Listas

Quatro organizações do novo poder e por que elas estão mudando o mundo

14 / setembro / 2018

 

Henry Timms e Jeremy Heimans apresentam em seu novo livro o que está por trás dos maiores casos de sucesso dos últimos tempos: o novo poder.

Hierárquico, fechado e inacessível, o velho poder funciona como um download: é baixar e guardar. É muito visto em organizações tradicionais de empresas e governos. O novo poder, por outro lado, é aberto, colaborativo e horizontal. É como fazer o upload e distribuir. O objetivo não é acumular, mas canalizar.

Você pode até estar se perguntando se esse tal de novo poder funciona mesmo, mas saiba que grandes empreendimentos atuais o utilizam, e apostamos que você conhece pelo menos um dos exemplos. Confira aqui quatro movimentos ou organizações do novo poder que estão moldando o século XXI:

 

1. O Desafio do balde de gelo

O desafio que viralizou em 2014 consistia em jogar um balde de água gelada sobre a própria cabeça e desafiar três amigos a fazer o mesmo. Quem não aceitasse era aconselhado a fazer uma doação para o fundo de pesquisa de Esclerose Lateral Amiotrófica. O fenômeno arrecadou mais 115 milhões de dólares para a causa durante o verão. Esse sucesso astronômico se deve a alguns fatores: ele permitia, por exemplo, que você interagisse dentro de uma comunidade que compartilha dos mesmos valores que você, desde pessoas comuns até celebridades e políticos. Além disso, você podia customizar a ideia, como Lady Gaga, que jogou o balde vestida com uma roupa de couro, e LeBron James, que aparece de cueca no convés de um iate no vídeo do desafio.

 

2. Wikipédia

Você já deve ter acessado a maior enciclopédia on-line do mundo, seja para procurar referência para algum trabalho ou para saber mais sobre um novo artista que surgiu. O projeto colaborativo fornece um conteúdo livre, verificável, que todos podem editar e melhorar a qualquer momento. Os colaboradores da plataforma, ou seja, quem edita as informações, são voluntários e não possuem um líder representante. Os visitantes também são estimulados a debater para que possam sempre melhorar o conteúdo da Wikipédia. É por isso que o site se mantém uma referência de abertura e democratização. 

 

3. O movimento #MeToo

O produtor de cinema Harvey Weinstein era o deus de Hollywood: ele tinha o poder de deslanchar ou acabar com a carreira de quem desejasse, e por isso seus constantes assédios continuavam sendo enterrados e perdoados pela indústria. O sistema fechado e hierárquico que o sustentava é um claro exemplo do velho poder, mas sua queda nos diz muito sobre como o novo poder funciona e por que ele é importante. Quando denúncias contra o produtor surgiram em 2017, a hashtag #MeToo explodiu com depoimentos de outras mulheres que passaram pela mesma situação, fosse com Harvey Weinstein ou com outros colegas de trabalho. Cada denúncia do movimento #MeToo aumentava a força da corrente, que inundou as redes sociais e logo a imprensa tradicional. Cada ato individual de coragem foi, na verdade, realizado por muitas. Graças ao movimento, Weinstein foi retirado de sua própria companhia e expulso da Academia responsável pelo Oscar.

 

 4. Airbnb

 

O Airbnb é um serviço on-line comunitário de hospedagem pioneiro no modelo do novo poder. Incentivando a colaboração e a auto-organização, a empresa promove a transparência e a confiança como normas centrais da comunidade sem destruir a individualidade dos anfitriões. Porém, é comum que empresas como essa cresçam rapidamente sem se importar com questões jurídicas e sejam chamadas de killer companies (“empresas matadoras”), pois almejam exterminar ramos inteiros de negócios – no caso do Airbnb, o de hotéis. A empresa continua crescendo em várias regiões do mundo, mas enfrenta alguns desafios impostos pelas agências reguladoras e pressão de investidores. Isso nos deixa com uma dúvida: será que o Airbnb manterá os valores do novo poder ou gravitará para o velho poder?

 

Leia um trecho de O novo poder

 

 


Saiba mais sobre os livros

Leia mais Listas

Alcance suas metas: uma lista de livros para você começar o ano inspirado

Alcance suas metas: uma lista de livros para você começar o ano inspirado

Como a Uber e o Airbnb mudaram as cidades por dentro

Como a Uber e o Airbnb mudaram as cidades por dentro

Tudo que você precisa ler (e assistir) se gostou de Me chame pelo seu nome

Tudo que você precisa ler (e assistir) se gostou de Me chame pelo seu nome

Dicas de leitura para cada signo

Dicas de leitura para cada signo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *