Notícias

Uma semana sobre Simon

26 / abril / 2016

Até a próxima sexta-feira, 29, nossos parceiros têm um desafio: mostrar todos os detalhes do nosso novo xodó, o romance apaixonante Simon vs. a agenda Homo Sapiens, de Becky Albertalli.

Foto_simon

 

Dia 1: As mensagens entre Simon & Blue

Para entender por que a blogosfera está suspirando pelo livro, a primeira etapa desse desafio é dedicada às trocas de e-mail anônimas entre Simon (que usa o pseudônimo Jacques) e o misterioso Blue. Mas o que há de tão especial em simples trocas de mensagens? A resposta, para o Livroterapias, “é bastante simples: a possibilidade de ser exatamente quem somos.”

Aos 16 anos, sair do armário para amigos e familiares não é uma das prioridades de Simon. A única pessoa com quem ele se sente confortável para refletir sobre sua sexualidade é Blue, colega de escola que Simon conheceu em um Tumblr, embora não faça a menor ideia de quem o garoto seja.

ASSUNTO: Re: quando você soube
Não sei bem como foi comigo. Foram várias coisinhas. Por exemplo, um sonho estranho que tive com Daniel Radcliffe. E a obsessão que eu tinha pelo Passion Pit no fundamental, que depois percebi que não era bem por causa da música. (trecho do romance selecionado pelo Mais que Livros)

Mas o conteúdo dos e-mails vai além da preocupação dos dois sobre a aceitação de sua orientação sexual. Eles têm conversas engraçadíssimas sobre música e opções alimentares saudáveis e, obviamente, indispensáveis, como Oreo.

oreo gif

(via De Tudo um pouquinho)

Ao longo da trama, é impossível “não ficar ansioso e com muitas expectativas sobre quem seria Blue. Rola até certa identificação, mesmo que você não se corresponda virtualmente com alguém sem saber exatamente a verdadeira identidade da pessoa. Quem nunca teve aquele crush virtual, que podia até mesmo ser de outra cidade muito distante, com quem trocava juras de amor nas redes sociais?! [Poesia Destilada]

As garotas do Versificados explicam por que essa conexão com o livro é tão grande: os personagens de Becky Albertalli são muito realistas. E o Livros & Fuxicos afirma que é fácil sentir que eles poderiam ser, sim, nossos amigos e ainda lista 5 razões para ler o romance:

Confira todos os posts na íntegra:
Livroterapias | Livros & Fuxicos | Mais que livros | A fábrica diversão e arte | Poesia destilada | Versificados | De tudo um pouquinho | Icebook Cream

Dia 2: Quebra de padrões

Simon_Facebook_parte2

Agora que vocês já conhecem os protagonistas dessa história, nossos parceiros mostram como o romance de Becky Albertalli discute vários padrões sociais:

Simon vs. a agenda Homo Sapiens é um livro que fala sobre opção sexual — desconstruindo um padrão socialmente estabelecido — mas também de amizade, lealdade, carinho, relações familiares, valores e muitos outros aspectos que estão presentes em nossas vidas. (Livroterapias) Sempre de maneira leve, direta e realista, como lembra o Versificados.

Becky Albertalli é psicóloga, o que lhe proporcionou o privilégio de trabalhar com muitos adolescentes inteligentes, estranhos e irresistíveis, e por sete anos foi orientadora de um grupo de apoio em Washington para crianças com não conformidade de gênero, ressalta o Claquete Literária. Em vídeo, o Who’s Geek conta mais sobre a autora norte-americana e como a experiência adquirida em pelo seu trabalho pode ser percebida no livro.

Confira todos os posts na íntegra:
Claquete Literária | Livroterapias | Versificados | Who’s Geek

Dia 3: A importância da família

DSC04912

Foto por Mais que livros

Para quem já leu o livro ou está acompanhando a semana especial, já sabe que Simon está enfrentando uma difícil situação em sua vida. Ele é gay e precisa sair do armário! Mas por que Simon precisa expor sua orientação sexual e jovens héteros não precisam fazê-lo? E como ele conseguirá se abrir para a família e o mundo sem sofrer algum tipo de preconceito? Esse é exatamente o problema que Simon e muitos jovens no mundo enfrentam todos os dias, a falta de aceitação por não estar dentro dos padrões esperados.

Mesmo com uma família fora dos padrões religiosos e tradicionais a que estamos acostumados na literatura, para Simon expor sua condição não é nada fácil por muitos motivos. (Trecho do blog Mais que livros )

“Em Simon é um pouco diferente. A família tem um papel muito importante para ele, ainda mais porque Simon guarda um segredo de todos. Eles interagem com frequência ao longo do livro, brincam juntos, comem juntos, tem atividades normais de uma família. Ainda assim, por mais que aparentemente o relacionamento entre todos seja agradável, pai, mãe e as duas irmãs de Simon também podem ter suas próprias vidas e segredos. O que torna o convívio entre eles ainda mais plausível e crível.”, como aponta o blog Parafraseando livros.

Confira os posts na íntegra:
Mais que livros | Parafraseando livros

Dia 4: As amizades de Simon

O blog Mais que livros descreve um pouco do grupo de amigos de Simon: “Nesse grupo conhecemos Nick, que é amigo de Simon quase a vida toda, Leah que compartilha uma amizade de seis anos com nosso protagonista e Abby, a garota nova que chegou apenas a seis meses e já conquistou a amizade e confiança de Simon. Inclusive é por conta do interesse de Martin por Abby que Simon começa a sofrer as chantagens de ter suas conversas com Blue expostas para o colégio inteiro.”

“O personagem construído por Becky Albertally realmente é muito sortudo por estar rodeado de pessoas incríveis, mesmo rolando ‘ciuminho’ entre o triângulo-não-amoroso formado pelo casal de amigos que gostam de pessoas diferentes, costumo me referir a ‘chumbo trocado'” (…) (Trecho do blog Tédio Social)

Confira os posts na íntegra:
Mais que livros | Tédio Social

Tags , , .

Leia mais Notícias

Manual prático de formação de super-heróis

Manual prático de formação de super-heróis

As mudanças e canções de Simon

As mudanças e canções de Simon

Como as empresas de tecnologia estão ameaçando a democracia e o futuro da humanidade

Como as empresas de tecnologia estão ameaçando a democracia e o futuro da humanidade

O centenário de Patricia Highsmith e a revolução do thriller

O centenário de Patricia Highsmith e a revolução do thriller

Comentários

4 Respostas para “Uma semana sobre Simon

  1. Esse livro é simplesmente incrível. Rolou muita identificação. E foi uma das resenhas que eu mais gostei de fazer.
    Obrigado, Intrínseca, por terem trazido esse livro pra gente <3

  2. Ficamos muito felizes com sua mensagem, Monalise! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *