Bastidores

Por que Cinquenta Tons de Liberdade é o melhor filme da trilogia?

21 / fevereiro / 2018

Por Nina Lopes*

Para alguns o ano só começou depois do Carnaval. Mas para mim só começou quando finalmente consegui reunir as amigas para ver Cinquenta Tons de Liberdade no cinema. Eu mal podia esperar para ver na telona o desfecho de uma história que comecei a acompanhar lá em 2012.

Então pegamos nossa pipoca e ocupamos uma fileira inteira da sala, bem organizadinhas para assistir à estreia do ano. No fim, todas nós saímos comentando a mesma coisa: esse foi o melhor filme da trilogia! Os motivos eu listo abaixo:

1- Uma história mais ágil

 

São muitos acontecimentos movimentando a trama final de Ana e Grey. Chegou a festa de casamento deles, Jack Hyde está de volta e dessa vez não vai deixar barato, vemos uma perseguição de carro, sequestro, ameaças, uma casa nova, Christian cantando, o uso da palavra de segurança (êpa!), uma notícia inesperada capaz de alterar o futuro do casal… Ufa, com tanta coisa não tem como não ficar atento do início ao fim.

 

2- Todas as roupas de Ana são lindas

 

Ana, querida, como você montou um guarda-roupa tão incrível? Certamente é tudo muito caro, afinal agora ela é a Sra. Grey, mas bem que eu queria o endereço das lojas onde ela faz compras. Para começar, temos o vestido de noiva delicado, clássico e todo rendado. Depois, na lua de mel, Ana desfila pela França com um vestido vermelho bafônico. Os looks formais de trabalho também são de fazer inveja em qualquer mulher antenada. Resumindo: arrasou, Ana!

 

3- Chegou a hora de derrotar os inimigos

 

Nada vem de graça nessa vida, nem o final feliz ao lado do Sr. Grey. Anastasia e Christian vão enfrentar vários desafios nesse filme, pois tem muita gente de olho na fortuna e nas conquistas deles (#chorarecalque). Além disso, ameaça pouca é bobagem, e Ana ainda precisa dar um chega para lá nas mulheres que ignoram a aliança no dedo esquerdo do seu marido.  

 

4- Ana se tornou uma mulher mais forte

 

Falando em dar um chega para lá, notamos claramente o amadurecimento de Ana e como ela passa a ter o controle de várias situações. Ela aprende a se colocar como Sra. Grey, se torna uma profissional reconhecida na editora em que trabalha e entende como a equilibrar a vida profissional e amorosa, reconhecendo a importância de encontrar tempo para o marido, a família e os amigos.

 

5- Vemos uma família sendo formada com muito amor

 

Não quero dar spoilers, então vou apenas dizer que as duas últimas cenas do filme são maravilhosas! Vemos uma Ana mais confiante, forte e sabendo usar sua voz dentro do relacionamento que construiu com o amor da sua vida. E a última cena não poderia ser em outro cenário que não no quarto vermelho, claro! Por fim, encerramos com um vislumbre do futuro lindo e promissor da família que se formou.

Vou sentir muitas saudades de Ana e Christian, mas fico feliz por ter feito parte do time de leitores/espectadores de um dos grandes romances dos últimos tempos. Apesar das polêmicas em torno de Cinquenta tons de cinza, é bom saber que histórias de amor ainda não saíram de moda.

*Nina Lopes é editora assistente no setor de ficção da Editora Intrínseca e é dessas que se apaixonam pelos personagens dos livros que lê.

Leia mais Bastidores

5 vezes em que Jojo Moyes nos ensinou o que realmente vale a pena

5 vezes em que Jojo Moyes nos ensinou o que realmente vale a pena

Como Cinquenta tons de cinza nos trouxe liberdade

Como Cinquenta tons de cinza nos trouxe liberdade

Momento nostalgia: livros e filmes que marcaram a infância da nossa equipe

Momento nostalgia: livros e filmes que marcaram a infância da nossa equipe

Uma história sobre passado, presente, futuro e as coisas que viajam no tempo

Uma história sobre passado, presente, futuro e as coisas que viajam no tempo

Comentários

16 Respostas para “Por que Cinquenta Tons de Liberdade é o melhor filme da trilogia?

  1. Meu coração doeeuu agooraa, presciso ir ver esse final épico que tanto espero 😍💗

  2. Todos os tres filmes tem sua belexs, mas na minha opinao esse realmente foi o melhor. O resumo do livro foi bem feito e filme ficou espetacular.Agora a duvida que não quer calar, ela vai publicar o livro 3 na versao do Sr. Grey ?

  3. Adorei tb mais achei corrido e que tinha cenas que precisavam ter, e cenas que estavam no trailers não aparecem….ansiosa pela versão estendida do DVD.

  4. Amei também essa trilogia, quero muito um Cinquenta Tons de Liberdade parte 2. A cena final da família feliz e a Anastasia grávida pede uma continuação !!! Abraços Nina Lima Ribeiro

  5. Amei o filme apesar de achar o livro melhor mais eu entendo que o livro tem mais detalhes adorei o final mas tbm acho que deveria ter passado algumas cenas que foram cortados do filme que passou no trailer mas mesmo assim foi o melhor dos três já estou com saudades e claro espero que tenha mas um Sr Grey Sra Grey foi o melhor romance tanto no livra quanto no filme ❤❤

  6. Aí… Já vi 3 vezes. O filme é ótimo lindo tudo que fala aqui, mas ele vem junto de um vazio imenso… Queria uma série da família grey…

  7. Não que o filme seja o melhor, ele é menos pior que os outros.

  8. Sem sombra de dúvidas esse foi o melhor filme da trilogia!
    Vi mtos detalhes do livro no filme, os outros pecaram um pouco.
    Estou me sentindo órfã de filme e livro!! Quero mais Grey!!

  9. O filme fechou com chave de ouro… Concordo plenamente com tudo o que vc relatou…Lindo!!!

  10. Eu adorei todos queria que continuasse adoro e foi muito lindo o cinquenta tons de liberdade podia ter mais

  11. Ana deu um salto no visual….mas Ana foi madura desde o primeiro filme…a Ana dos filmes é muito melhor da Ana dos livros….a Ana dos livros era meu birrenta, mimada…e Ana dos filmes, forte, ponderada e resilente…como a própria Dakota falou…agora a atriz…deu um salto de interpretação do terceiro filme…e o mesmo não foi feito pelo Jamie…que me perdoem as fãs….rs…mas achei ele travado demais, e em algumas cenas ele parecia desconfortável..já Dakota, super a vontade…mas enfim,,,,sou super fã dos filmes e livros

  12. A Ana amadureceu tanto que no livro Christian dá uma empresa pra ela cr, uma EMPRESA. E pelo epílogo ela cuida super bem da empresa sem deixar suas obrigações como mãe (e grávida) e a parte que gosta de umas pequenas brincadeiras com o Sr. Grey.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *