Notícias

Ele está de volta a Berlim [atualizado]

9 / dezembro / 2015

Em um dia de verão de 2011, uma pessoa acorda confusa em um terreno baldio de Berlim: Adolf Hitler. O partido nazista não existe mais, e a guerra acabou. Sua amada pátria está radicalmente diferente: repleta de imigrantes e governada por uma mulher.

No mundo moderno, ele se torna um campeão de audiência no YouTube e acaba ganhando um programa de televisão. Enquanto o público acredita se tratar de um imitador que se recusa a sair do personagem, Hitler tenta provar que é quem diz ser.

A inusitada história do ditador nazista que ressurge nos dias atuais é o foco do ácido e irônico Ele está de volta, romance de estreia de Timur Vermes que se tornou um sucesso imediato na Alemanha. O livro deu origem a um filme que, ao estilo de sucessos como Borat, mostra o povo da cidade atônito com a presença de Hitler nas ruas de Berlim. Confira algumas cenas (em alemão, com legendas em inglês):


O filme, que estreou em 8 de outubro na Alemanha, será disponibilizado pela Netflix a partir do dia 9 de abril.

link-externoLeia um trecho de Ele está de volta

Tags , , , , , , .

Leia mais Notícias

O quebra-cabeça literário de J.J. Abrams

O quebra-cabeça literário de J.J. Abrams

Intrínseca na Comic Con Experience [atualizado]

Intrínseca na Comic Con Experience [atualizado]

Novo livro de contos do criador de “True Detective” chega às livrarias em abril

Novo livro de contos do criador de “True Detective” chega às livrarias em abril

It’s Okay to Not be Okay indicado a cinco prêmios

It’s Okay to Not be Okay indicado a cinco prêmios

Comentários

3 Respostas para “Ele está de volta a Berlim [atualizado]

  1. Ótimo livro, provavelmente será um ótimo filme. A minha única pergunta é: como o original é em alemão e a Intrínsica foi responsável pela tradução para o português, não seria uma boa ideia dar crédito ao tradutor? Afinal, o que seria dessa obra no Brasil se ela permanecesse em alemão?
    #cadeotradutor por favor, divulgue o #nomedotradutor

  2. Oi, Lídio! Tudo certo? O tradutor desse livro é Peterso Rissati. 😉

  3. Oi, tudo certo. Obrigado pela resposta, mas talvez eu não tenha me feito claro. Eu já sabia o nome do tradutor, mas o que eu realmente quis dizer é que informar o nome do tradutor para todos nas publicações e divulgações é (ou deveria ser) tão importante quanto divulgar o nome do autor, o ano de publicação, a editora, o preço…
    Gostaria de pedir que isso fosse levado em conta das próximas vezes. Como disse antes, as obras chegam ao conhecimento do grande público através desses tradutores profissionais, que merecem crédito e reconhecimento.
    Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *