Notícias

A tribo escondida por trás dos luxuosos prédios de Nova York

14 / dezembro / 2015

Wednesday Martin Primates of Park Avenue New York upper east side

Wednesday Martin tinha um desejo comum a muitos pais: criar o filho num ambiente seguro e propiciar uma boa educação para ele. Mas a busca por uma escola de qualidade em Nova York não foi uma tarefa fácil e levou a escritora para o Upper East Side, a região mais rica da cidade.

A mudança para o cobiçado endereço de Manhattan trouxe muitas surpresas para Wednesday. Mãe de primeira viagem e nova na área, ela teve que se adaptar a uma vizinhança de famílias poderosas com hábitos e rotinas muito diferentes daqueles aos quais estava acostumada. Muito mais do que encontrar um apartamento e uma boa escola, a ida para o bairro nobre significou a descoberta de um mundo totalmente desconhecido para a autora.

O Upper East Side era tudo aquilo que se via em filmes e séries de TV, mas com um agravante: o luxo por trás dos prédios escondia uma tribo de mães megarricas, obsessivas com a aparência e motivadas por ambições altíssimas. Ao conhecer esse ambiente em que ter uma cobertura e uma babá à disposição era algo banal, Wednesday se viu isolada e perdida.

odd-mom-out-season-1-101-03

Fazer amizades e conversar com os novos vizinhos parecia ser uma missão quase impossível. Apesar de estar em uma área onde tudo é sofisticado e distante da realidade de muita gente, a escritora percebeu que esse grupo de mulheres tinha muita coisa em comum com ela: o glamour ostentado em bolsas de grife e salto alto não as livrava da pressão de serem boas mães. A maternidade se mostrava ainda mais cruel em Nova York.

A obrigação de estarem perfeitas e de serem sempre 100% dedicadas aos filhos gerava muito mais que ansiedade. Fofocas, intrigas, depressão e vícios eram alguns dos problemas que vinham acompanhados do peso de serem as principais responsáveis pela criação dos filhos.

untitledE foi a partir dessa dificuldade de se integrar e da curiosidade despertada por comportamentos tão inusitados que Wednesday resolveu escrever Primatas da Park Avenue, livro que traz suas percepções sobre a experiência nesse cenário. Com olhar crítico e usando os seus conhecimentos em antropologia, ela passou a observar os rituais de acasalamento, os ritos sagrados e o comportamento das mães na saída da escola.

Os cumprimentos não retribuídos, a superficialidade das relações, os carrões com motoristas e as bolsas caríssimas exibidas como trunfo pelas mulheres são algumas das questões abordadas no livro. A autora também revela as relações de poder nos casamentos, em que os maridos pagam bônus para as esposas que se comportam bem. Entretanto, a principal descoberta de Wednesday veio a partir da tragédia, quando se viu obrigada a aceitar a ajuda das mulheres que antes encarava como fúteis e agressivas. Foi só em meio à dor que lhe foram revelados os laços profundos de amizade que unem todas as mulheres.

link-externo

Leia um trecho do livro

Com uma narrativa curiosa e cheia de ironia, Wednesday traz à tona comportamentos e questões que assolam o universo feminino. A insegurança e o medo de não ser uma boa mãe, a amizade e os desejos de consumo mostram que, apesar das diferenças, a tribo do Upper East Side não é tão distante assim das outras mulheres.

Leia mais Notícias

Sessão de autógrafos de Cansei de ser gato em São Paulo

Sessão de autógrafos de Cansei de ser gato em São Paulo

Sessão de autógrafos de Não se iluda, não em Fortaleza

Sessão de autógrafos de Não se iluda, não em Fortaleza

Malorie, sequência de Caixa de pássaros, ganhará filme da Netflix

Malorie, sequência de Caixa de pássaros, ganhará filme da Netflix

Livro de estreia de Kurt Vonnegut ganha nova edição

Livro de estreia de Kurt Vonnegut ganha nova edição

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *