Clóvis Bulcão

O Natal dos milionários

28 / dezembro / 2015

Apesar de o Natal ser uma festa que preconiza a paz e o entendimento entre os homens de boa vontade, a forma como as famílias o celebram não é uniforme. Doravante, como biógrafo, procurarei sempre me lembrar de perguntar como o biografado festeja essa data, pois a resposta revelará, com certeza, detalhes sutis de seu estilo de vida.

A família Guinle sempre foi muito festeira. Ao longo da pesquisa que empreendi para contar sua saga, levantei informações sobre como eles organizavam casamentos, batizados, aniversários e Natal. Curiosamente, não achei uma única palavra a respeito do Ano-Novo.

É normal pensar que em uma família de milionários, como era o caso dos Guinle, as reuniões natalinas são fartas. Segundo os diversos testemunhos que colhi, de fato elas eram. Algumas fontes chegaram a relatar que, em criança, ganhavam pilhas de presentes. E sublinharam o tamanho das pilhas: “do meu tamanho”, “mais alta que minha cama” etc.

Surpreendente, portanto, foi saber que, mesmo tratando-se de um clã muito católico, a festa de Natal não tinha força suficiente para unir os familiares em uma única celebração e há quem narre que eles se dividiam em dois endereços. O mais interessante é que a separação tinha como pano de fundo justamente a religião.

Arnaldo Guinle, que vivia com a francesa Madeleine na praia do Flamengo, não era oficialmente casado. Sendo assim, não podia frequentar a casa da irmã Celina, católica praticante que morava no casarão da rua São Clemente, considerado ponto de encontro dos Guinle. Por isso o Natal era celebrado nos dois endereços.

Donde se conclui que, mesmo ricos e supostamente realizados em diversos quesitos, na celebração de Natal a família Guinle se mostrava igual às demais — com dissensões e dificuldades de relacionamento entre irmãos e cunhados.

Portanto, caro leitor, é o caso de mais uma vez se constatar que, nem de longe, muito dinheiro e pilhas de presentes são garantias de um Natal harmônico e agradável.

Boas festas e feliz 2016!

Tags , , , .

Leia mais Clóvis Bulcão

Os Guinle e o samba-canção

Os Guinle e o samba-canção

Os Guinle e o Teatro Tablado II

Os Guinle e o Teatro Tablado II

Arnaldo Guinle e as arenas do futebol brasileiro

Arnaldo Guinle e as arenas do futebol brasileiro

Zózimo e a história do Rio

Zózimo e a história do Rio

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *