveria fazer.

Apesar da tragédia, uma criança foi encontrada viva no porão de Rustin: Kyle Brody. Único sobrevivente do caso, o menino nunca se recuperou e passou o resto da vida em instituições psiquiátricas. Muitos acreditam que Kyle não era um sobrevivente, mas um cúmplice dos crimes. A justiça, porém, nunca conseguiu provar nada.

Centralia, de Silent Hill

População da cidade em 1981: 1.500 habitantes.
População da cidade hoje: menos de 10 habitantes.

Ninguém sabe ao certo como aconteceu, mas desde 1962 existe um incêndio subterrâneo acontecendo em Centralia, na Pensilvânia.

A cidade, que serviu de inspiração para a franquia Silent Hill, vivia da mineração de carvão antracite, um tipo de mineral que queima com uma chama praticamente invisível. Um dia, o fogo se espalhou através das minas do local, abaixo das residências e dos prédios comerciais. Desde então, a cidade arde em chamas.

A previsão é que o fenômeno continue assim por, pelo menos, mais cem anos.

Atualmente, quase não existem casas de pé por ali – a maioria foi demolida pelo governo ou destruída pela própria natureza. A única construção que continua intacta é uma igreja católica ucraniana, que foi erguida sobre uma pedra. Apesar de sua congregação não morar na cidade, hoje abandonada, ela continua indo ao local e celebrando cultos todos os domingos normalmente.

Na trama de Silent Hill, a bizarra igreja da cidade é o único lugar onde se pode ficar seguro da Escuridão. Coincidência?

A casa na 112 Ocean Avenue, de Horror em Amityville

Uma das histórias mais famosas do cinema foi baseada no caso real do massacre da família DeFeo e seus desdobramentos sobrenaturais. Em 1974, seis membros da família foram mortos a tiros enquanto dormiam, e o único sobrevivente foi o filho mais velho, Ronald “Butch” Jr., de 23 anos. Butch confessou ter cometido o crime com a ajuda de Dawn, sua irmã mais nova, e foi condenado a 150 anos de prisão.

Mas a história bizarra começa pouco tempo depois, quando George e Kathy Lutz compraram a casa e se mudaram para o local com seus três filhos.

Desde sua mudança, a família vivenciou muitos eventos estranhos e paranormais, como o constante cheiro de perfume ou excrementos durante a madrugada, objetos que voavam e trocavam de lugar pela sala, aparições de figuras demoníacas e até crucifixos que ficavam de cabeça para baixo. Tinha até uma gosma verde que escorria das paredes sem nenhum motivo em específico!

A situação da família se complicou quando as crianças começaram a se comportar de forma estranha e várias janelas se quebravam sem motivo. Um padre foi chamado para abençoar a casa, mas escutou uma voz mandando ele sair e em seguida sentiu ter levado um tapa nas costas.

Depois de 28 dias, a família abandonou a casa e deixou todos os móveis para trás.

Uma equipe de paranormais – incluindo Ed e Lorraine Warren, o casal da franquia Invocação do Mal – investigou o local, e todos relataram acontecimentos sobrenaturais dentro da casa. Eles disseram que a experiência foi o mais próximo do inferno que chegaram.

Apesar disso, não existe nenhum registro ou comprovação dos fatos descritos pela família Lutz, e a conclusão das autoridades é que tudo não passou de uma armação de George para enriquecer com a venda dos direitos da história.

A casa foi vendida anos depois e os novos proprietários afirmam que nunca presenciaram episódios sobrenaturais no local.

 

MENÇÃO HONROSA: Hotel Cecil, de American Horror Story

Tá, nós falamos três lugares, mas esse vale uma menção especial.

O cenário da quinta temporada da série American Horror Story é o Hotel Cortez, em Los Angeles. O local é claramente inspirado no Hotel Cecil, inaugurado em 1924 e conhecido pelos casos bizarros que aconteceram por ali.

Com mais de 600 quartos, o lugar já hospedou diversos serial killers e foi cenário de assassinatos e suicídios famosos. O caso mais recente é de Elisa Lam, jovem que apareceu pela última vez em um vídeo da segurança interna fugindo de alguma coisa invisível e se escondendo no elevador do prédio.

Elisa foi encontrada morta dias depois, dentro da caixa-d’água que ficava no terraço. Por falta de provas, a polícia concluiu que o episódio foi um caso de suicídio, mas muitos ainda duvidam desse resultado.

O hotel também foi um dos últimos lugares em que Elizabeth Short, a vítima do caso Dália Negra, foi vista com vida. No famoso caso, o corpo da aspirante a atriz foi encontrado em um terreno da cidade de Los Angeles em 1947. A investigação nunca conseguiu descobrir nem quando a atriz foi capturada nem como. E até hoje o caso permanece sem solução.

 

E aí, leitores, você visitaria algum desses lugares?

Tags , , , .

Saiba mais sobre os livros

Leia mais Listas

Cinco casos reais com crianças assustadoras

Cinco casos reais com crianças assustadoras

6 assassinos assustadores que estão em Mindhunter

6 assassinos assustadores que estão em Mindhunter

Tudo que você precisa ler (e assistir) se gostou de Me chame pelo seu nome

Tudo que você precisa ler (e assistir) se gostou de Me chame pelo seu nome

Dicas de leitura para cada signo

Dicas de leitura para cada signo

Comentários

2 Respostas para “Três casos reais de lugares assustadores que inspiraram a ficção

  1. Desculpa, mas a historia da Bruxa de Blair é falsa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *