Bastidores

Pare de sentir culpa: a mulher perfeita não existe

20 / agosto / 2015

Por Vanessa Mello*


vaca

“Dez passos para perder aquela gordurinha localizada” ou “cinco dicas para estar linda em qualquer situação”. Quantas vezes já nos deparamos com chamadas como essas em revistas femininas? Quantas vezes já nos sentimos mal por estar fora do padrão estético imposto pela sociedade? A busca infinita para ser a “mulher ideal” traz sérios problemas e só causa frustração.

Em defesa das mulheres de verdade — sem retoques de Photoshop —, as irmãs gêmeas Anne-Sophie Marie-Aldine Girard decidiram escrever um livro para falar do assunto. E foi essa descrição que chamou a minha atenção na reunião que fazemos na editora para discutir os lançamentos do mês.

Decidi ler o livro porque fiquei curiosa com o título. No primeiro momento, parecia ofensivo. Porém eu estava disposta a entender como as autoras poderiam falar de um tema tão sério com ironia. Já perdi a conta de quantas vezes estive em uma mesa de bar com as minhas amigas e ouvi: “Preciso perder uns cinco quilos.” Para não ser hipócrita, assumo que também já falei (e falo) que eu deveria perder peso para me sentir melhor.

Capa_mulherperfeitavaca_300dpiMas é cansativo viver assim. Ter um corpo maravilhoso, resistir aos doces, estar sempre arrumada e lutar o tempo inteiro para ser perfeita só nos deixa… chatas! Nunca seremos como as modelos ou como as blogueiras do Instagram que acordam às 5h para “treinar”. Eu, por exemplo, não tenho a menor vocação. Sou baixinha, como chocolate todos os dias, pago os maiores micos, nunca faço as unhas e ainda não sei me equilibrar em sapatos de salto.

E por que eu teria que saber? Com muito bom humor, as autoras mostram que eu sou normal, e isso é incrível! Elas apresentam situações com que qualquer garota pode se identificar. Quem nunca inventou uma desculpa para ficar em casa assistindo ao reality show preferido? Quem nunca disse que ia começar a academia na segunda-feira, desistiu e ficou tudo bem depois?

Com testes, listas e frases engraçadíssimas (e algumas impublicáveis aqui), as gêmeas nos lembram de como é importante aceitar nossas bizarrices e celulites. E o principal: ensinam a se divertir, sem medo, porque a mulher perfeita não existe. Ela é uma vaca.

Confira as listas:
Lista de músicas vergonhosas, mas que amamos mesmo assim
Como saber se você tem uma vida de merda


Vanessa Mello
é assistente de mídias sociais no departamento de Marketing. Ama Nutella, praia, histórias emocionantes e viagens. E só quer continuar sendo uma mulher normal quando crescer!

Leia mais Bastidores

A calça jeans teste

A calça jeans teste

Lista de músicas vergonhosas, mas que amamos mesmo assim

Lista de músicas vergonhosas, mas que amamos mesmo assim

Você vai devorar esse livro (e esse livro vai devorar você)

Você vai devorar esse livro (e esse livro vai devorar você)

O que esperar de Mister, o novo protagonista de E L James

O que esperar de Mister, o novo protagonista de E L James

Comentários

15 Respostas para “Pare de sentir culpa: a mulher perfeita não existe

  1. To quase achando qie encontrei minha alma gemea kkkk concordo com vc , não sou e nem tenho saco pra gente bitolada com dieta academia e aparência (confesso q adoraria diminuir o número da balança) e não sei andar de salto 10 (nem 9 sendo honesta novamente) . Amoo chocolate musica e ler. E quero ser feloz e ponto (e óbvio ler esse livro kkkk) obrigada pelo texto e honestidade. Bj

  2. Um dos livros mais engraçados que já li. Comecei ontem e já estou terminando!!!

  3. Vou comprar para mim, e alguns para dar de presente , pois está impossível viver assim. Trabalhar fora, cuidar da casa, dos filhos, e ainda ter corpo, pele e cabelos perfeitos, estar impecável e estar por dentro de tudo…. Quero o simples , por favor !!!!

  4. Cada um com a sua vida … a pessoa deve se sentir bem. Agora convenhamos quem nas gosta de uma pessoa que se cuida. E a saúde. E a pele. E a velhice. Antes se cuidar agora do que depois.

  5. Preciso desse livro!
    E esse texto que maravilhoso, parabéns Vanessa! Sou magra e alta, porém nunca achei que esse era atributo de ser perfeita, quando em idade escolar sofri bullying por atender esse requisito de beleza, hoje não ligo por que mulher “modelo” não existem, ou melhor não vivem, sobrevivem em prol de um corpo, eu quero mesmo é ser feliz, independente de forma física.

  6. Bom hoje por coincidência eu vi esse livro e depois vi a publicação e achei incrível me deu a maior vontade ainda de ler

  7. perfeição não é tudo!atitude sim!

  8. “Sou baixinha, como chocolate todos os dias, pago os maiores micos, nunca faço as unhas e ainda não sei me equilibrar em sapatos de salto.”
    Perai! Você sou eu????
    Enfim, agora estou louca e quero ler esse livro, tão bem recomendado é sobre um assunto que interessa todas nós!

  9. A mulher que se cuida e acorda às 5h para treinar, evita comer doces e faz as unhas toda semana, não é uma chata. Muito menos uma vaca. É simplesmente uma mulher que se cuida. Cansada dessa mania de criticar as mulheres. Se se cuida, é uma vaca. Se não cuida é uma vaca desleixada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *