Artigos

Clube de leitura: Como eu era antes, de Jojo Moyes

10 / maio / 2016

Por Bruno Leite*

tumblr_o3fyc3FbYQ1vn5pezo1_500

Hey, pessoas, vocês já ouviram falar na lei da atração? Depois do nosso clube de leitura sobre Um mais um, joguei para o universo que gostaria de ler mais livros da Jojo Moyes. O universo me ouviu e aqui estou eu de novo para falar sobre Como eu era antes de você. Li, gostei e tenho ainda mais certeza de que quero ler mais obras da autora. Vamos ver como o universo responde dessa vez.

Como eu era antes de você começa com uma boa reflexão para aqueles momentos em que pensamos “mas que diabo estou fazendo da minha vida?!”. Moyes nos apresenta Lou, uma moça insegura, em um relacionamento que anda mais para trás do que para a frente, e com um medo danado de sair da sua cidadezinha do interior e de se arriscar. Quantas vezes vocês já se sentiram assim, num estado de completa inércia, como se em algum momento simplesmente tivessem perdido o controle da vida e agora seguissem no piloto automático?

blogE quem nunca teve medo de se arriscar, não é mesmo? Talvez, uma das partes mais inspiradoras do livro — que é repleto de mensagens encorajadoras — seja quando Lou reflete sobre como sua vida deveria ser diferente: ela poderia aceitar os reveses da vida como uma oportunidade para dar aquele famoso up! E vocês? Quando confrontados com a realidade de um relacionamento capenga ou problemas no emprego, por exemplo, conseguem ser resilientes e manter a convicção de que tempos melhores virão ou, como eu, surtam-um-pouquinho-chorando-pelos-cantos-de-moletom-com-um-pote-de-sorvete-na-mão-enquanto-escutam-Adele?

Na outra ponta, Will, o segundo protagonista da história, é o extremo oposto de Lou. É jovem, descoladão, saudável (leia-se malhado), bem-sucedido e de família rica. Gosta de viajar e de aproveitar a vida. Uma monotonia, não é mesmo? Quando Will sofre um acidente e fica tetraplégico, aquela pessoa outrora ativa e viajante se transforma em alguém que precisa de cuidados permanentes. Por sua vez, Lou perde o emprego e, como ajuda a sustentar a família (#nãotáfacilpraninguém), precisa arranjar uma fonte de renda. E é assim que ela vira cuidadora do Will. <3

Muito bem. Vocês, caros leitores, já devem ter imaginado: eles vão se apaixonar, ser felizes para sempre, morar em um castelo acima das nuvens e visitar periodicamente os respectivos sogros, certo? Só que não. O que vemos durante a leitura de Como eu era antes de você é que a convivência entre os dois faz Lou mudar completamente. Will, ali, imóvel, conduz Lou a repensar toda a sua vida, desabafar e perder muitos medos. Ou seja, antes de qualquer coisa, eles viram confidentes. E vocês? Têm algum amigo que seja seu confidente e te ajude a refletir sobre a vida?

Esse processo de mudança da Lou nos mostra que, apesar de tudo o que aconteceu com Will, ela também tem um trauma que precisa superar, colocar “para fora”. E, para mim, o que fica é que quando temos coragem de mudar nossa vida conseguimos alcançar coisas que antes julgávamos impossíveis ou indizíveis.

E aí, o que acharam? Nessa quinta, também conhecida como 12 de maio, nos reuniremos mais uma vez no auditório da Livraria Cultura ali no Shopping Bourbon, em São Paulo — vocês sabem, aquele ao lado do Allianz Parque — às 19h30 para discutirmos sobre esse livro maravilhoso antes de vermos o filme. Para se inscrever, é só mandar nome e telefone para renato.costa@livrariacultura.com.br (juramos que não é pra repassar corrente no whats).

Bruno Leite é estudante de Letras, trabalha há oito anos no mercado editorial e é colaborador no blog O Espanador.

Leia mais Artigos

Você é #JojoLover?

Você é #JojoLover?

Trecho de Depois de você

Trecho de Depois de você

Mas… você se dá bem com eles? Uma reflexão sobre a madrastidade

Mas… você se dá bem com eles? Uma reflexão sobre a madrastidade

Kim Jiyoung: uma mulher que é várias outras

Kim Jiyoung: uma mulher que é várias outras

Comentários

6 Respostas para “Clube de leitura: Como eu era antes, de Jojo Moyes

  1. Como faço para publicar um livro na intrínseca?

  2. Iniciei a Leitura ontem e confesso que estou completamente apaixonada, resenhas como essa bem escritas me dispertam a vontade de ler!

  3. Bruno, foi lindo o clube, bem que poderiam postar uma foto de lá 😀 ótima resenha!

  4. Oi, Tamiris! Postamos uma foto do Clube no Instagram da Intrínseca. 😉

  5. Espero que dê continuidade Lou Clark precisa de um final feliz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *