Listas

Leah e a delícia de ser o que é

26 / julho / 2018

Leah fora de sintonia faz parte do mesmo universo de Com amor, Simon e Os 27 crushes de Molly, criados pela autora Becky Albertalli, e, modéstia à parte, é tão apaixonante quanto seus irmãos.

A Leah sempre foi uma das personagens favoritas dos fãs de Simon. Ela tem dezessete anos, toca bateria numa banda só de garotas, ama desenhar (embora ache tudo que faz uma porcaria) e ler fanfics (e se forem de Harry Potter, melhor ainda!). Ela é debochada, sarcástica e bem crítica, embora, assim como Draco Malfoy, por dentro seja uma manteiga derretida.

Gorda e bissexual, Leah em nenhum momento se envergonha do que é. Mas agora as coisas estão diferentes, e ela sente que algo está fora de sintonia. Talvez porque esteja no último ano da escola e logo terá que se despedir de seus amigos e de sua mãe. Ou também porque ultimamente não tem conseguido parar de pensar numa garota da escola, a única na qual não deveria pensar de jeito nenhum.

Pra gente aqui na Intrínseca, é um prazer (e um dever) publicar histórias como a da Leah.  Esperamos que você também se apaixone por ela!

Reunimos aqui alguns dos melhores momentos da nossa baterista mais ranzinza e adorável. Dá só uma olhada:

 

1- “A única coisa pior do que experimentar vestidos é ouvir um monte de garotas magrelas experimentando vestidos no provador ao lado. Ouvi-las procurando defeitos em si mesmas. É como se nem adiantasse eu gostar de meu corpo, porque sempre tem alguém para me lembrar de que eu não deveria gostar.”

 

2- “— Está de dieta? — pergunta Taylor.

— Hein?

Sério, quem faz uma pergunta dessas? Antes de mais nada, acabei de comer vinte toneladas de M&M’s. Depois, que tal ficar de boca calada um pouquinho? As pessoas não conseguem assimilar o conceito de uma garota gorda que não faz dieta. É difícil acreditar que eu possa realmente gostar do meu corpo?”

 

 

3- “Os pais de Bram são divorciados, o que acho estranhamente reconfortante. Não falo por mal — não torço para que a vida dele seja ruim em casa nem nada disso. É só que as famílias da maior parte dos meus amigos parecem saídas de um comercial de margarina: pais heterossexuais casados, todos morando em casas gigantescas, com fotos da família em porta-retratos enfileirados na parede da escada. É legal não ser a única que não se encaixa nesse padrão.”

 

 

4- “Abby acha Harry Potter legal. Isso é como dizer que a Oprah é legal. Que o Kendrick Lamar é legal. Não se pode achar Harry Potter legal. A pessoa tem que ser completamente obcecada por Harry Potter.”

 

5- “Nem sei de quem tenho mais raiva. Dela, por me provocar. Ou dele, por achar que o mundo gira ao seu redor. Porque é para isso que garotas bissexuais existem. Para suas fantasias. Amigo, se você gosta de mim, demonstre. Se fosse Nick flertando comigo, ele teria pensado Epa: competição. É como se não contasse, só porque é uma mulher.”

 

“Eu posso fazer essas coisas com um homem ou com uma mulher.”

 

E você, qual seu trecho preferido?


Saiba mais sobre os livros

Leia mais Listas

Conheça Leah fora de sintonia, a sequência de Com amor, Simon

Conheça Leah fora de sintonia, a sequência de Com amor, Simon

6 motivos para se apaixonar pelo Simon

6 motivos para se apaixonar pelo Simon

As semelhanças e diferenças entre Me chame pelo seu nome e Me encontre

As semelhanças e diferenças entre Me chame pelo seu nome e Me encontre

Cinco comédias românticas sobre namoros virtuais

Cinco comédias românticas sobre namoros virtuais

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *